Respeitem o povo

0

Ao sugerir que o deputado federal Mendonça Prado (DEM) fique embaixo do palanque do candidato a prefeito João Alves Filho (DEM), o deputado federal André Moura (PSC) deixou claro o desprezo que nutre pelo eleitor de Aracaju. Analisando a afirmação do parlamentar, percebe-se o tom pejorativo. No entendimento dele, só é importante quem está no palanque. Os que estão embaixo servem apenas para bater palmas. Também para fustigar Mendoncinha, o senador Eduardo Amorim (PSC) mostrou a visão distorcida que tem do eleitorado ao compará-lo a um “patrimônio político”, como se o aracajuano fosse gado, que se transfere de um curral para outro ao bel prazer de quem compra. Nada contra que André e Amorim briguem para ficar no palanque ao lado de João Alves, mas é bom que os dois respeitem o povo.

Carão público

João Alves Filho (DEM) deu um chega pra lá no genro Mendonça Prado e na própria filha Ana Alves porque os dois são contra o apoio dos Amorim & companhia à sua candidatura a prefeito de Aracaju. Em nota, o demista considerou inoportunas as declarações da herdeira e disse que ela não conta com seu aval. Também taxou de emotivas e absurdas as críticas feitas pelo genro ao acordo político. Agora, resta saber o que a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) pensa de todo esse arranca rabo.

Dinheiro novo

O Conselho Monetário Nacional publicou resolução concedendo a Sergipe o acesso ao crédito de R$ 567,03 milhões para serem usados em obras de infraestrutura. Os valores poderão ser contratados até janeiro de 2013 e pagos em 20 anos, sendo um ano de carência. Segundo o secretário da Fazenda, João Andrade, a liberação para acesso ao crédito foi possível graças à estabilidade financeira do estado.

Plano Safra

A Superintendência do Banco do Brasil em Sergipe lança nesta segunda-feira o Plano Safra 2012/2013 e o Programa Nacional de Habitação Rural. Será às 9h30 desta segunda-feira, no auditório do BB, na Praça General Valadão, em Aracaju. A meta do Plano Safra 2011/2012 do banco já foi alcançada no mês passado, com a liberação recorde no crédito rural de R$ 45,7 bilhões.

Proibição

Por conta da campanha eleitoral, os gestores públicos estão proibidos de nomear, contratar, admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou, por outros meios, dificultar ou impedir o exercício funcional de servidor. Também não podem remover (ex officio), transferir ou exonerar servidor, na circunscrição do pleito, até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, salvo em determinadas situações.

Aposta na web

Os candidatos a prefeito de Aracaju estão apostando na força das redes sociais para levar suas mensagens ao eleitorado. Segundo reportagem do Jornal da Cidade, enquanto o demista João Alves Filho ignora a força da internet, Valadares Filho (PSB) e Almeida Lima (PDT) possuem páginas no Twitter e no Facebook, onde têm milhares de seguidores. Os candidatos Vera Lúcia (PSTU) e Reinaldo Nunes (PV) não têm perfis nas redes sociais.

Braços cruzados

Visando pressionar a prefeitura a reajustar o piso salarial da categoria, os professores municipais de Pacatuba cruzam os braços hoje e amanhã. Em Boqum, a paralisação ocorrerá somente amanhã. Os educadores pacatubenses também denunciam o abandono em que se encontram as escolas. Muitas delas não dispõem de iluminação, ventilação, água potável, transporte, alimentação escolar, material didático e os banheiros estão em petição de miséria.

Sem fiado

As gráficas sergipanas estão se preparando para atender aos candidatos a prefeito e vereador. A maioria já reforçou o estoque e está contratando mão-de-obra extra para atender ao crescimento das encomendas. Os empresários do setor alertam, contudo, que não aceitam pedidos com pagamento a prazo, pois temem os tradicionais calotes dos candidatos.

Kércio secretário

Após desistir da disputa pela Prefeitura de São Cristóvão, o delegado federal Kércio Pinto será empossado hoje como secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte. Convidado pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM), Kércio, que foi secretário da Segurança Pública de Sergipe, preferiu aceitar a empreitada e deixar a política partidária para depois.

Do baú político

Político de trato afável e empresário bem sucedido, Zé Milton de Zé de Dona (PSL) foi eleito deputado estadual em 1994 graças aos votos de Itabaiana, seu principal reduto eleitoral. Logo nos primeiros discursos na Assembléia, deixou claro ter pouco traquejo com o vernáculo, porém isso nunca o impediu de defender os interesses de seus conterrâneos. Quando estava no meio do mandado, Zé Milton foi acusado de receptar cargas roubadas. Detentor de fórum privilegiado, teve que ser ouvido no Tribunal de Justiça, em Aracaju. Marcado o dia da audiência, o deputado compareceu para se defender do que afirmava ser calúnia dos adversários. Quando questionado se eram verdadeiras as acusações feitas contra ele, Zé Milton disparou: “Seu doutor, isso tudo que tá botado aí no processo é menas verdade. O senhor pode aquerditar qui num tenho nada a ver com esse bolodoro. Agora, uma coisa eu garanto pro doutor juiz: com fé em nosso senhor Jesus Cristo, um dia a verdade vem à tônica”. Uma sonora gargalhada explodiu na sala de audiência. Com o andar do processo, de fato, a verdade veio à tona, inocentando Zé Milton.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários