Posição definida

0

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), declarou ontem, em entrevista a uma emissora de rádio, que só deixará a Prefeitura, dentro de mais 16 meses, para ser candidato a governador. É uma coisa pensada e decidida. No encontro que teve com prefeitos do bloco que o apóia, Déda sugeriu duas opções, citando também a possibilidade do Senado Federal. Mas agora não: só disputará o Governo e pronto. Assim, a quase dois anos da disputa, já se tem três nomes para governador: João Alves Filho (PFL), que vai buscar a reeleição; senador José Almeida Lima, que entrou no PSDB com esse compromisso; e o prefeito Marcelo Déda, que só depois de reeleito praticamente confirma a disputa pelo Palácio dos Despachos nas eleições de 2006.

 

Com essa perspectiva, 2005 será o ano de grande volume de obras e conquistas. Marcelo Déda vai trabalhar intensamente em Aracaju para manter ou melhorar sua posição e passar dois anos sem mandato, apenas fazendo política, talvez já em campanha. Várias obras já estão sendo anunciadas por ele para 2005, como o Hospital de Pronto Socorro da Zona Norte. O governador João Alves Filho considera que reestruturou o Estado administrativamente, iniciou uma série de obras e projetou um crescimento para Sergipe em todos os segmentos, com um trabalho voltado para a agricultura, indústria, geração de empregos, saúde, assistência social e turismo, cujos resultados vão aparecer no decorrer de 2005 e até meados de 2006. Também já anunciou que é candidato à reeleição e que vai passar por um bem montado projeto de marketing, além de reiniciar suas atividades políticas, suspensas nesses primeiros dois anos de mandato.

 

O senador José Almeida Lima (PSDB) não tem projetos a executar, mas tem um bom trabalho realizado durante os 28 meses que passou à frente da Prefeitura de Aracaju. Sem dúvida deixou a sua marca de bom administrador. Está decidido a disputar o Governo do Estado e vai iniciar sua campanha rumo ao Palácio dos Despachos no início deste ano. O objetivo de Almeida Lima é formar um grupo coeso em torno do seu nome, indo buscar os descontentes de ambos os lados, principalmente aqueles que acreditaram nas mudanças prometidas pelo Partido dos Trabalhadores, mas que estão decepcionados com o programa desenvolvido pelo presidente Lula e que, no entender do pessoal que o acompanha, trará reflexos para o prefeito Marcelo Déda. Evidente que o senador Almeida Lima não estará mais integrado ao projeto do governador João Alves, porque vai buscar caminhos contrários aos dele.

 

Durante a entrevista, o prefeito Déda confessou uma preferência que pode provocar dor de cabeça dentro da estrutura de oposição: seu candidato a senador é o presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra (PT). Tentou amenizar: “mas isso não quer dizer que seja a vontade do bloco oposicionista”. O deputado federal Heleno Silva (PL) praticamente fechou questão em relação à sua candidatura ao Senado Federal e não esconde que o Partido Liberal caminhará exatamente nessa direção e pode se aliar a quem abrir essa perspectiva. Um assessor político do prefeito disse que sobra a candidatura de vice-governador. Mas ela não interessa ao PL, entretanto serve para realizar o sonho do ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB). Evidente que as lideranças políticas da oposição não recusam uma vontade do atual prefeito e, nesse caso, Eduardo Dutra já pode trabalhar para retornar ao Congresso Nacional, se isso for mais importante do que a Presidência da Petrobras, cargo que ele pode perder se Lula da Silva não for reeleito.

 

Caso esse quadro persista, será muito difícil o pastor Heleno retroagir da posição de disputar o Senado, porque isso já foi conversado com as lideranças do bloco e ele não abre mão. A candidatura ao Senado, já esboçada a preferência por Dutra, pode ser um ponto de discórdia que provoque uma baixa nas oposições, porque o deputado Heleno Silva não recusará apoiar outra candidatura ao governo do Estado, desde que seu partido esteja na chapa majoritária e não sirva apenas para votar em quem o PT indicar…

 

BOSCO
O deputado Bosco Costa (PSDB) negou, ontem, a informação de que ele teria procurado a direção do PDT, para filiar-se ao partido: “sequer conheço seu presidente nacional” disse.
Bosco considerou a notícia inverídica e acrescentou que em momento algum está preocupado com partido.

 

ENCONTRO
Revelou que, na semana passada, se encontrou com o deputado Luiz Piauhilino e foi informado que o PDT estava conversando com deputados federais para integrar a legenda.
No gabinete de Piauhilino, que é segundo vice-presidente da Câmara, Bosco foi convidado a ingressar no PDT, mas disse que “estou no PSDB, onde vou permanecer”.

 

PARTIDOS
Bosco Costa considera que os “Ps” do Brasil são todos absolutamente iguais, com pessoas diferentes. Mas não mudam nada.
Admitiu que seria antiético ser presidente regional de um partido e ir conversar com o comando nacional de outra legenda.

 

VALADARES
Dentro do bloco de oposição, algumas lideranças importantes admitem que o senador Valadares (PSB) seria o melhor nome para o Governo do Estado.
Acham que o prefeito Marcelo Déda deveria disputar o Senado Federal. Valadares retornou ontem de viagem à Europa, em missão parlamentar.

 

FABIANO
Fabiano Oliveira, acompanhado do pai, Augusto Celestino, esteve com o secretário José Alves e fez um convite pessoal ao governador João Alves Filho para que ele participe do Pré-Caju.
Fabiano Oliveira disse que a festa é apolítica e garantiu que todos os trios vão falar o nome do governador João Alves quando passar na avenida.

 

REUNIÃO
O deputado Fabiano Oliveira (PTB) vai propor às lideranças do bloco de oposição que seja realizada uma reunião mensal para manter a unidade da coligação.
Ele acha que dentro de um encontro mensal serão evitados problemas, como o que vem acontecendo com segmentos do interior.

 

CÂMARA
Até o momento apenas dois candidatos trabalham pela presidência da Câmara Municipal: Sérgio Góes (PL) e Zeca da Silva (PSB).
Na Câmara, alguns vereadores acham que Zeca tem mais chance, porque contará com os votos do grupo vinculado ao governador João Alves Filho.

 

POLARIZAÇÃO
Até o momento o prefeito Marcelo Déda ainda não se manifestou e, se houver a polarização, ele deve deixar que haja a disputa. É que os vereadores Emanuel Nascimento e Conceição Vieira (PT) também querem a presidência e se Déda optar por um dos dois, pode perder o apoio de Zeca e Sérgio.

 

POSSE
O economista Sérgio Fontes assumiu, ontem, a Secretaria do Planejamento, em lugar de Antônio Carlos Borges. Um detalhe: Borges não compareceu à solenidade de posse, ontem, no Palácio dos Despachos. Sinal de que não saiu satisfeito.

 

ASSEMBLÉIA
O nome do deputado Antônio Passos (PFL) está muito bem para a reeleição como presidente da Assembléia Legislativa. É tida como certa.
A disputa será mesmo pela primeira secretaria. Estão no páreo o atual secretário, Marcos Franco (PMDB) e os deputados Venâncio Fonseca (PP) e Susana Azevedo (PPS).


MUDANÇAS

São fortes os comentários, dentro de setores do Governo, que haverá nova mudança na Secretaria da Educação. Para lá iria o deputado federal Mendonça Prado (PFL). Outra mudança que vai provocar muitas especulações seria a do secretário da Saúde, Eduardo Amorim, que já é comentário em todos os segmentos políticos.

 

MINISTÉRIO
O Ministério Público terá que se mobilizar muito, a partir de janeiro, para denunciar prefeitos que infringiram a Lei de Responsabilidade Fiscal.
Uma boa parte deles está deixando salários atrasados e não conseguiu pagar a muitos fornecedores. A situação é difícil.

 

ANÚNCIO
O prefeito Marcelo Déda (PT) anuncia hoje o secretariado. A maioria se mantém nas devidas pastas, faltando apenas definir Ação Social e Educação.
A Funcaju, que estava em dúvida, será ocupada por Francisco Santos (Chico Buchinho). As grandes mudanças ocorrerão no segundo escalão.

 

DETALHE
Um detalhe importante: o secretário da Educação não terá vínculos políticos nem com a deputada Ana Lúcia, nem com o deputado Francisco Gualberto.
Já está certo, também, que Marcelo Déda não convocará nenhum vereador para ocupar cargos administrativos.

 

NOTAS

 

SERTÃO
O deputado estadual Mardoqueu Bodano (PL) reuniu-se com o prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, e a prefeita eleita Iziane, para tratar da falta d”água na região, que a cada dia fica mais escassa. Bodano, com recursos próprios, conseguiu levar água encanada para os morados do povoado Serra da Guia.
O parlamentar aplicou o dinheiro recebido na convocação extraordinária da Assembléia na compra de cestas básicas, roupas e brinquedos para as famílias pobres do alto sertão, que têm pouca assistência do Governo.

 

VEREADORES
A vice-presidente do STF, ministra Ellen Gracie, no exercício da presidência, negou seguimento ao Mandado de Segurança impetrado pelo PFL e outros partidos contra resoluções do TSE, que reduziram o número de vereadores previstos na Lei Orgânica do Município de Taquarituba (SP).
Os partidos políticos afirmam que as resoluções violam a competência do Congresso Nacional para legislar sobre o número de deputados componentes da Câmara dos Deputados, expressa no artigo 45, parágrafo 1º da Constituição Federal.

 

RENÚNCIA
A deputada Maria Mendonça (PSDB) já renunciou ao mandato para assumir, dia primeiro de janeiro, a Prefeitura de Itabaiana. Maria exerceu o mandato pelo período de dez anos, sempre marcando presença em todas as sessões. Participou das discussões e fez um trabalho de alto nível na Assembléia Legislativa.
O primeiro suplente Jorge Araújo (PSDB) assume o seu lugar e tem até o dia 27 de janeiro para tomar posse. Entretanto, o novo titular já está pronto para retornar à Assembléia e hoje pela manhã acontece a sua posse.

 

É FOGO

 

O deputado federal José Carlos Machado (PFL) concedeu longa entrevista à TV Câmara, segunda-feira, sobre a transposição do rio São Francisco.

José Carlos Machado criticou a transposição e lamentou que o Governo tenha reservado R$ 1 bilhão para levar o rio para outros Estados e apenas R$ 90 milhões para a revitalização.

A presidência da Câmara Municipal vem sendo discutida em reuniões de vereadores. Caso Sergio Góes não dispute a reeleição, apoiará Zeca da Silva.

Alguns deputados estaduais viajaram para a Europa na segunda-feira, aproveitando o recesso parlamentar.

O Diretório Regional do PMDB vai se reunir em janeiro para tomar algumas posições no Estado. Na pauta a independência partidária…

O deputado federal João Fontes está trabalhando para manter o PDT sob seu comando. Está conversando muito com os fundadores do partido.

João Fontes agiu rápido quando foi informado que o deputado Bosco Costa teve uma conversa com a Direção Nacional do PDT.

Lojas e supermercados de Aracaju estão comemorando os lucros das vendas do período natalino. Para o comércio foi um dos melhores natais dos últimos anos.

As empresas clientes da Caixa Econômica Federal que tenham faturamento bruto de R$ 7 milhões por ano, poderão contratar o novo Cartão Caixa Empresarial.

Os shoppings centers registraram neste ano um aumento de 15% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

Cerca de 92 mil empresas terão até hoje para concluir o processo de parcelamento de débitos do Simples.

Os analistas do mercado financeiro revisaram suas estimativas e agora já apostam em uma nova alta da taxa básica de juros em janeiro.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais