Reeleição está com os dias contados

0

O fim da reeleição para cargos do Executivo deve ser um dos primeiros pontos da reforma política a ser apreciada pelo Senado Federal. O Senado já aprovou, em primeiro turno, uma proposta que altera a Constituição e muda algumas regras do processo eleitoral, com objetivo de se reduzir o número de partidos.  Proposta acaba com coligações partidárias, cria federações para amparar  siglas menores e traz uma cláusula de barreira para limitar o acesso ao fundo partidário e ao tempo de rádio e televisão. Senadores do PSDB anunciaram, ao final da semana que passou que irão pautar em breve novos pontos da reforma. Esta na pauta do Senado uma PEC que acaba com a reeleição no Executivo. Não há consenso ainda em torno dela. O texto é relatado pelo Senador sergipano Antônio Carlos Valadares e divide os senadores. No PT não há consenso. O PSDB embora defenda o fim da reeleição, é favorável a uma ampliação do tempo de mandato do cargo no Executivo. Por causa disso, o projeto está parado no Senado desde abril último. A proposta em tramitação no Senado já foi aprovada na Câmara dos Deputados. Nas últimas semanas, enquanto se discutia avançar em algo sobre a reforma política, pensou-se em colocar a proposta do Senador Valadares em votação. Venceu, contudo, a idéia de votar primeiro o texto dos tucanos , mais conciso e menos polêmico.

40 novas siglas à espera
Atualmente existem 32 partidos no Brasil. Destes, 28 contam com representação no Congresso e têm direito a Fundo Partidário e tempo de propaganda de rádio e televisão. Há mais de 40 siglas na fila de espera por um registro. A PEC aprovada  semana passada por 58 votos  passará pelo segundo turno em 23 de novembro. Se aprovada, deve ir para a Câmara, onde também será votada  em dois turnos. O texto permite coligações proporcionais até 2020.  Clausula de barreiras começa a valer em 2018. Cada sigla terá que eleger 2% dos votos válidos em todo o País e também 2% dos votos válidos em 14 Estados. Para resguardar nanicos, a proposta cria federações partidárias que permite a reunião de duas ou mais legendas.

Sucos de Laranja e Abacaxi são os mais exportados
As exportações em Sergipe, no mês de outubro deste ano, passaram dos US% 13,2 milhões, enquanto as importações ficaram nos US$ 7,3 milhões. A balança comercial registrou, portanto, superávit (saldo positivo) de US$ 5,9 milhões, o maior superávit do ano. No acumulado do ano – revela análise realizada pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe -, entre janeiro e outubro, as exportações ultrapassaram os US$ 88,7 milhões, crescimento de 13,9% em relação ao mesmo período de 2015. Já as importações acumularam, nos dez meses deste ano, mais de US$ 120,8 milhões, o que significou uma redução de 33,8% ante o mesmo período do ano passado. O saldo acumulado da balança comercial continua deficitário em US$ 32,1 milhões, aproximadamente. Os dois maiores produtos de venda ao exterior de Sergipe são os sucos de laranja e abacaxi.  Responderam por 46,7% e 16,4% do total exportado. O principal comprador destes sucos foi a Holanda. A Bélgica e a Rússia também são consumidores importantes de sucos de laranja congelados, não fermentados, comprando US$ 2,2 milhões e US$ 1, 6 milhões respectivamente.

Aniversário da TV Sergipe
Neste 15 de novembro, a TV Sergipe está completando 45 anos de fundação. Isso nos fez lembrar que há 45 anos estávamos – eu e o publicitário Nazário Ramos Pimentel – comendo o pão que o diabo amassou, na arrumação do que viria a ser o “Jornal da Cidade”, em off-set e circulação diária. Desde princípios do ano de 1972, prevíamos a inauguração para o dia 15 de novembro. Quando sentimos a impossibilidade da inauguração naquela data, a TV Sergipe ocupou o espaço e entrou no ar, pela primeira vez, justamente no feriado da Proclamação da República. O “Jornal da Cidade” só veio a circular em fevereiro do ano seguinte

Petrobras estimula a demissão voluntária
O Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquimicos, Quimicos e Plásticos nos Estados de Alagoas e Sergipe, diz que o Estado de Sergipe está produzindo apenas dez mil barris de petróleo ao dia. Alertou para o fato de que a Petrobras está estimulando o programa de demissões voluntárias como meio de reduzir o elevado número de servidores, que atualmente é de 12 mil. Plataformas de águas rasas, o campo de Carmopolis e o Polo Atalaia, conhecido como Tecarmo, já foram postos à venda pela Petrobras.

  …e para encerrar…

FACULTATIVO – Nesta segunda-feira, véspera do feriado da Proclamação da República, vários órgãos públicos já não funcionam, deram ponto facultativo. É o caso da Assembleia Legislativa, da Câmara de Vereadores de Aracaju e da Prefeitura Municipal. Os supermercados, porém, fazem atendimento ao público normal amanhã, na terça-feira, 15 de novembro.
     ***
DIABETES – Hoje, 14 de novembro, é o dia mundial da diabetes. Mas, ao contrário de anos anteriores não há nada marcado para  relembrar a data.
     ***
CULTURA – O nome da ainda vereadora Lucimara Passos, que é do PCdoB, vem sendo lembrado para assumir a direção da Funcaju, na administração do novo prefeito da cidade, Edvaldo Nogueira. Ela é do mesmo partido de Edvaldo.
     ***
REVISTAS – Duas das revistas de maior circulação no país, a Veja e a Istoé, neste final de semana não chegaram às bancas e as casas dos assinantes no último final de semana. A esperança é que aporte nestes locais nesta segunda-feira, 14/11.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários