Presidente não pode radicalizar

0

Não dá mais para ouvir os telejornais, ler os jornais ou acessar os sites de notícias em nível nacional. O assunto principal há mais de um mês é um só: aprovação da prorrogação da CPMF. Pela manutenção dela, Renan Calheiros (PMDB-AL) foi absolvido e, ninguém, nem mesmo a própria mídia fala mais nele e o presidente Lula vem barganhando de todas as formas com os integrantes do Senado Federal. Este colunista defende que a CPMF deveria existir apenas para quem movimentar grandes somas de recursos. É fácil para o Governo Federal, através do Banco Central, fazer essa fiscalização para “pegar” os grandes sonegadores. Porém, a grande maioria assalariada é a maior prejudicada.

 

Alguém, do círculo de amigos e assessores do presidente Lula, precisa aconselhá-lo a não radicalizar quando defende suas proposições, a exemplo da CPMF, que na verdade, a maioria dos brasileiros, não gosta. O presidente precisa se convencer que numa democracia é isso mesmo: questões importantes e até graves, se resolvem no legislativo ou então nas cortes judiciárias. Nas últimas semanas Lula tem colocado a questão de um modo tão maniqueísta, que todos sabem que não é esse o modo de agir numa democracia: ele diz que quem está contra a CPMF são os muitos ricos, que não querem pagar impostos e são contra os pobres e o Brasil, etc…

 

Então: quem é bom está com a CPMF. Quem é mal está contra. E se ela acaba, o governo praticamente não vai poder governar não é bem assim, todos sabem. O Brasil vai continuar com seus problemas e os trabalhos dos governantes e parlamentares vão continuar. E o povo povão vai continuar com muitas carências, como sempre e todos continuarão a lutar, uns para manter seus lucros e seus privilégios (a exemplo dos bancos e outras multinacionais) e outros para sobreviver com seus salários.

 

E mais: o país já esteve diante de momentos piores, de decisões muito mais graves. Então, alguém tem que dizer aí presidente: calma, o andor é de barro, caminhemos pra frente, sempre. Aliás, vários companheiros de Lula à frente dos governos estaduais e prefeituras estão descascando cada abacaxi deste tamanho e não perdem a calma, a exemplo do governador Marcelo Déda. Calma, presidente, se a CPMF acabar, o Brasil não se acabará nem tampouco o seu governo…

 

DNA Falsificado: audiência de instrução às 8h30
Hoje, 11, às 8h30 na 9ª Vara, localizada no Fórum Gumercindo Bessa será realizada a audiência de instrução do caso de falsificação de exames de DNA pela farmacêutica Priscilla Rodrigues Ordonez, Na primeira audiência, Priscilla ficou calada. Hoje vão prestar depoimento seis testemunhas de acusação, algumas delas que tiveram o exame enviado para um laboratório em Goiás, mesmo faltando a coleta de sangue de uma das partes envolvidas. A promotora do MP, Christina Brandi, como sempre vem realizando um trabalho sério através de provas documentais.

 

Dono de laboratório será testemunha de acusação
O empresário Adriano Fava, dono do laboratório em Goiás, o qual a farmacêutica Priscilla Ordonez dizia ter enviado os exames de DNA, participará hoje da audiência de instrução. Ele vai confirmar que ela não enviou os exames. Aliás, sobre o assunto, a coluna está fazendo uma investigação. Tem médico até querendo “arranjar” atestado de doente para a farmacêutica. Está na hora do Conselho de Medicina acabar com este corporativismo. A coluna vai denunciar. Chega de impunidade para quem tem dinheiro. Chega de prender ladrão de havaiana e de galinha.

 

Mais um assalto na região da Avenida Francisco Porto
Ontem 10, ocorreu mais um assalto na região da Avenida Francisco Porto. Desta vez foi pela manhã, na loja “Baby Cia”. Até quando? E o pior depois do assalto a agência da CEF, policiais tiveram visitando os comerciantes informando que eles estariam direto no local até passar os festejos de final de ano. Ou seja, depois dos festejos, ninguém compra nada, ninguém freqüenta as lojas, nem os bancos. Será que querem que os comerciantes façam como no bairro Siqueira Campos, onde contrataram segurança “privada”. Essa segurança “privada” ficou entre aspas porque grande parte são policiais. Acorda governador, estão brincando de segurança pública…

 

Boicote é visível, até cego pode sentir
É brincadeira. Como é que numa região como da Avenida Francisco Porto a cúpula da SSP envia policiais e os mesmos avisam aos comerciantes que ficarão no local apenas neste período de “festa”. É brincadeira, é palhaçada. Tem boicote na política ou não tem comando na SSP. Ninguém é punido, tudo bonito. Ah! A coluna continuará denunciando o uso irregular de veículos pelos policiais, sem temor. Aliás, um ano e o balanço na área da segurança é vermelho, não porque é a cor do PT, mas é vermelho de sangue.

 

Pesquisas, essas doces pesquisas
Por favor, a coluna pede aos leitores que não enviem e-mails para que sejam analisadas as pesquisas divulgadas recentemente sobre a intenção de voto em Aracaju. A opinião desta coluna é clara e objetiva. Aliás, o leitor pode fazer um trabalho de pesquisa sobre os resultados divulgados nas eleições estaduais do ano passado. Rapaz! Têm cadernos e números para todos os gostos…

 

E o requerimento de Wanderlê pedindo informações ao TC?
Alguém sabe se o deputado Wanderlê Correia (PMDB) já teve respondido o requerimento de autoria dele pedindo diversas informações ao Tribunal de Contas? Ou melhor será que o próprio deputado pode responder se o requerimento foi enviado pela Assembléia? Outra pergunta: é impressão deste jornalista ou o deputado Wanderlê não quer saber mais dos escândalos envolvendo o TC? Sei não, em Sergipe tudo se sabe, todos se conhecem…

 

AL vai continuar gastando como quer
Mesmo a Assembléia e o TC passando do limite estabelecido pela LRF parece que o Governo do Estado está arrependido de ter vetado uma emenda do deputado Paulinho das Varzinhas, na Lei de Diretrizes Orçamentárias, permitindo que a AL e o TC, possam passar dos limites da LRF. O governador vetou, mas a emenda não foi lida no plenário. O governador não cobra e a AL entrará em recesso na quinta-feira, 13. E ainda falam em mudanças…

 

Festas na Sarney: acidente grave I
A coluna vem alertando nas últimas semanas da necessidade de disciplinarem as festas que ocorrem quase que semanalmente na rodovia José Sarney. A coluna alertou que os tapumes estão sendo colocados quase que em cima das rodovias, acabando com o acostamento e fazendo com que as pessoas circulem nos meios dos veículos. Além disso, os locais não têm a infra-estrutura suficiente para atender o grande número de foliões. Na última sexta-feira, 7, durante o “Luau do Nana”. Um jovem estudante, que comemorava sua formatura de 2° grau e que prestou vestibular para medicina foi atropelado e está na UTI do hospital São Lucas com um edema pulmonar.

 

Festas na Sarney: acidente grave II
De acordo com as informações iniciais o jovem estava no acostamento quando o carro o atropelou. Quem conhece o local onde estão sendo realizadas estas festas sabe que não tem estacionamento adequado, não tem calçadas para pedestres e carros se misturam com as pessoas num verdadeiro caos. Se a prefeitura está autorizando estas festas num local que não oferece nenhuma segurança aos foliões que, pelo menos, envie uma equipe da SMTT para tentar organizar a bagunça. Como a rodovia é estadual a responsabilidade pode ser da CPRv, mas a SMTT já está fazendo o trabalho de patrulhamento nas areias da praia para coibir o trânsito de veículos. Que tal realizar blitz logo após os shows. Quem vai beber tem que ir de táxi, alugar uma van ou ir de ônibus. O Poder Público precisa fazer algo, ou estão esperando apenas a morte de um filho de autoridade para que as providências sejam tomadas?

 

Validada chapa número 2
A chapa número 2, que concorre ao Conselho de Enfermagem de Sergipe foi validada pelo Conselho Federal. É um absurdo o que acontece em Sergipe. É caso de polícia, aliás da Polícia Federal, como já ocorreu num passado recente. Os enfermeiros merecem escolher seus representantes. É uma categoria que labuta 24 horas e merece o apoio de toda a população. Chega de impunidade em Sergipe.

 

Homenagem ao Judiciário
O Presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, Desembargador Artêmio Barreto, foi agraciado, ontem, com a Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar. No discurso de agradecimento, ele disse que os deputados não homenagearam somente o cidadão, mas todo o Poder Judiciário, mostrando grande apreço à cdadania.

 

Sensibilidade política
A foto ao lado, não precisa de nenhuma legenda ou até mesmo nota. É fruto da sensibilidade política do fotojornalista, César de Oliveira. A foto é da última sexta-feira, durante a solenidade da Prefeitura, quando da presença do ministro dos Esportes, para lançamento da nova fase do projeto “Segundo Tempo”. Caiu bem com o momento político, ou não?

 

Ação de improbidade contra de improbidade do MPF I
O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) ingressou com ação de improbidade administrativa na Justiça Federal contra oito pessoas, pelo envolvimento no escândalo nacional conhecido como Sanguessugas, que desarticulou um esquema fraudulento que se baseava “compra e venda” de emendas parlamentares ao orçamento da União e em fraudes em licitações para compra de ambulâncias em estados e municípios. São elas os ex-deputados federais Heleno Silva e Cleonâncio Fonseca; Adonias Gomes Lima Júnior (empregado de Cleonâncio Fonseca); Luciana de Andrade e José Augusto Feitosa Magalhães Carneiro (ex-assessores parlamentares de Heleno Silva); e os empresários Darci José Vedoin, Luiz Antônio Trevisan Vedoin e Ronildo Pereira de Medeiros, todos das empresas do grupo Planam.

 

Ação de improbidade contra de improbidade do MPF II
Em 2006, o MPF e a Polícia Federal desarticularam uma complexa organização coordenada pelos empresários Luiz Antônio Vedoin, Darci Vedoin e Ronildo Pereira, que estava voltada para a prática de ilícitos administrativos e criminais com vultosas Verbas da União, envolvendo estados e municípios. A organização criminosa era especializada no fornecimento fraudulento de unidades móveis de saúde, ambulâncias, odontomóveis, veículos de transporte escolar, unidades itinerantes de inclusão digital e equipamentos médico-hospitalares a prefeituras municipais e a organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips), apropriando-se de vultosos recursos federais provenientes do Fundo Nacional de Saúde (FNS). Foram obtidos fortes indícios da participação de servidores de ministérios e de parlamentares, dentre eles os ex-deputados Cleonâncio Fonseca e Heleno Silva. (Ascom/MPF).

 

Inquérito civil sobre aposentadorias vitalícias e acúmulos de salários
Foi oficialmente aberto inquérito civil no Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) para apurar a forma e a legalidade do recebimento, por parte dos ex-governadores de Sergipe, de algum tipo de aposentadoria ou subsídio vitalício de mais de R$ 22 mil. Além disso, apura-se a acumulação de vencimentos, extrapolando o teto constitucional. Ainda na primeira semana de outubro deste ano, o procurador da República Paulo Gustavo Guedes Fontes abriu procedimento para apurar essas informações. Ele já recebeu do Governo do Estado documentação confirmando a relação com oito ex-governadores que recebem um subsídio mensal vitalício de R$ 22.111,23, ou seja, mais de R$ 265.335,00 por ano por ex-governador, sem considerar o valor eventualmente devido pelo 13º salário. Os oito ex-governadores, que segundo o Governo do Estado recebem as aposentadorias são: Albano Franco, Antônio Carlos Valadares, Arnaldo Rollemberg Garcez, João Alves Filho, João de Seixas Dórea, Lourival Baptista, Paulo Barreto de Menezes e Sebastião Celso de Carvalho. O procurador já enviou ao procurador-geral da República, Antônio Fernando Barros e Silva de Souza, ofício informando da abertura do inquérito, especialmente no tocante a situação dos ex-governadores Antônio Carlos Valadares e Albano Franco, que hoje são, respectivamente, senador e deputado federal. (Ascom/MPF).

 

Realidade do profissional de fisioterapia
De um leitor: “Lamentável o que vem ocorrendo com a profissão de Fisioterapia, curso efetuado através Unit e agora com vestibular pela FaSe – e omissão do Conselho Estadual de Fisioterapia onde formados com cursos de especialização recebem menos de dois salários mínimos (R$ 700,00) turno de 6 horas/dia – parece brincadeira mais não é – mas é o salário médio real que as Clínicas inclusive a Unimed, pagam a estes profissionais onde ganham menos que uma recepcionista atendente. Um alerta aos senhores pais, formandos e futuros alunos – façam uma visita às clínicas e informem-se dos salários – a realidade é que não existe mercado de trabalho e a Unit colocando profissionais sem mercado de trabalho duas vezes por ano – cada semestre 50 a 60 sofredores em busca do nada –  é uma profissão bonita, de profissionais dedicados, mais o futuro quando será. Obs: Uma sugestão fundem um sindicato já que o conselho é inoperante”.

 

Frase do dia
“Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do Atheneu. Coragem para a luta.” Raul Pompeia.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários