Preparando lançamento

0

Dentro de mais 20 dias, aproximadamente, na Câmara Municipal de Aracaju, o Partido Verde estará fazendo uma festa, com a participação de outras legendas, para o lançamento do deputado estadual Gilmar Carvalho à Prefeitura de Aracaju. Já na primeira quinzena de junho o PV fará a convenção para oficializar o candidato e partir para a campanha. Pode-se dizer que a vinda a Aracaju, do presidente nacional do Partido Verde, José Luiz Penna, foi de vital importância para que isso acontecesse, principalmente porque o partido garantiu todo apoio estrutural para fazer a campanha. É verdade que o PV não tem em caixa tanto recurso e que deve existir alguma outra força política que integre essa vontade de ver o deputado verde disputando o mandato. O fato da Comissão de Ética também foi esquecido. Estava parecendo que Gilmar pressionava para ela não prosseguir o seu caminho. Pois bem! Ontem, o pré-candidato a prefeito pelo PV, deputado estadual Gilmar Carvalho, estava em Florianópolis, onde participava de um congresso sobre formas de geração de empregos nos municípios. Isso já faz parte do seu projeto administrativo. Aliás, de forma também muito rápida, Gilmar Carvalho já está fazendo contatos com técnicos de várias áreas e que conhecem bem a capital sergipana, para elaborar um amplo projeto de governo, com o objetivo de levar ao povo o que ele pretende fazer. Pode-se dizer que o candidato verde não tem espaço no horário gratuito de televisão, para apresentar o seu programa e levar ao povo esse projeto. Na realidade, não tinha. Dois partidos grandes vão apoiar Gilmar Carvalho e proporcionar-lhe um bom tempo na TV. Para evitar especulações, Gilmar antecipa logo que não se trata do Partido da Frente Liberal (PFL). Aí merece uma análise: se não for o PFL será PPS, PDT, PMDB ou PP, como o único que não anuncia candidatura é o PP, fica claro que mais uma vez alguém tem que ceder. Quando retornar de Florianópolis, o pré-candidato do Partido Verde terá uma conversa com o governador João Alves Filho e, logo em seguida, tenta o apoio da senadora Maria do Carmo Alves (PFL), com quem deve estar na próxima segunda-feira. Gilmar também tem em mãos, uma pesquisa feita em Aracaju, que desaprova o Governo João. Entretanto, aprova todo o trabalho assistencial que vem sendo feito pela primeira dama, através da Secretaria de Combate à Pobreza. D. Maria é eleitoralmente forte na capital, principalmente na periferia, e nas cidades do interior, exatamente nas classes menos assistidas. De qualquer forma, os partidos que apóiam o governador João Alves Filho estão começando a se impacientar, com a demora para escolha dos nomes que podem disputar a Prefeitura. A deputada Susana Azevedo, pré-candidata pelo PPS, tinha encontro agendado, ontem, com o governador João Alves Filho. Uma hora antes da audiência recebeu um telefonema cancelando o encontro. Quem telefonou ouviu a resposta da deputada: “diga a ele que procure outro candidato”. A tendência de Susana Azevedo é cair nos braços do PDT e ter o apoio do senador Almeida Lima. Na reunião que o Diretório Municipal realizou ontem, o senador Almeida Lima concluiu que o PFL não tem e nem quer apoiar candidaturas à Prefeitura, para não incomodar o Planalto. A dedução foi extraída da reunião que teve com os secretários e deputados do PFL, sábado passado, no Palácio de Veraneio. Nada se chegou de concreto e o quadro permaneceu o mesmo. Agora, não há mais do que tratar. Ainda na reunião com os seus aliados, Almeida Lima falou sobre a pré-candidata Susana Azevedo e, segundo o deputado Garibalde Mendonça, o senador está querendo conversar urgentemente com ela. É possível que tenha um encontro com a deputada, ainda esta semana, e pode fechar um entendimento para composição. Susana Azevedo só garante uma coisa: será candidata mesmo que tenha apenas um megafone e uma câmera filmadora amadora para fazer sua campanha. Adverte: este é um jogo em que todos são profissionais… ENCONTRO O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), juntamente com vários prefeitos de todo o país, teve encontro, ontem, com o presidente Lula da Silva, em Goiana. Discutiram problemas das cidades, como transporte, educação, saúde e outras atribuições. Lula almoçou com os prefeitos e teve conversas isoladas com alguns deles. FRENTE Hoje, o prefeito Marcelo Déda, já como presidente da Frente Nacional dos Prefeitos das Capitais, coordena as eleições da entidade, para mudança da Diretoria. Apesar de alguns apelos, Marcelo Déda não aceitou a reeleição e defende um nome que não esteja na disputa eleitoral para presidir a Frente. CAMPANHA O prefeito Marcelo Déda diz que não pode se manter na presidência da Frente Nacional dos Prefeitos, porque precisa continuar a administração de Aracaju. Vai iniciar sua campanha para a reeleição na Capital e, em razão disso, Marcelo Déda deixou bem claro que não tem interesse em permanecer comandando a entidade. SUCESSÃO Almeida Lima (PDT) voltou a conversar com os deputados Mendonça Prado e José Carlos Machado, e com os secretários Flávio Conceição e José Alves Neto, sobre a sucessão. Não houve alteração no quadro e Almeida mantém sua posição de que apóia o candidato que for indicado pelo governador João Alves Filho. POSIÇÃO A dedução unânime de todos os participantes do encontro sobre a sucessão municipal foi que o bloco governista precisa se organizar para enfrentar o prefeito Marcelo Déda. A conclusão é que isso agora depende exclusivamente do governador João Alves Filho (PFL), que deverá dar mais alguns passos a partir desta semana. MARCÉLIO O vereador Marcélio Bomfim (PDT) ainda considera muito cedo a indicação de nomes para disputar as eleições. Mas reafirmou: “nós teremos candidato a prefeito”. Acrescentou que Almeida Lima não será candidato, mas sempre trabalhou as candidaturas de Antônio Samarone e Garibalde Mendonça. GILMAR O deputado estadual Gilmar Carvalho (PV) deve anunciar o retorno de sua candidatura, no início de junho, mas isso ainda depende de algumas decisões. De qualquer forma, o parlamentar petista está começando a se movimentar nos bastidores e conversa com lideranças importantes da capital. PESQUISA O Partido Verde está contratando uma empresa da Bahia, para fazer uma pesquisa qualitativa em Aracaju. Gilmar já está se preparando para o lançamento da campanha e quer saber sua posição em todas as camadas sociais. ITABAIANA O deputado federal José Carlos Machado (PFL) assegurou ontem que a situação de Itabaiana está resolvida: O PFL vai indicar o vice de Carlinhos da Atlética (PMDB). Machado disse que ouviu isso do próprio governador João Alves Filho, durante conversa que teve com ele ontem pela amanhã, sobre o assunto. FRENTE O que se fala em Itabaiana é que foi criada uma frente, até por eleitores do prefeito Luciano Bispo, que não aceita a indicação de Carlinhos. Membros dessa frente já foram conversar com o secretário Eduardo Amorim, da Saúde, para que ele forme uma chapa e dispute as eleições. AVIÃO João Alves Filho, ao entrar no avião rumo a Brasília, avistou o deputado Jorge Alberto (PMDB) mais ao fundo e falou: “deputado o senhor é nosso candidato a prefeito!” Susana, sentada entre os dois, brincou: “e eu governador?”. João consertou bem: “todos os pré-candidatos do bloco, têm o nosso apoio”. DIRETÓRIOS O PSB reuniu todos os diretórios municipais e definiu que, na cidade que o partido tiver bem eleitoralmente, lançará candidato à Prefeitura de Aracaju. Decidiu que só se integra na campanha de Adelson Barreto (PTB), em Socorro, se indicar o vice, que pode ser Macedo Brilho ou sua mulher, Simone. JÁCKSON Dentro da oposição o pessoal tem se queixado que o deputado Jackson Barreto (PTB) está querendo tudo para ele na grande Aracaju. O PSB também quer se fortalecer, tanto que em São Cristóvão o PTB lançou Zezinho da Everest e o PSB vai de Marcelo Viana. Notas SENADO Segundo uma influente fonte do bloco de oposição ao Governo do Estado, o deputado federal Jackson Barreto (PTB) já está fazendo sua campanha para as eleições de 2006, quando tentará uma vaga no Senado. Jackson Barreto está trabalhando as eleições em todo o interior do Estado, para fazer sua base. Um fato contrariou parlamentares federais: o out door que Jackson está expondo em Aracaju, dizendo que ele “é a voz dos sergipanos no Congresso”. De qualquer forma é o início de certo desentendimento. BANCADA Um dos problemas que deve afetar o primeiro Marcelo Déda (PT), neste início de campanha, será a questão dos vereadores do Partido Liberal, que estão sem chapa e os demais partidos recusam coligação, porque não querem fazer quociente eleitoral para ninguém. Nem mesmo o PT. Vereadores como Jidenal e Sérgio Góes não têm para onde correr e a única forma para manter seus mandatos e formalizar uma boa coligação. Como são nomes de peso, está lógico que fica difícil um lugar para eles. BRASÍLIA O deputado José Carlos Machado viajou a Brasília, ontem, para participar, hoje às 14 horas, da sessão na Comissão da Reforma Tributária, que vai aprovar o Fundo de Desenvolvimento Regional, da forma como veio do Senado, que determina que os recursos sejam enviados aos Governos dos Estados. Setores do Governo, como o ministro do Desenvolvimento Nacional, Ciro Gomes (PPS), defende que os recursos do Fundo sejam enviados à Sudene, um órgão que ainda não foi reestruturado para funcionamento. É fogo O Partido dos Trabalhadores está lançando candidato a prefeito em Simão Dias, para derrotar José Valadares (PSB). O pessoal do partido acha que é incoerência, porque o senador Valadares é um dos mais fieis aliados do prefeito Marcelo Déda. O prefeito José Valadares está ganhando nas pesquisas e se mostra tranqüilo. A sua vice é Mônica, filha do ex-prefeito Caçulo. Os vereadores Sérgio Góis e Jidenal foram acomodados no Partido Liberal por sugestão do prefeito Marcelo Déda. O PSB poderá manter contato com o radialista Aelio Argolo (PT), candidato a prefeito de Nossa Senhora do Socorro, para uma formação de chapa. “Quer Edvaldo Nogueira prefeito? Vote em Déda”. Pode ser uma das frases dos demais candidatos à Prefeitura, caso se confirme o nome de Edvaldo como vice na chapa do PT. Edvaldo Nogueira (PCdoB) realmente tem sido um nome de consenso para se manter como companheiro de chapa do prefeito Marcelo Déda, da disputa sucessória. Há no Congresso um projeto para coincidência das eleições municipais, estaduais e federais. Para isso, tem-se que esticar mandatos em mais dois anos. O juiz de direito de Batalha (AL) pode ser candidato do PV à Prefeitura de Neópolis. Reside lá há alguns anos e sua mulher é vereadora. Os tucanos estão lançando o nome da medica Lígia Braga como candidata à Prefeitura de nossa Senhora do Socorro. O secretário de Turismo, Pedrinho Valadares, não acredita que os cafés-das-manhãs atraiam turistas para o São João de Sergipe. Tanto que não compareceu a nenhum e nem mandou pessoal da Sectur. Tudo foi feito pela Emsetur e Secretaria da Comunicação. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários