Semana decisiva

0

As negociações entre a Vale e a Petrobras para renovação da concessão da jazida de potássio tipo carnalita, no município sergipano de Rosário do Catete, poderão levar a um acordo nesta semana. A jazida é crucial para a Vale viabilizar um megaprojeto de produção de fertilizantes no Nordeste, avaliado em US$ 4 bilhões. Segundo o jornal Valor Econômico, a Vale ofereceu uma compensação financeira à Petrobras para prorrogação do arrendamento da mina. A Petrobras ainda não colocou suas cartas na mesa, mas, segundo o Valor, a estatal vai propor à mineradora uma troca de ativos. Ou seja, a renovação da concessão em troca de uma unidade de nitrogenados da Vale no Paraná, em Araucária. O Projeto Carnalita deve gerar cinco mil empregos durante sua fase de implementação e outras 700 vagas permanentes quando entrar em operação. Resta-nos torcer para que as duas gigantes do setor de fertilizantes chegam a um acordo.

Coletiva adiada

O presidente do Banco do Estado de Sergipe (Banese), Saumíneo Nascimento, adiou a entrevista coletiva que concederia nesta segunda-feira. Ia falar sobre os resultados obtidos pelo Banco no primeiro semestre deste ano. A assessoria do Banese informou que uma nova data para o encontro de Saumíneo com a imprensa será anunciada nesta semana.

Refazendo-se

A cúpula estadual do DEM prestigiou a instalação do novo diretório do partido em Estância. O médico Carlos Magno foi empossado como presidente do DEM e anunciado como pré-candidato a prefeito. O ex-governador João Alves Filho pregou uma campanha de filiação visando preparar o partido para as eleições de 2012.

Fim do fator

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-SE) quer o fim do fator previdenciário e condena qualquer tentativa de criar uma nova fórmula de aposentadoria. A entidade afirma que os trabalhadores têm sido penalizados e nada justifica a manutenção deste mecanismo de cálculo da aposentadoria. A CTB considera que avançar é pôr um fim ao fator e não promover qualquer alteração que prejudique ainda mais a classe trabalhadora.

Ficou difícil

Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) pode dificultar o desejo da deputada estadual Gorete Reis (DEM) de emancipar politicamente o povoado Treze, o mais importante de Lagarto. Segundo o STF, o plebiscito para o desmembramento deve envolver não somente a população do território a ser desmembrado, mas a de todo o Estado ou município. Isso quer dizer que se a deputada apresentar um projeto para desmembrar o povoado Treze, terá que ouvir toda a população lagartense, que dificilmente votará pela criação do novo município.

100 anos

O empresário Manelito Franco completa nesta segunda-feira 100 anos de vida. Prefeito de Laranjeiras por duas vezes, ele é irmão do ex-governador Augusto Franco e pai do deputado estadual Zé Franco (PDT). O blog parabeniza este secular cidadão sergipano que sempre primou pela simplicidade.

Revoada tucana

Muitos tucanos sergipanos preparam-se para deixar o ninho por não concordar com a decisão da cúpula nacional do partido de romper politicamente com o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B). O futuro presidente do PSDB sergipano, Adierson Monteiro, não terá como convencer os aliados a deixarem os cargos que ocupam na Prefeitura de Aracaju. Todos já deram a entender que preferem continuar apoiando a administração comunista a se aventurar num projeto político capitaneado pelo DEM.

Números singelos

O futuro presidente estadual do PSDB, empresário Adierson Monteiro, vai receber o partido com 32 diretórios definitivos, cinco provisórios e 15 em processo de instalação. A legenda conta atualmente com dois prefeitos, sete vices e 33 vereadores espalhados pelo Estado. Os números são singelos para um partido que já foi um dos maiores de Sergipe.

Organizando-se 

O Partido da Mobilização Nacional (PMN) pretende lançar candidatos próprios a prefeito em todo o Estado. Reunidos no último final de semana, os dirigentes e filiados do PMN decidiram fazer uma forte campanha de filiação e organizar diretórios onde a legenda ainda não está presente. Hoje o partido está representado em 48 municípios sergipanos.

Do baú político

A história a seguir foi contada pelo jornalista Luiz Eduardo Costa em sua coluna dominical no Jornal do Dia: “Euvaldo Diniz foi um político que fez,durante sua vida breve, meteórica careira em Sergipe. Quando se pensava que ele fosse somente um empresário ousado, Euvaldo ingressou na política, mesmo sem o aval do padrinho poderoso, o líder udenista Leandro Maciel. Candidatou-se em 1958 a deputado federal e ninguém mais o conteve. Eleito, prometeu botar um prego no sapato do presidente Jucelino Kubitschek caso este lhe negasse qualquer dos pedidos que iria fazer-lhe. Na primeira audiência, ouviu de Jucelino: ‘Deputado, eu tenho o costume de tirar os sapatos por baixo da mesa, mas agora estou calçado, prevenindo-me contra o seu prego’. A partir de então fizeram uma boa amizade”.

Resumo dos jornais

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais