Procuram-se talentos para informática

0

Estive um grande tempo off-line (da coluna) pois achei que já tinha dado minha pequena contribuição aos meus dez leitores com assuntos sobre informática. Entretanto, semana passada fui ao congresso da Sociedade Brasileira de Informática (SBC) e apenas uma frase dita num dos painéis me fez voltar a escrever esta coluna semanal. O debate era sobre atração de talentos para a área de informática e um dos mediadores da discussão disse que seria importante que nós divulgássemos mais nossa área pois cada dia é menor o número de estudantes que se interessam em seguir a área de ciência da computação e afins. Dessa forma, espero voltar a escrever com certa regularidade com o objetivo de poder atingir novos leitores e quem sabe convencer algum deles a entrar neste mundo tão interessante.

Quem sabe não começo convencendo a namorada de meu filho mais velho. Ela disse, na semana retrasada, que iria se candidatar para o curso de Engenharia de Petróleo. Acertou a parte inicial (Engenharia), mas a parte final poderia ser: da Computação. Aparentemente, escolher Engenharia de Petróleo pode parecer fantástico pois temos um mercado potencial muito grande, ainda mais com o Pré-sal. Olhando a situação “de fora” e puxando a sardinha para meu lado poderia perguntar o seguinte: o mundo está caminhando para fontes alternativas de energia? Quantos anos (talvez décadas) ainda teremos o Petróleo como fonte de recursos? É claro que não tenho bola de cristal, mas o mundo caminha para fontes de energia limpas e renováveis, ou estou enganado? Por outro lado, para onde vai a área de informática? O horizonte cada dia me parece mais promissor. Tudo está virando software, ou melhor, todas as atividades estão passando a ser controladas por software e precisaremos de cada mais gente para atender as demandas. Não sei, mas eu ainda apostaria fichas nas áreas de Ciência da Computação por mais algumas décadas.

A pergunta é: como vamos fazer para atrair os talentos para a área? Acredito que temos que mostrar o outro lado da informática. Muita gente ainda acha que informática é conseguir abrir um browser e navegar pela internet ou conseguir usar um pacote de escritório, como o Office. Entretanto, mostrar o lado “tenebroso” pode ser que afaste ainda mais os futuros talentos. Temos que mostrar exemplos como o de Sergei Brin e Larry Page (Google) que mudaram (e ainda estão mudando) o mundo com seu software.

O que está esperando? O Mundo precisa de você.

 

Nearby no Twitterrific

No iPhone tenho instalado o Twiterrific, que é um cliente do Twitter muito bem feitinho e “de grátis”. Até aí nada demais… O detalhe é que estava brincando de Twitterrific e vi que tinha opção nearby, ou seja, quem postando tweets perto (geograficamente) de mim. Cliquei e fui dar uma conferida no que estava se passando em meu entorno. Foi realmente cômico! Foram tantas “bobagens” que quando estiver de mau humor vou passar lá somente para me divertir. Políticos fazendo promessa, boyzinhos contando vantagens (peguei a gatinha X), gente postanto tweets de teste. Mas tinha alguns tweets interessantes. Enfim… Se puder dê uma olhada.

 

Facebook e a população planetária

Todos vocês sabem que a rede social mundial não é o Orkut e sim o Facebook. O detalhe é que a aplicação do Mark Zuckerberg atingiu a impressionante marca de 5 milhões de usuários (eu sou um deles). Se fosse um país o Facebook seria a terceira população mundial, pendendo apenas para a China e para a Índia. O Twitter tem “apenas” 124 milhões, perdendo para o Brasil que tem 195 milhões, mas é bom lembrar que o Brasil tem 500 anos de história e o Twitter apenas 3.

 

Como assim? Não vai ter debate?

Ainda não foi desta vez que a internet se tornou o palco principal das eleições, mas no ritmo que vamos não vai precisar de tantas outras eleições. Estava programado para ontem um debate na web com os principais candidatos à presidência. Entretanto, tanto DF quanto JS comunicaram que não poderiam participar do debate. Apenas Marina Silva do PV é que deu as caras. É claro que tudo não passa de jogo político e como a web ainda não é “o” canal de comunicação vamos ter que esperar mais alguns anos para que os presidenciáveis cheguem aos debates via rede. Minha pergunta para Marina foi a seguinte: Gostaria de saber como pretende suprir a crescente demanda de técnicos da área de informática para fazer frente aos outros países do BRIC no mercado mundial?

 

Tweets da semana

@ammenendez Vendo camisa e boné da Ferrari de quando o EX-piloto Massa ganhou no Brasil.

@SergipeNoticias Atenção TECNÓLOGOS! O MEC decidiu que vocês estão aptos a participar de concurso público de nível superior, mestrado, doutorado,etc.

@srlm Google Apps for Government: alô pequenas empresas de SW servindo o .gov… competição da pesada à vista! http://bit.ly/9hzPaf

@fredlinux A FCC agência reguladora americana, redefiniu que a partir de hoje banda larga é no mínimo 4 mbps. No Brasil ainda se fala em kbps.

 

Fórmula 1

Prometo que este será meu último comentário sobre este “esporte”.  Todos os colunistas esportivos se revoltaram com a atitude da Ferrari (veja aqui e aqui) com relação à manobra de ultrapassagem antidesportiva ocorrida no GP de Alemanha. A equipe quem diz como deve ser e o piloto se sujeita se quiser. Se não quiser pegue suas coisas e vá embora que tem uma fila de candidatos esperando para entrar. Eu só achei que Massa pegaria suas coisas e iria embora, mas ele ficou. Pior para ele pois perdeu o respeito da torcida mundial. Até nunca mais F1…

 

Não deixe de mandar seu comentário para andresmenendez@infonet.com.br ou um tweet para @ammenendez

Até a próxima semana

 

Em tempo: O Brasil é (há muitos anos) o país do vôlei!! O resto é mediocridade.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários