Pré-Caju pode mudar

0

Lógico que um comentário amplo sobre a intolerância do Governo em promover a transposição do rio São Francisco, sem a revitalização, poderia ser mais importante do que tratar sobre uma prévia carnavalesca. Talvez até algum leitor imagine que estamos dedicando um espaço a futilidades. Não é assim. O Pré-Caju é coisa séria e deve ser tratado com a importância econômica que tem para Sergipe. Hoje, essa antecipação carnavalesca é motivo para uma discussão ampla da sociedade, porque gera empregos formal e informal, atiça o turismo, eleva a capital do estado, além de agitar uma massa que espera o ano todo para cair na folia, integrando grandes blocos ou utilizando camarotes. Além disso, serve para campanhas políticas, para melhorar o comércio, enfim, é um fato relevante que ninguém pode ignorar.

Ontem, o empresário Fabiano Oliveira, um dos organizadores do evento, admitiu em analisar o retorno do Pré-Caju para a avenida Beira Mar, colocando o tal Planeta-Aju no Parque da Sementeira. Fabiano reconhece que a questão mais polêmica é o local onde a prévia se realiza hoje e adianta que só poderá fazer qualquer mudança, se tiver o respaldo do Governo, de Prefeitura, do Ministério Público e da Justiça: “todo mundo tem que sentar à mesa para debater o Pré-Caju, que já é uma festa que envolve todos os segmentos da sociedade”. Fabiano Oliveira lembra uma coisa importante: “são 10 mil pessoas nos blocos, cinco mil nos camarotes e 250 mil pessoas que brincam o Pré-Caju de graça”. Realmente é uma responsabilidade muito grande, com o envolvimento dos habitantes de várias cidades de Sergipe e de outros Estados, que não pode ser entregue apenas a um grupo de membros da Associação Sergipana de Blocos e Trios (ASBT). Os órgãos oficiais têm que incorporar essa festa e colocá-la como um evento de grande importância para Sergipe.

Um dos problemas que o empresário Fabiano Oliveira alega é a questão do desrespeito aos patrocinadores, que no Mercado dá para fazer um maior controle. Analisando bem ele tem razão. Apenas para dar um exemplo, não é legal que o Banese seja patrocinador do evento e outro banco ponha sua marca. A cervejaria que patrocina o Pré-Caju quer ter – e tem que ter – a exclusividade de venda para todos que estiverem na área de realização da festa. Se não for assim, fica complicado conseguir apoio financeiro de marcas respeitáveis, porque elas perdem a exclusividade, basta que um mini-trio entre na avenida e faça publicidade do concorrente. O Pré-Caju deve voltar para a avenida Beira Mar e certamente retomará o sucesso de antigamente, porque se continuar no Mercado Central terá vida curta. E o próprio Fabiano disse: “Vamos levar o evento, para onde o povo quer”.

Uma coisa é muito importante: desfazer as futricas políticas que surgem com a realização do Pré-Caju. A festa não tem nenhuma tendência política e nem é direcionada a algum candidato. O bloco que funciona na prévia não tem nada a ver com as formações partidárias e nem determina líderes. Como é uma festa que não se exige registro em alguma sigla ou que se mostre títulos de eleitor, todos têm oportunidade igual. Aliás, é no Pré-Caju onde já se fez grandes conchavos políticos, que resultaram na indicação de candidatos majoritários ou proporcionais. Tudo isso na intimidade dos camarotes e com direito para todos. É uma festa democrática, contagiante e que precisa ser vista como um empreendimento apolítico, onde não se pode negar a participação de quem é governador, senador, deputado, prefeito ou vereador. É uma festa do povo, que dá lucro ao Estado e que marca turisticamente Aracaju. Não interessa quem esteja por trás de sua organização, porque à frente dela está a elite, a classe média e o povão, se esbaldando democraticamente ao lado das bandas e trios.

No próximo ano, se for confirmada a mudança para a Beira Mar, será uma prévia muito mais agitada, porque se trata de ano eleitoral e todos os candidatos vão querer estar diante do povo, mostrando intimidade com essa festa, porque sabe do quanto ela é importante para o seu eleitorado.

MACAMBIRA
Membros da oposição em Macambira estão pedindo a cassação do prefeito Fabiano Santos Alves (PSDB). É que Fabiano não abriu conta de despesas e doações para a campanha e o juiz eleitoral da comarca desaprovou as contas dele.

EMERGÊNCIA
Prefeitos de alguns municípios estão aproveitando as dificuldades encontradas em seus municípios, com a transição, para decretar estado de emergência por seis meses. Segundo um atento parlamentar, o objetivo é burlar a lei 8666, que regulamenta as licitações públicas. O Tribunal de Contas tem que ficar de olho.

TRABALHO
O prefeito Marcelo Déda (PT) diz que tanto os governadores, como os prefeitos e até o presidente, sabem que não dá para fazer nada em um ano eleitoral. Explica que o ano sem eleição dá mais oportunidade para se pensar mais na administração e procurar realizá-la com maior eficiência.

MENTIRA
O leitor Luca Oliveira, através de e-mail, protestou conta a “mentira que você publicou, ao falar da prefeita Gracinha que teria colocado vários assessores de sua família”. “Gracinha” é a prefeita Maria das Graças Garcez, de Itaporanga D’Ajuda… Lucas acrescenta que se admira da publicação da notícia, sem ter certeza do fato.”Essas informações são plantadas por alguém que não quer ver o sucesso da Gracinha”, diz.

DOMICILIAR
Segundo uma fonte influente, a prefeito de Itaporanga D’Ajuda, Maria das Graças Garcez, em uma festa em casa de Gilton Garcia, fez um pedido ao ex-governador Albano Franco. Quer que seu pai, Antônio Francisco, tenha direito à prisão domiciliar. O assunto ficou para ser visto no mês de fevereiro.

REUNIÃO
A bancada da oposição na Assembléia Legislativa deve se reunir quarta-feira, para analisar a situação da eleição da Mesa Diretora. O líder da oposição, Belivaldo Chagas (PSB), pretende fazer uma análise da situação atual e ver a posição da bancada em relação ao pleito.

POSIÇÃO
Belivaldo Chagas, entretanto, já tem uma posição pessoal: é favorável à reeleição do deputado Antônio Passos. “E, quem sabe, de toda a mesa diretora!”, exclamou. Acha que não adianta a oposição disputar a presidência só para marcar presença, se Antônio Passos foi um bom presidente para todos os parlamentares, independente de posição política.

ACORDO
Segundo um outro parlamentar da oposição, que não quis aparecer, a luta do grupo é para conquistar a Segunda Secretaria da Mesa Diretora. Para a oposição restou a quarta Secretaria, mas ela não interessa mais à bancada, que deseja uma melhor posição na Mesa.

DEMISSÃO
Alguns oficiais da PM não gostaram da demissão do comandante da instituição, Claudemir Mendonça, por iniciativa do secretário da Segurança, Luiz Mendonça. Alguns oficiais consideram que a demissão de um coronel da Polícia Militar da função de Comando não pode ser feita por um secretário de estado.

PRIORIDADE
A prioridade do novo comandante da PM, coronel Péricles, é a redução do atual índice de criminalidade em Sergipe. Caso Péricles consiga diminuir os assaltos na capital, já estará fazendo um bom trabalho. O novo comandante está devendo isso à sociedade.

REAFIRMA
O prefeito Marcelo Déda (PT) reafirmou, ontem, sua posição em favor da revitalização do rio São Francisco, para depois se pensar em transposição. Déda já havia manifestado essa posição, acrescentando que isso não o faz entrar em indisposição com o Governo Federal.

FÉRIAS
A partir de primeiro de fevereiro o prefeito Marcelo Déda tira duas semanas de férias. Segundo o jornal O Globo, ele vai desfilar na Mangueira durante o carnaval. O prefeito reassume dia 15 de fevereiro e no mesmo dia levará a mensagem do Governo Municipal à Câmara de Vereadores, que faz a abertura dos trabalhos.

REUNIÃO
Durante reunião, a Frente Contra à Transposição do rio São Francisco decidiu se mobilizar contra a transposição, que será discutida pelo Comitê dia 31, na Escola Técnica. Toda a manifestação será feita em frente ao local onde se realizará a reunião, inclusive com a presença de lideranças de cidades da região do São Francisco. 

Notas

JUSTIÇA
Segunda-feira o presidente do Tribunal de Justiça, Pascoal Nabuco, implanta a Justiça Volante no alto sertão sergipano, que será feita através de ônibus nos municípios mis distantes. A solenidade de lançamento acontecerá no Fórum de Canindé do São Francisco e vai resolver pendências jurídicas na região. A Justiça Volante foi uma sugestão do ex-prefeito de Poço Redondo, frei Enoque (PL), que sentia de perto a necessidade de um trabalho do judiciário no alto sertão. O almoço será na fazenda do jornalista Luiz Eduardo Costa.

PRESÍDIO
O leitor Eldo Júnior envia e-mail à coluna pedindo socorro. Diz que é preocupante a insistência do Governo do Estado em “imputar uma condenação à população do bairro Santa Maria (Terra Nova), ainda que seja pelo lado de dentro ou de fora dos muros de um malfadado presídio”. Lamenta isso. Disse que está informado que o Ministério da Justiça já está liberando mais de 15 milhões de reais para a realização da obra. “Enquanto isso é estranho perceber a inexistência de medidas sociais a favor da comunidade”.

CANINDÉ
O prefeito de Canindé do São Francisco, Orlando Porto de Andrade (PP) está começando a elaborar um projeto administrativo, capaz de gerar postos de trabalho no município, que tem uma das melhores arrecadações de impostos do Estado. Paradoxalmente, uma das populações mais pobres do alto sertão. Orlando Andrade quer cumprir todos os seus compromissos, principalmente o de que ninguém passará fome em Canindé. Sabe que é preciso muito trabalho para cumprir essa meta, mas está disposto a executa-lo.

É fogo

O deputado federal João Fontes (PDT) considera que será uma luta muito grande para desfazer o objetivo de transpor o rio São Francisco.

João Fontes lamenta que o Governo Federal está contando muito com a força do judiciário e ninguém consegue derrubar suas decisões.

Hoje o pessoal da Frente Contra a Transposição vai pedir espaço na TV-Sergipe, para mobilizar a sociedade civil contra a transposição do São Francisco.

Só quando o governador João Alves Filho retornar da Europa é que iniciará os contatos para eleição da nova Diretoria da Assembléia.

Na opinião da maioria dos deputados, haverá pouco problema para a formação da nova chapa, porque a maioria aceita a reeleição de Antônio Passos.

O deputado estadual Jorge Araújo (PSDB) tem manifestado preocupação com a violência em Sergipe.

Quantos servidores municipais têm em Campo do Brito? Essa pergunta é feita pelo prefeito Manuel de Souza (Main) que está cadastrando o pessoal.

O deputado João Fontes está aproveitando muita gente do interior que não quis deixar o PDT para ingressar no PSDB.

A Varig, a partir de amanhã, seis vôos decolando e aterrissando em Aracaju. Até ontem tinha apenas quatro vôos.

A TAM e a Varig anunciaram que vão praticar tarifas proporcionais em alguns vôos na semana do Carnaval.

A prestação da casa própria vai subir até 4,87% em fevereiro. O índice é válido para contratos de financiamento do SFH.

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários