Sebrae e a vitória de Pirro

0

Independente do resultado eleitoral do Sebrae Sergipe – que está sendo contestado judicialmente por conta da retirada do conselho do empresário Hugo França, através de uma reunião feita às pressas em pleno domingo – a sociedade sergipana, e parte do segmento empresarial e o próprio governador Marcelo Déda Chagas (PT) saíram vitoriosos por revelarem a público algo que se comentava nos bastidores: que o processo para eleição do Sebrae está viciado e, para não perder o atual superintendente é capaz de tudo, até mesmo realizar um golpe, digno da ditadura militar, de retirar do conselho que se opôs ao seu nome.

 

Este espaço foi o primeiro a noticiar que o empresário Marcos Andrade deixaria a Jucese. Era o mínimo que ele poderia fazer, já que foi de encontro ao governador e mais do que isso: é o principal responsável pelo acirramento do quadro, já que não só estimulou a candidatura de José Guimarães, mas tentou levar para o bloco político do alvista, o secretário Nilson Lima. O sonho de Marcos é uma dobrinha de Nilson com José Guimarães, que é do PR, em 2010, passando por cima até mesmo da fidelidade de Nilson ao PT. Marcos foi a ponte que José Guimarães tentou usar para chegar ao poder e continuar com os mesmos vícios dos governos João Alves e Albano. Ele pensava que Déda seria omisso como foram Albano e João.

 

Ao conceder entrevista no programa do deputado Gilmar Carvalho, do PSB – que apoiou a reunião de domingo realizada contra o candidato do governador – José Guimarães disse que o representante do Sebrae Nacional “iria acompanhar o voto da maioria” e votaria nele. Quebrou a cara, o Sebrae Nacional se absteve da votação numa clara demonstração que não reconhecer o processo eleitoral.

 

Está claro que por trás da eleição do Sebrae existe uma  intenção de enfraquecer o governador Marcelo Déda tendo por trás não apenas José Guimarães, mas os comandantes do PR em Sergipe do qual ele faz parte. Independente da decisão judicial e de quem efetivamente assumirá o Sebrae, o governador Marcelo Déda não perdeu essa eleição, porque teve a coragem de revelar a verdade dos bastidores trazendo a público questões muitos sérias que estavam escondidas nas cúpulas. Ninguém tem duvida que, depois da eleição do Sebrae deste ano muita coisa vai mudar em Sergipe, e, como bem escreveu o jornalista Ivan Valença no JC de domingo, “…Seria uma vitória de Pirro… Ex-controlador financeiro da campanha do dr. João ao governo, Zezinho é apenas um enclave num governo que não tem nada a ver com o dr. João. Ele espera o que? Ajuda? Compreensão? Pode ganhar a eleição. Mas estará perdido. Nenhum homem é uma ilha… Zezinho deveria raciocinar com o fato de que tudo passa na vida. O tempo dele passou…”

 

Disputa no empresariado I

Embora tenha transposto os muros do próprio Sebrae/SE, ocupando generosos espaços no noticiário político, as eleições daquele órgão revelam o apogeu de uma antiga disputa de setores do empresariado: de um lado, a Associação Comercial e seu desejo de ver o Sebrae oxigenado, atuante, sem servir a interesses alheios àqueles das entidades e dos empresários; do outro, as Federações (da indústria, do comércio, da agricultura e das CDL) que, embora poderosas, tornaram-se, ou sempre foram, muito pouco representativas.

 

Disputa no empresariado II

Na disputa eleitoral de ontem, as duas chapas simbolizavam esses interesses: a primeira, encabeçada pelos indefensáveis José Tomaz Vasconcelos e Zezinho Guimarães, representava as Federações e a segunda, tendo à frente Manoel Prado Vasconcelos Filho e Laércio Oliveira, a Associação Comercial. Mas e o que pensam os empresários, sobretudo os micro e pequenos, dessa disputa? Na enquete particular desse jornalista, e de tantos outros colegas e amigos, não se consegue encontrar um sequer a defender a primeira chapa. Certamente esta é a razão que motiva a Associação Comercial, entidade que não recebe recursos compulsórios e que sobrevive das contribuições voluntárias das suas centenas de  associados, a enfrentar essa batalha.

 

Manobra contestada judicialmente

A manobra de parte da direção da Fecomércio, se reunir em pleno domingo e retirar o voto do SENAC no Conselho do Sebrae será contestada judicialmente pela entidade e também pela Associação Comercial de Sergipe – Acese. Aliás, ontem em entrevista coletiva, o presidente da Acese, Lauro Vasconcelos lembrou que não é a primeira vez que a entidade vota contra José Guimarães no Sebrae. “Há oito anos a Acese vem sendo preterida nas eleições”, disse, dando como exemplo, a mudança no Estatuto que deixou de lado a associação.

 

Máfia Siciliana é pouco

Reunir uma direção em pleno domingo, às 18hs, não é algo correto, principalmente que a convocação não aconteceu no prazo legal. Algo que deixa boquiaberta até a famosa máfia siciliana e mostra que há algo de podre no Sebrae de Sergipe. O candidato Laércio Oliveira lembrou que sabe perder uma eleição,mas “perder com legitimidade” e não da forma que foi feita, onde retiraram um representante legitimo do SENAC, para colocar um suplente.

 

Sebrae Nacional não homologou resultado

A abstenção do representante do Sebrae nacional na votação deixou claro que há algo de errado. É de praxe o voto do Sebrae ser o último referendando quem tem mais voto. No caso de Sergipe o representante se absteve para desespero de José Guimarães que bradou pela manhã, no programa do deputado do PSB, Gilmar Carvalho, que teria o voto do Sebrae Nacional.

 

Corte Abalada

O resultado da eleição no Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), mostrou que excessiva segurança demonstrada pelo atual superintendente José Guimarães, não estava assim tão consolidada. O placar de 8 x 6 mostrou que se não fosse a manobra realizada para impedir que o empresário e conselheiro Hugo França votasse pelo Senac  ao mesmo tempo em que presenteou ao Sr. José Thomaz de Vasconcelos com exatos dois votos, votando inclusive pela representação do Senac, o resultado seria surpreendente já que antes da votação em entrevista, concedida ao radialista e deputado Gilmar Carvalho, Zezinho Guimarães não conseguia disfarçar o ar de supremacia. Por citar Gilmar, alguns leitores enviaram e-mails afirmando que o mesmo atuou como porta voz de José Guimarães…

 

Nilson não cairia na armadilha

A armadilha política montada por Marcos Andrade e José Guimarães foi atrair Nilson Lima prometendo o apoio para deputado federal. Em troca José Guimarães iria para estadual. Queriam se aproveitar da pouca experiência política de Nilson Lima, que é um competente técnico, mas politicamente tem muito o que aprender e por isso tem como tutor Marcelo Déda. A eleição do Sebrae ajudou para que Nilson não caísse nessa armadilha, já que ele seria “peso morto” em 2010, já que o projeto de José Guimarães é com a candidatura de João Alves Filho e Cia.

 

DEM nos cargos da Jucese

Por falar em Marcos Andrade, da Junta Comercial é engraçado quando se percebe que pessoas que ocupavam cargos de comissão na Jucese na época de João Alves, e ainda hoje ocupa o mesmo cargo com maior espaço na autarquia, pessoas que são do DEM, assessores de parlamentares do DEM e ainda está na gestão atual da Jucese. O governador demorou para abrir os olhos.

 

JB e Luciano Bispo juntos em Itabaiana

Ontem, 17, em Itabaiana a notícia foi uma só: Jackson Barreto amanheceu na residência de Luciano Bispo e de lá seguiram para visitar os perímetros irrigados da Ribeira e em outros povoados. Lá existe um problema antigo: quando a bomba quebra a demora é grande para o conserto.

 

Rádio de Machado: Jackson é habilidoso

Enquanto Jackson e Luciano faziam a visita a rádio do deputado José Carlos Machado, a FM Itabaiana, só deitava elogios. O locutor, o competente Francis de Andrade criticava o governo estadual chamando o mesmo de inoperante, é que o “Doutor Déda” não consegue resolver os problemas e foi preciso Luciano Bispo chamar Jackson, que “é habilidoso e já está enxergando a eleição de 2010 para o Senado Federal”.

 

João Candido cassado em Itabaiana

O vereador João Candido, de Itabaiana foi cassado pela Justiça Eleitoral, por conta do processo de infidelidade partidária. Em seu lugar assume esta semana Erotildes do PT. Detalhe: outros dois vereadores foram absolvidos em Itabaiana, Valmir de Francisquinho e José Teles.

 

Seleção no Detran

Um grupo de pessoas foram orientadas por um deputado estadual que faz oposição ao governo, a participarem da seleção promovida pelo Detran, apenas para respaldar o ingresso de alguns questionamentos no Ministério Público. Um deles vai solicitar que como o critério é a análise curricular, que os currículos dos selecionados, sejam publicados para conhecimento de todos, permitindo aos desclassificados fazer um comparativo, como forma de se convencer da superioridade curricular dos selecionados.

 

Governo lança campanha de combate à dengue

O governador de Sergipe, Marcelo Déda, e o secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, vão apresentar hoje, 18, a campanha que será desenvolvida pelo Governo do Estado para esclarecer a população quanto às medidas de combate e controle da dengue. A apresentação será realizada no Espaço Sobre as Ondas, na orla de Atalaia, a partir das 9h, com a presença de prefeitos e secretários de Saúde dos 75 municípios sergipanos. Também foram convidados para o evento promotores públicos e os prefeitos eleitos no último pleito.

 

Apoio da sociedade e da imprensa

Com foco na educação e no esclarecimento, a campanha vai enfatizar a importância da cada cidadão para a eliminação dos riscos de epidemia da doença. A meta é que a informação chegue aos sergipanos em todas as regiões, gerando uma mobilização coletiva em torno da prevenção, e fazendo com que as pessoas incorporem os hábitos que eliminam a proliferação do Aedes aegypti. Nos últimos meses, a Secretaria de Estado da Saúde reuniu em duas ocasiões prefeitos, secretários e promotores para apresentar o Plano de Contingência para o Controle da Dengue. A imprensa também tem papel fundamental nessa luta. Por isso, a Secretaria de Comunicação já solicitou o apoio de emissoras de rádios, TVs, jornais e revistas do estado. (ASN).

 

Faltam delegados em 25 Estados do país

Deu na FSP de hoje, 18: “Com mais de 100 mil habitantes e um dos maiores índices de homicídios do Maranhão, a cidade de Açailândia, na divisa com o Pará, tem de “dividir” um de seus três delegados com outros sete municípios da região. “A falta de delegado gera uma sensação de impunidade”, diz o delegado regional de Açailândia, Eduardo de Carvalho.  A situação de Açailândia, que persiste há dois anos, está longe de ser uma exceção. O Brasil tem um déficit de 4.171 delegados, problema que atinge 25 Estados, inclusive São Paulo”.

 

Apenas SE e DF obedecem número fixado por leis

Continua a matéria da FSP: “Apenas Sergipe e o Distrito Federal obedecem ao número fixado por leis estaduais. Pela legislação, o país deveria ter 15.475 delegados, mas possui 11.304. A quantidade ideal de policiais civis é aprovada por lei e calculada por critérios de cada Estado -geralmente proporcional à população e aos índices de criminalidade. Para especialistas, o déficit, a burocratização da Polícia Civil e a má distribuição de delegados prejudicam as investigações, principal função do cargo. A Constituição determina que “às polícias civis, dirigidas por delegados” cabe apurar infrações penais, “exceto militares”. Em números absolutos e proporcionais, o Ceará é o Estado em pior situação -531 delegados a menos de um total de 762 previstos em lei (déficit de quase 70%). No Estado, 130 dos 184 municípios não possuem delegacias, diz Nival Freire, secretário-adjunto da Secretaria da Segurança Pública”.

 

Carlos Britto recebe homenagem em SP

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, recebeu ontem,17, o “Colar do Mérito Judiciário”, oferecido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) pelos relevantes serviços prestados ao Poder Judiciário brasileiro.Também receberam o colar a ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal (STF) e diversas autoridades do Judiciário paulista. O ministro Ayres Britto disse que receber essa homenagem é motivo de orgulho para ele devido aos seus laços com o estado de São Paulo, especialmente com a capital paulista. “Esta comenda é desses títulos que vamos afixar definitivamente na lapela de nossas almas. Uma homenagem vale pela instituição que a entrega e o Tribunal de Justiça de São Paulo é dos mais acreditados e empresta esse valor a este colar que recebo hoje”, declarou.

 

Troféu Raça Negra 2008

Ainda em São Paulo o ministro Ayres Britto recebeu, no domingo, 16, o Troféu Raça Negra 2008 em evento promovido pela Sociedade Afro-Brasileira de Desenvolvimento Sócio Cultura (Afrobras) e pela Faculdade da Cidadania Zumbi dos Palmares. A premiação ocorreu na sala São Paulo, no centro da capital paulista. Diversas autoridades e artistas foram homenageados pela atuação em favor da redução das desigualdades sociais.Na ocasião, o ministro ressaltou a importância do prêmio para reforçar os ideais de fraternidade independente da cor da pele. O vice-presidente do TSE, ministro Joaquim Barbosa, também recebeu o troféu.

 

Parlamentar de índole duvidosa causa briga entre casais

História verdadeira ocorrida no bar Corno Velho, na última sexta-feira, 14: “Dois casais amigos terminaram brigando feio. Para acontecimento de uma tradicional feijoada beneficente organizada pela mãe da moça Raquel, foi montada uma comissão de amigos, entre eles Raimundo. Eis que Raquel conseguiu patrocínio de deputado estadual (envolvido em vários casos de corrupção) para  evento e a comissão não aprovou, uma vez que se trata de um político de índole duvidosa, conforme insinuações de Raimundo. Mediante o fato Raimundo comunicou à Raquel, que também é esposa de seu amigo, que não iria à feijoada, pois Raquel traiu a comissão. A discussão rolou solta, em um tom alto para todo mundo ouvir, inclusive os palavrões proferidos por Raquel ao se dirigir a Raimundo. Por último, a esposa de Raimundo faz uma intervenção sobre a situação e cobra de Raquel uma postura mais educada, inclusive por uma situação em uma festa onde Raquel fez que não conhecia o filho dos amigos. Uma baixaria que rolou por horas no bar e terminou com a saída de Raquel daquele estabelecimento, seguida depois de alguns minutos por seu esposo. Saímos para nos distrair e temos que aguentar a falta de educação dos outros, mas mais uma vez eu tive a certeza que parlamentar faz mal à convivência pacífica dos sergipanos”. Quem presenciou caiu nas gargalhadas…

 

DO LEITOR

 

Errar duas vezes e mais do que burrice I

Do leitor Messias Gonçalves: “Um blog local, desde a tarde desta quarta feira que dá como manchete, o que todos nós já sabíamos: “Em 2010, mais uma vez, João Alves e Albano Franco estarão juntos de novo.” Dessa vez, fazendo um acordo, tendo em vista as eleições presidenciais. Quem acompanha a política nacional, sabe que essa aliança, PSDB e DEMO, existe, é forte e, tende a prolongar-se por muitos e muitos anos. A fidelidade partidária continuará existindo e, para que Albano e o seu grupo possam estar com Déda em 2010, eles teriam que migrar para um partido da base que dá sustentação ao seu bloco de apoio, se, primeiro fosse à vontade de Albano, que parece que não é, segundo, a câmara aprovasse um projeto que está lá, abrindo uma janela de trinta dias, um ano antes das eleições, para essas trocas de legendas.  Inclusive o deputado federal pelo Rio de Janeiro, Miro Teixeira, já solicitou ao STJ, que se pronuncie a cerca da matéria, para auxiliar futuras decisões e, se, com a criação de um novo partido político, se aplicaria também a fidelidade partidária”.

 

Errar duas vezes e mais do que burrice II

Continua Messias: “Não se admite é, ver Marcelo Déda, insistir em ter Albano a todo custo, no seu palanque, ou mesmo às escondidas, ou melhor, embaixo dos palanques. Em política, isso não existe. Sem contar com o tratamento adverso que dará aos seus “aliados”, em detrimento desses supostos pretendentes. Na verdade, Albano sabe muito bem é, zombar, mangar de todo mundo, para depois vir com aquela falinha pelo nariz, que as coligações em Brasília não permitiram. Isso vale também para o PPS, que a nível nacional não estará com a base do governo, como também o PDT, que poderá ter mais uma vez Cristóvão Buarque, como seu candidato à presidência.  É melhor Déda se contentar com o PSC, já que está “abrindo” mão de se firmar como uma terceira via.  Mas, como Déda não é menino, já está bem grandinho, que assuma os seus erros e acertos. Espero que depois não se arrependa em insistir com “esse” quase amor doentio que demonstra para com BamBam. O que não entendemos é com essa insistência. Ninguém confia em Albano, mas, todos querem, até o “comunista” Edvaldo Nogueira”.

 

Município de Salgado em estado de calamidade

Do leitor Yuri Silveira: “A cidade considerada como estação hidromineral desse estado vem sofrendo bastante com a má administração dos seus recursos a cidade que abastece várias cidades da região centro-sul vem sofrendo com a falta de água rotineiramente já esta comum no dia-a-dia dos seus moradores passa um dia com água outro sem e pra piorar sem nenhuma explicação, isso é mostrando o desinteresse público pelo natural enquanto um pequeno grupo se organiza faz limpeza de rios replante de árvores nativas em salgado esse últimos dias esta sofrendo um dos maiores crimes, populares contam ter visto mais de 6 caminhões carregados de madeiras derrubadas de pequenas matas localizada em propriedades privadas e ninguém toma providência. É uma vergonha, já que a água já foi vista como causa de uma futura guerra mundial porque não dá o valor merecido a esse bem de todos não passa a ser tratado como petróleo com regimento próprio, e ainda o consumidor tem que paga caro. Vamos abrir o olho do poder público”.

 

Frase do Dia

Frases extraídas do livro “The mafia manager”ou seja, “Aprenda a gerenciar com a máfia”: “Se não der para ganhar uma luta honesta, use golpes baixos ou mande outra pessoa lutar por você”. Ou então: “Um chefe de gangue esperto, faz ele mesmo uma parte do trabalho sujo e se assegura de que seus soldados saibam disto”.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários