Saída pela porta da frente

0

Um relato de um petista que deixa o partido após 25 anos de militância. É um texto bom para reflexão neste momento que os partidos no país tornaram-se uma grande salada, onde tudo se mistura e ninguém sabe quem é quem. Leia o relato de Marcos Antonio de Azevedo Santana.

“A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração.” Chaplin.

Em 1986 entrei para o Partido dos Trabalhadores em São Cristóvão. No Brasil se começava a viver novos tempos. O regime militar já não comandava, pelo menos oficialmente, os destinos do nosso país, mas não havia como esconder que o militarismo mantinha seus tentáculos no poder, afinal de contas o Presidente da República era José Sarney, homem que viveu e deu sustentação ao regime de exceção inaugurado com o golpe militar de 31 de março de 1964. Em Sergipe foi eleito governador Antonio Carlos Valadares. Por sinal, foi o único Estado brasileiro onde o PFL venceu as eleições para governador. Mas a grande novidade daquele pleito foi, sem dúvida, a eleição do jovem de 26 anos Marcelo Deda Chagas para a Assembléia Legislativa de Sergipe pelo Partido dos Trabalhadores com mais de 32 mil votos. Deda foi um dos 16 deputados estaduais eleitos pelo PT em todo o Brasil.

Pois bem, é neste contexto que, estimulados pelo Prof. Diomedes, Prof. Tereza Cristina, Marcelinho Barreto e outros

Marcos Santana com Lula na campanha presidencial de 1989.

amigos, fundamos o PT em São Cristóvão juntamente com Wanderlê Correia, Everaldo Fontes (Gaspeu) e Antonio Florencio (Toinho Tereré) de saudosa memória. Confesso que, não obstante os ventos de liberdade que começavam a soprar no horizonte, remanescia um certo receio de fazer política num partido de esquerda que pregava o socialismo, sendo que nós não tínhamos ainda sido filiados a qualquer outro partido. É certo que as minhas primeiras experiências, se é que se pode assim chamar, com a resistência ao regime militar havia sido no movimento estudantil. De participação tímida, tive a honra de conviver com Genival Nunes, Francisco Bomfim, Eugênio Nascimento e outros, quando estudei no Colégio Costa e Silva na década de 70. Ali, tenho certeza, fui impregnado pelo sentimento de repulsa àquele regime que dominava o Brasil.

Em 1988 tive a honra de ser escolhido pelos meus companheiros do Partido dos Trabalhadores para ser o candidato a prefeito de São Cristóvão. E a honra foi maior ainda porque venci na disputa interna um companheiro de rara importância: Jovino Pinto, que já nos deixou, militante histórico da luta contra a ditadura militar e fundador do PT em Sergipe.

“Aquelas falações nossas, com certeza, devem ter tocado mentes e corações que em 2002 viriam a eleger LULA Presidente da Nação brasileira e tirar 24 milhões de pessoas da miséria, muitos deles foram doadores de garrafa velha em 1989”

Veio o ano de 1989 a primeira eleição direta para presidente após os anos de chumbo e fomos todos para as ruas bradar o nome de Luiz Inácio LULA da Silva e dizer que o Brasil precisava experimentar ser governado pelo primeiro operário presidente. A história mostrou que estávamos certos. Fizemos uma campanha de características inusitadas. Fomos a todos os povoados. Arrecadamos dinheiro fazendo bingos e inovamos. Fizemos a campanha da garrafa velha pedimos garrafas velhas em toda São Cristóvão. Não raro éramos chamados de “loucos”. Por diversas vezes ouvimos a pergunta: como pode alguém querer ser Presidente do Brasil pedindo garrafa velha. Era a deixa que precisávamos para iniciar a nossa pregação por um Brasil melhor. Recolhemos um caminhão cheio de garrafas. Financeiramente não nos rendeu nada, mas do ponto de vista político os ganhos foram inquestionáveis. Aquelas falações nossas, com certeza, devem ter tocado mentes e corações que em 2002 viriam a eleger LULA Presidente da Nação brasileira e tirar 24 milhões de pessoas da miséria, muitos deles foram doadores de garrafa velha em 1989.

Desse tempo ganhei a alcunha da qual me orgulho: Marcos do PT. É assim que sou conhecido até hoje na parte da cidade conhecida como centro histórico. De 1986 até 1996 fizemos política partidária e participamos de todas as eleições em São Cristóvão. Internamente nunca nos alinhamos organicamente com as correntes existentes do PT. Preferíamos participar do debate sem abrir mão das nossas posições, mas se colocando de maneira independente. Tive o privilégio de assistir debates que também serviram para a minha formação, onde de um lado estavam Marcelo Deda e Zé Eduardo pela “Articulação” e do outro Edmilson Araujo, Rômulo Rodrigues pelo “PT pela base”. Paradoxalmente, aqueles que, como eu, comungavam dessa posição de independência das duas correntes existentes, acabaram se aglutinando num grupo que se convencionou chamar de “independentes” e participamos da disputa e eleição interna no partido no início dos anos 90. Como membro da chapa vencedora, participei da Executiva Estadual e assumi a Secretaria de Formação Política e tivemos a oportunidade de realizar um trabalho de formação voltado principalmente para os companheiros dos diretórios do interior sergipano. Como militante do PT recebi formação e estive algumas vezes em Cajamar – São Paulo, participando de cursos de formação política.

“O Partido dos Trabalhadores vem sendo dirigido em São Cristóvão, desde 1998, por um mesmo grupo de pessoas. São três ou quatro filiados que se revezam na condução do partido e inauguraram uma prática que em nada se coaduna com a história do PT e a forma como vimos e aprendemos desde a sua fundação”

Até 1996 estive como membro da Executiva Municipal em São Cristóvão e naquele ano saí de São Cristóvão e vim morar em Aracaju. Problemas de ordem familiar me obrigaram a me afastar da militância partidária sem, contudo, cortar o vínculo com a filiação do Partido. Em 2000 me aproximei do conterrâneo e hoje deputado estadual Francisco Gualberto em quem havia votado em 1998. Entre 1997 e 2003 participei da vida partidária exclusivamente nos períodos eleitorais. Em 2004 voltei à militância partidária e apresentei o meu nome como pretendente à candidatura de prefeito municipal de São Cristóvão. Disputei as prévias eleitorais interna tendo como opositor o companheiro Betão. Sempre fui um militante disciplinado e submetido às regras internas do Partido. Mesmo sabendo que seria uma eleição de cartas marcadas, não me neguei a participar e visitei a grande maioria dos filiados, principalmente aqueles que moravam no Grande Rosa Elze. Perdi as prévias e, ato contínuo, fui para as ruas pedi votos para o companheiro Betão meu contendor na disputa interna. Hoje faço uma autocrítica da minha participação naquela quadra histórica: sem querer ser pretensioso, a minha participação na disputa levou o partido para uma experiência isolacionista que já não cabia mais. Cometi um erro. Cumpri uma tarefa a que fui instado por um companheiro com atuação a nível estadual cujo nome prefiro não citar. Aliás, neste episódio das prévias, vi em São Cristóvão pela primeira vez no PT, filiados cartoriais serem levados a votar em troca de favores, até mesmo de uma cerveja me deixou estarrecido.

O Partido dos Trabalhadores vem sendo dirigido em São Cristóvão, desde 1998, por um mesmo grupo de pessoas. São três ou quatro filiados que se revezam na condução do partido e inauguraram uma prática que em nada se coaduna com a história do PT e a forma como vimos e aprendemos desde a sua fundação. É fato que sempre houve disputa interna, mas nunca presenciei ou tive notícias de utilização de manobras ou artifícios para fazer valer posições. No PT a submissão às regras estabelecidas no seu Estatuto e Regimento sempre foi o comum nos debates, reuniões de diretório, eleições internas, prévias eleitorais, etc. Não é o que se vê em São Cristóvão. Manobras e casuísmos foram e são utilizadas, sempre que necessárias, com o intuito de não se perder posições. A vida partidária foi relegada exclusivamente aos períodos de renovação da direção ou das eleições com vistas à ocupação de cargos públicos. Em 2010 o grupo por mim liderado em São Cristóvão teve negada a entrada de novos filiados numa manobra que foi denunciada ao Diretório Estadual e para o qual não se obteve sequer respostas. Mesmo assim, participamos do PED de 2010 e obtivemos 36% dos votos dos filiados o que garantiu a nosso grupo três posições em nove na Executiva Municipal.  Nesse processo, mais uma vez, presenciaram-se manobras que nada contribuíram para a democracia interna do PT, como o pagamento de faturas de energia e cartões de crédito em troca de voto. Ressalte-se que até do ponto de vista logístico o grupo majoritário e que dirige o partido desde 1998 leva vantagem. Explico: a sede do partido fica situada no conjunto Eduardo Gomes e todos os eventos, reuniões, eleições são ali realizadas. Este fato dificulta a participação dos filiados moradores do Centro Histórico. Não há motivos para não que se tenha, num município com esta particularidade, um local de votação no Centro Histórico e outro no Grande Rosa Elze quando da realização de eleições internas.

“Vinte e cinco anos depois de ajudar na fundação do PT em São Cristóvão, não vejo outro caminho a não ser deixar o partido. Acompanham-me nesta decisão sessenta companheiros”

O PT participa da atual administração municipal e indicou o vice-prefeito. Desde o início da atual administração municipal, filiados do partido têm assumido vários cargos na máquina administrativa de São Cristóvão. Recentemente o titular da Secretaria Municipal de Saúde deixou o cargo, mas não se deu conhecimento ao conjunto do partido dos motivos do afastamento.

Para se ter idéia de como o Partido tem sido conduzido no município, cito o fato de estarmos em outubro sem que tenha havido sequer uma única reunião de executiva ou do diretório neste ano. Nunca há quorum suficiente.

Por esses motivos e por não ver no horizonte nenhuma possibilidade de mudança neste quadro é que estou jogando a toalha. Vinte e cinco anos depois de ajudar na fundação do PT em São Cristóvão, não vejo outro caminho a não ser deixar o partido. Acompanham-me nesta decisão sessenta companheiros.

Contudo, dificilmente deixarei de ser petista. E ser petista é continuar acreditando no projeto iniciado no ABC Paulista em 1980 e que encontrou seu ápice na eleição e reeleição de LULA e na eleição da Presidenta DILMA. É continuar militando e contribuindo para um projeto de país que é maior que o partido e que ajudei a construir com base em princípios democráticos, pois este é um compromisso de natureza ética que está impregnado em meu ser.

São Cristóvão – SE, 07 de outubro de 2011, Marcos Antonio de Azevedo Santana.

Marcos Antonio de Azevedo Santana é Administrador especialista em Gestão Urbana de Planejamento Municipal, militante político, cidadão sancristovense.

Sepultamento de Fernando França
O corpo do empresário, desportista, ex-deputado e marido da prefeita de Carmópolis, Esmeralda Cruz, Fernando França está sendo velado no Centro de Excelência da Criança, do Adulto e do Trabalhador (CECAT), na sede de Carmópolis. 
Às 18h será celebrada uma missa de corpo presente. Logo após, o corpo segue para o velatório Osaf, em Aracaju. O sepultamento está marcado para amanhã (domingo), no cemitério Santa Isabel, às 11h, no mausoléu da família. O empresário deixa esposa, três filhos e um neto.

Política
Na política, Fernando França foi vereador por Aracaju e deputado estadual, mas sua grande paixão era o futebol. Foi presidente do Confiança e atualmente era o presidente de honra do River Plate, que foi reestruturado pelo desportista e conquistou três títulos: campeão da 2ª divisão do Campeonato Sergipe e atual bi-campeão da Séria A.

Luto
O presidente da Federação Sergipana de Futebol, Carivaldo Souza, decretou três dias de luto e determinou que todas as partidas que serão realizadas neste final de semana pela 2ª divisão seja respeitado o minuto de silêncio em homenagem ao desportista. Carivaldo também informou que o troféu de campeão da séria B levará o nome de Fernando França.

Morte
Ele faleceu no final da manhã deste sábado, 8, quando participava de um leilão na fazenda comunitária Palmeira, em benefício da construção da nova Igreja Matriz, quando passou mal. O empresário foi conduzido às pressas para o hospital municipal, mas não resistiu e morreu no local.

Greve X Constrangimento aos clientes
Passando pela Francisco Porto, na última sexta-feira, 07, o blog viu vários homens vestidos com camisa vermelha, com indicativos de greve dos bancários. Estavam a postos na frente do Itaú(as duas agências). Pelo que o titular deste espaço  tais homens não são bancários. São pessoas cujo físico estão mais afeitas a trabalhar como segurança do que como bancários. Mas pelo que se percebe, está havendo constrangimento em algumas agências, onde o auto atendimento está sendo boicotado.

Clientes estão sendo segurados pelos braços
Quem será que está contratando pessoas para confrontar clientes e bancários que queiram trabalhar? A superintendente do Banco do Brasil em Sergipe concedeu uma entrevista em que revelou que pessoas estão sendo seguradas pelos braços para não entrar no banco. Um absurdo! E o direito do cidadão?

Roma
O governador Marcelo Déda está em Roma. Na sexta-feira ele falou para empresários italianos, expondo o potencial sergipano durante o 16º Meeting – Seminário Internacional Itália-Brasil, na sede da Confederação da Indústria da Itália – Confindustria -.

US$ 20 milhões para SE
O governador ainda se reunirá no Fida – Fundo de Investimento de Desenvolvimento Agrícola – para fechar contratos que preveem o investimento de US$ 20 milhões de na agricultura familiar de Sergipe, através do projeto Dom Távora, sendo US$16 milhões do Fida e US$ 4 milhões do governo estadual.

Piso em SE é destacado nacionalmente
Sergipe está entre os estados que já cumprem o pagamento do piso nacional do magistério. Levantamento do portal Terra identificou que seis estados ainda não cumprem a lei sancionada pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em julho de 2008.

Sem piso
Os estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Maranhão, Pará e Amapá continuam sem pagar o mínimo de R$ 1.187 aos professores.

João no ninho tucano
Na sexta-feira, início de tarde, o ex-governador João Alves Filho falava na porta da sede do PSDB, na rua Duque de Caxias, de onde saia de uma reunião. É o DEM afinado com os tucanos mais do que nunca, como se diz no interior: estão unha e carne.

Jackson aproveita interinidade
Enquanto ocupa o cargo de governador do Estado em exercício, Jackson Barreto não para, já recepcionou o presidente em exercício Michel Temer, e presidente nacional do PMDB, na quinta-feira. Além de já ter recebido lideranças do MST e do sindicato dos bancários para falar sobre o Banese, durante a greve da categoria.

Atalaia nova
Na sexta-feira Jackson visitou obras da nova orla da Atalaia Nova acompanhando do secretário Valmor Barbosa, da Infraestrutura.

Jackson não foi lançado candidato ao governo
Diferente da outra interinidade onde lideranças do PSC fizeram festa e lançaram candidatura ao governo de Sergipe em 2014, a presença de Temer no Palácio, com Jackson no governo, foi normal e ninguém falou em sentar na cadeira antes do tempo. Respeito ao governador Marcelo Déda.

Carlos Eloy no DEM de Itabaiana
O empresário Carlos Eloy Filho, genro do ex-deputado federal José Carlos Machado (PSDB) se filou ao Democratas de Itabaiana/SE na última sexta-feira, 7.

Presenças
O ato aconteceu na sede do Diretório Municipal e contou com a presença o deputado estadual Arnaldo Bispo (Presidente Municipal do DEM), o radialista João Batista Santana (vice-presidente do DEM), o prefeito Luciano Bispo (PMDB), vereadores, secretários e correligionários do município.

“Frutos da Terra” I
Agricultores familiares do perímetro irrigado Jacarecica II, administrado pela Cohidro em área que abrange Riachuelo, Malhador e Areia Branca, estiveram reunidos com um representante da superintendência regional da Conab, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“Frutos da Terra” II
Na oportunidade, foi aprovado o início da execução do Programa de Aquisição de Alimentos ‘Frutos da Terra’, uma ação do Governo do Estado em parceria com o Governo Federal que, nesta etapa, vai beneficiar 63 pequenos produtores rurais.

Aquisição
Um montante líquido de cerca de R$ 267 mil será utilizado na aquisição de alimentos da agricultura familiar produzidos por eles. Ao final de doze meses, cada um terá recebido em torno de R$ 4.300 pela venda dos produtos. A reunião aconteceu na tarde de quinta-feira, 06, em Riachuelo.

Aracaju recebe treinamento para a 1ª Consocial
Na próxima terça-feira, 11, representantes da Prefeitura de Aracaju participarão de um treinamento para a realização da 1ª Conferência sobre Transparência e Controle Social da capital sergipana, que acontecerá nos dias 25 e 26 de outubro.

Local
Realizado pelo Governo de Sergipe, através da Coordenação Executiva Estadual (CEE) da conferência, o evento ocorrerá a partir das 9h, no Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, localizado à Rua Frei Luiz Canolo de Noromha, nº 42, no bairro Siqueira Campos.

Orientações
Durante a capacitação, o município receberá diversas orientações sobre todos os procedimentos metodológicos da etapa municipal da conferência para garantir a qualidade das propostas e delegados que serão encaminhados à etapa estadual da 1ª Consocial.

Carro de jornalista é alvo de seis tiros no interior do Paraná
O carro do jornalista Sérgio Ricardo Almeida da Luz, 49, foi alvo de seis tiros na quarta-feira, em Toledo, no PR.Dono do semanal "Gazeta do Oeste", o jornalista atua há 33 anos na região.O veículo, um Fiat Uno, tinha o emblema do jornal e estava estacionado em frente à casa dele, quando, por volta das 11h30, uma pessoa se aproximou a pé e fez os disparos.O carro não estava ocupado e ninguém ficou ferido. O atirador fugiu em uma moto.Para a polícia, o episódio pode ser classificado como uma "ameaça", mas ainda não há suspeitos sobre a autoria do ataque. A ANJ (Associação Nacional de Jornais) informou que acompanha o caso. (FSP).

Bolsa Familia
O vereador Olivier Chagas, PT de Itabaiana, enquanto relator da comissão de constituição de justiça deu parecer favorável ao Projeto de Lei nº 62/2011, que instituiu o Bolsa Família no âmbito de seu município. O parlamentar petista parabenizou o Poder Executivo pela iniciativa que é voltada para a política de distribuição de renda para famílias com renda per capta igual ou inferior a R$ 140,00 (Cento e quarenta reais), mediante exigências de responsabilidade da família com crianças de idades entre 0 a 15 anos.

De 10 a 14 de outubro, cadastramento suspenso nas escolas municipais
Em virtude das escolas municipais estarem realizando programação alusiva ao Dia da Criança, o cadastramento biométrico itinerante dos idosos será suspenso de 10 a 14 de outubro. Nesse período, o procedimento será efetuado somente na sede do Setransp com número limitado de 100 atendimentos por dia. As senhas são distribuídas a partir das 8h.A partir do dia 17, o cadastramento voltará a ser realizado nas escolas municipais, em endereços ainda a serem definidos.

DO LEITOR

Esporte Simão Dias
Do leitor Antonio Ribeiro: “Venho através deste espaço, parabenizar os atletas da Seleção de Simão Dias, como também a Prefeitura Municipal a traves da secretaria de esporte deste município.Quero parabenizar o prefeito Denisson Deda e o jovem atuante, secretario de esporte de Simão Dias Chiquinho.Quero aproveitar este espaço democrático, para elogia o empenho do secretario de esporte do meu município o Chiquinho em conjunto com o prefeito Denisson, falo isso por que sou pai de um aluno que esta competindo e participando do campeonato sub 17 de futsal, promovido pela própria federação sergipana de futsal 2011, sei do empenho e contribuição que o prefeito e o secretario de esporte vem dando a nossa juventude e a nossa seleção.Eu como pai de família e sociedade, venho agradecer ao prefeito que colocou um jovem secretario de esporte atuante e trabalhador, sou testemunha do trabalho e esforço deste jovem secretaria, que esta apoiado em geral o esporte amador do nosso município, como também buscando o dialogo com todos os seguimentos do esporte amador do nosso município. Especialmente valorizando o esporte amador da zona rural, como também fortalecendo o esporte na zona urbana tendo como base, este instrumento de inclusão social através da praticas esportivas”.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
Não há, ó gente, oh não
Luar como este do sertão…
Oh que saudade do luar da minha tema
Lá na serra branquejando
Folhas secas pelo chão
Esse luar cá da cidade tão escuro
Não tem aquela saudade
Do luar lá do sertão
Se a lua nasce por delas da verde mata
Mais porem um sol de prata prateando a solidão
A gente pega na viola que ponteia
E a canção é a lua cheia
A nos nascer do coração
Se Deus me ouvisse
Com amor e caridade
Me faria essa vontade
O ideal do coração:
Era que a morte
A descontar me surpreendesse
E eu morresse numa noite
Luar do Sertão, de Catulo da Paixão Cearense, músico e poeta brasileiro que nasceu em 08 de Outubro de 1863.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários