Sectarismo! Seita capitão coronavírus supera “inocência” dos lulistas

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


“Hoje foi dia de aglomerar. Aglomera Brasil!” A frase postada nas redes sociais, com um texto defendendo a aglomeração contra as medidas de restrições e contra os dados científicos e da própria medicina, não é de um leigo, mas de um cidadão, de uma autoridade do bem que deveria dar exemplo e que antes da “era” do capitão coronavírus era admirado pelos amigos, mas o radicalismo mudou todo o conceito.  O blog vai analisar a situação por outra ótica, não do ponto de vista disciplinar, mas do sectarismo que idolatra e fecha portas.

Conversando com um amigo experiente em política, o titular deste espaço chegou à conclusão que a seita negacionista do capitão coronavírus supera em muito a “inocência” daqueles lulistas que ainda têm a certeza que Lula nunca se lambuzou no mel da corrupção.

A lavagem cerebral da seita do capitão coronavírus fez pessoas que eram gente boa, de diálogo, virarem radicais que brigam com familiares e amigos para defender o indefensável, até mesmo contra a ciência. São vários exemplos: médicos, advogados, pessoas esclarecidas que, quando fala em Bolsonaro, se transformam, mudam o tom da voz e até o olhar como se tivessem incorporados e cegos. Muitos pastores deixaram de falar em Jesus, esqueceram o amor, a saudação para Deus e só citam Bolsonaro como se fosse a salvação para tudo.

Os radicais que acreditam na “inocência” de Lula ainda aceitam um debate, mesmo que não mudem de opinião. Já os integrantes da seita do capitão coronavírus não aceitam questionamentos e deixam de falar com amigos e familiares quando o assunto é a ciência e a Covid-19. Isso sem contar com as “rachadinhas” dos gabinetes que agora atingem a toda família, inclusive o presidente.

Alguns poucos, quando são vítimas na família do próprio veneno negacionista, caem na real e pedem perdão. Além da irresponsabilidade das ações, a seita do capitão coronavirus opta pela morte e não pela vida.

E o pior: pelo que se vê, a polarização vai continuar em 2022. E seja qual for o resultado, o Brasil continuará parado.

A luz no fim do túnel não aparecerá? Não aparecerá alguém sem radicalismo, com visão de Estado, sem seitas e vaidades?


Blog será atualizado na quinta-feira, 18 Por conta do feriado de aniversário de 166 anos da cidade de Aracaju nesta quarta-feira, 17, o blog só retorna a ser atualizado na quinta-feira, 18. O titular deste espaço aproveita para desejar que Aracaju volte a ser uma das melhores capitais do país para se viver com qualidade de vida, mobilidade urbana, respeito aos idosos, entre outros. Este jornalista não é sergipano, mas desde jovem foi adotado por Aracaju.

Desafiando o bom senso O ainda arcebispo de Aracaju, d. João Costa, demonstrou total prepotência e falta de bom senso com a atitude de insistir no evento que será realizado hoje, às 9 horas. Para mostrar que manda e desmanda, foi incapaz de reconhecer o erro e suspender o evento. Qualquer semelhança entre o ainda presidente do Brasil, Bolsonaro, e ele é mera coincidência. A história julgará as atitudes de ambos e mostrará o grande erro que foi a escolha dos mesmos para os seus respectivos cargos. Serão literalmente desprezados e ignorados pela história. Quem viver, verá! Leia aqui: https://www.arquidiocesedearacaju.org/post/definida-a-data-de-lan%C3%A7amento-do-novo-plano-arquidiocesano-de-pastoral

Nota educação Ao contrário do que foi noticiado pelo blog, a Secretaria Municipal da Educação (Semed) de Aracaju não descumpre o decreto municipal para enfrentamento à Covid-19 na capital. No decreto vigente, nº 6.400, de 12 de março de 2021, cabe a cada secretaria estabelecer o funcionamento de acordo com as suas necessidades. No momento, a rede municipal está em período de matrícula para vagas remanescentes, por isso as escolas seguem abertas, funcionando em sistema de rodízio e respeitando os critérios de biossegurança.

Que triste fim levou o pior governador da história de Sergipe: de padrinho a cobrador diário de faturas E já tem dirigentes de órgãos públicos que não aguentam mais as ligações quase que diárias do ex-governador que passou como o pior da história de Sergipe. Um deles chegou a gravar e o blog ouviu “… fulano, pague a TV de…” Na verdade não é nem uma emissora de TV, mas são telas digitais colocados em alguns pontos como, bares e restaurantes.

MP, procedimento e fiscalização Como os órgãos públicos fazem a aferição destas telas de TV? Essa chamada mídia indoor tem um detalhe interessante: e no tempo de pandemia onde bares e restaurantes quando não estão fechados estão recebendo bem menos clientes por conta do decreto como manter estes gordos contratos. O MP bem que poderia abrir um procedimento para questionar os órgãos públicos do critério adotado. Qual a aferição usada e porque, por conta do “padrinho”, uma mídia indoor tem vários clientes em órgãos públicos. Faz publicidade do Banese, do Banese Card, da Seguradora do Banese, da Covid-19, de obras e todo tipo de campanha. Tem mais contratos do que os meios de comunicação que são concessões públicas.

Senhor, Piedade! Só pedindo bênçãos a Santa Rosa de Lima padroeira do Peru… Alguns donos de meios de comunicação, que estão abismados com os contratos e a forma da cobrança das faturas pelo “padrinho” ex-governador, irão pedir a fiscalização do MPE. Como se não bastasse sair como o pior governador da história de Sergipe, agora virou cobrador de pagamento de faturas em órgãos públicos.

Ganância de todos os lados Não foram somente os bares e restaurantes responsáveis pela disseminação do coronavírus. A ganância das escolas particulares em colocar as mãos nas mensalidades e matrículas também ajudou nessa bagunça.

Governador Belivaldo: peça para a nova presidência do Detran/SE não cobrar multa por conta da falta de agendamento na pandemia E o Detran/SE não estava cobrando multas em alguns serviços por conta do limite de agendamento neste período de pandemia e muitos clientes não conseguem fazer, por exemplo, a transferência do veículo comprado em dia. Recentemente, o Detran/SE voltou a cobrar, indo de encontro até mesmo às medidas do governador Belivaldo Chagas para conter a pandemia. Cobrar multa por atraso na transferência neste período não é correto.

Socorro: prefeitura adota novas medidas de atendimento para diminuir contágio do coronavírus Diante do agravamento da pandemia, com a intensificação dos casos de covid-19, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro adotou novas medidas para diminuir o risco de contágio da doença. Por isso, estabeleceu, por meio do Decreto 23.195/2021, a retomada do atendimento ao público de forma remota por telefone e e-mail e, nos casos em que o atendimento precise ser efetivado de forma presencial, será realizado mediante prévio agendamento, que pode ser solicitado por meio do telefone da secretaria que deseja atendimento.

 Mudanças Os números de contato de cada secretaria estão disponíveis no portal www.socorro.se.org.br.  Além da mudança na forma de atendimento, as atividades educacionais presenciais em todas as escolas da rede de ensino pública e privada estão suspensas até o dia 4 de abril. As escolas estão autorizadas a abrir, de segunda-feira a sexta-feira, de 8h às 14h, para prestar suporte, exclusivamente, aos alunos.

Proteção De acordo com Padre Inaldo, as ações são para proteger os servidores e a população. “Mais uma vez o país está tendo um aumento no número de casos e de mortes pela doença. Por isso, temos que reforçar os cuidados. Peço à população que compreenda a necessidade urgente de evitarmos aglomeração e de aumentar os cuidados de higienização”, alerta Padre Inaldo.

Através da Sefaz, governo de Sergipe conquista vitória no Confaz para a indústria de fertilizantes O Governo de Sergipe assumiu posição de destaque na reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) do último dia 12 ao subscrever juntamente com sete estados proposta viabilizando a renovação em novos termos do convênio 100/97, promovendo isonomia tributária do fertilizante nacional frente ao importado. O secretário de Estado da Fazenda, Marco Queiroz, representou Sergipe e ressaltou que a proposta aprovada é estratégica para a proteção da indústria nacional e se torna revolucionária para a indústria de fertilizantes local, diante da grande riqueza de nosso subsolo. Desde 1997 a indústria de fertilizantes nacional operava em condições de desigualdade frente o fertilizante importado. Com isso, através da Secretaria da Fazenda, o governo estadual reforçou a importância da indústria nacional e em prol do do crescimento da indústria de Sergipe.

Mulheres de Peito receberá doação de Gilmar Carvalho O radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho anunciou esta semana que vai doar parte de seu salário ao Movimento Mulheres de Peito, instituição que atua em defesa dos direitos de pacientes oncológicas em Sergipe. A instituição atende 198 mulheres acometidas pelo câncer de mama. “Escolhi ONG Mulheres de Peito porque tenho uma preocupação especial com os irmãos sergipanos acometidos pelo câncer. Mesmo à distância, pois ainda não fiz uma visita à instituição, sei que essa instituição faz um trabalho extraordinário não apenas em Aracaju, mas em todo Sergipe”, afirmou Gilmar Carvalho.

Doações A presidente do Mulheres de Peito, Aline Souza, destacou a importância das doações para a manutenção dos trabalhos desenvolvidos pela instituição. “Somos uma ONG relativamente nova e as doações são importantes. Por isso, agradecemos a Gilmar Carvalho por este gesto. Todo o valor doado por ele será utilizado para a compra de alimentos que serão doados às famílias das nossas assistidas”, salientou.

Doações II “Inclusive, aproveito para destacar à sociedade que seguimos com nossa campanha de arrecadação de alimentos para montar cestas básicas para nossas assistidas. Desde que a pandemia começou estamos enfrentando dificuldades para manter este compromisso. Por isso, reforço o pedido de doação de alimentos, que podem ser entregues em nossa sede, localizada na Av. Barão de Maruim, 493, Centro”, detalhou.

Doações III A presidente reforçou ainda a importância das doações financeiras. “Disponibilizamos diversas formas por meio do nosso call center 3024-2009 ou 3024-6588. Os recursos são essenciais para arcar com as despesas, a exemplo do aluguel, e também para o custeio de alguns exames”, detalhou Aline Souza, ressaltando que a atuação do Mulheres de Peito pode ser conferida nas redes sociais, no perfil @movimentomulheresdepeito.

A foto acima é na Rua Professor Rui Elói, no conjunto JK, Bairro Jabotiana, em Aracaju. O leitor pode perceber que há muito tempo a tampa da boca de lobo está quebrada, colocando em risco os pedestres que passam pelo local. A responsabilidade é da Deso? Da Emsurb? Moradores querem uma solução para o problema.



Em nota pública, José Augusto Chaves Resende esclarece saída da presidência do Conselho de Administração do Banese

Após mais de 42 anos de trabalho em diversas organizações públicas e privadas, decidi deixar em março de 2021 o Conselho de Administração do Banco do Estado de Sergipe (Banese), o qual eu presidi por três anos.

À altura dos meus 77 anos de idade, decidi não ter mais responsabilidades com atividades profissionais e assim viver a minha vida, sem mais preocupações relacionadas a compromissos laborais.

Desta forma, é importante deixar claro que a minha decisão de deixar o órgão colegiado já havia sido tomada anteriormente, que eu aguardava apenas a apreciação das contas de 2020 do banco e que minha saída não tem a ver com qualquer voto ou qualquer questão por mim analisada dentro das minhas funções ali exercidas.

Procurei manter a discrição com que conduzi minha carreira e informei neste mês que desejava encerrar neste momento, por motivos de ordem pessoal, a minha participação naquele Conselho, feliz por mais esse trabalho realizado.

Seria impróprio ou injusto descaracterizar este contexto para causar uma situação para um estabelecimento como o Banese, que tem plena aceitação, com quase 900 mil clientes e ativos que superam os R$ 6,8 bilhões até dezembro de 2020.

Entretanto, como minha saída tem ensejado interpretações equivocadas, venho a público reafirmar que os votos emitidos por um conselheiro têm a ver com suas experiências e opiniões. É comum, salutar e produtivo para uma empresa haver discordâncias e análises de diferentes pontos de vista dentro de um colegiado. Foi o que aprendi e exerci nos conselhos de administração da Deso e do Ipes, por onde passei, entre tantas outras funções.

José Augusto Chaves Resende
Economista


Artista plástico Edidelson Silva apresenta exposição ‘Humanos e Urbanos Aracajuanos’ no Shopping Jardins

Mostra selecionada no projeto ‘Janelas para as Artes’ integra as celebrações do aniversário de Aracaju

Lavadoras de roupas, feirantes, catadoras de caranguejo e demais personagens da cena cotidiana protagonizam as obras que estarão no Shopping Jardins a partir da próxima quinta-feira, 18 de março. A exposição do artista plástico e cartunista Edidelson Silva é uma homenagem a Aracaju, que em 17 de março completa 166 anos.

A mostra selecionada pelo projeto ‘Janelas para as Artes’, promovido pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) por meio da Lei Aldir Blanc. acontecerá no corredor entre a Kalunga e a Camicado até o dia 2 de abril. O acesso será gratuito.

‘Humanos e Urbanos Aracajuanos’ reúne 14 obras em acrílico sobre tela que revelam riquezas e peculiaridades das paisagens do dia a dia. Pela arte de Edidelson Silva, igrejas, praças, mangues, praias, pontes, mercados ganham significados especiais, impulsionados pela presença marcante da nossa gente. Seus traços, formas, texturas e cores convidam o espectador a apreciar e se deleitar com as belezas naturais, arquitetônicas, culturais e humanas da capital sergipana.


PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Questionamentos sobre os catamarãs da Emsetur entregues a particulares sem licitação Do leitor engenheiro administrador e gestor de pesca Humberto: “Dando continuidade a saga do Turismo de Sergipe, vemos que até o presente momento, os órgãos de turismo de Sergipe não se pronunciaram publicamente sobre o acidente em que se deu o afundamento do CATAMARÃ PARNAMIRIM DE ARACAJU e os outros (CATAMARÃS PUBLICOS) que foram doados sem processo licitatório público obrigatório a uma ou duas empresas privadas em Sergipe.
E o que mais deixa claro, é que são equipamentos pelo turismo de Sergipe (valor de compra na época U$ 250.000,00 cada e são 06 totalizando U$ 1.500.000,00 dinheiro do prodetur) todos financiados pelo dinheiro público do Estado de Sergipe e dados em cortesia para empresas particulares administrarem sem que elas passassem por um processo licitatório público (como manda a lei) e mais ainda, todos os catamarãs, 06 catamarãs públicos como os de MANGUE SECO.
ARACAJU (PARNAMIRIM AFUNDADO), MOSQUEIRO, XINGÓ E O DE FOZ DO SÃO FRANCISCO. A Emsetur não faz e não resolve fazer uma vistoria no seu patrimônio para mostrar à sociedade que o que ocorreu com o CATAMARÃ PARNAMIRIM DE ARACAJU, que afundou em outubro /2020, não foi por abandono ou negligência da empresa administradora e os outros 03 da outra empresa também agraciada pelo governo, não correm nenhum perigo para o turista. Perguntas que não calam.
Por que essas empresas, que também tem os mesmos produtos particulares, administram esse patrimônio público sem ter passado por um processo de licitação pública?
A quem interessa essa bondade pública?
Porque não vender esse patrimônio e o valor arrecadado reverter para o turismo sergipano?
Porque uma empresa de turismo particular, pode ter essa regalia e outras que desenvolvem um belo trabalho receptivo no Estado não podem ter esse beneficio ou bondade do Estado?
São perguntas que desde o afundamento do CATAMARÃ PARNAMIRIM DE ARACAJU não são respondidas, espero que não seja para cair no esquecimento falar e continuar essa bondade.
Visto que o CATAMARÃ PARNAMIRIM DE ARACAJU não foi levado para um estaleiro autorizado, onde seria melhor avaliado sobre o acidente. Não podemos admitir que o dinheiro público, seja mal aplicado, em uma reforma que não seja feita por profissionais náuticos habilitados, esse armengue pode sair muito caro para o turismo de Sergipe.
Volto a lembrar, porque o Estado precisa ser dono de 06 CATAMARÃS PÚBLICOS, a iniciativa privada já se mostrou competente para realizar esse feito turístico. A venda dos 06 CATAMARÃS PÚBLICOS será um grande feito para o turismo do Estado, pois a arrecadação pode ser usada para divulgação de nossas potencialidades turísticas, sobretudo nesse momento de pandemia que vivemos onde o turismo está muito afetado.
E por fim, até quando vamos ver o nosso turismo sendo levado dessa forma, aos amigos tudo é aos inimigos a lei aplicada.”


10º Prix Photo Aliança Francesa. Inscrições abertas até 10 de abril Nessa décima edição do Prix Photo Aliança Francesa, o tema Reflexos, ilustrado por uma fotografia de Benoît Fournier, vencedor do prêmio em 2013, propõe uma reinterpretação da essência da fotografia diante das transformações do mundo contemporâneo e dos desafios atuais. O reflexo se encontra nas bases da fotografia, desde sua invenção no século XIX: nos primeiros experimentos, para se produzir uma foto era necessário captar o reflexo da luz sob uma superfície. Apesar das muitas mudanças desse dispositivo até o surgimento das câmeras digitais e smartphones, a fotografia continua sendo feita de reflexos. Mesmo nesse momento de crise mundial, a fotografia continua sendo uma das principais ferramentas para retratar e denunciar os reflexos da pandemia nas relações humanas. Participe, é para todo público, sendo profissional ou amante da arte de fotografar. Regulamento e inscrição no site: http://prixphotoaf.com.br/home


EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

                   
Hoje, 16 ás 11h15 tem live no perfil de Cátia Monari https://www.instagram.com/catiamonari/?hl=pt-br sobre como a prática do olhar sistêmico ajuda no equilíbrio de todos os papéis. O convidado é o jornalista, artista e pai Pedro Carregosa. Venha participar de nossa Live e compreender como a prática do olhar sistêmico nos permite o equilíbrio de diversos papéis.Então, não perca, hoje às 11h15 no Instagram. #olharsistemico #constelacaofamiliar #constelacaofamiliarsistemica #constelacaosistemicafamiliar #constelacao #autofelicidade #terapia #autoconhecimento

 


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

HOMENAGEM 166 ANOS DE ARACAJU

MINHA SINGELA HOMENAGEM A ARACAJU

PARABÉNS! ARACAJU

AMO-TE, ARÁ

Por Clarkson Ramos Moura

AH! EU NÃO NASCI AQUI.
NASCI LÁ, EM GARARU.
MAS, FAÇO ESTA JURA:
TE AMO, MEU ARACAJU!

DOS SEIS CONTINENTES,
TENS, SOB O CÉU AZUL,
GENTES DE TODA RAÇA.
TE AMO, MEU ARACAJU!

DAS REGIÕES DO BRASIL,
DO NORTE E ATÉ DO SUL,
ACOLHES HABITANTES.
TE AMO, MEU ARACAJU!

COMUNA COSMOPOLITA,
QUE NÃO ACEITA TABU.
PREZAS POR LIBERDADE.
TE AMO, MEU ARACAJU!

DE BELOS LOCAIS E PRAIAS,
TU DISPÕES PRA CHUCHU.
ÉS REFERÊNCIA TURÍSTICA.
TE AMO, MEU ARACAJU!

TUA VALIOSA CULINÁRIA
VAI DO PEIXE AO SURURU,
PRATO PRA TODO GOSTO,
TE AMO, MEU ARACAJU!

EM QUALIDADE DE VIDA,
NÃO HÁ MELHOR QUE TU.
ÉS UM ÉDEN BRASILEIRO.
TE AMO, MEU ARACAJU!

COMO ATENAS BRASILEIRA,
TENS MUITO SÁBIO E GURU.
FOI AQUI QUE ME EDUQUEI.
TE AMO, MEU ARACAJU!

QUAL TABULEIRO DE PIRRO,
COM MUITO CARRO E BUZU,
TRANSITAR É UM INFERNO,
TE AMO, MEU ARACAJU!

VIVENDO NA BEIRA DO RIO,
QUE NEM O SAPO-CURURU,
MESMO SENDO ALAGÁVEL,
TE AMO, MEU ARACAJU!

BAIRRO COROA DO MEIO,

ATÉ HOJE SÓ DEU CHABU:

RALO DO ERÁRIO URBANO.

TE AMO, MEU ARACAJU!


SANTA LÚCIA E JABOTIANA
TÃO NO POXIM FEITO ARATU,
SOFREM COM INUNDAÇÕES.
TE AMO, MEU ARACAJU!

MARÉ-ALTA E CHUVARADA
REGAM SÃO JOSÉ, GRAGERU,
BAIRROS QUE VIRAM LAGO.
TE AMO, MEU ARACAJU!

NO DUELO DO FUTEBOL,
ÉS ENCARNADO E BLU;
O BATISTÃO É A ARENA.
TE AMO, MEU ARACAJU!

DE RUIM, SÓ A POLÍTICA,
DESDE PEBAS E CABAÚS.
APESAR DESSA MÁ SINA,
TE AMO, MEU ARACAJU!

COM A COVID-19 ALIADA
À BESTA-FERA, BELZEBU,
QUASE SAÍSTE DO MAPA.
TE AMO, MEU ARACAJU!

QUE DURES PRA SEMPRE,
A SALVO DOS “GABIRUS”.
POR TUA ARTE E CULTURA,
TE AMO, MEU ARACAJU!

OBS.: A Cidade-sede e o respectivo Município fundem-se tal qual a alma e o corpo. Por isso, “MEU ARACAJU”.
Licença Poética: “TE AMO…”

ARACAJU – CENÁRIO DE AMOR – Sergio Lucas & Gilvan Fontes

 

 


OPINIÃO




As Galinhas da Serra. Por Antônio Samarone, médico sanitarista

As galinhas chegaram ao Brasil com os portugueses, veio na Armada de Cabral. No início, os índios não as comiam, achavam-nas remosas.

Os índios gostavam do Macuco, maior dos que as galinhas e a carne gorda e tenra. Pareciam faisões.

As galinhas sempre foram comidas de rico, de bispo e de major.

Estou falando da galinha criada solta, comendo besouros e porcarias. Galinha que se reproduzia no mato. Botavam os ovos escondidos e quando chocavam, desaparecia por uns dias e reapareciam puxando uma ninhada de pintos.
A expressão “mais feliz do que pinto em merda”, é uma metáfora verdadeira.

Essas galinhas nobres são conhecidas como de capoeiras. Nem todas são. Tem muitas de raças europeias, criadas soltas, e que se fazem passar por de capoeiras. São fakes! As de capoeiras mesmo, que chegaram com Cabral, gargarejam diferente.

As galinhas são vítimas de preconceitos. Acusadas de covardes, promiscuas, de voo rasteiro, mas são de um amor materno imenso. Quem quiser que mexa com os pintinhos, agasalhados sob as suas asas.

As galinhas chocas enfrentam até as raposas.

A galinha tradicional sempre foi um prato sofisticado e caro.

A galinha era parte obrigatória da dieta das mulheres em resguardo do parto. Mulher parida passava 40 dias comendo galinha.

Havia um ditado perverso, preconceituoso, que dizia que “quando pobre comia galinha era sinal de doença, nele ou na galinha.” Já bacalhau era comida de pobre.

No Livro de cozinha da infanta d. Maria, tem uma receita intitulada “Frangos para os hécticos” (tuberculosos) – era também comida de doentes. Caldo de galinha não faz mal a ninguém.

Ou era comida em dias importantes e por pessoas igualmente importantes. O manjar branco, um dos pratos mais refinados da época, levava, como ingrediente principal, peito de galinha.

Se dizia em Itabaiana: “um domingo sem galinha de capoeira, doce de leite e Sílvio Santos, não é um domingo.”
O capitalismo inventou as granjas e bagunçou a tradição.

As galinhas perderam a fidalguia, se massificaram, perderam a identidade. Não faz sentido uma galinha de granja de estimação. Perderam o status, passaram a se chamar genericamente de “frango de granja”.

Por outro lado, a galinha de granja caiu no costume do povo, ficou do preço dos ovos da Kombi. A maior conquista do Plano Cruzado de FHC, foi galinha de granja a um real. Virou um prato popular.

Eu gosto de uma galinha de granja bem temperada, molinha, onde se come até os ossos.

Mas a galinha de capoeira é outro prato.

A galinhada que mamãe preparava está no livro de receitas da Infanta d. Maria de Portugal (1538 – 1577), neta de d. Manuel, que levou para a Itália em 1565, quando se casou com o duque de Parma. A cópia desse manuscrito circulava no Beco Novo, em Itabaiana.

Para os descrentes, segue uma receita da Infanta:

MANJAR BRANCO

“Cozinhe-se demoradamente um peito de galinha em água pura, de tal modo que se possa desfiar com facilidade. Em seguida coloque-se esse peito desfiado numa vasilha com água fria. Tomem-se 450 gramas de arroz bem lavado e seco com um pano, pise-se-o muito bem, e coe-se-o numa peneira bem fina. Num tacho deite-se 1,4 litro de leite, adoçando-o com 200 gramas de açúcar. A esse leite ajuntem-se então o peito da galinha, um pouco socado, a farinha de arroz e sal a gosto. Leve-se tudo o fogo brando, mexendo sem parar. Quando o creme estiver quase cozido, é bom prová-lo, para ver se necessita de mais açúcar. Depois de pronto tire-se o tacho do fogo, continuando-se a bater o creme por mais alguns minutos. Sirva-se em tigelinhas, com açúcar por cima.”

Do Livro de cozinha da infanta d. Maria.

Eu tenho um grande amigo, Alberto Nogueira, advogado juramentado, que comprou um sítio no Pé da Serra de Itabaiana para restaurar a tradição centenária das galinhas. Está criando a verdadeira galinha de capoeira, de forma orgânica, com besouros e cereais.

E o mais alvissareiro, está vendendo-as aos apreciadores do melhor prato das terras sergipanas. Chamam-se as galinhas da Serra.

O telefone para contato: 99822-1870.

PELO TWITTER

www.twitter.com/alanbarretoso As pessoas que foram às ruas ontem, travestidos de patriotas, deveriam ser identificaras e processaras por crimes contra a saúde pública!

www.twitter.com/gilbertotv  Porra, Gabigol…vc na noite paulistana, dentro de um cassino clandestino, lotado, em plena pandemia castigando o nosso país. Pior exemplo para o momento não poderia.

www.twitter.com/minc_rj Mais um negacionista vítima do próprio veneno. O vírus não escolhe ideologia e nem dizima os seus adversários, como nós, e os seus aliados, como esse deputado. Não basta tomar cuidado. Temos que advertir nossos amigos e familiares.

 

 


www.twitter.com/ThalesBrandao Com o Real (R$) perdendo valor – seremos devastados pelos estrangeiros. O litoral Nordestino já foi quase todo vendido. Um terreno, pousada ou hotel – que custa 1 milhão de reais – é troco para um estrangeiro.


Siga Blog Cláudio Nunes:         

Instragram

 Facebook

 Twitter



Frase do Dia
“O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes.”
Cora Coralina.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais