PSC, danças e contradanças

0

 Passado o Carnaval e depois da ressaca do Pré-Caju, o governador Marcelo Déda (PT) tem agora que consolidar a maioria na Assembléia Legislativa sem transformar o Governo do Estado num balcão de negócios como desejam alguns setores. Oriundo do Legislativo Déda sabe da importância do mesmo para que haja governabilidade, porém nos cinco anos, como prefeito de Aracaju, teve uma relação respeitosa com o Poder Legislativo municipal, e, mesmo nos primeiros momentos, quando não teve maioria por mais de um ano, nunca foi para o embate ou tentou conquistar maioria através do chamado toma lá da cá.

 Na próxima semana deve chegar a Assembléia Legislativa os projetos do governador que visam à implementação da reforma administrativa e a adaptação da máquina estatal as ações do novo governo. Alguns recados vêm sendo dados por uma liderança do PSC através de um setor da imprensa. Chegam a publicar que Déda terá surpresa se não conversar antes com o bloco do PSC, composto por sete deputados. Porém, neste bloco já existem três deputados que manifestaram ao governador o desejo de ajudar na governabilidade independente do que definir a liderança maior. O apoio deles ao novo governo não passa pela conveniência da indicação de alguns cargos comissionados como alardeiam alguns segmentos. Ou seja, estes deputados colocaram acima dos interesses pessoais os interesses coletivos e com isso está garantida a maioria na Assembléia Legislativa para que os projetos de Déda sejam aprovados.

 O governador não fechará o dialogo com os novos aliados ou adesistas, como preferem alguns petistas. Tem a seu favor o apoio do presidente da Assembléia, Ulices Andrade (PDT), dentro do respeito mútuo entre os poderes. Déda sabe que na política cada dia é um novo episódio. E eles forçam a novos diálogos, recuos, danças e contradanças. Mas pelo andar da carruagem e pelo tabuleiro de xadrez que Marcelo Déda vem montando desde que assumiu a Prefeitura existe uma tendência quase que permanente para alianças mais duradouras e a preocupação com o conceito de coalizão que ultrapassa, muito, a visão de alguns – até mesmo analistas – que analisam no máximo as próximas 24 horas. A cada jogada parece que Marcelo Déda tem consciência das marchas e contra-marchas, mas também tem a consciência que não sairá do caminho traçado.

 

“Gelo” para esfriar a pressão

Trecho de uma matéria do jornal O Globo da quarta-feira,21, sobre as conversas do presidente Lula com o PT e o PMDB para a reforma ministerial.“Agora, os grandes problemas da reforma ministerial são o PT e o PMDB. Lula vai examinar com cuidado a lista de indicados dos dois partidos. Mas, pelo jeito, o presidente  já sabe o que quer. A reforma já está em sua cabeça. A dificuldade será administrar as pressões”, disse o governador Marcelo Déda (PT-SE).

 

Perguntas sobre as denúncias no TCE

Um leitor fez os seguintes questionamentos sobre as denúncias que vêm sendo apuradas no Tribunal de Contas e que a coluna vai pesquisar para informar com precisão: É verdade que a mesma empresa contratada para a reforma do sistema de informática do TC é a que fez a instalação do novo sistema do Detran no final do ano passado? É verdade que existe alguma ligação entre o ex-presidente do TC e o ex-presidente do Detran?

 

Charada para quem tiver “couro grosso”

Uma charada: o que deixa igual uma fazenda no Maranhão, uma casa no litoral norte de Alagoas e de quebra, dos veículos Vectra novinhos?

 

Caixa preta do Detran

O novo diretor-presidente do Detran, Francisco Dantas, não passa informações sobre a administração passada. Ficou chateado porque a coluna perguntou o preço do helicóptero e agora não abre todo o contrato feito com a empresa que instalou o novo sistema no final do ano passado e que vem dando vários problemas. O pior é que Chico Dantas manteve assessores do ex-presidente, ou seja, como é que vai mostrar o que ocorreu de errado? E o governo ainda divulga uma publicidade sobre o licenciamento com a frase “Novo Detran”. É brincadeira…

 

Verde que te quero verde e as maldades I

Em Sergipe, como diz Albano Franco, todo mundo se conhece e como. No dia da eleição, num estabelecimento da Secretaria de Estado da Educação, em frente ao Banese da Avenida Francisco Porto (próximo ao G.Barbosa), chegava para votar uma profissional de imprensa vestida de verde da cabeça aos pés. Era uma alegria só, ironizando com os fiscais do PT. Passada a eleição, no mesmo dia a moça não estava mais de verde e brindava com amigos e amigas dizendo que nada mudaria porque o novo governador era freqüentador de jantares em sua residência e por aí vai…

 

Verde que te quero verde e as maldades II

Este colunista já escreveu e repete. Se for para ficar calado, prefere deixar de escrever. Pois é. A profissional verde – temida por muitos políticos e autoridades – tinha cargo comissionado no governo estadual (foi exonerada), mais de R$ 3 mil, além de ser funcionária de carreira de uma estatal ganhando mais de R$ 4 mil, onde nunca deu expediente. Como se não bastasse tenta agora retornar para uma pasta onde “serviu” ao secretário passado por algum tempo e vive plantando notas para desestruturar o novo secretário. Chegou ao cúmulo de noticiar que o mesmo (sem citar o nome é lógico) passou o carnaval em um resort fora do Estado com tudo pago por um empresário que deseja investir em Sergipe. O secretário foi passar o carnaval no local, mas a verdade é que foi por conta própria, pagando pela hospedagem, como nota fiscal e saída do dinheiro da conta dele para comprovar a veracidade. O governador Marcelo Déda sabe da conduta correta e séria do secretário. Enquanto que a ex-verdinha…

 

Verde que te quero verde e as maldades III

Só para lembrar. A acusação feita pela profissional de imprensa cabe muito bem na carapuça dela própria quando era assessora da secretária. Mesmo sem dar expediente no local fez parte de diversas “comitivas” internacionais do então governador João Alves Filho, com tudo pago pelos cofres públicos. Agora busca um “jeitinho” para conquistar novas viagens e alguns benefícios tentando denegrir a imagem de quem trabalha corretamente. Como diz o colega Osmário… arrepare!!!

 

Posse de Ana Lúcia na Secretaria da Inclusão Social

Nesta sexta-feira, dia 23, às 10h, a deputada estadual Ana Lúcia estará tomando posse como secretária da Inclusão e Desenvolvimento Social, no Palácio de Despachos da Adélia Franco, no DIA. A solenidade contará a presença de várias autoridades públicas, entre elas o governador do Estado Marcelo Déda, além de lideranças dos diversos segmentos sociais e sindicais, apoiadores sociais, e também populares.

 

Mico do deputado Albano Franco

Deu na coluna Painel da Folha de São Paulo da última segunda-feira,19: “Mico – Albano Franco (PSDB-SE) foi sorteado para discursar no grande expediente da Câmara na Quarta-Feira de Cinzas. Ele promete comparecer, nem que seja o único em plenário”. Detalhe a sessão da quarta-feira,21, não aconteceu por falta de quorum, como já era esperado.

 

Luis Cappio entrega hoje carta a Lula I

 Nesta quinta-feira, 22, o bispo da Barra (BA), Luis Cappio retoma os protestos contra as obras de transposição do rio São Francisco. O próprio religioso vai protocolar no Palácio do Planalto uma carta em que pede a reabertura do diálogo com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a obra e critica o Ministério da Integração Nacional, responsável pelo projeto.O documento deve ser um novo obstáculo às pretensões do governo de publicar nos próximos dias os editais e iniciar as obras, uma das metas de Lula para o segundo mandato.Em 2005, d. Luís fez greve de fome durante 10 dias (de 26 de setembro a 6 de outubro) contra a transposição. O bispo disse que levaria o gesto até a morte, se necessário.A greve constrangeu o governo federal. O então ministro das Relações Institucionais e hoje governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), teve de pedir pessoalmente a d. Luís que encerrasse o protesto, sob o argumento de que o presidente estava disposto a ouvi-lo. Dois meses depois, Lula recebeu o religioso no Palácio do Planalto.

 

Luis Cappio entrega hoje carta a Lula II

O governo, contudo, deu andamento ao projeto, apesar do aceno ao bispo. D. Luís ficou irritado. Disse que Lula “se tornou refém do capital, foi seqüestrado e hoje é um instrumento do capital internacional”. “Que ele volte a olhar para o povo”, disse.Após o encontro no Planalto, o bispo declarou que a reunião deu “início à participação da sociedade na discussão” e amenizou o tom das críticas. A batalha saiu da igreja e foi aos tribunais.A Justiça concedeu ao longo do ano uma série de liminares contra a transposição a grupos ambientalistas que pedem a paralisação do projeto. Mas, no final de 2006, o STF (Supremo Tribunal Federal) derrubou as medidas.A história ganhou novo capítulo na semana passada. O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, pediu ao STF que reconsidere a decisão.O principal alvo da carta do bispo será o Ministério da Integração Nacional, que coordena as obras, orçadas inicialmente em R$ 4,5 bilhões. D. Luís reconhecerá a sensibilidade de Lula para obedecer o que foi pactuado quando encerrou o jejum, ao se comprometer a negociar os termos do projeto. (FSP).

 

Pai da criança

Parece que alguns auxiliares do governo anterior esqueceram que 2007 já chegou e ocorreu a mudança no governo estadual. No jornal da família do ex-governador João Alves o ex-secretário da Justiça Emanuel Cacho tentou assumir a paternidade da mudança dos presidiários da Casa de Detenção do bairro América. Coisa miúda, de quem não pensa grande…

 

Curta-SE 7 já recebeu quase 150 inscrições

A organização da sétima edição do festival Luso-Brasileiro de Curtas-Metragens de Sergipe (Curta-SE 7) já recebeu até agora 144 inscrições de curtas nos formatos 35mm e vídeo. O festival vai acontecer de 28 de abril a 6 de maio em Aracaju e São Cristóvão. As inscrições permanecem abertas no site do evento www.curtase.org.br até o dia 10 de março.Para participar do Curta-SE 7, o realizador deverá preencher  até 10 de março o formulário de inscrição do festival no endereço eletrônico www.curtase.org.br , e enviá-lo para o e-mail mostras@curtase.org.br , junto com as fichas artística e técnica, sinopse, fotografias e filmografia do realizador, acompanhadas de cópia do filme em DVD, material para a imprensa (press book) e divulgação (cartazes).

 

Frase do Dia

“A Dança é uma atitude política acima de tudo, porque você dança a sua expressão de vida”. Eugenio Lima.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários