Respostas de um Dória zangado

0

A temporada é de caça aos votos. Os candidatos a Presidente da República, nas eleições de 2018, estão em vigília pelos Estados tentando formalizar qualquer espécie de acordo, contanto que isso signifique encher as burras para se apresentar bem ao eleitorado. O Prefeito de São Paulo, o “almofadinha” João Dória veio oficialmente receber o título de Cidadão Sergipano, oferecido pela Assembleia Legislativa. Trouxe de presente três álbuns de Sergipe editados nos primeiros anos do século XX e que são peças raras e inéditas. O que surpreendeu, porém, foi a reação violenta do próprio Dória ao ser recebido por dez gatos pingados na base de xingamentos, ainda no plenário da Assembleia. A reação da platéia chegou a surpreender. Aos gritos repreendia o prefeito João Doria. As muitas palmas abafaram a manifestação anti-Dória que pode então  começar a falar e e atacou com um discurso inflamado contra o ex-Presidente Lula e até próprio PT. Mesmo os demais oradores, como o deputado Augusto Bezerra, foram recebidos sob aplausos. Mesmo anunciando que no dia seguinte, sexta-feira pela manhã estaria no Tribunal de Contas para dar prosseguimento ao discurso a “favor do Brasil” e contra o esquerdismo do PT. Isso de fato ocorreu mas as manifestações petistas  na solenidade do TCE foram quase nulas.

Uma sessão noturna inédita

Há muito tempo que não se assiste a uma solenidade noturna na Assembleia Legislativa. Havia muitos jornalistas presentes mas o plenário comportou um grande número de convidados. Se dentro da Assembleia havia um bom número de presentes, fora do Legislativo o número de transeuntes era mínimo. Pode-se dizer, sem medo de errar que havia pouca gente. A sorte é que não ocorreu nenhum ato de violência. Dentro da Assembleia a polícia do Legislativo deu conta de tudo. Fora, não havia policiais à vista. Ainda bem que não ocorreu nenhum fato extraordinário. E a noite se encerrou  sem maiores percalços.

Temer foi operado da próstata

Até pelo menos quarta-feira, o Presidente Michel Temer despachará de um leito hospitalar do Hospital Sírio e Libanês, em São Paulo,  onde se encontra internado desde sábado, quando se submeteu a uma operação da próstata. Naquele dia, a próstata do Presidente deu sinais de grave crise e os médicos foram obrigados a operá-lo, embora sabendo da gravidade do problema. Já havíamos noticiado aqui deste espaço, a situação complicada do Presidente Temer. Agora é torcer para se manter vivo, ocupando  o posto mais importante do País. Diante da gravidade do problema não vai ser tão fácil. De qualquer modo, ele agora está nas mãos de especialista do Sirio e Libanês.  Embora hoje com 77 anos de idade, ele já deveria ter sido surpreendido co uma cirurgia, mas sempre pediu aos médicos para deixar passar um pouco mais de tempo pois gostaria de se ver livre das duas peças acusatórias da Procuradoria Geral da República. O retardamento dessa cirurgia certamente piorou a sua saúde…

Três projetos buscam aprovação

Pelo menos três projetos oriundos do Governo do Estado estão pendente da aprovação pela comissões técnicas da Assembleia. O de número 168 institui  o Programa de Recuperação de Créditos da  Fazenda Pública Estadual – RECUPERAR, e estabelece normas  fiscais e procedimentais a serem observadas pelo Estado de Sergipe, por meio da Procuradoria Geral do Estado – PGE e da Secretaria de Estado da Fazenda, no que tange à redução de juros e multas de débitos relacionados com o Impostos sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de qualquer Bens ou Direitos”. O Projeto de Lei que institui Programa de Recuperação  de Créditos da Fazenda Pública Estadual – RECUPERAR, e estabelece normas fiscais e procedimentais a serem observadas pelo Estado de Sergipe  por meio da Procuradoria Geral do Estado e da Secretaria do Estado da Fazenda, no que tange à redução de juros e multas de débitos relacionados com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA. Por fim, o projeto de lei 170 dispõe sobre normas fiscais e procedimentais a serem observadas pelo Estado de Sergipe por meio da Procurador Geral do Estado e da Secretaria de Estado da Fazenda, no que toca a redução de juros e multas de débitos relacionados ao ICM e ao ICMS, e dá providências correlatas”.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais