Redistribuição de renda e eleição

0

Alguns pontos para o leitor analisar e debater sobre as eleições em Sergipe:

 

– Se Marx e Engels estivessem vivos, certamente comemorariam o que ocorreu nas eleições de Sergipe este ano, com a entrada do poder econômico como nunca visto o que possibilitou uma redistribuição de renda no Estado. Este ano, o dinheiro saiu da classe empresarial e foi redistribuído com os trabalhadores. É um fato incontestável que milhões de reais voltaram para o bolso do trabalhador. É certo que foi de uma maneira ilegal, mas pelo menos, para redistribuir renda serviu as eleições por conta de algumas campanhas milionárias para o Senado e Câmara dos Deputados. Estima-se que pelo menos R$ 30 milhões mudaram de mãos nas eleições de Sergipe.

 

– Alguém percebeu que em alguns bairros de Aracaju e de Socorro, foi montado um esquema sofisticado de compra de votos nunca visto? Ao lado de grandes seções eleitorais, foram montadas tendas, com mesas e cadeiras, onde algumas pessoas ficavam bebendo e a cada momento chegavam outras trazidas por “lideranças” dos bairros para “conversarem”. Além da tenda, em cada local tinha um veículo grande e chamativo com som ligando como se fosse um encontro informal de jovens, mas na verdade era um esquema bem montado. E o pior: os três ou quatro candidatos que participaram do esquema eram fieis a um majoritário do grupo do governo, mas pediam aos eleitores votos para João Alves. É claro que a candidatura de  João tem sido fortalecida por essa traição de candidatos “aliados” de Déda

 

– Alguns analistas, quando comentam a derrota de Déda em Aracaju, creditam uma das falhas ao prefeito Edvaldo Nogueira – que não conseguiu eleger Tânia Soares – esquecem que Jackson Barreto, considerado a principal liderança na capital, apesar de toda estrutura montada não conseguiu eleger Robson Viana e, se Rogério Carvalho, ganhar o recurso no TSE, Fábio Reis, o candidato de JB, pode passar para a suplência na Câmara e só obteve 6 mil votos em Aracaju. Enquanto isso, Almeida Lima, além de ser eleito (obteve 16 mil votos em Aracaju), elegeu seu candidato a estadual: Zezinho Guimarães.

 

– Outro ponto analisado pelos petistas da queda em Aracaju na última semana, conforme análise do próprio Déda, foi a determinação de deixar claro que Albano Franco não fazia parte da aliança. Albano tentou confundir mostrando imagens de Lula e do próprio Déda no horário eleitoral, mas o petista foi ao programa eleitoral discursando forte com os dois candidatos ao Senado. Sem falar na visita de Lula, onde no palanque, Déda e o presidente, discursaram forte contra Albano. Essa decisão afastou eleitores de Albano que votavam em Déda.

 

– Ontem, 04, este jornalista conversou com dois petistas históricos. Para estes petistas um dos problemas do resultado eleitoral em Aracaju é que Jackson esqueceu que é o vice na chapa encabeçada por Marcelo Deda, e atuou oferecendo apoio isolado a candidatos proporcionais, como é o caso de Robson Viana e Fábio Reis, enquanto que para senador, a situação foi mais  grave ainda, pois embora o PSB trabalhou diuturnamente apoiando a reeleição de Déda, fato que significa votar em Jackson Barreto, ele (Jackson) trabalhou abertamente no apoio isolado ao candidato Eduardo Amorim, fazendo nos bastidores um trabalho que prejudicou a imagem de Valadares, disfarçando seu comportamento, apenas em atos isolados ou através de uma ou duas declarações para demonstrar que apoia os dois senadores. Dos três petistas históricos que chamaram este jornalista para uma conversa de “pé de ouvido”, apenas um deles participou dos atos da campanha.

 

– Pela primeira vez na história política de Sergipe, um candidato ao Senado eleito, Eduardo Amorim atua como mero espectador nos bastidores da política. O grande mentor é o irmão, Edvan Amorim. Por isso, no domingo, 03, antes de ligar para Eduardo a maioria esmagadora dos aliados, ligou para Edvan. Ontem, 04, na coletiva de Déda, uma liderança petista lembrou que as reuniões políticas serão desiguais com a presença dos dois irmãos.

 

Nota de falecimento

Do jornalista Márcio Rocha no twitter:  Nota de falecimento: Informamos a todos que vários fakes do twitter sergipano faleceram ontem de ataque eleitoral.O cemitério virtual da twitosfera está recebendo os bytes e abobrytes que eles despejaram”.

 

Humildade

O governador reeleito, Marcelo Déda afirmou ontem em entrevista coletiva que sabe valorizar a vitória porque já sentiu a dor da derrota, mas é preciso entender o recado das urnas e analisar profundamente a derrota em Aracaju. “É preciso humildade este recado. Foi um puxão de orelha”.

 

Reconquista

Déda lembrou que João Alves Filho é um adversário forte eleitoralmente que já chegou a ser vitorioso com 70% dos votos dos sergipanos e ele conseguiu duas vitórias do 1º turno. “Antes de discutir 2012 é preciso avaliar 2010 e analisar o que é preciso fazer para reconquistar a confiança da maioria dos aracajuanos”, disse.

 

Saúde

Déda reconheceu que foi montada a mudança estrutural na saúde de Sergipe, mas é preciso colocar para funcionar plenamente. “Pode me chamar de centralizados, mas vou acompanhar em tempo real as ações e atos da saúde. Não será escolha política de nenhum partido aliado, será uma escolha do cidadão Marcelo Déda”. El disse que tem este dever com o povo de Sergipe. Sei não…

 

Renovação?

Parte da imprensa está divulgando que a AL foi renovada em quase 40%. Não é verdade! Estão colocando no percentual dois deputados: Zé Franco, que retorna no lugar da irmã, Celinha Franco e Jeferson Andrade, filho de Ulices Andrade. Renovação deve passar por idéias e ações novas e não apenas numa simples troca de nome.

 

Estância

Até que enfim Estância volta a ter um representante na AL depois de muitos anos. Trata-se do médico Gilson Andrade que teve o apoio decisivo do prefeito Ivan Leite. Estância é um celeiro de grandes intelectuais sergipanos e necessitava de um representante no legislativo estadual. Espera-se que Gilson Andrade honre a confiança dos estancianos.

 

Foto de Albano

A foto política do final da eleição foi publicada na primeira página do semanário Cinform, do repórter fotográfico, Edson Araujo. Na foto, Albano Franco está de cabeça baixa em frente ao veículo dele e de quebra sua sombra aparece de forma sinistra algumas horas antes da derrota eleitoral.

 

Últimas pesquisas

Um registro: as últimas pesquisas dos institutos Única, Dataform e Ibope, acertaram no resultado final para o governo estadual dentro da margem de erros de cada uma delas.

 

Coeficiente eleitoral

Pelo coeficiente eleitoral divulgado pelo TRE de Sergipe se Rogério Carvalho ganhar o recurso no TSE o único deputado eleito pela oposição, Mendonça Prado, não sai.

 

6º mais votado proporcionalmente

A votação de Rogério Carvalho para a Câmara dos Deputados, cerca de 116 mil votos, se comparado proporcionalmente ao número de eleitores é a sexta maior do país.

 

SE tem quatro senadores e nove federais

E Sergipe ganhou mais um senador nesta eleição: trata-se de Rodrigo Rolemberg, do PSB de Brasília, eleito senador. De quebra o sergipano Otávio Leite, deputado federal do Rio de Janeiro foi releito como o mais votado do partido tucano no Rio, com 84.452 votos.

 

Confiança I

Do jeito que anda a força do capital e dos conchavos políticos nas campanhas eleitorais, a vitória de Francisco Gualberto (PT), para a Assembleia Legislativa talvez seja uma espécie de ‘último dos moicanos’ na história política local. Mesmo com o desgaste natural por exercer a liderança de um governo fortemente combatido pela oposição, Gualberto colocou sua militância na rua e conquistou uma vitória em nome da decência. Fez uma campanha sem aceitar um centavo sequer do setor empresarial.

 

Confiança II

Contou apenas com ajuda de amigos operários, militantes e simpatizantes de sua luta em defesa do social. Sequer teve um carro de som decente na campanha e muito menos um pomposo comitê eleitoral. Contou com apoio concreto de apenas dois, dentre os 75 prefeitos sergipanos. Mesmo assim em cidades onde a disputa pelo voto do eleitor é sempre bastante acirrada, já que quase todos os candidatos constroem base eleitoral em Porto da Folha e Umbaúba. Mas venceu a eleição com dignidade, honestidade e acima de tudo confiança.

 

Site no ar

O site da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social já está novamente disponível com todo o seu conteúdo. Acesse www.seides.se.gov.br

 

Imoralidade

O blog ainda não sabe quem é o proprietário da aeronave e nem mesmo o candidato que foi beneficiado, mas entende que além de burlar a lei, o ato foi uma imoralidade política que deve custar caro, inclusive o pedido de cassação da diplomação do candidato envolvido. A Justiça Eleitoral, principalmente a Procuradoria Regional Eleitoral com o apoio da PF, não deixará a impunidade reinar em Sergipe. Além de imoral faz com que os políticos sérios tenham vergonha de andar dentro da lei e, sobretudo, de serem honestos.

 

Exploração
Este blog tem recebido várias denúncias dando conta de que diversos trabalhadores que atuam na coleta de lixo domiciliar, em Aracaju, são useiros e vezeiros na “arte” da mendicância. Os contribuintes pagam seus impostos. Portanto, trata-se de uma prática condenável, sob todos os aspectos. Há, inclusive, informações de que alguns chegam ao cúmulo de alugar coletes de identificação para facilitar a ação.

 

Outra do Cinermark

Pessoas não habilitadas estão trabalhando na operação dos computadores que comandam as projeções. Na última sexta-feira, na sala 6, o “operador” errou quatro vezes, em seguida, para iniciar o filme. O fato ocorreu na sessão das 18,20 h. Ou será que ele estava em treinamento? – Com a palavra, o Cinemark.

 

PT supera PMDB na Câmara

O PT superou o PMDB na Câmara dos Deputados. Elegeu 88 parlamentares. O PMDB fez 79 e o PSDB, 53. Em 2006, a situação era a seguinte: PMDB – 89, PT – 83 e PSDB, 66. O quadro de eleitos este ano poderá ser alterado por força da aplicação da Lei da Ficha Limpa. O TSE anuncia que deverá julgar todos os casos pendentes até o final de outubro.

 

Semana dos aposentados

Será realizada no período de 3 a 7 de novembro próximo a VII Semana dos Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil de nosso Estado. A programação é levada a efeito com o apoio de entidades representativas dos aposentados e pensionistas do BB em Sergipe. Atividades sociais, culturais, esportivas e recreativas estão inseridas no referido evento.

 

Queda dos figurões

Alguns dos principais integrantes da oposição ao governo do presidente Lula sofreram uma queda tremenda. Simplesmente não conseguiram eleger-se, ou melhor, reeleger-se, no pleito do domingo que passou. Arthur Virgílio, PSDB do Amazonas, Marco Maciel, DEM de Pernambuco, não retornarão ao Senado. Gustavo Fruet, do PSDB do Paraná e José Carlos Aleluia, do DEMOCRATAS da Bahia, deixam a Câmara dos Deputados. Outro exemplo é o senador Tasso Jeressaiti, PSDB do Ceará, que também foi defenestrado da Câmara Alta, isto é, do Senado da República.

 

Cotação alta

De outra parte, surgem como novas lideranças políticas e eleitorais os governadores  Eduardo Campos, de Pernambuco, Cid Gomes, do Ceará e Renato Casagrande, do Espírito Santo. Destaque, também, para Sérgio Cabral Filho, do PMDB/RJ. Os três primeiros são quadros do PSB.

 

Indicadores industriais

A Confederação Nacional da Indústria – CNI – anunciará, hoje, os indicadores industriais referentes ao mês de agosto.

 

Mais uma vez

O blog agradece mais uma vez aos leitores pela confiança depositada. Somente ontem o blog recebeu mais de cem comentários, alguns deles não foram postados porque faziam denuncias sem provas e tinham palavras denegrindo a imagem de alguns candidatos.

 

Grupo Maracangaia vai a Cel. João Sá (BA)

O grupo cultural Maracangaia, que é uma forma resumida da quadrilha em forma de dança junina e espetáculo, estará nesse final de semana na cidade de Cel. João Sá (BA), apresentando seus dotes culturais. O grupo reúne componentes da quadrilha que interpretam a representação da manifestação junina dançando xote, xaxado, baião, fazendo teatro incorporado à gravação do programa cultural do “Boteco do Seu Antonio”, levado ao ar pela TV Aperipê. O grupo foi convidado pela prefeitura baina, mas já fez outras apresentações em municípios sergipanos como Laranjeiras, Aracaju e Canindé do São Francisco.

 

Fundo para o Cinema

A ANCINE (Agência Nacional de Cinema) anuncia a criação de um fundo especial para a realização de um pacote de quatro filmes a serem produzidos em regime de cooperação entre o Brasil e a Argentina. 800 mil dólares é o montante do investimento, que depois também será estendido ao Uruguai.

 

Super-salário

Causando polêmica o salário a ser pago ao presidente da empresa a ser criada para organizar tudo o que diga respeito à Copa 2014 e à Olimpíada 2016. 22 mil reais, acima até mesmo do salário do presidente da República. A companhia será extinta em 2018 e o seu comandante será submetido ao Senado, antes da sanção do presidente Lula.

 

ARTIGO

 

Gualberto e a eleição limpa – Gilson Sousa

 

As eleições envolvendo candidatos sergipanos foram concretizadas ontem e com isso posso respirar aliviado. Meu candidato a deputado estadual, Francisco Gualberto, conseguiu a reeleição graças a um esforço tremendo de sua militância política. E é justamente sobre isso que quero escrever agora.

Confesso que impressionou-me os rumos tortuosos que tomaram as campanhas eleitorais este ano em Sergipe e nos demais estados, acredito. A força do dinheiro é quem dá as cartas. Não existe mais ideologia, simpatia ou paixão por uma causa política. Existe sim convencimento e conquista. E só por isso conseguimos eleger Gualberto.

Devo dizer que nunca antes havia participado intensivamente de uma campanha eleitoral. Quase sempre estive do outro lado do balcão, ou seja, numa redação de jornal acompanhando como repórter. Mas dessa vez foi diferente. Estava eu no dia-a-dia com o candidato percorrendo o interior, panfletando em Aracaju e seguindo os passos da campanha na sua intimidade.

Vi e revi, ouvi, presenciei e me impressionei com dezenas de histórias de compradores de voto. Boa parte fácil de comprovar. Mas só o Tribunal Regional Eleitoral e muito menos a Procuradoria Federal constataram tal coisa. Foi muito dinheiro de candidato – não se sabe bem a origem – circulando por aí. No entanto, adianto: nenhum centavo desses nas mãos de Gualberto. Fizemos uma campanha limpa, decente, honesta e conseguimos o objetivo da eleição. Podem acreditar.Por essa razão, a minha comemoração vale mais à pena. A reeleição de Gualberto, com 22.220 votos devidamente conquistados, representou uma espécie de ‘último ato do último dos moicanos’ na política local. Conseguimos um mandato utilizando somente a militância na rua, sem estrutura pomposa alguma. E agora o nosso deputado, que não deve a cabeça e muito menos a consciência a ninguém, poderá nos representar com dignidade no parlamento estadual. Poucos poderão fazer isso por lá. Disso eu tenho certeza. Portanto, valeu Sergipe. Valeu Gualberto. Gilson Sousa.

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“O mal surge sempre lá onde não chega o amor”. Hermann Hesse.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários