Saúde doente

0

As mazelas da saúde pública em Sergipe insistem em ocupar generosos espaços na mídia. Dia sim, outro também, são feitas denúncias sobre ausência de médicos especialistas, equipamentos hospitalares quebrados, pacientes que são jogados no chão em toscas macas, demoradas filas de espera por atendimento, falta de remédios, Et cetera e tal. Ainda na última segunda-feira, a rede Globo exibiu para todo o país as mazelas do Hospital de Urgência de Sergipe, onde pacientes esperam horas a fio para serem socorridos. Muitos morrem antes do atendimento médico chegar. Embora o governo procure mostrar o contrário, a saúde pública em Sergipe permanece um caos, para desespero dos menos afortunados que precisam recorrer ao SUS na tentativa de prolongar a hora da morte. Não se nega que nos últimos anos foram feitos grandes investimentos no setor, mas insuficientes para mudar a triste realidade estampada diariamente nas manchetes dos jornais. Uma lástima!

Posse ajustada

A presidente da Assembleia, deputada Angélica Guimarães (PSC), discutiu ontem detalhes de sua posse como conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Reunida com Carlos Pina, presidente do TCE, ela apresentou alternativas de datas para a sua chegada festiva ao Tribunal. Angélica vai substituir o conselheiro aposentado Reinaldo Moura (PSC).

Greve suja

Desde ontem, o lixo urbano de Aracaju, Socorro e Barra dos Coqueiros não é recolhido por conta da greve dos garis da empresa Torre. Somente na capital mais de 500 toneladas de lixo permaneceram ontem nas ruas, praças e avenidas. Os grevistas reivindicam, entre outros benefícios, um piso salarial de R$ 879, auxílio alimentação e creche para os filhos. Estão certos!

Fim da sujeira

A coleta de lixo volta a ser normalizada hoje em Aracaju, graças a um acordo firmado entre o Sindicato dos Garis e a Torre. Pressionada pela Prefeitura, a empresa apresentou uma contra proposta às reivindicações da categoria, tendo acertado a suspensão da greve enquanto os garis analisam os índices de reajuste sugeridos pela Torre. Menos mal!

Conversa final

O governador Jackson Barreto (PMDB) volta a conversar hoje com a ex-primeira dama Eliane Aquino (PT). Ontem, o peemedebista lhe ofereceu a Secretaria de Cultura, tendo a petista solicitado 24 horas para pensar. Também hoje, JB recebe os presidentes do PSB e PRB, Valadares Filho e Heleno Silva, para tratar sobre distribuição de cargos. Os dois querem seus partidos bem representados no 1º escalão do governo. O diabo é que não há secretarias para todo mundo!

Chapa forte

Principal candidato à presidência da Assembleia, o deputado estadual eleito Luciano Bispo (PMDB) quer montar uma chapa imbatível. Seu sonho de consumo é ter como parceiro o deputado Jeferson Andrade (PSD), que também deseja presidir o Legislativo. Para atrair o ainda “adversário”, Luciano pensa em lhe oferecer a 1ª Secretaria do Parlamento, que é o segundo melhor cargo da Mesa Diretora. Há quem garanta que essa dobradinha vai vingar. Aguardemos, portanto!

Banco dos réus

O Tribunal Regional Eleitoral já escalou o magistrado para relatar as ações movidas pelo Ministério Público Federal contra 23 deputados estaduais. É o juiz José Alcides Vasconcelos Filho. Os parlamentares são acusados de se beneficiarem eleitoralmente de R$ 12 milhões referentes às verbas de subvenções pagas pela Assembleia. Há casos de entidades de fachada que receberam mais de meio milhão. Dos 24 deputados, o único que não está sendo processado é Gilmar Carvalho (SD).

Conta gotas

Somente no próximo sábado, o governo estadual termina de pagar a folha de pessoal referente a dezembro do ano passado. Os servidores que ganham mais de R$ 1,7 mil começam a receber o restante do salário nesta quinta-feira. Os últimos a colocar a mão na grana serão os policiais civis e militares. Segundo o governo, o atraso foi motivado pela frustração de receitas oriundas de repasses federais.

Porta na cara

Representantes de estudantes e usuários do transporte coletivo de Aracaju tentaram ontem sem sucesso um encontro com o prefeito interino José Carlos Machado (PSDB). Eles queriam agendar uma audiência pública para discutir o exagerado reajuste de 14,9% no preço da tarifa de ônibus. A reivindicação é justíssima, pois a Prefeitura da capital concedeu o quarto maior aumento de passagem do Brasil. Apenas Rio Branco (20,8%), São Paulo e Maceió (16,7%) e Boa Vista (15,6%) foram mais ousados do que Aracaju.

Bem na fita

E o Confiança fez bonito ontem, ao empatar em zero a zero com o Grêmio na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com o resultado, o time proletário está na segunda colocação. Já o Itabaiana deu adeus à competição, após ser goleado pelo Botafogo por 5 a 1.

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju em 4 de fevereiro de 1872

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários