SE reduz despesa pessoal, ainda está acima limite prudencial

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Em dezembro de 2016, o governo de Sergipe gastava com pessoal 47,21%. Agora, terminou o segundo quadrimestre do ano com despesa de

Tabela publicada pelo jornal Valor

pessoal do poder executivo correspondente a 46,9% da receita corrente líquida, acima do limite prudencial de 46,55% estabelecido pela LRF. Falta pouco para sair do limite prudencial, segundo reportagem publicada ontem pelo jornal Valor.

Segundo a matéria dos 25 Estados, 16 ultrapassaram algum limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Quatro Estados estão acima do limite de alerta correspondente à despesa de pessoal de 44,1% da receita corrente líquida. Outros dez romperam o limite prudencial, de 46,55%, e dois estouraram o teto de gastos permitido pela legislação fiscal, de 49%.

Atualmente pelo menos cinco Estados atrasam o pagamento de salários a servidores: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Servidores em dia  A reportagem mostra que em Sergipe e no Rio Grande do Norte o desafio é voltar a pagar os servidores em dia. Josué Modesto dos Passos Subrinho, secretário da Fazenda sergipana, conta que a expectativa é de que a recuperação da economia seja suficiente para melhorar o fluxo de caixa do Estado e acabar com o atraso no pagamento de salários.

Na matéria Josué Subrinho explica que algumas carreiras, como professores e funcionários de estatais e fundações estão recebendo os vencimentos em dia, até o fim do mês de trabalho. As demais categorias, explica ele, incluindo os inativos, recebem até o dia 10 do mês seguinte. Essa segunda parte dos salários, a maior parte da folha, conta Subrinho, depende do recebimento da primeira parcela mensal do Fundo de Participação dos Estados (FPE), um dos repasses obrigatórios da União aos governos estaduais.

Déficit previdenciário Uma das dificuldades para o reequilíbrio financeiro e para a contenção da despesa de pessoal do Estado, diz o secretário, é a evolução do déficit previdenciário, que aumentou de cerca de R$ 900 milhões em 2016 para R$ 1,2 bilhão neste ano. Segundo Subrinho, essa despesa é uma das preocupações para 2018, quando o crescimento da despesa corrente estará limitado à inflação deste ano, por conta do acordo de renegociação da dívida com a União. "Cumprir o limite será uma tarefa difícil porque temos essa variável importante fora do controle."

Com medidas de elevação de arrecadação e ajuste de investimentos, o Estado, diz ele, deve fechar o ano com as receitas empatadas com as despesas. O décimo terceiro, avalia Subrinho, deve ter a segunda metade paga após o prazo legal, mas dentro do exercício. A primeira parcela, explica, é paga no mês de aniversário do servidor.

PrevNordeste O Estado, segundo o secretário, precisa de uma recuperação econômica mais vigorosa para que as receitas aumentem e os gastos correntes tornem-se administráveis no próximo ano. "Isso daria uma recuperação de fôlego", diz ele. Maior solidez fiscal, porém, só devem vir com mudanças estruturais. No médio e longo prazo, diz ele, é necessário mudança na previdência dos servidores. Segundo Subrinho, a lei local para a instituição da previdência complementar já foi aprovada e o governo espera os início do funcionamento da PrevNordeste, que deve reunir Estados da região numa previdência complementar conjunta.

Outra mudança estrutural importante, aponta, é a redistribuição de recursos arrecadados com tributos pela União, diz ele, lembrando que os Estados do Nordeste sugerem que parte das receitas com PIS e Cofins sejam destinadas aos governos estaduais.

Critica a Almeida que ele está deslocado na saúde é injusta A crítica que alguns fazem a Almeida Lima, que ele secretário de saúde, sendo advogado está deslocado, é injusta.Ele é a pessoa certa,  no lugar certo .Afinal ele não opera? É o que dizem os próprios colegas de secretariado…

Sobre trabalho gratuito (ou voluntário) no âmbito do Estado de Sergipe Quem ainda duvida, leia o artigo 79 do Estatuto dos Servidores: "É vedadono exercício gratuito de cargo público.” Ou alguém interpreta de outra forma…

Campus da UNIVASF em Propriá não foi instalado, mas já tem gente loteando a reitoria E tem tanto político e ex-político brigando pela instalação do Campus da Universidade do Vale do São Francisco (UNIVASF) em Propriá que o blog pensou que o interesse principal era mais uma alternativa para os estudantes do Baixo São Francisco. Que nada! Melou, ou melaram. A intenção é nomear o reitor e o vice-reitor. Já tem até nomes no bolso de alguns políticos. É melo, ou desculpe, é mole!

Orla de Atalaia, depedração e os aluguéis baratos Não é difícil percorrer a orla de atalaia e verificar vários equipamentos públicos quebrados ou precisando de manutenção. Ela existe mensalmente, através da Seinfra, mas não o turista, o próprio sergipano é o responsável pela depedração e furto na orla. O policiamento ostensivo não prende ninguém, mesmo vendo as depedrações e o consumo de drogas em vários pontos.

Aluguéis de pai para filho Um assunto que o governador Jackson poderia chamar à atenção, neste caso através da Secretaria de Turismo, que é a responsável, são os aluguéis de pai para filho. Grandes restaurantes ocupam espaço público e pagam valores infímos a título de tarifa pública. O blog tomou conhecimento de que uma grande churrascaria paga um aluguel que não é nem a metade da renda de um dia de domingo, cerca de R$ 4 mil, ocupando  centenas de metros quadrados no espaço público mais nobre da cidade.

Cálculo pelo metro quadrado do Taj Mahal O blog sugere ao governador que peça a Setur qual o critério adotado para a cobrança. O fato é que se fosse adotado uma cobrança justa para quem ocupa maior área e no melhor local, talvez a Orla nao estivesse no estágio tão deplorável como se encontra. A propósito, mesmo em área menos nobre, o blog sugere adotar para fins de cálculo do metro quadrado o mesmo que foi utilizado para o Taj Mahal de Almeida Lima. Certamente já será um grande ganho.

Emendas de bancada Em reunião ontem, 16, na Aease com prefeitos, o deputado federal e coordenador da bancada, Jony Marcos, informa que hoje, 17, às 18 horas na sala 14 na Câmara Federal, acontece a reunião para a definição das emendas de bancada ao Orçamento da União para o exercício de 2018.

Propostas O deputado informa também que ainda não recebeu as propostas de emendas de nove parlamentares. "É o momento de vocês prefeitos procurem o seu deputado e apresente sua reivindicação".

Obras Públicas: “Precisamos reagir a isso, ou é melhor entregar ao TCU que faça as obras” O presidente da Associação Sergipana dos 

Debate de alta qualidade sobre o desenvolvimento do país e a construção civil foi realizado ontem por entidades representativas do país e de Sergipe.

Empresários de Obras Públicas e Privadas (ASEOPP) Luciano Barreto, clamou por atitudes mais duras de todas entidades ligadas a construção civil para os órgãos de controle, onde cada um tem sua norma. “Precisamos reagir a isso, ou é melhor entregar ao TCU que faça as obras”, bradou, alertando que o TCU e o CGU não respeitam a lei através dos seus acórdãos. “Não participam no inicio da obra, na qualidade do projeto e tudo mais, e só chegam para não permitir que a obra seja concluída.” 

Fórum A declaração foi quando particiou ontem, 16,  do painel Relação com Fiscalização e Controle nas Obras Públicas – Propostas de aprimoramento”, no Fórum sobre Obras Públicas, Parcerias e Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) promovido pelo CBIC e SENAI em Aracaju. O evento teve a parceria com  ASEOPP, a Ademi/SE e o Sinduscon/SE, além do apoio do CREA/SE e do CESE/SE.

TCU impôs preço distorcido para Hospital do Câncer Luciano Barreto deu como exemplo a obra do Hospital do Câncer que desde que foi iniciada a licitação com um preço imposto pelo TCU sem colocar todos os custos indiretos, começou errada. Ele lembrou que alertou que os custos da obra chegavam a R$ 85 milhões, mas o TCU cotou em R$ 75 milhões o máximo.

Consórcio SP Um consórcio de São Paulo, ganhou com o preço de R$ 59 milhões e em sete meses fez apenas 3% da obra e o governo anunciou que deseja a rescisão do contrato. “Uma grande distorção no orçamento do TCU nos custos indiretos, impôs um edital ao governo estadual e esquece que uma obra necessita de um exigência técnica compatível com um hospital de grande complexidade”, disse, lembrando que a culpa não foi do governo do Estado que também fez o alerta ao TCU através da Seinfra.

Falta de preocupação com as pessoas  “Que tipo de economia é essa? Será que os órgãos que impõem essas condições para entender lembram que tem centenas de pessoas necessitando de tratamento”, questionou afirmando que tudo isso sob o pretexto de economia e combate a corrupção, quando na verdade não se preocupa com a qualidade, o preço justo e a obra concluída como sempre defende a ASEOPP.

Novo momento está chegando Abrindo o presidente da CBIC, José Carlos Martins, entende que a crise existe, mas é preciso se preparar para um momento que está chegando, dando como exemplo a taxa de juros baixa. “Precisamos nos preparar para a mudança que vai ocorrer, principalmente no setor de investimento, onde os recursos vão migrar do papel para o investimento”, disse dando como exemplo a reforma trabalhista, que vai estimular a produtividade ao invés da ociosidade. Para José Carlos Martins as PPPs passarão a ser o carro chefe, porque a demanda pelo serviço público continuará e a única forma de atender será através dela, já que pela nova realidade a receita pública atenderá as necessidades básicas e o custeio.

Retomada O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira disse que é otimista e acredita na retomada dos investimentos. “E aqueles que se preparem ao fim da crise terão possibilidades grandes de avanço, as cidades estão crescendo e independente da crise os prefeitos tem que dar respostas cotidianas diante delas.”, disse.

PPP é alternativa Já o governador Jackson Barreto entende que a PPP é a alternativa para a administração pública neste momento e citou o exemplo em Sergipe, que o governo conseguiu a liberação do Ministério dos Transportes, para realizar o processo de parceria para a duplicação do trecho da BR-235 que corta o Estado.                                                                                                                                                                                 

O telhado da rodoviária gov. José Rolemberg Leite precisa de manutenção urgente

Teto da rodoviária precisa de manutenção antes que seja tarde A foto ao lado, é uma das várias recebidas pelo blog e que mostram a necessidade de manutenção do telhado do Rodoviário Gov. José Rollemberg Leite. Lá é uma concessão pública desde 1999, administrada pela Socicam. Precisará ocorrer uma tragédia para fazerem a manutenção no telhado?

Credores batem cobram dos secretários E muitos secretários de Estado não sabem mais o que fazer. Não tem dinheiro para nada, tudo que sobra é destinado para a saúde comandada pelo primeiro ministro Almeida Lima, governador de fato. Alguns arranjam desculpas esfarrapadas como que estão esperando os royalties, mas eles foram desviados para o pagamento da folha. É mole?

"Festas como a Odonto Fantasy devem ser apoiadas e incentivadas", diz presidente da ABIH/SE "Diante do cenário atual da economia no país, festas como a Odonto Fantasy devem ser incentivadas e apoiadas pelo setor produtivo local. É um evento consolidado, planejado e bem divulgado. As pessoas ficam o ano inteiro aguardando". A afirmação é de Daniela Mesquita, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Sergipe (ABIH/SE).

100% de ocupação Segundo Daniela, a hotelaria sergipana foi 100% ocupada no final de semana de realização da Odonto, que movimentou todo o setor turístico. "A festa é hoje um das que mais atrai turistas para Sergipe. As pessoas  programam excursões só para o evento", diz.

20 Anos Maior festa à fantasia do Brasil, a Odonto Fantasy completou 20 anos em 2017 e reuniu mais de 18 mil pessoas vindas de todos os estados brasileiros. "A Odonto impulsiona a economia local e divulga nosso destino nacionalmente. A ABIH/SE parabeniza os idealizadores pela realização", finaliza Daniela.

FNDE Para facilitar o contato entre as gestões municipais de Sergipe e o FNDE, o deputado federal Fábio Reis (PMDB) promoverá, ainda esse mês, um encontro entre os técnicos sergipanos e servidores do Fundo. “Além disso, a equipe do FNDE atualizará informações importantes para cadastramento dos projetos, uma vez que as atuais gestões ainda dispõem de três anos de mandato, tempo suficiente para captar milhões de recursos federais para investimentos importantes na educação”, justifica Fábio Reis. De acordo com ele, o Diretor de Administração do FNDE, o sergipano Dernival Neto, já confirmou presença.

Obras governo federal Uma grande parte das obras do Governo Federal que é executada em Sergipe pelas prefeituras é financiada através do FNDE, autarquia vinculada ao Ministério da Educação e que tem a finalidade de captar recursos financeiros e direcioná-los para o financiamento de programas e projetos educacionais. E para viabilizar estes investimentos as gestões precisam não só de toda documentação, mas os sistemas de 

São três placas no local, mas não adianta. E o pior: a maioria dos carros é de quem deveria dar exemplo.

convênios atualizados. A intenção da reunião é essa, tirar todas as dúvidas.

Apesar das três placas proibido estacionar, SMTT parou de multar na Praça Tobias Barreto, em frente a SSP  E parece que alguma “otoridade” deu um puxão de orelha e os agentes de trânsito da SMTT Aracaju pararam de multar em frente a SSP, na Praça Tobias Barreto onde é proibido estacionar e tem no local, pasme caro leitor, três placas. A foto é de ontem, 16, pela manhã. Agora vá você, pobre mortal estacionar proibido em outro local. Enquanto as “otoridades” da SSP estacionam em local proibido a insegurança toma conta da cidade. Os roubos de veículos aumentam, mas está tudo bem…

28 atletas embarcam hoje para o Chile A FESEKE consegue driblar a crise e levará 28 atletas para o Sul americano de artes marciais que será realizado em Vina Del Mar Chile. “Os atletas, pais, familiares e todos aqueles que apoiaram diretamente e indiretamente nos agradecemos pois vocês foram de suma importancia para realizar o sonho desses atletas. A campanha dos copos foi um sucesso e nos estamos muito orgulhosos dos amigos e simpatizantes da nossa campanha obrigado sergipanos, tenham a certeza que vamos dar o nosso máximo para representar bem nosso estado”, agradece a diretoria da federação.

Apoio A diretoria da FESEKE agradece também a Secretaria de Esporte e Lazer, a Secretaria de Educação,a Toyalex e a Katchi material esportivo. O professor Yoakan  Jocelis esta muito feliz em poder levar o maior  grupo de todos os tempos para fora do país nas artes marciais isto é fruto de um trabalho de bem elaborado.

Etapa Nordeste  No último final de semana a cidade de Laranjeiras sediou o Campeonato Brasileiro de Fut 7  (etapa Nordeste). A final entre  Rodrigues Alves de Maceió e o Estanciano, classificou o Rodrigues Alves em primeiro e o Estanciano em segundo lugar para o Brasileiro A de Fut 7 que será realizado em Maio18 em Belo Horizonte. Após entrega de troféus e medalhas os Presidentes da Confederação Brasileira e da Federação impressionados com a organização e com a cidade de Laranjeiras, garantiram ao Prefeito Paulão a realização do desafio Brasil/Argentina em 18, será em Laranjeiras em junho ou setembro a confirmar.

Importância dos professores “É preciso que o governo entenda a importância dos professores para o progresso do nosso Estado”. Com essa afirmação, a deputada estadual Maria Mendonça (PP) apelou ontem (16) à sensibilidade do governador Jackson Barreto no sentido de valorizar, efetivamente, o magistério sergipano.Na tribuna da Assembleia Legislativa, reportando-se ao dia do professor, comemorado  no domingo, 15,a parlamentar lamentou a postura do governo do Estado no que se refere ao tratamento dispensado a estes profissionais que, para Maria, que é professora por formação, são responsáveis pela promoção da cidadania.

Desenvolvimento “Sem eles, o desenvolvimento não existiria”, ponderou a deputada, acrescentando que além  da ausência de condições estruturais, os professores sergipanos lidam com uma rotina de violência nas unidades de ensino.

Política salarial Maria Mendonça também criticou a política salarial da gestão Jackson Barreto que tem obrigado os professores aposentados a conviverem, mês a mês, com a incerteza sobre a data de pagamento e ainda o parcelamento de seus proventos. “Mesmo os que já concluíram sua missão sempre buscam contribuir com a nossa sociedade, mas, infelizmente, muitos estão passando por dificuldades porque tiveram seus direitos usurpados”, lastimou, ao pedir que o Governo reveja a situação e priorize o respeito à categoria.

Já deu! O prefeito da Barra dos Coqueiros, Airton Martins (PMDB), avalia como desnecessária a polêmica em torno da possível candidatura a deputado estadual de seu irmão, Adailton Martins. Para ele é bobagem tentar desmerecer um trabalho de 32 anos no DER, tempo que seu irmão, engenheiro civil, atua no órgão, por conta de disputas eleitorais. “São 24 vagas, não precisa esse ciúme todo”, analisa Airton, que complementa: “o momento agora é de todo o grupo apoiar a ajudar o governador Jackson Barreto. Apenas isso”.

Abrahão Crispim será homenageado na IV Bienal do Livro de Itabaiana A mega estrutura montada para a IV Bienal do Livro de Itabaiana, que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de outubro, no Shopping Peixoto, será dividida em oito setores espalhados pelo local, com 30h de programação musical e mais de 300 lançamentos de livros. Além disso contará com o Palco da Palavra Abrahão Crispim, que estará aberto para artistas e visitantes que queiram mostrar sua poesia, música, cordel e muito mais.

Breve Histórico Abrahão Crispim de Souza, foi cronista social, articulista, cobrador, pau para toda obra e para toda briga, aguerrido jornalista que em sua vida duradoura e gloriosa, deu personalidade ao jornal 'O Serrano'. Com unhas e dentes comandou bancários à luta e explodiu a modorra dos vereadores de Aracaju. A literatura de seu pai, Zé Crispim, ajudou a organizar e publicar causos e poemas, deu o gosto do Zanguê e da Matapoã às nossas letras.

Cantora Joanna ajudará Externato São Francisco Comemorando 38 anos de carreira, a cantora Joanna está de volta a Aracaju para apresentar seu novo trabalho ‘De volta ao começo’ que será realizado no dia 27 de outubro, a partir das 20h no Teatro Tobias Barreto. O show é beneficente e toda a renda arrecadada será revertida para o Externato São Francisco de Assis, de Aracaju. O cantor Fabio Lima vai fazer a abertura do show.

Memórias musicais A proposta deste show ‘De volta ao começo’, é apresentar uma apresentação alegre e contagiante com a energia de quem sabe trafegar por muitas memórias musicais e de quem aprendeu muito nas caminhadas das quase quatro décadas de andarilhar musical por todo o Brasil. Ensinamento que garantem interpretações com marcas de veterana.

Ingressos Os ingressos para a plateia estão sendo vendidos por R$ 100 (inteira) e R$50 (meia) e no mezanino por R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) na bilheteria do Teatro Tobias Barreto, Externato São Francisco ou pelo site https://.centraldoingressose.com.br . As cadeiras são numeradas. Outras informações através dos números (79) 3224-3509, 3179-1490 ou 3021-2810.

Combaze cobra melhorias em postos de saúde Deu no site FAN F1: O Conselho das Associações Moradores dos Bairros Aeroporto e Zona de Expansão Aracaju (Combaze) cobra da prefeitura da capital o cumprimento de liminar da juíza Simone Fraga, determinando a oferta de pessoal e insumos nas Unidades Básicas de Saúde Niceu Dantas, Santa Terezinha e João Bezerra. O assunto foi pauta semana passada do Jornal da Fan 1ª Edição.

Pedido do MPE A decisão da 3ª Vara Civel de Aracaju atendeu a um pedido do Ministério Público Estadual de Sergipe, provocado pela Combaze. De acordo com a presidente da Combaze, Karina Drumond, as três unidades continuam sem medicamentos básicos e carecendo de pessoal para trabalhar.Na semana passada, vários trabalhadores telefonaram para o Jornal da Fan 1ª Edição para reclamar das condições de trabalho.

Retomada das obras A liminar concedida determina a retomada das obras de construção da nova sede da UBS Niceu Dantas e de reformas nas UBSs João Bezerra e Santa Terezinha. Determina, também, a formação de novas equipes no prazo de 100 dias.O mesmo prazo foi estabelecido para a regularização da assistência aos usuários dessas unidades.Determinou, ainda que a prefeitura providencie correções sanitárias e o abastecimento completo de medicamentos e insumos.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

IT Consulting, novo atraso O blog recebeu zaps de funcionários da empresa IT COnsulting, terceirizada do governo em algunas áreas, como nos Ceacs e Ipesaúde, que o auxílio alimentação está atrasado, além do pagamento quinzenal. O plano de saúde ainda não retornou.

Matadouro Tobias Barreto Ontem, 16, o blog recebeu várias reclamações que cerca de 50 marchantes de Tobias Barreto ficaram sem cortar seus bois porque o matadouro do município estava quebrado. E o prefeito Diogénes Barreto ainda não tinha se pronunciado sobre o assunto.

Suposto atentado ao prefeito Igor Oliveira em Poço Verde? Pelo zap: “Que forças são essas? Aqui no município o boato é que querem encobrir porque descobriram uma farsa. Mas será o Benedito?”

Prefeito que abdicou do salário, mas tinha gordas diárias Pelo zap: “Lendo a coluna de Cláudio Nunes , lembrei de um prefeito, de um pequeno município, a mais de 25 anos atrás , ele tinha um bom emprego , por ser da área de saúde , no governo federal ou Estadual, não sei qua , na época salário de prefeito era pequeno, ele optou para não receber mas, criou com aprovação da câmara de vereadores, uma boa diária para quando se afastasse do município. Interesssante que quase todos os dias ele se “afastava“, morava em Aracaju com isto , ganhava mais do que o salário  “Oficial” de prefeito , só da sabido nesta história.”

PELO E-MAIL E FACEBOOK

RESPOSTA: Direção da Guarda Municipal de Aracaju  repudia denúncias enviadas ao blog e diz que preza pela austeridade e profissionalismo.

A direção da Guarda Municipal de Aracaju preza pela lisura de suas ações e pelo respeito à legislação e à ética profissionais. Desta forma, vêm a público repudiar as denúncias inverossímeis a que foi exposta na manhã do dia 16 de outubro, nesse tão conceituado blog sergipano.

Austeridade e profissionalismo são as palavras que norteiam a atual administração municipal e, consequentemente, a administração da Guarda Municipal de Aracaju.

A instituição está aberta para responder a quaisquer questionamentos, sejam eles internos, da imprensa ou do poder público, através do Ministério Público. Aliás, denúncias de “possíveis” desvios de conduta já foram levadas ao conhecimento do Ministério Público, sendo prontamente arquivadas, conforme comprova o documento em anexo.

Em relação à prática de assédio moral, até a presente data não consta nenhuma denúncia junto à Ouvidoria e ou Corregedoria da corporação, órgãos responsáveis pelo recebimento e apuração das denúncias. As ordens emanadas pelos supervisores e/ou comando da corporação, se apresentam como legais e éticas, respeitando as peculiaridades do serviço e as ferramentas disponíveis para a execução do mesmo. São determinações, cujos objetivos são o andamento do serviço ordinário e a segurança e integridade dos guardiões.

Após a posse do atual Diretor Geral, em 07 de fevereiro do ano em curso, o setor administrativo vem passando por reformulações com o propósito de dar celeridade aos procedimentos, ao mesmo tempo que busca minimizar o impacto na folha salarial nestes tempos de crise. Prova disso é a redução no número de cargos em comissão de 30 em 2016 para 21 atualmente. Todos estes ocupados por guardiões de carreira, como determina a Lei Federal 13.022, também conhecida como Estatuto Geral das Guardas Municipais.

As perdas salariais referentes a horas extras que atingem os guardas auxiliares, são fruto da antiga gestão municipal que regulamentou através de decreto o pagamento dessas horas, com base no salário base do servidor, não levando em conta adicionais como periculosidade, entre outros. Vale salientar que essa situação alcança todos os servidores municipais e não apenas os guardiões de Aracaju, como a denúncia se propôs a insinuar.

O que o atual comando da corporação tem feito é sentar-se juntamente com o Secretário da Defesa Social e da Cidadania, com outros secretários e com o próprio Prefeito a fim de alcançar uma solução para o problema que afeta os guardiões fundadores da instituição.

Não há acúmulo de gratificações de nenhuma espécie dentro da corporação.

Já o consumo de água mineral, que até o final de 2016 era de cerca de 1000 galões mensais, caiu para 200 sem prejuízo para o servidor, fruto de uma melhor distribuição conjuntamente com uma parceria com as diversas secretarias municipais que se utilizam da mão de obra dos guardiões, sendo estas atualmente responsáveis pela reposição do líquido.

Em relação à utilização de armas particulares em serviço, esta prática tem amparo legal no artigo 35 do Decreto 5.123/2004 que regulamenta a Lei 10826/2003 (Estatuto do Desarmamento).

Dessa forma fica claro a falta de fundamento de tais denúncias.

Assessoria de Comunicação
Guarda Municipal de Aracaju

PELO TWITTER                                                                                                                                                                                                                   

www.twitter.com/alanbarretoso  Segundo Funaro, “Cunha é um BANCO de CORRUPÇÃO “ – pergunta que não quer calar: Quem são os seus gerentes em cada estado?

www.twitter.com/fredsonnavarro  Ingratidão é característica de falta de caráter. Quem é ingrato colhe o desprezo e solidão. Ingratidão é demonstrada por gente vazia…

www.twitter.com/ComsensoWeb  FanFM Sukita diz q @JacksonBarreto ñ pode lavar as mãos como Pilatos.

www.twitter.com/braynerr  Mais um general da ativa fala em intervenção militar, sob argumento de que é o povo que está pedidndo. As vivandeiras estão alvoroçadas.

HOMENAGEM 

Dida Araújo, uma referência no jornalismo    Por Edson Júnior*

Hoje é dia de parabenizar um estimado amigo, grande ser humano e excepcional profissional do jornalismo sergipano. Esta terça-feira, 17, marca o aniversário de Demóstenes Araújo, o conhecido Dida Araújo, jornalista dos mais competentes que tenho o privilégio de conhecer.

Costumo lhe dizer que o nome grego parece exercer influência na qualidade do que produz, fazendo referência ao ateniense Demóstenes, considerado um dos maiores oradores da antiguidade, com uma vida dedicada a defender Atenas de Filipe II da Macedônia. Os vários discursos de Demóstenes contra o líder macedônio ficaram conhecidos como Filípicas.

O Demóstenes sergipano também tem suas Filípicas, através de uma vida dedicada à defesa do bom jornalismo, com belíssimas matérias e reconhecimento quase unânime de quem trabalhou com ele ou assistiu aos seus trabalhos.

Conheci Dida em 1982, em minha primeira passagem pela Tv Sergipe, meu primeiro emprego. Dele, recebi valiosas lições técnicas e de 

Dia Araújo, um profissional que é exemplo e orgulha o jornalismo sergipano. 

comportamento profissional. Desde cedo ele se preocupava com a boa formação de quem chegava ao Morro da Piçarra, hoje, Alto do Morro da Tv, e com a qualidade do que ia ao ar. Em 1995, após uma temporada na carreira bancária, retornei à emissora e reencontrei o velho amigo e professor do mesmo jeito que deixara em 1984; exceção, apenas, aos rareados fios de cabelo.

Em todo campo da atividade humana há gente que sofre algum tipo de perseguição ou mesmo esquecimento (geladeira), às vezes proposital, por quem tem o poder de decisão. Vi Dida Araújo socorrer alguns colegas enquadrados em uma ou outra situação dessas. Vivi esse momento e ao seu convite, participei de várias matérias especiais, muitas premiadas em importantes concursos. Aprendi muito. Vi também pessoas ressurgirem dos porões e muitos talentos egressos das universidades ganharem primorosa lapidação.  Nunca vi Dida Araújo se autoproclamando salvador com esses feitos. Nunca gostou de holofotes sobre o que considerava absolutamente natural fazer. Mais uma grandeza que marca seu caráter.

Teve passagens pela Rede Globo/RJ, SBT/RJ e por conta de sua agitada vida profissional não conseguiu concluir o curso de Educação Física, na Universidade Federal de Sergipe. Não foi uma escolha fácil e pela Tv Sergipe, renunciou a UFS, no 5º período do curso.

Na edição de 23/02/2015 deste blog, vi com tristeza artigo escrito por ele quando foi dispensado dessa mesma Tv Sergipe, em 19 de fevereiro de 2015, após 35 anos de serviços prestados. Mas ao ler o artigo, fiquei feliz pela grandeza que mostrou.  Não saiu atirando pedras. “Desci aquela ladeira que subi em 1979 sem mágoas, desci feliz. Desci realizado, desci agradecido e olhando de longe e de perto aquela empresa que me fez ser o Dida Araújo que sou. Uma empresa que me deu a chance singular de conhecer os melhores profissionais da televisão em Sergipe”, escreveu, relacionando vários desses colegas.

Quem não leu, deixo o link como convite à leitura. Vale a pena:https://.infonet.com.br/blogs/claudionunes/ler.asp?id=169476&titulo=claudionunes

Dida não teve tempo para férias. Pouco tempo depois, foi convidado a fazer parte da Aperipê e não demorou para se tornar diretor de jornalismo. Um novo momento profissional revelaria seu talento como executivo, sem afastá-lo da redação e das ilhas de edição. Fala, com orgulho, que não deixa “de jeito nenhum” a ilha de edição. É sua vida.

A Aperipê ganhou com a chegada dele e – fazendo justiça a outro nome – com Givaldo Ricardo, o superintendente, outro sacerdote na Aperipê. A emissora saiu de traço na audiência e já está com 5% no share, que é a medição do número de televisores ligados na emissora em determinado horário. Não é pouca coisa. E pela fanpage da TV, matérias ultrapassam as dezenas de milhares em visualizações. A última a que assisti, a da procissão em homenagem à Padroeira do Brasil, no município sergipano de Nossa Senhora Aparecida, tinha o registro de 62.236 mil visualizações. Quem trabalha com redes sociais sabe o que representa um número como esse:https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=137346613565038&id=114604869172546

Poderia desfilar nomes aos montes enaltecendo o jornalista Dida Araújo, mas ficarei apenas em alguns, que podem endossar o que escrevo e representar quem não mencionei: Mozart Santos (superintendente), Luiz Fialho, Euler Ferreira, Carla Suzanne, Amália Roeder (editores, repórteres e apresentadores); Carlos França, Nestor Amazonas, Roberto Appel, Lígia Tricot e Pedro Varoni (diretores de jornalismo), Renata Alves, atualmente na Record/SP e Thiale Acrux, Bandeirantes/Ba. O titular deste blog também pode afiançar o que escrevo. Trabalhou ao lado do aniversariante homenageado.

Dida está finalizando o curso de Cinema e Audiovisual, na Universidade Federal de Sergipe. Em janeiro do próximo ano apresenta o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): “Zefa da Guia, a parteira do sertão”, um up de realização em sua exitosa carreira. Um momento que ele perseguiu ao longo da vida e que agora chegou.

Pelo seu aniversário e na iminência dessa sua realização na UFS, desejo a esse amigo/irmão muita paz, saúde, sucesso e prestar o seguinte reconhecimento público: Dida Araújo, você é um nome de referência no jornalismo sergipano e um indispensável mestre. Vida longa, amigo!

* Jornalista

ESPECIAL – Juízo da 1ª Vara julga ação criminal decorrente da Operação Navalha (Ascom/JFSE)

João Alves Neto condenado a 17 anos e 02 meses de reclusão. Condenação em 1º grau cabe recurso para todos os 10.  Falta ainda a sentença de João Alves que deve sair em breve.

A Juíza da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Sergipe, Telma Maria Santos Machado, julgou a Ação Penal n. 0001193-60.2015.4.05.8500, que trata de crimes apurados na Operação Navalha da Polícia Federal, no âmbito do Estado de Sergipe. A magistrada julgou os pedidos formulados pelo Ministério Público Federal (MPF), acolhendo-os em parte.

A decisão resultou: i) na absolvição total de um réu; ii) na absolvição de alguns réus apenas em um ou dois dos crimes que lhes foram imputados; iii) condenação de alguns réus em todos os crimes pelos quais foram denunciados. Os crimes objeto de análise na denúncia foram os de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha. Da sentença, cabe recurso para o TRF da 5ª Região.

Histórico

Inicialmente, a denúncia havia sido apresentada pelo MPF contra 61 pessoas, incluindo diversos políticos, autoridades e empresários, perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em virtude da presença de agentes com foro por prerrogativa de função naquela instância superior. A referida denúncia apontou o desvio de recursos públicos, a prática de corrupção e a formação de quadrilha, dentre outros crimes, em diversos eventos ocorridos em vários estados da Federação.

A denúncia foi recebida, em parte, pelo STJ, e, posteriormente, a ação penal foi desmembrada de acordo com os eventos listados na denúncia, de forma que a parte relativa ao ‘Evento Sergipe’ foi redistribuída para a primeira instância, sendo direcionada à 1ª Vara Federal, em maio de 2015. A partir daí, a ação foi mais uma vez desmembrada, tendo em vista a presença de réu que ocupava o cargo de prefeito municipal, e que, portanto, detinha foro por prerrogativa de função no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, sendo tal parte redistribuída para aquela Corte Regional.

É importante esclarecer que a parte desmembrada da ação que havia sido remetida ao TRF da 5ª Região – por conta do foro por prerrogativa de função a que tinha direito um dos réus – foi devolvida ao Juízo da 1ª Vara Federal em fevereiro deste ano, pois o réu em questão perdeu o foro especial, tendo recebido o número de processo 0000061-94.2017.4.05.8500 Os autos em questão se encontram, no momento, conclusos para prolação de sentença, após regular instrução. O processo não está em segredo de justiça, o qual foi revogado quando ainda se encontrava no STJ, prevalecendo, assim, o princípio da publicidade dos atos processuais.

Veja quem foi condenado:

ZULEIDO SOARES DE VERAS nas penas dos artigos. 312, caput, 333, parágrafo único, e 288 (redação original) do Código Penal, estabelecendo-as em 26 anos e 06 meses de reclusão e 760 dias-multa (no valor de um salário mínimo nacional vigente à época dos fatos)

RICARDO MAGALHÃES DA SILVA nas penas dos artigos 312, caput, 333, parágrafo único, e 288 (redação original) do Código Penal, estabelecendo-as em 19 anos e 10 meses de reclusão e 562 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

FLÁVIO CONCEIÇÃO DE OLIVEIRA NETO nas penas dos artigos. 312, caput, 317, § 1º, e 288 (redação original) 288, do Código Penal, estabelecendo-as 27 anos e 04 meses de reclusão e 836 dias-multa [no valor de 1/10 (um décimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

JOÃO ALVES NETO nas penas dos artigos. 317, § 1º, e 288 (redação original), do Código Penal, estabelecendo-as em 17 anos e 02 meses de reclusão e 500 dias-multa [no valor de 1/10 (um décimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos],

JOSÉ IVAN DE CARVALHO PAIXÃO nas penas do art. 317, § 1º, do Código Penal, estabelecendo-as em 10 anos e 10 meses de reclusão e 287 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

MAX JOSÉ VASCONCELOS DE ANDRADE nas penas dos artigos. 317, § 1º, e 288 (redação original), do Código Penal, estabelecendo-as em 13 anos e 02 meses de reclusão e 385 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

GILMAR DE MELO MENDES nas penas dos artigos. 312, caput, e 288 (redação original), do Código Penal, estabelecendo-as em 09 anos de reclusão e 275 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

VICTOR FONSECA MANDARINO nas penas do art. 312, caput, do Código Penal, estabelecendo-as em 07 anos de reclusão e 185 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos]

KLEBER CURVELO FONTES na pena do art. 312, §2º, do Código Penal, estabelecendo-a em 5 meses de detenção e substituindo a pena privativa de liberdade por uma de prestação pecuniária no valor de 30 (trinta) vezes o salário mínimo atual

SÉRGIO DUARTE LEITE nas penas dos artigos. 312, caput, e 288 (redação original), do Código Penal, estabelecendo-as em 09 anos de reclusão e 275 dias-multa [no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos],

Cláudio Nunes no Face e no twitter:

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

https://.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Porque se representa a Verdade nua? Para que cada um a vista como lhe pareça.”Raymond Aron, filósofo e sociólogo francês, Morreu em 17 de Outubro de 1983 (n. 1905).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários