Puxão de orelha

0

“Têm pessoas que, ao assumir uma secretaria, ficam olhando para trás e encontrando os buracos do passado. Prefiro olhar para a frente e tentar construir o caminho do futuro”. Dita pelo vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (DEM), a frase soa como um puxão de orelhas para alguns auxiliares do prefeito demista João Alves Filho, que estão, há 17 dias, acusando Edvaldo Nogueira (PC do B) de ter deixado a Prefeitura em petição de miséria. A vontade de enxovalhar a imagem do comunista é tanta que alguns mais afoitos se contradizem quanto ao valor da dívida deixada, além de provocarem pânico entre os servidores ao afirmarem que os salários de janeiro poderiam não ser pagos em dia. Político experiente, Machado chamou o feito à ordem e, sutilmente, convidou a equipe a descer do palanque, arregaçar as mangas e começar a trabalhar. Aracaju agradece!

Visita

A presidente Dilma Rousseff (PT) confirmou ontem que visitará Sergipe nos próximos dias para inaugurar a ponte Gilberto Amado, ligando Estância a Indiaroba, e o parque eólico localizado na Barra dos Coqueiros. Também prestigiará a concretização de novos investimentos empresariais no Estado, que juntos somarão cerca de R$ 700 milhões. Entre eles estão indústrias de cimento e de embalagens de vidro. A data da visita não foi confirmada.

Tripartite

O governador Marcelo Déda (PT) considerou proveitoso o encontro que teve ontem em Brasília com a presidente Dilma Roussef. Ele estava acompanhado pelo prefeito João Alves Filho e a senadora Maria do Carmo Alves, além do secretário estadual da Casa Civil, Sílvio Santos. A presidente manifestou o desejo de construir uma relação tripartite com o governo de Sergipe e a Prefeitura da capital para viabilizar investimentos estruturantes. Legal!

Missão

Após dizer que a audiência com a presidente Dilma foi muito proveitosa, o prefeito João Alves Filho (DEM) revelou que retornou a Aracaju com uma missão. Não revelou mais detalhes, mas tem gente dizendo que o demista vai se empenhar para ver aprovado pela Assembleia o projeto permitindo ao governo estadual fazer um empréstimo de R$ 727 milhões à União. Será está a missão?

Folia

Já comprou seu abadá? É que o Pré-Caju começa hoje e vai fazer barulho até a madrugada da próxima segunda-feira. Quem está pensando em ir à festa não deve levar porta-cédula repleta de documentos, calhamaço de dinheiro e objetos de valor, pois a bandidagem estará por todos os cantos. Também aconselha-se não encher a caveira com água que passarinho não bebe. Deve ser terrível acordar ao lado de quem não conhece e sem saber o que aconteceu.

Pernas pro ar

Servidores estaduais e municipais não trabalham amanhã. O ponto facultativo decretado pelo governo e a prefeitura de Aracaju para que a galera se esbalde no Pré-Caju desagradou os empresários do comércio. Eles garantem que o “feriadão” vai afetar a receita dos varejistas, principalmente num mês em que as vendas já são fracas. Além dos empresários, o governo também perde com a arrecadação de impostos.

Queixoso

O deputado estadual Garibalde Mendonça (PMDB) não esconde a ninguém a contrariedade por não ter sido chamado ainda pelo governo para discutir sobre o Proinveste. O peemdebista tem dito que, antes de conversar com a oposição sobre a aprovação do empréstimo de R$ 727 milhões, o governador Marcelo Déda precisa sentar com a bancada que lhe dá sustentação na Assembleia. Tá certíssimo!

Paraíso

Sergipe tem se sido uma referência turística para políticos em férias. Nos últimos dias, já estiveram por aqui os governadores de Tocantins e do Acre, respectivamente, Siqueira Campos e Tião Viana, os senadores Humberto Costa e Magno Malta, e o deputado federal Sandro Mabel. Para o Pré-Caju, que começa hoje, estão sendo aguardados os deputados federais Wilson Santiago, Renan Filho e Romário. Aliás, o senador Magno Malta gosta tanto de Sergipe que até comprou um terreno num loteamento em Estância.

Não gostou

E o prefeito de Propriá, José Américo (PSC), não gostou nadica de nada das críticas que lhe foram feitas pelo vice-governador Jackson Barreto (PMDB). O cristão lembrou os vários processos respondidos no passado pelo peemedebista e garantiu que sua ficha é mais limpa do que linho branco estendido no varal. Uau!

Do baú político

Os políticos – claro que existem exceções – sempre gostaram da putaria. Um bom exemplo disso é dado pelo jornalista Luiz Eduardo Costa, que ontem publicou no Jornal do Dia o seguinte texto: “Ir ao cabaré, escrito assim mesmo sem o t final da palavra francesa, era hábito arraigado entre grande parte dos políticos sergipanos. Chegamos a ter um governador interino que ia aos redutos das chamadas ‘mulheres da vida fácil’ acompanhado de ajudantes de ordens da Polícia Militar, no veículo oficial, chapa preta, número um, que tinha sobre o para-lama dianteiro a bandeirinha de Sergipe tremulando. Houve até um senador que chegou a comparar o cabaré com o Céu. Muitos entendimentos e também muitas explosivas e até sangrentas desavenças entre políticos aconteceram em torno de uma mesa animada de movimentados cabarés. Ilustres integrantes do Poder Judiciário eram assíduos freqüentadores dos lupanares, digamos assim, de elite, e um deles, figura rotunda, exibia-se feliz tendo ao colo a mais cobiçada entre as damas da noite”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários