Previsão de abstenção recorde

0

Nas eleições de novembro, a grande adversária dos candidatos a prefeito e a vereador será a abstenção, que deverá superar 20% do eleitorado. Todos os analistas acreditam que a pandemia da Covid-19 afugentará as pessoas das urnas, sem contar que a campanha diferenciada deste ano não despertará muito a atenção de outra boa parte dos eleitores. No disputado pleito de 2018, a abstenção em Sergipe já foi de exagerados 18,83% no primeiro turno e de 18,39% no segundo. Portanto, não surpreende acreditar que mais de 20% dos sergipanos deixarão de ir às urnas nos dias 15 e 29 de novembro deste ano. Mesmo o voto sendo obrigatório, muita gente vai preferir deixar o título guardado e pagar a multa de apenas R$ 3,51. Para os candidatos, a previsão de uma abstenção exagerada é uma péssima notícia, pois a ausência de mais de um quinto dos votantes, somada aos votos nulos e brancos, pode resultar na derrota de muita gente que já se acha eleita. Misericórdia!

Mesmo saco

Apesar de propagandear ser a nova política, o Cidadania caminha para se juntar com o velho e surrado PSDB. É voz corrente nas esquinas de Aracaju que os tucanos indicarão o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pela cidadanista Danielle Garcia. Entrevistada pelo site Universo Político, a prefeiturável confirmou a possível coligação com o PSDB, porém jurou que será uma aliança programática, visando “construir um novo tempo para Aracaju. Nada de toma lá, dá cá”. Então, tá!

Tapa na macaca

O porte de drogas para consumo próprio não poderá ser considerado para agravar a pena se a mesma pessoa for flagrada novamente com a mão na “massa”. O caráter de reincidência desses casos já foi afastado pelo Superior Tribunal de Justiça. Pelo entendimento do STJ, “a punição deve se limitar a advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade ou participação em curso educativo”. Marminino!

É candidatíssimo

Sobre uma nota publicada aqui sexta passada, o deputado estadual Zezinho Sobral (PODE) negou que a sua pré-candidatura a prefeito da capital seja um balão de ensaio. O homem diz que não abre nem para o trem. Veja a resposta enviada à coluna pela assessoria do distinto: “Em 2016, quando Zezinho Sobral anunciou a pré-candidatura à prefeito de Aracaju, ele era filiado a um partido e não tinha mandato. Em 2020, ele é presidente do Podemos Sergipe, que deseja vê-lo candidato a prefeito de Aracaju e o incentiva, e é deputado estadual. Há uma diferença significativa de circunstâncias. O desejo é o mesmo, mas as circunstâncias são bem diferentes”. Ah, bom!

De olho no Senado

E quem anda pensando em ser senador é o deputado federal Valdevan Noventa (PSC). Embora as eleições gerais só ocorram no distante 2022, o moço já começou a se preparar para disputar a cadeira ocupada hoje pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM). Aos que não acreditam em seu novo projeto político, Valdevan lembra que pouca gente apostava em sua vitória em 2018, contudo ele se elegeu deputado federal com 45.472 votos. O detalhe é que, diferente da Câmara, para o Senado só haverá uma vaga. Aff Maria!

Chega pra lá

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) rejeitou o conselho de um eleitor para não propagar que apoia o projeto das fake news. Em resposta à sugestão, o cidadanista disse que se tivesse receio do ônus de um mandato, ficaria no Tribunal de Justiça, “afinal fiz concurso para isso. Vou repetir porque não gosto de me esconder: eu sou a favor do projeto do senador Alessandro Vieira”. Danôsse!

Com Bolsonaro

“Democracia começa respeitado o resultado das urnas”. Esta frase, ladeada pela foto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), está em 21 outdoors espalhados pela capital e interior de Sergipe. O apoio ao inquilino do Palácio do Planalto é assinado por uma tal “Aliança Ruralista de Sergipe” e empresários sergipanos. Bolsonarista roxo, o deputado estadual Capitão Samuel (PSL) se apressou em divulgar o outdoor em suas redes sociais. Vixe!

Atitude irresponsável

A Polícia Civil está investigando a atitude irresponsável do deputado estadual Samuel Carvalho (Cidadania). Mesmo tendo testado positivo para a Covid-19, o dito cujo reuniu um grupo de pessoas na piscina do prédio onde mora. O condomínio emitiu uma nota condenando o comportamento desastrado do deputado. Já a delegada de Polícia Rosana Freitas está analisando se Samuel desrespeitou o decreto governamental proibindo aglomerações nesta época de pandemia. Bem feito!

Assunto proibido

A amiga jornalista Thaís Bezerra publicou no Jornal da Cidade que o tema “mandado de prisão” será assunto proibido nos comícios da prefeita de Capela e candidata à reeleição Silvany Mamlak (PSC) e da prefeituravel Clara Sukita (Republicanos). “É que, em 2014, ambas foram parceiras de cela no Presídio Feminino, sob a acusação de terem praticado improbidade administrativa”. Thaís conclui escrevendo que “hoje adversárias, Silvany e Clara fazem tudo para esquecer do tempo em que foram cunhadas e torcem que os seus adversários não remexam nesse passado de ambas”. Home vôte!

Padre processado

O deputado federal Fábio Henrique (PDT) está invocado com as críticas que lhe fazem os aliados do prefeito de Socorro, Padre Inaldo (Progressistas). O pedetista usou as redes sociais para pedir ao reverendo que “seus assessores me esqueçam, pois só vivem, sob suas ordens, inventando fake news contra mim”. Fábio adiantou que está movendo ações judiciais contra “todas essas mentiras”. Pelo visto, a próxima campanha eleitoral vai pegar fogo em Socorro. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 13 de fevereiro de 1872

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários