Recado das urnas

0

As urnas mandaram um duro recado para o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), que realiza uma das piores administrações da capital. No primeiro turno, o governador Jackson Barreto (PMDB) recebeu dos aracajuanos 35.665 votos a mais do que Eduardo Amorim (PSC), candidato do demista. Já a presidente Dilma Rousseff (PT), que em 2010 perdeu em Aracaju para o tucano José Serra, agora bateu duas vezes Aécio Neves (PSDB), apoiado pelo prefeito. A rejeição dos candidatos de João Alves foi a forma encontrada pela população para protestar contra uma saúde pública precária, o terrível transporte coletivo, as ruas e avenidas transformadas em tábuas de pirulito, o abandono do centro comercial, a ineficiente iluminação pública e as obras da administração passada que seguem inacabadas. O prefeito ainda tem dois anos de governo, porém se continuar nessa toada pode preparar o couro para uma nova surra eleitoral em 2016, quando dever tentar a reeleição.

Invocados

E os servidores do Tribunal de Justiça paralisam as atividades hoje e amanhã para protestar contra salários de até R$ 16 mil pagos a cargos em comissão, o auxílio-moradia de R$ 4.377,73 para juízes e a falta de negociação do reajuste salarial. Ofício enviado ontem pela presidência do TJ ao sindicato deixou a categoria ainda mais invocada. No documento, o desembargador Cláudio Déda revela que “realizada a paralisação, este Tribunal tem o dever inegociável de aplicar todas as consequências legais e financeiras aos faltosos”, ou seja, vai cortar o ponto dos grevistas.

Fique ligado

Os candidatos que participaram somente do primeiro turno das eleições, realizado em 5 de outubro, têm até o próximo dia 4 para prestar as contas dos recursos arrecadados e das despesas de campanha. Além dos candidatos, também devem prestar contas os diretórios partidários, em conjunto com seus respectivos comitês financeiros. Mesmo que não tenha havido movimentação de recursos de campanha, a prestação de contas é obrigatória.

Casa nova

O deputado estadual Zé Franco (PDT) praticamente já se definiu por um novo partido. Seu destino deverá ser mesmo o PTB do deputado federal eleito Adelson Barreto. Franco está pulando fora do barco pedetista antes que a executiva estadual o expulse por ter votado contra os candidatos majoritários do partido. Sem ter disputado o último pleito, o ainda pedetista já está pensando nas eleições para a Prefeitura de Socorro, em 2016.

Crime compensa

E quem ganhou ontem o direito ao regime de prisão aberto foi o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, condenado no processo do mensalão. Com a decisão, ele poderá cumprir o restante da pena inicial de sete anos e 11 meses em casa. Dirceu tem direito a progressão de regime semiaberto para o aberto desde o dia 20 de outubro, por ter cumprido 11 meses e 14 dias de prisão, um sexto da pena, requisito exigido pela Lei de Execução Penal. Certamente, Dirceu será convidado especial para a festa de posse da presidente Dilma!

DEMfinhando

O DEM está a caminho do fim. A direção nacional do partido vai discutir em novembro próximo uma fusão com outra legenda, provavelmente o PSDB. Nas eleições passadas, os demistas sergipanos só reelegeram a senadora Maria do Carmo Alves, o deputado federal Mendonça Prado e os deputados estaduais Goretti Reis e Augusto Bezerra.

Não Veja

O Ministério da Cidadania adverte, a revista Veja é contra-indicada à democracia. Portanto, fuja às léguas deste pasquim amarronzado!

Eles se entendem

Não se fala em outra coisa que não seja o tiroteio verbal do governador Jackson Barreto contra o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Há quem afirme que os dois estão rompidos para o resto da vida. Não é nada disso! JB e Vavá sempre andaram as turras, mas sempre fumaram o cachimbo da paz. Pior do que este bate-boca eleitoral travado agora por ambos aconteceu nos anos 80, quando Jackson acusou Valadares de ter matado a mãe dele, dona Nelzice Barreto. Lembram?

Preconceituoso

O comunicador Diogo Mainardi, do programa Manhattan Connection, é um preconceituoso juramentado. Ao falar sobre a vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) no Nordeste, o jerico manco balançou o rabo e relinchou: “O Nordeste sempre foi retrógrado, governista, bovino e subalterno durante a ditadura militar”. Aliás, o eleitorado nordestino tem muito mais o que fazer, ao invés de perder tempo com esse jumento batizado.

Doação pública

As comissões temáticas da Assembleia aprovaram ontem projeto autorizando o governo de Sergipe doar à Universidade Federal de Sergipe o Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro, em Lagarto. A doação faz parte dos entendimentos entre os governos federal e estadual para a instalação do Campus da Saúde naquele município. Legal!

Menos gás

O consumo nacional de gás natural veicular (GNV) caiu 3% de janeiro a setembro deste ano, comparado a igual período de 2013. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado, o motivo da queda foi a falta de incentivos oficiais ao uso do combustível, que é mais barato em relação à gasolina e ao etanol, porém depende da instalação de equipamentos específicos, conhecidos como kit gás.

Recorte de jornal

Publicado no jornal Diário de Sergipe em 22 de julho de 1958

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais