Risco do PSC

0

O Partido Social Cristão (PSC) se transformou em uma sigla do tipo “top de linha”. Deixou de ser “peixinho”, para se transformar em “peixe grande” na política sergipana, pela força dos seus membros. Conseguiu reunir lideranças expressivas que vão a busca de mandato em 2006, além de atrair deputados que tentarão a reeleição, a maioria deles com chances de reeleição. Além disso, acomodou prefeitos de cidades de pequeno, médio e grande portes, além de nomes politicamente importantes no interior e capital. De sobra, tem como presidente o empresário José Edvan Amorim, que atua com estilo mais aberto, oferecendo condições para um maior fortalecimento do partido no Estado.

 

O PSC em Sergipe tinha o comando do deputado estadual Antônio dos Santos, que hoje está à frente do Diretório Municipal. A necessidade de ter um partido à sua disposição em Sergipe fez com que o empresário Edvan Amorim deixasse o comando do PFL, em Itabaiana, e procurasse um entendimento para presidir o PSC no estado. Deu certo. Depois de uma longa reunião com o ex-governador do Rio de Janeiro, Antony Garotinho, que apesar de ser do PMDB é quem comanda o PSC a nível nacional, houve a definição – talvez fosse melhor dizer decisão – de passar o comando da legenda em Sergipe para Amorim, como pretendia um grupo de aproximadamente 20 lideranças políticas, entre deputados, prefeitos e vereadores, que o acompanhou até o Palácio das Laranjeiras, para o encontro com Garotinho.

 

Hoje Amorim fala abertamente sobre as pretensões do PSC. A primeira delas, já definida, é uma composição com o PFL, para apoiar a reeleição do governador João Alves Filho. A segunda é a participação efetiva na discussão da formação da chapa majoritária. Amorim vai exigir uma vaga nela, de preferência a indicação do candidato a vice-governador, que seria uma liderança jovem, atuante, experiente e que tenha capacidade de atrair votos para reeleger João Alves Filho. Será formada também uma chapa forte de candidatos a deputado estadual e a indicação de nomes, com um bom potencial de votos, para disputar vagas em Brasília. É possível que o partido eleja dois candidatos à Câmara Federal. Para presidente da República, Edvan Amorim não pensa duas vezes: “se Antony Garotinho for candidato a presidente da República, o PSC em Sergipe o apóia integralmente”.

 

É exatamente aí que se encontra o primeiro obstáculo para o partido. Antony Garotinho é pré-candidato a presidente da República pelo PMDB e, entre os outros dois que estão concorrendo com ele dentro do partido, é o que tem maior chance de ser o escolhido para tentar o Planalto. Ontem, Plenário entrou em contato com um dos seus assessores de Garotinho no Rio de Janeiro. Recebeu a informação que sua candidatura é sólida dentro do PMDB, embora o partido esteja dividido sobre ter chapa para presidente ou não. Acrescentou que nesse caso o “não” é minoria e o partido tem decisão tomada em convenção, que lançará candidatura própria a presidente da República. Depois disso, a surpresa: “possivelmente o candidato a vice-presidente seja do PSC”. Criou-se a confusão, porque em Sergipe o partido fecha compromisso em apoiar a reeleição do governador João Alves Filho.

 

Um experiente político vinculado ao governo disse, ontem, que esse tipo de “pegadinha” sempre acontece em eleições e sugeriu que o partido se movimentasse para analisar essa questão, já que não se fala mais em queda de verticalização. Além disso, o PMDB em Sergipe anuncia o senador Almeida Lima como pré-candidato a governador do estado. Dentro da regra, não há forma de contrariar a legislação eleitoral. A mesma fonte lembrou: “Garotinho quer se eleger e não vai abrir mão do PSC em sua coligação. Também não tem compromissos com o PFL, a não ser que essa legenda faça uma coligação com ele”. No seu entender, só assim o PSC manteria o apoio à reeleição de João Alves Filho.

 

Aconselha cuidado, porque “a política é cheia de armadilhas como essa”.

 

 

VALADARES

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) disse ontem que o STF restaurou finalmente o império do direito, ao devolver o mandato ao senador Capeberibe (PSB-AP).

Capeberibe foi cassado quarta-feira, sob protestos de todos os membros do Congresso, porque o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB) não lhe deu direito de defesa.

 

LUTA

Valadares lutou bravamente para que Capeberibe tivesse esse direito de defesa e chegou a acusar Renan Calheiros de estar agindo politicamente.

O suplente de Calheiros, Gilvan Borges, é do PMDB e o partido aumentaria a bancada. Por trás dessa manobra estava o senador José Sarney, como acusou Capeberibe.

 

DÉDA

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), já não evita anunciar sua candidatura ao governo do estado em 2006.

Durante a inauguração do Centro Administrativo ele declarou que já estava preparando o gabinete para Edvaldo Nogueira (PCdoB) assumir a Prefeitura em abril.

 

APARIÇÕES

Marcelo Déda, nas aparições que tem feito em programa do PT, tem demonstrado que está em campanha para as eleições do próximo ano.

Os seus auxiliares também foram liberados para tratar sobre eleições estaduais, praticamente antecipando a campanha.

 

BENTO

Segundo uma fonte policial, o ex-delegado de Canindé do São Francisco, Álvaro Bento dos Santos, tem uma função gratificada na Secretaria na Segurança.

Bento foi denunciado como o responsável pelo pagamento das fianças dos acusados de assassinato do agiota Motinha, ocorrido no bar Paraty.

 

CONFIRMA

Plenário tentou confirmar a informação com a secretária Georlize Oliveira, mas não conseguiu contato com ela nem através do telefone celular, que chamou à exaustão.

Mais tarde foi confirmado que Bento trabalha no Darf da Secretaria de Segurança. Um advogado consultado disse que a denuncia não impede que ele exerça a função.

 

PREFEITOS

“Um bom número de prefeitos municipais só está administrando os problemas familiares e das Câmaras Municipais”, quem faz a denuncia é o ex-deputado Nelson Araújo.

Acrescenta que esses prefeitos não estão fazendo nada e culpam a queda do Fundo de Participação Municipal (FPM).

 

AÇÃO

Há 18 meses, aproximadamente, está parada na 18ª Vara, a Ação Cível Pública nº 200211802176 do Ministério Público.

O MP pede liminar contra a Assembléia Legislativa, para extinguir as ações sociais que são endereçadas a associações.

 

REFÉM

A Ação Cível alega que governadores do Estado de Sergipe tornaram-se refém dos membros da Assembléia Legislativa.

Dá como causa a existência do sistema de subvenção social, mantida há vários anos, via poder legislativo.

 

ALMEIDA

Em entrevista concedida ontem, o senador José Almeida Lima (PMDB) confirmou sua candidatura ao governo do estado em 2006.

Almeida já está conversando com lideranças políticas e ainda quebra algumas arestas dentro do partido, para levar adiante o seu projeto político.

 

PONTE

Sobre os gastos da ponte que liga Aracaju/Barra, ele fez um esclarecimento: disse que construiria uma bem mais barata, porque seria mais simples.

A ponte seria reta, do tipo existente nas rodovias e sem os apetrechos da arquitetura moderna. Admite que assim teria um preço bem mais barato.

 

URBANA

O deputado federal José Carlos Machado (PFL) disse que uma ponte urbana não pode ter a característica das construídas nas rodovias.

A arquitetura tem que ser arrojada, moderna e dentro de um projeto que traga mais beleza a cidade, como acontece em todos os países.

 

GREVE

O bispo de Barras (BA), dom Luiz Cappio, pode retornar à greve de fome, porque o presidente Lula não cumpriu o acordo que fez com ele.

O bispo está indignado com a obsessão do governo em fazer a transposição do rio São Francisco e pode entrar em greve de fome na próxima semana.

 

 

Notas

 

VERTICALIZAÇÃO

O secretário do Diretório Nacional do PSL, Ronaldo Nóbrega, fez consulta ao Tribunal Superior Eleitoral sobre a vigência ou não do instrumento da verticalização para as eleições de 2006. O objetivo e desfazer dúvidas quanto à obrigatoriedade dos diretórios estaduais acompanharem decisões nacionais.
Ronaldo Nóbrega declarou que redigiu “essa consulta ao TSE para que nossas dúvidas sejam esclarecidas em tempo hábil”. Ele espera que o Tribunal responda rápido, para que os partidos iniciem seus contatos.

 

COLIGAÇÕES

Na consulta do PSL, que tem como relator o ministro Marco Aurélio de Mello, constam questionamentos suscitados pelo secretário do PSL,dentre eles o que trata das normas que autorizem vinculações híbridas, que não respeitem o paradigma nacional e possam livremente estabelecer coligações.

Ronaldo cita o artigo 7º parágrafo 1º da Lei Eleitoral 9.504/97, para convencer o TSE a permitir coligações diferentes, pois há dúvidas quanto ao dispositivo vigente com base no artigo 6º do mesmo artigo.

 

COMEMORA
 O deputado Jorge Alberto (PMDB) comemora o encaminhamento de Projeto de Lei nº ao Ministério do Transporte para a Comissão Mista de Orçamento (CMO) solicitando crédito suplementar de R$ 20 milhões, para as obras da BR-101. Prevê “adequação de trechos rodoviários na BR-101 em Sergipe”.

“Como sou membro suplente da Comissão, vou trabalhar junto à presidência da CMO para que seja indicado como relator o deputado José Carlos Machado (PFL), que é membro titular da Comissão”, disse Jorge.

 

 

É fogo

 

O STF tem demonstrado uma atuação política maior neste momento político brasileiro, para que seja cumprida a ampla defesa.

 

O prefeito de Capela, Sukita, está tranqüilo em relação à questão da cassação. Primeiro porque acredita que ela será revista. Segundo, porque pode concorrer à nova eleição.

 

O Partido dos Trabalhadores vai iniciar um ataque mais forte ao PFL e PSDB, partidos adversários e que incomodam o governo Lula.

 

Apesar da crise política está sob aparente controle, a oposição começa a falar em processo de impeachment.

 

O prefeito Marcelo Déda (PT) também está fazendo pronunciamentos mais fortes contra o governador João Alves Filho (PFL).

 

O vereador Elber Batalha (PDT) deseja uma mudança mais ampla na política e modernidade no sistema de governo.

 

O ex-deputado Gilton Garcia considerou de grande utilidade a aquisição de um helicóptero para o estado.

 

Gilton havia proposto a compra ou locação de um helicóptero quando esteve à frente da Secretaria de Segurança Pública.

 

A deputada Ana Lucia (PT) reclamou do pouco tempo para estudar os projetos do governo encaminhados para votação na Assembléia.

 

Vereadores de vários municípios sergipanos estão participando de um encontro de parlamentares municipais em Paulo Afonso (BA).

 

O deputado Luis Garibalde (PMDB) pediu que a Conab honrasse seus compromissos com os pequenos plantadores de feijão de Poço Verde.

 

Segundo Garibalde, cerca de 300 plantadores não vão poder honrar com os compromissos financeiros com os bancos.

 

brayner@infonet.com.br 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais