Sebrae faz programa para renegociar dívidas

0

O Sebrae lança campanha para incentivar a regularização de débitos dos pequenos negócios. As cerca de 600 mil empresas optantes pelo Simples Nacional, que devem R$ 21 bilhões à Receita Federal, podem começar o ano de 2017 com suas dívidas renegociadas. O Sebrae lançou, em todo o Brasil, o Mutirão da Renegociação. O ponto de partida da campanha será regularização dos débitos com o imposto de renda. Com a sanção do projeto Crescer sem Medo, em outubro, o prazo de parcelamento das dívidas com a Receita, passou de 60 para 120 meses. Até hoje, 12/12, o Comitê Gestor do Simples Nacional deve publicar a regulamentação das regras para adesão ao parcelamento. Após  a edição das regras, os empreendedores com débitos tributários terão até 90 dias para aderir ao parcelamento.  A parcela mínima será de R$ 300 e o valor de cada prestação mensal será acrescido de juros equivalentes à Selic mais um por cento, segundo informou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. Além do incentivo à adesão o parcelamento dos débitos tributários, a ação orienta os donos de micro e pequenas empresas, a procurar bancos, fornecedores e locatários para a quitação das dívidas. De acordo com pesquisa do Sebrae, 8% dos empreendedores que recorreram a  empréstimos bancários estão inadimplentes.

     ***
As empresas que querem optar pela adesão ao Simples Nacional para 2017 têm só até o final deste ano (dia 30) para se antecipar e realizar o agendamento.  Entrada efetiva no sistema dar-se-á em janeiro de 2017 e uma vez deferida, produzirá efeitos a partir do primeiro dia do ano calendário da opção. Assim, a antecipação da adesão ao Simples Nacional possibilita a eliminação de possíveis pendências que poderiam ser impeditivas para o ingresso ao regime tributário, como débitos com a Receita. O agendamento é facultativo e pode ser feito pela internet.

AL tem semana cheia a partir de hoje

Dia 15, quinta-feira próxima, é o último dia de sessões ordinárias da atual legislatura da Assembleia Legislativa. Depois, o órgão fecha as portas e só volta em 15 de fevereiro do próximo ano. Prevê-se uma semana cheia no Legislativo por conta de inúmeros projetos em discussão. O mais importante deles, certamente, é o Orçamento do Estado para o próximo ano, que prevê um déficit de 500 milhões de reais. Não é isso, porém, que vai gerar muitas brigas no plenário, mas sim o corte de 30 milhões de reais no orçamento da pasta da Educação, conforme já denunciado pela deputada Ana Lúcia. Até que o Orçamento seja votado, os professores prometem fazer vigília esta semana na Assembleia, na tentativa de barrar o corte. A Secretaria de Educação foi convidada a enviar um técnico à Assembleia para explicar aos deputados este corte de 30 milhões. Se a Secretaria de Educação se dispuser a atender o pedido, restam apenas dois dias, isto é, segunda e terça, para que ocorra tal palestra. É que na 4ª o Orçamento já deverá estar sendo votado. Este ano, espera-se que haja menos emendas ao Orçamento. O ano passado foram em torno de 50. Este ano, alguns deputados prometeram limitar o número de emendas em 30. Vamos ver o que acontece…

     ***
Nesta segunda-feira, as 17h, a Assembleia, através do deputado Presidente Luciano Bispo, e do deputado Robson Viana, presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, vai entregar a Medalha de Direitos Humanos Dom José Vicente Távora ao Arcebispo de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa, e Bispo da Diocese de Propriá, Dom Mario Rino Sivieri. A solenidade começa às 17h.

Banese empresta para despesas escolares

O Banese está facilitando o crédito para a compra de material escolar. Os servidores públicos estaduais poderão financiar a compra de livros, cadernos e uniformes para os filhos através do “Credi-Fácil Educação”. O limite de crédito do Banese para esta linha será de até 4 mil reais, a depender da capacidade de pagamento do cliente e aprovação do crédito. Os servidores estaduais poderão contratar o “Credi-Fácil Educação" nos caixas eletrônicos do banco e pelo internet banking. O valor do empréstimo é creditado imediatamente na conta do cliente, de forma rápida e sem burocracia.

Começou a denuncia do fim do mundo

O Jornal Nacional dedicou ao assunto praticamente toda a edição de sábado. O Jornal da Globo News do sábado, também fez a mesma coisa. E foi só a primeira delação premiada de uma alta personalidade da Odebrecht, Claudio Mello Filho, ex-vice presidente de Relações Institucionais da empresa. E ainda faltam mais setenta… Imaginem o que não virá por aí. Na sua delação, Claudio Mello Filho praticamente envolveu toda a cúpula do governo Temer e sobrou “pro resto”. Pense aí num político de renome nacional? Pois está lá na delação dele, inclusive com o apelido com que era tratado internamente pela Odebrecht. Lídice da Mata, política baiana, por exemplo, era “a feia”… E os valores da propina são astronômicos. Não escapou nem o Presidente Temer, que teria recebido dinheiro através do advogado José Yunes. “O pacote foi entregue no escritório de Yunes e depois levado a Temer”, declarou o delator. Não a toa o mundo político tem receio desta delação premiada da Odebrecht: é que pela empresa e seus cofres passaram praticamente todos os políticos. Donde se conclui, como bem disse o comentarista Merval Pereira, que a política nacional nunca foi de discutir projetos, mas de receber dinheiro de caixa dois e por aí afora… Era um grande balcão de negócio, orquestrado por todos os grandes partidos nacionais. Interessante: na declaração de Claudio Mello Filho, não há uma só palavra com o PT e contra suas fulgurantes estrelas.

 …e para encerrar…

JÓ SOARES – Esta é a última semana do programa noturno de Jô Soares. A última edição dele vai ser na sexta-feira. No dia anterior o humorista e entrevistador faz um programa especial com As Meninas do Jô. O ex-gordo promete se afastar da televisão.

     ***
OFTALMOLOGIA –  Podem cumprimentar o Dr. Mário Ursulino, diretor do Hospital de Olhos de Sergipe e sua esposa, Dra . Suzana Reis, pela formatura em oftalmologia do filho, dr. Fábio Ursulino, dentro do programa de Residência Médica  da Santa Casa de São Paulo. A formatura foi na última sexta-feira, na Capital paulista. O dr. Mario Ursulino, com a esposa, Suzana e a filha, dra. Mariana Reis, esteve em São Paulo para acompanhar a solenidade. O dr. Fábio Ursulino, por seu turno, recebeu prêmio nos Estados Unidos, no Congresso da ARVO. Ele, porém, permanecerá em São Paulo por mais dois anos, devido à subespecialização  (programa fellowship) para aprimorar seus conhecimentos em oftalmologia.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários