Sem opção do novo

0

Nas eleições deste ano, o eleitor não terá na disputa do governo de Sergipe nomes novos com potencial de vitória. Até o momento, apenas políticos calejados se apresentam como pré-candidatos. O governador Jackson Barreto (PSDB), que disputará a reeleição, conquistou o primeiro mandato de vereador em 1972. O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), que pode renunciar para disputar o governo, está na política desde 1975, quando foi nomeado prefeito biônico da capital. O senador Eduardo Amorim (PSC) traz na bagagem fortes resquícios do coronelismo político, pois é discípulo de calejado João Alves, que o colocou na vida pública ao nomeá-lo Secretário da Saúde em 2003. Por fim, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), que pode sair candidato para atender exigências nacionais do partido, está neste meio desde 1966, quando se elegeu prefeito de Simão Dias. Portanto, o eleitorado sergipano irá mais uma vez às urnas votar em projetos antigos e desusados.

Pesquisa

Pesquisa para o governo de Sergipe feita pelo Instituto Padrão mostra o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), na liderança com 31,2%, seguido pelo governador Jackson Barreto (PMDB), com 23,9%. O senador Eduardo Amorim (PSC) aparece na 3ª posição com 18,1%, bem à frente do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), que tem 9,8%. Vera Lúcia (PSTU) está com 5,4%, enquanto 6,9% do eleitorado prometem votar em branco ou anular o voto. 0,1% ainda não tem candidato. Protocolada na Justiça Eleitoral com o número 00005/2014, a pesquisa completa, inclusive com simulação de 2º turno, está publicada hoje no Jornal da Cidade.

Canto da sereia

A oposição na Assembleia quer extinguir o artigo 27 do projeto que institui o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) para os servidores estaduais. Por ele, as melhorias previstas no PCCV só podem ser aplicadas quando a receita governamental sair do limite prudencial. A bancada oposicionista entende que se o artigo for mantido o plano é uma lenda igual ao canto da sereia. Misericórdia!

Sangue novo

Rômulo Almeida é o novo procurador regional eleitoral de Sergipe. Ele substituiu a procuradora da República Lívia Nascimento Tinoco, que assumiu o comando do Ministério Público Eleitoral. Rômulo será o responsável pela coordenação das eleições no estado. Segundo ele, num primeiro momento, o foco é coibir a propaganda irregular. Na fase do registro de candidaturas, o objetivo é fazer valer a Lei da Ficha Limpa.

Caiu fora

E quem deixou a superintendência regional da Codevasf em Sergipe foi o agrônomo Paulo Viana. Seguiu orientação do PSB, que rompeu com o governo federal em função da pré-candidatura de Eduardo Campos a presidente da República. Paulo Viana já havia solicitado substituição há algumas semanas, mas como o governo federal fez ouvido de mercador, ele deixou o cargo.

De partida

Seguindo a orientação do PSB, que saltou do barco governista esta semana, o diretor de crédito do Banese, Edson Caetano, deve entregar o cargo nos próximos dias. Segundo informa hoje o colega Diógenes Brayner, em sua coluna Plenário, ele está aguardando apenas a nomeação da nova diretoria, pois o banco não pode funcionar com menos de três diretores.

Mais óleo

A produção de petróleo e gás natural da Petrobras no Brasil, em fevereiro passado, foi de 2 milhões e 327 mil barris de óleo, 0,7% acima do volume produzido em janeiro deste ano. Dentre os novos poços que entraram em operação no segundo mês deste ano, destaca-se o PRM-09 perfurado na costa de Sergipe. Ele permitiu que o campo de Piranema alcançasse o recorde diário de produção de 14,8 mil barris/dia. Legal!

Indenização

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu ganho de causa a uma pescadora, que pediu indenização da Petrobras pelo derramamento de amônia no Rio Sergipe, em 2008. A 2ª Seção do STJ definiu em R$ 3 mil a indenização a ser paga pela empresa. Em razão de existirem outras 1,2 mil ações tratando da mesma questão, o STJ destacou que o entendimento da 2ª Seção sirva para orientar as instâncias inferiores, evitando que novos processos cheguem ao STJ.

Greve na UFS

Os servidores da Universidade Federal de Sergipe se reúnem hoje para decidir se encerram a greve deflagrada no mês passado. Ontem, o reitor Ângelo Antoniolli se reuniu com os líderes dos grevistas e deu respostas a todas as reivindicações apresentadas pelo Sindicato dos Servidores da UFS. A expectativa é que o movimento seja encerrado logo, visando permitir o início das aulas, marcado para a próxima segunda-feira.

Cá como lá

O PSB e o PMDB estão formalizando aliança política para as eleições deste ano no Rio Grande do Norte. Segundo o jornalista Eugênio Nascimento, no blog Primeira Mão, a iniciativa potiguar abre a possibilidade de o PSB de Sergipe apoiar a reeleição do governador Jackson Barreto (PMDB). A posição dos peessebistas sergipanos será conhecida no próximo dia 11.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Tribuna em 20 de abril de 1931

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários