Primeiros avanços na Deso

0

    Enquanto que em algumas áreas, como na polícia civil, o novo governo começa a enfrenta problemas por conta do reajuste salarial anunciado há poucos dias, em outros consegue resolver problemas que pareciam sem solução. É o caso dos funcionários da Deso, onde o governo passado deveria ter feito o acordo em novembro de 2006, na data-base da categoria.

  O mais importante do acordo realizado foram algumas conquistas para os novos funcionários que ingressaram na empresa há pouco tempo, através de concurso público. É certo que há muito que se conquistar, mas não se pode negar que o avanço foi importante, principalmente por conta da atual situação da empresa, onde o déficit mensal é uma realidade fruto da política adotada pela administração passada. É preciso que a nova diretoria atue com firmeza – como já vem fazendo com os grandes devedores – mas, não se deve esquecer do passado recentemente que protelou os problemas para que estourassem no início deste ano.

  A contraproposta aceita pela maioria dos trabalhadores da Deso para o acordo coletivo de trabalho 2006/2007, na assembléia realizada no início desta semana tem os seguintes pontos, colhidos do boletim do Sindisan: A proposta aprovada prevê a reposição salarial de acordo com o INPC/IBGE no período de 1/11/2005 a 30/10/2006, calculado em 2,71% retroativo a 1º de novembro de 2006, correção da cesta alimentação de R$ 120,00 para R$ 180,00. Para os novos empregados foi estendido o direito à gratificação de férias a vigorar a partir da assinatura do acordo. Agora será assinado o acordo e definido a data do pagamento das diferenças salariais.     

      Este espaço sempre esteve à frente da luta dos trabalhadores da Deso e continuará na defesa, não só dos interesses deles, mas em busca do fortalecimento da empresa estatal que é importante para os sergipanos. Quem lê esta coluna deste o ano passado sabe que desde a campanha eleitoral e depois da vitória de Déda (antes dele assumir o governo) alertou por várias vezes da situação que encontraria a empresa. Não deu outra. Duas empresas foram bastantes sacrificadas no governo anterior: a Deso e o Banese. A situação do banco é bem melhor por ser uma instituição financeira, mas foram tomadas medidas duras e os balanços deixarão de ser fictícios. Já na Deso a atual diretoria já iniciou o processo de cobrança dos grandes devedores. É preciso uma atuação forte para acabar com este vicio que existe no Estado ao longo de muitos anos. Outra decisão correta é cobrar de muita gente que tem condições e não paga água principalmente em grandes propriedades no interior. Já para a população pobre tem a tarifa social, que deve ser estendida para beneficiar quem não tem condições de pagar. Tem também a situação dos terceirizados, onde entra empresa, sai empresa privada e alguns continuam na Deso, num circulo vicioso danoso para a estatal.

  Estes primeiros avanços na Deso não devem satisfazer a todos. É natural, principalmente por conta do clima criado até mesmo entre os funcionários antigos e novos. Cabe agora  a nova diretoria realizar ações que possam unir todos em prol do soerguimento da empresa estatal que terá uma importante função neste novo governo, segundo palavras do próprio governador Marcelo Déda que busca recursos para que a Deso possa fomentar mais ainda o desenvolvimento de Sergipe na área do abastecimento e esgotamento sanitário. A luta continua e os avanços serão bem mais significativos no próximo ano, dependendo apenas da somação de todos para que a Deso volte a ser um exemplo de empresa estatal, que não apenas dá lucro, mas faz a sua parte em busca de mais qualidade de vida para todos os sergipanos.

 

Exclusivo: Deso acaba com rodízio no fornecimento de água

A diretoria da Deso deve anunciar a qualquer momento o fim do rodízio no fornecimento de água em Aracaju, que vem ocorrendo há quase um mês. Nos últimos dois dias o abastecimento de água foi normalizado, mas, segundo informações, a diretoria preferiu agir com cautela para não causar falsas expectativas.

 

Almeida: JB tomou emprestadas lideranças

Em entrevista ontem ao programa comandado por Gilmar Carvalho, na rede Ilha, o senador Almeida Lima, ironizou a filiação do deputado Jackson Barreto e diversos prefeitos ao PMDB dizendo que ele “tomou emprestado” as lideranças. Segundo Almeida Lima, Jackson fez  como aquele “fazendeiro que pede emprestado o gado do vizinho para colocar em sua fazenda quando o fiscal do banco chega para avaliar se o número de cabeças é real com o que declarado no banco”.

 

Fazendeiros enganam agentes bancários?

Sem querer, o senador Almeida Lima levantou uma denúncia grave: quer dizer que tem fazendeiros que usa do expediente de pedir emprestadas cabeças de gado do vizinho para enganar os agentes bancários quando precisam de empréstimos em bancos? E o pior: Almeida Lima também é fazendeiro, lá em Nossa Senhora das Dores. Ou seja, tem conhecimento de causa do que denunciou. Sei não para um senador da República…

 

Apartamento de mais de R$ 1 milhão

Depois que a coluna divulgou que a PF junto com a Receita Federal vem fiscalizando alguns ex-agentes públicos assalariados que de repente, enriqueceram, foi um “Deus nos acuda”. Tem um que está desesperado porque comprou um apartamento por mais de R$ 1 milhão de reais, tudo organizado no papel e agora não tem como explicar a origem do dinheiro. É a supremacia do inexplicável…

 

Conexão direta com o leitor: Napinho continua mandando em Graccho

De um leitor de Graccho Cardoso:Depois do julgamento pelo TRE no dia 18/04/2007e o afastamento do prefeito, a cidade de Graccho vive o caos. Mudou-se o endereço da prefeitura. O prefeito Napinho transferiu a cidade para Aracaju onde as pessoas de confiança dele  estão trabalhando e despachando  em um escritório próximo ao centro da capital. Já os funcionários do município não sabem se receberão os salários este mês, procuram informação na sede no município e ninguém informa nada. Na realidade a cidade está abandonada ninguém sabe quem vai assumir se é o 2º colocado ( Moisés dos Santos), o presidente da Câmara ( Vaninha) ou se terá outra eleição. Pedimos a autoridades competentes que possa resolver isso o quantos antes o clima na cidade não é bom com ameaças pra todo lado”.

 

Redução da maioridade penal não resolve problema

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou ontem, 26, por 12 votos a 10, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal no país. Este colunista é contra a redução da maioridade penal por entender que o problema está sendo apenas “jogado para debaixo do tapete”. É fácil o poder público e a sociedade não assumirem  uma posição de contraponto e de linha de frente para enfrentar o problema e, simplesmente, ficarem omissos.

  

TC vai investigar publicação de ex-governador

Por unanimidade os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado decidiram aprovar  representação do Ministério Público Especial junto à Corte de Contas e abrir inspeção extraordinária para investigar publicação de matéria sobre o Governo de Sergipe na edição nº 127 de 20 de fevereiro de 2006 da Revista Forbes. A representação foi de autoria do subprocurador Eduardo Santos Rollemberg Côrtes e foi encampada pelo procurador geral Carlos Waldemar Resende Machado. Na representação o Ministério Publico Especial Junto ao Tribunal de Contas pede que a Corte de Contas apure se a “referida matéria publicada na revista Forbes Brasil foi c custeada pelo erário, ou se os jornalistas ou a empresa recebeu algum incentivo estatal para sua publicação”. A procuradoria ainda pede que se “apurado se o impresso anexado ao processo foi reproduzido com dinheiro público, identificando a origem e quantia dos recursos empregados, bem como responsáveis pela autorização da despesa”.

 

CDL enaltece PMA e Governo por não decretar facultativo

A decisão da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e do governo do Estado em não decretar ponto facultativo na próxima segunda-feira, 30, véspera de feriado nacional – 1º de maio, dia do Trabalhador – mereceu elogios por parte da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que sempre se posiciona contrária à medida sem maiores justificativas.“O prefeito Edvaldo Nogueira teve uma atenção especial para com o comércio, que agradece antecipadamente seu gesto, e também ao governador em Exercício, Belivaldo Chagas, a quem rendemos nossas homenagens por seguir o exemplo da Prefeitura de Aracaju”, disse Gilson.Segundo o presidente da CDL, mais uma vez não há motivos para a emenda do feriado, “já que todas as classes produtivas do Brasil estarão em plena atividade na segunda e os servidores públicos estaduais e municipais também”.

 

Informe assembléia geral da polícia civil

Na quinta-feira,26, à tarde, aconteceu, no auditório da Acadepol, uma Assembléia Geral Extraordinária do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe – SINPOL. Segundo Antonio Moraes – da chapa Operação Padrão – a pauta da reunião sindical foi basicamente à análise da discussão de reestruturação salarial das categorias de base da Polícia Civil e da forma de devolução imposta pelo governo acerca do pagamento do FUNASERP. Antonio explicou que  sobre o tema principal da reunião – reestruturação salarial das categorias de base da Polícia Civil – decidiu-se que, como o governo ainda não acenou concretamente com uma contraproposta real de curto, médio e longo prazo, seria iniciado um calendário de paralisações de 24 h, com indicação futura de greve. E o dia escolhido pela categoria e aprovado foi o de 04/05/2007. Firmou-se ainda o entendimento da formação de um comando de greve, composto por 10 integrantes, filiados ao sindicato, sendo que 05 deles oriundos do Movimento Operação Padrão.

 

Encontro Estadual dos Jornalistas

Nos dias 4 de 5 de maio – sexta (noite) e sábado (o dia todo) vai ocorrer o Encontro Estadual dos Jornalistas de Sergipe 2007. O evento será realizado  no Sindicato dos Bancários, no centro. O tema central é “A responsabilidade  social do jornalista”. O encontro lembra o dia do jornalista (que foi 7 de  abril – Semana Santa) e se insere nas atividades dos 30 anos de fundação do Sindijor/SE.A palestra de abertura, que acontece às 19 horas do dia 4, é “A responsabilidade social do jornalista – os desafios” e será proferida pelo jornalista Dorgil Marinho, da Câmara dos Deputados e presidente do Clube de Imprensa de Brasília. O presidente nacional da OAB, Cézar Britto (convidado), e o diretor de Comunicação do Sintese (Sindicato dos Professores de Sergipe) Roberto Santos, vão debater o tema. Logo depois do debate, será lançado um manifesto em defesa do diploma de Jornalismo e também a terceira edição do Prêmio Direitos Humanos Petrobras de Jornalismo.

 

Homenagem a promotor e juiz

O prefeito Ivan Leite estará homenageando diversas personalidades em diferentes seguimentos com a medalha “Cidade Jardim e Berço da Cultura,” por ocasião do aniversário de 159 anos de Estância. O promotor de Justiça, Dr. Rony Almeida, juntamente com o Dr. José Adaílton, juiz de Direito,  irão receber  título de Cidadão Estanciano,  na noite  de quinta-feira, dia 03,  na Câmara Municipal.

 

Coluna divulga releases de todas as áreas

O leitor já notou que a coluna vem reservando um espaço, geralmente as três últimas notas para publicar releases de diversas áreas. É uma prestação de serviço para informar ao leitor não apenas sobre política, mas sobre outros segmentos. Até porque este espaço foi consolidado na área da política, levando alguns “profissionais” ao desespero. Tem jeito não! Aqui o espaço está reservado para todos, principalmente o leitor, que já é parceiro diário com os e-mails que são enviados.

 

Frase do Dia

“Inveja é o ódio da felicidade alheia, ou dor que se sente no coração por causa do sucesso alheio”. Albertano da Brescia.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários