Rumo ao paraiso

0

Quem assiste o programa eleitoral gratuito fica impressionado com o volume de promessas feitas pelos candidatos a prefeito. ÉSe eles continuarem na mesma toada, antes de outubro não terão mais o que prometer. Sendo verdade o que dizem, a partir de janeiro Aracaju terá uma ambulância do Samu em cada esquina, haverá filas de médicos disputando pacientes nos postos de saúde, os congestionamentos serão coisa do passado e os marginais vão se mudar para outras cidades, tamanho será o número de guardas municipais para persegui-los. Quer mais? Os ônibus terão ar refrigerado, motoristas educados e cumprirão os horários. Pelo que pregam os prefeituráveis, a limpeza pública será impecável, centenas de empresas chegarão para gerar milhares de empregos, as escolas terão nível de primeiro mundo e as creches servirão caviar às criancinhas. Os candidatos só não informam onde conseguirão recursos para transformar nossa cidade num verdadeiro paraíso, mas isso é de somenos importância.

Má fé

Acusada de litigância e má fé, a coligação “Juntos pelo Arauá que queremos” foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral ao pagamento de sete multas, totalizando o valor de R$ 14 mil. Formada pelo PT, PP, PDT, PTN, PR, PSB, PV e PCdoB, a coligação ajuizou, sem qualquer fundamento legal, vários pedidos de indeferimentos de candidaturas, alegando que os denunciados eram analfabetos.

Ficha suja

Luiz Carlos Santos e Edmilson Gama dos Santos, respectivamente, candidatos a prefeito e vice de Pacatuba, tiveram seus registros indeferidos ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral. Os dois foram denunciados pela Procuradoria Regional Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa. É que o ex-prefeito Luiz Carlos teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União por irregularidades cometidas na aplicação de recursos do Ministério da Educação.

Novo cidadão

O professor Paulo Rafael Monteiro Nascimento recebe hoje o Título de Cidadão Aracajuano. Será às 10h, durante sessão especial na Câmara de Vereadores. A homenagem foi proposta pelo vereador Juvênio Oliveira (DEM). Natural do Rio de Janeiro, Paulo Rafael está radicado em Aracaju desde 1986. Engenheiro eletrônico, administrador e especialista em Gestão Empresarial, o mais novo cidadão aracajuano é diretor da Faculdade Estácio FASE.

Tragédia

O adolescente Bruno de Menezes Oliveira, 15 anos, cometeu suicídio ontem à noite ao pular do 11º andar do edifício Marcela, no condomínio Costa do Sol, em Aracaju. Ele era filho do deputado estadual Gilson Andrade (PTC) e da enfermeira Áurea Menezes. Liberado pelo IML na manhã de hoje, o corpo do jovem está sendo velado no cemitério Colina da Saudade. O blog solidariza-se com o casal Gilson e Áurea neste momento de grande dor. Força, amigos!

Noite de cão

Profissionais de saúde e pacientes viveram ontem uma noite de cão na Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco, localizada no conjunto Augusto Franco em Aracaju. Segundo queixa policial prestada por alguns médicos, dois homens armados renderam o único segurança e invadiram o hospital à procura de um desafeto. Foi grande a correria dentro da unidade de saúde. Felizmente, os invasores não encontraram quem procuravam e foram embora. Que horror!

Praga verde

Como prefeito biônico de Aracaju, na década de 70, João Alves Filho (DEM) desenvolveu um desastroso projeto de arborização. Autorizou o plantio de milhares de mudas da espécie Pithecellobium Dulce, popularmente conhecida como mata-fome, cassiamimosa e espinheiro. Nativa do México, portanto exótica, esta espécie cheia de espinhos virou uma praga até hoje na capital. As raízes rasas facilitam a queda da árvore, muitas vezes sobre carros. Tomara que, se eleito, o demista não repita o desastre ecológico.

Odorico

Sem medo de ser chamado de Odorico Paraguaçu, prefeito da fictícia Sucupira, o prefeiturável Valadares Filho (PSB) promete que, se eleito, vai construir um cemitério em Aracaju. Taí uma necessidade da capital sergipana, pois o mais novo campo santo público da cidade, o São João Batista, foi construído no início da década de 60 pelo então prefeito Conrado de Araújo.

Coronéis

O governador Marcelo Déda (PT) recebeu ontem em seu gabinete os seis tenentes-coronéis promovidos à maior patente da Polícia Militar. “Convidei os novos coronéis para ouvir as opiniões e ideias deles sobre a polícia e para expôr as linhas da política de segurança pública do governo”. Em seguida, Déda participou da solenidade de promoção de oficiais e praças, que fez parte das comemorações pela passagem do Dia do Soldado.

Do baú político

Essa quem contou ao blog foi o professor e pesquisador Vilder Santos: Em julho de 1970, o Santos de Pelé aplicou uma sonora goleada de 9 a 1 no Clube Sportivo Sergipe, em jogo realizado no Batistão. Acertado para presentear o sergipano e tri-campeão do mundo, Clodoaldo Santana, com um carro novinho, o amistoso suscitou os deputados estaduais a aprovar um Título de Cidadão Sergipano para Pelé. Por volta das 10h do dia do jogo, o rei do futebol tomou um táxi em frente ao Hotel Palace e foi visitar o Asilo Rio Branco, retornando pouco antes do almoço. A homenagem na Assembleia estava marcada para o período da tarde, porém o treinador do Santos, Chico Formiga, melou a festa organizada pelos deputados. Rigoroso, o técnico proibiu que o homenageado deixasse o hotel, onde estava concentrado com os demais jogadores santistas. No dia seguinte ao jogo, o Santos deixou Aracaju e Pelé jamais retornou para receber o Título de Cidadão concedido pela Assembleia.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais