Reta final

0

É cada vez menor o tempo que os partidos têm para definir com quais roupas vão ao baile eleitoral deste ano. Até o próximo dia 30, todos devem escolher os candidatos majoritários e fechar as respectivas coligações. Quem não conseguir fazer um bom acordo político agora corre o sério risco de nadar, nadar e morrer na praia. Os principais candidatos ao governo serão Jackson Barreto (PMDB) e Eduardo Amorim (PSC), porém os eleitores terão outras opções para votar. A maior dificuldade do peemedebista e do cristão é a escolha dos candidatos a vice e ao Senado. Até agora, ambos namoram com o DEM e o PSB, pois sabem que quem atrair os grupos de João Alves Filho e Antônio Carlos Valadares estará a meio caminho andado rumo ao governo de Sergipe.

Nanicos unidos

E os partidos chamados nanicos se reúnem hoje para tratar sobre a formação de uma coligação proporcional. A ideia das oito legendas é se aliarem na disputa para a Câmara Federal e a Assembleia Legislativa. O apoio para o Governo e o Senado fica a critério de cada agremiação. Participam do projeto das ‘chapinhas’ os seguintes partidos: PCdoB, PMN, PPS, PRB, PROS, PRTB, PV e PSDB.

Não muda

Tire o cavalinho da chuva quem pensa que o secretário da Segurança Pública, João Eloy, vai deixar o cargo. Apesar do forte desgaste perante a opinião pública, o homem segue fortalecido junto ao governador Jackson Barreto (PMDB). O próprio peemedebista informou ontem que Eloy está gozando férias e que permanecerá à frente da SSP. Enquanto isso, a criminalidade tira o sono dos sergipanos!

O queridinho

Nesta ferrenha disputa por aliados de peso, Jackson Barreto e Eduardo Amorim focam na popularidade do deputado estadual Adelson Barreto (PTB). Ambos o querem em seus palanques. Tranquilo como sempre, o parlamentar analisa os próximos passos e, além de estudar em qual lado ficará, avalia se disputa uma cadeira na Câmara Federal ou se encara a eleição para o Senado. Para tristeza de muitos, Adelson não se definirá antes do dia 30.

Vaia pesada

E quem passou ontem maus bocados foi o ex-prefeito de São Cristóvão, Armando Batalha (PRP). O moço recebeu uma vaia pesada ao tentar discursar durante a assinatura da ordem de serviços para a recuperação do balneário Bica. Quando Armando abria a boca as vaias comiam no centro. Foi preciso o governador Jackson Barreto intervir para que Batalha concluísse o desarranjado falatório. Que horror!

Sem acordo

Ainda não foi ontem que jornalistas e patrões chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial dos comunicadores. Os empregadores ofereceram uma merreca de 7%, percentual recusado pela diretoria do Sindicato dos Jornalistas. Hoje, haverá uma nova rodada de negociações entre as partes na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

Perfil do judiciário

A magistratura brasileira é composta em sua grande maioria (84,5%) por homens brancos, com média de idade de 45 anos, casados e com filhos. Divulgado ontem, o Censo do Poder Judiciário revela que 14% dos juízes se declararam pardos; 1,4% pretos e apenas 0,1% se identificaram como indígenas. De acordo com a classificação racial usada pelo IBGE, os pretos e pardos, somados, formam o grupo de negros. A pesquisa também mostra que 64% dos juízes são homens e 36% são mulheres.

Cadê a grana?

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) voltou a cobrar ontem o reajuste salarial dos servidores estaduais. “Espero que o governador Jackson Barreto anuncie o aumento até a próxima sexta-feira, corrigindo as perdas salariais deste ano e de 2013 e 2012”, discursou Fonseca. Pelo que o Executivo tem anunciado, se houver reajuste será apenas relativo a 2014. Os anos anteriores já caíram no esquecimento. Do governo, é claro!

Zé Encrenca

A Comissão de Ética da Câmara de Aracaju deve concluir em 15 dias o processo movido pela vereadora Lucimara Passos (PCdoB) contra o colega Agamenon Sobral (PP). A parlamentar alega que o pepista a chamou de corrupta quando se referia a atuação dela como presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos. Agamenon também está sendo processado judicialmente por professores, enfermeiros e médicos.

Quase lá

Está praticamente fechado o acordo entre Jackson Barreto (PMDB), o prefeito de Socorro, Fábio Henrique e o deputado estadual Zé Franco – ambos do PDT. Os três têm conversado muito nos últimos dias e devem bater o martelo até o feriado de São João. Em troca do apoio político, tanto Fábio quanto Zé Franco exigem fortes investimentos em Socorro. Estão certos!

Recorte de jornal

Publicado na Tribuna de Aracaju em 20 de fevereiro de 1932

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários