Professores massacrados

0

O governo de Sergipe está mesmo decidido pegar no pé do professor da rede pública. Agora, a categoria foi surpreendida com um projeto de lei do executivo acabando com o triênio e diminuindo a carga horária. Caso seja aprovada pelos deputados estaduais, a propositura reduzirá o salário do educador quase pela metade. “Estamos sendo alvo de um massacre”, denuncia a presidente do Sindicato dos Professores, Ivonete Cruz. E ela está certa! Sem reajuste salarial há anos, a categoria tem assistido o desmonte de sua carreira. Parece mesmo uma coisa premeditada. Há quem suspeite que o atual governo, tal qual seus últimos antecessores, não aceita que os professores se recusem em colocar o pescoço na canga, como se fossem bois de carro. Já que resistem aos caprichos do governo, são punidos pelo bolso, numa tentativa de fazê-los se curvarem diante do feitor de plantão. É por esta e por outras que a educação pública em Sergipe está indo para o beleléu. Misericórdia!

Endereço novo

E quem está mudando de partido é o prefeito de Socorro, Padre Inaldo (PCdoB). Vai se filiar ao Progressistas, comandado em Sergipe pelo deputado federal Laércio Oliveira. “Tudo que aprendi na política foi graças ao PCdoB, mas como o partido não alcançou a cláusula de barreira, eu preciso dar um passo mais além”, afirma o reverendo. Outro que também vai pular fora do PCdoB é o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, ainda não dúvida sobre sua nova morada partidária. Vixe!

Volta ao batente

O vereador Evando Franca (PSD) recuperou a saúde e está de volta à Câmara de Aracaju. Durante a licença médica, alguns vereadores chegaram a sugerir que ele ficasse mais tempo afastado, para permitir a posse do suplente Emanuel Nascimento (PT). Nitinho Vitale (PSD), presidente da Câmara, discorda dos colegas: “Fico feliz com o retorno de Evandro, uma figura folclórica que está recuperado para cumprir o seu sétimo mandato”. Marminino!

Largue essa ideia

Um em cada três brasileiros deixou de fumar depois que medidas que restringiram a propaganda de cigarros  na TV e em veículos de comunicação de massa entraram em vigor. Segundo pesquisa da Organização Pan-Americana da Saúde, a maioria da população é a favor de medidas ainda mais rigorosas contra o fumo. E você, quando vai largar esse troço? Cruzes!

Tudo legal

O governo de Sergipe considera sem sentido a informação de que o Ministério Público Estadual investiga o recebimento ilegal de aposentadorias pelo governador Belivaldo Chagas (PSD). A nota do executivo diz que o pessedista recebe o salário de governador e a aposentadoria como defensor público, tendo aberto mão da aposentadoria de deputado estadual. Diante do exposto, o governo considera “fantasiosa a denúncia suscitada”. Então, tá!

Recesso menor

A Assembleia de Sergipe aprovou, ontem, em 2ª votação, a redução do recesso parlamentar dos atuais três meses, para 55 dias. Com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), o ano legislativo ficará 35 dias maior, tal como já é no Congresso Nacional. A partir de agora, a Assembleia estará em sessões plenárias de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro. De autoria do deputado Luciano Bispo (MDB), a PEC foi aprovada por 21 dos 24 deputados, sendo registradas três ausências. Ah, bom!

Contra extinção

O senador Rogério Carvalho (OPT) apresentou uma emenda à PEC que prevê a extinção de 1.217 municípios brasileiros com menos de 5 mil habitantes. Pela proposta do governo Bolsonaro, só em Sergipe seriam extintas 10 cidades. Segundo o petista, o fim dos pequenos municípios prejudicaria a prestação de serviços públicos, além de criar entre as pessoas a sensação de perda de identidade histórica com a sua terra natal. É vero!

Estímulo à sonegação

O Programa de Regularização de Dívidas (Refis), anunciado pelo governo de Sergipe, é um estímulo à sonegação, um prêmio para os maus pagadores e o tapa na cara do bom contribuinte. Pelo Refis, quem quiser negociar à vista os débitos de ICMS e IPVA terá um desconto de 95% em multas e 80% em juros. Por conta desses afagos aos velhacos, o empresário que se esforça para pagar os tributos em dia, se acha estimulado a atrasar seus compromissos, na expectativa de um novo Refis. Homem, vôte!

Risco de acabar

A medida provisória criando o Programa Médicos pelo Brasil – substituto do Mais Médico – expira nesta quinta-feira e ainda não foi votada na Câmara Federal e no Senado. A MP amplia em pouco mais de 7,3 mil o número de médicos nas áreas mais carentes do país. Caso deputados e senadores não aprovem a MP, os brasileiros carentes ficarão totalmente sem assistência médica. Uma lástima!

Prisão em dobro

Abordado pela Polícia Rodoviária Federal, na BR-235, em Socorro, um motorista acabou preso porque contra ele havia um mandado de prisão por não pagamento de pensão alimentar. Como o carro estava todo regular, o dito cujo telefonou a um amigo para ir buscar o veículo. Ao chegar à Polícia Rodoviária, o parceiro também foi preso, pois existia em seu desfavor uma ordem de prisão, com base na Lei Maria da Penha. Resultado: com os dois engaiolados, o carro, que não tinha nada com a história deles, permanece no posto da PRF. Aff Maria!

Conversa mole

Em muitos casos, a anunciada falência das prefeituras não passa de falácia dos prefeitos, a maioria recebendo salários médios de R$ 26 mil. Ora, se a situação financeira dos municípios é tão grave como pintam, por que estes senhores só pensam na reeleição em 2020? Não vale como resposta a conversa fiada de que vai para o sacrifício em atendimento ao grande apelo popular. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 30 de março de 1873

Comentários