Sarapatel de coruja

0

As próximas eleições serão um verdadeiro sarapatel de coruja, permitindo ao eleitor assistir políticos aliados em um município subindo em palanques opostos em outros e, naturalmente, fazendo discursos diferentes. Um exemplo é o deputado estadual Venâncio Fonseca (PP). Na capital ele estará no mesmo bloco de Augusto Bezerra (DEM), mas ficará contra este em Socorro, pois prefere apoiar a reeleição do prefeito Fábio Henrique (PDT). O eleitor também verá o PSC apoiando petistas e ouvirá discursos fortes de líderes cristãos contra candidatos do PT. Nessa corrida do salve-se quem puder, a ideologia política será relegada ao último plano, num desrespeito ao pensamento e ao principal personagem da eleição: o eleitor.

Nos States

O governador Marcelo Déda (PT) segue hoje para os Estados Unidos para participar amanhã de uma reunião no Banco Mundial. Durante o encontro em Washington, acontecerá a assinatura de convênios para que o banco libere 3,5 bilhões de dólares para os estados nordestinos. Durante o tempo em que Déda estiver nos States, o vice Jackson Barreto (PMDB) responderá pelo governo do estado.

Luto

A população de Santa Rosa de Lima está de luto com a morte do ex-prefeito Paulo Alves de Menezes (PMDB). Ele morreu ontem no Hospital São Lucas, onde estava internado para tratamento de diabetes. Paulo administrou Santa Rosa de Lima de 1997 a 2000. Seu sepultamento aconteceu ontem pela manhã no cemitério daquela cidade.

PSB indeciso

O PSB marcou para o próximo dia 21 a convenção que vai definir seu candidato a prefeito de Aracaju. A disputa está entre os deputados Adelson Barreto e Valadares Filho, mas há quem garanta que este último será o escolhido por conta da influência do pai, senador Antônio Carlos Valadares.

Mais grana

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) projeta investir neste ano algo em torno de R$ 60 milhões no setor imobiliário sergipano. Segundo o presidente do banco, Saumíneo Nascimento, o fato de as decisões estarem em nível local estimula os empresários a procurarem cada vez mais os financiamentos oferecidos pela instituição. Ele revela que o valor de saldo projetado da carteira imobiliária do Banese até o fim do primeiro semestre deste ano será 450% superior ao saldo do final de 2008.

Contra a SMTT

A proibição de estacionar veículos em várias ruas do centro de Aracaju uniu empresários e empregados contra a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Tanto a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Sergipe quanto a Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe acham que a proibição derrubou as vendas e vai desempregar comerciários.

Fala na Acese

‘O Código de Defesa do Contribuinte’. Este é o tema da palestra que o empresário e deputado federal Laércio Oliveira (PR) fará na próxima sexta-feira no Mercure Hotel, Orla de Atalaia. Será às 12h, durante a segunda edição da reunião-almoço organizada pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe.

Agora é crime

Alô fraudadores, cuidado: já está em vigor uma lei que alterou o Código Penal Brasileiro, tornando crime fraudar concurso público, com penas que podem chegar a oito anos de reclusão e multa para os infratores. Até a mudança, não havia na legislação uma definição para esse tipo de crime, o que tornava mais fácil aos fraudadores escapar da Justiça, pois as autoridades tinham dificuldade para enquadrá-los em algum artigo do Código Penal e indiciá-los em inquéritos policiais.

Segundona

Quem ainda não acreditava que o Clube Soportivo Sergipe vai para a 2ª divisão do campeonato sergipano tirou essa dúvida ontem. Jogando no Batistão, o chamado “Mais Querido” voltou a perder. Seu carrasco dessa vez foi o Itabaiana, que venceu o jogo por 2 a 1 no apagar das luzes. Com apenas cinco pontos na competição, o Sergipe joga quarta-feira com o Lagarto. Caso perca – o que é provável – já começa os preparativos para a segundona, que começa no segundo semestre. Que horror!

Essa é do baú

Essa quem escreveu foi o jornalista Luiz Eduardo Costa: Na praia de Atalaia, em Aracaju, o biquíni fez sua avant-première no verão de 57/58. Foi uma linda e suave jovem que mostrou o seu corpo escultural num biquíni timidamente discreto. Era uma manhã ensolarada, e ali, bem em frente ao antigo balneário, hoje um prédio em ruínas, havia um cais de cimento protegendo um pedaço da orla recentemente asfaltada das ondas que às vezes vinham nele quebrar fortes. Vinte a trinta jovens curiosamente cúpidos, aglomerados sobre o cais, fitavam embevecidos a musa bronzeada embaixo, sobre a areia da praia, fingindo alheamento ao frisson causado à sua volta. No dia seguinte, o promotor público e cronista social Carlos Henrique, o Bonequinha, comentava em seu programa na Rádio Liberdade: Silvinha Simões exibindo um biquíni azul tornou ainda mais azuis o céu e o mar da Atalaia.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários