Risco de calote

0

O governador Marcelo Déda (PT) prometeu mandar hoje para a Assembleia o projeto repondo a inflação aos miseráveis salários dos servidores estaduais, porém já avisou que a ninharia só chegará ao bolso da categoria a partir de setembro, e assim mesmo em quatro parcelas. Para os professes, que tem data base em janeiro, a reposição será de apenas 6,5%, enquanto para os demais infelizes somente míseros 5,02%, a contar de março passado. As vítimas dessa malfadada política salarial precisam ficar atentas, pois se o projeto não prever a correção inflacionária desde a data base até dezembro deste ano, haverá um flagrante calote. Ah! Os ocupantes de cargos comissionados não terão direito a qualquer reajuste.

Apoia Venâncio

Comentava-se ontem na Assembleia que o governo é o mais entusiasmado com a possível candidatura do deputado Venâncio Fonseca (PP) a prefeito de Aracaju. É que, se o pepista topar mesmo a parada, durante a campanha eleitoral terá muito pouco tempo para criticar na Assembléia a administração estadual como faz diariamente.

Com Dornelles

Por falar em Venâncio, ele se reúne hoje em Brasília com o presidente nacional do PP, senador Francisco Dornelles, para decidir se aceita disputar a Prefeitura. Somente depois desse encontro é que Fonseca pretende ter uma conversa com o prefeiturável João Alves Filho (DEM), a quem sempre prometeu apoio irrestrito.

Tá invocado

E quem está invocado com o resultado da última pesquisa eleitoral para prefeito de Socorro é o deputado estadual e prefeiturável Augusto Bezerra (DEM). Ele garante que os índices divulgados são falsos e até registrou queixa-crime na Polícia. Ora, se tem certeza que a pesquisa foi forjada porque, em vez de ir à delegacia, Augusto não foi à Justiça Eleitoral, que pune com multas pesadas quem divulga pesquisas falsas?

Pesquisa falsa

O pré-candidato a prefeito de Socorro, padre Inaldo Silva (PC do B), garante ser falsa a pesquisa que Augusto Bezerra diz possuir colocando-o em segundo lugar. Entrevistado pelo jornalista Joedson Telles, o reverendo garante que aparece na segunda colocação em todas as consultas realizadas naquele município. Segundo ele, a pesquisa que põe Bezerra na vice-liderança ouviu eleitores até no bairro 13 de Julho, em Aracaju. Assim também é demais, né?

Recall

A Citroën está convocando os proprietários dos veículos C4, ano julho/2008 a dezembro/2011, e C4 Pallas, ano dezembro/2006 a dezembro/2011, para entrarem em contato com a rede da concessionária da marca para realizar o recall. A montadora informa ser preciso fazer a inspeção dos componentes que evitam a infiltração de água no compartimento do motor e, se necessário, a sua substituição.

Dúvida atroz

O advogado Henri Clay Andrade (PSOL) ainda não decidiu se disputa a Prefeitura de Aracaju. Diz que tem se aconselhado com familiares e amigos próximos sobre o assunto, mas precisa de mais algum tempo para bater o martelo. Deve se apressar, pois o prazo limite para realização das convenções partidárias é o próximo dia 30.

Ficha limpa

A 6ª Vara Federal absolveu o ex-prefeito de Simão Dias, José Matos Valadares (PSB), que respondia uma ação penal e outra civil pública por atos de improbidade administrativa. Ele foi acusado de ter contratado irregularmente uma empresa de ônibus para fazer transporte escolar. A defesa de Zé conseguiu demonstrar que não houve prejuízo ao erário nem má-fé nos atos administrativos praticados pelo ex-prefeito.

Ficha suja

O Tribunal de Contas a União prometeu entregar amanhã à Procuradoria Regional Eleitoral as informações referentes às pessoas físicas que tiveram suas contas julgadas irregulares nos últimos oito anos. A documentação vai auxiliar o trabalho dos promotores eleitorais, responsáveis por propor as ações de impugnação de registro de candidatos fichas sujas.

Do baú político

Quando o bar do Sapatão, na zona norte de Aracaju, ainda funcionava em um acanhado trailer, seus frequentadores tiveram uma terrível noite por conta de um desnecessário “baculejo” promovido pela Polícia Militar. Encapuzados e fortemente armados, os policiais colocaram os fregueses com as mãos pra cima e revistaram todo mundo, inclusive algumas crianças, que brincavam no local. Revoltado com a brutalidade e temendo perder sua dileta clientela, Sapatão procurou a imprensa e colocou a boca no trombone. Foi o bastante para o comando da Polícia convidá-lo ao quartel para se desculpar pelo ocorrido. Ele aceitou o pedido de desculpas, porém disse ao coronel que os fregueses haviam abandonado o estabelecimento temendo uma nova ação policial. Foi aí que ocorreu o inusitado: o comando da PM emitiu um documento, que o distinto comerciante colocou num local bem visível do trailer, proibindo qualquer “baculejo” no bar de Sapatão. Os clientes voltaram em peso para degustar os saborosos petiscos, regados a cerveja geladérrima.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais