Senador sem voto

0

Sergipe assiste hoje a posse de um senador sem votos, que não fez campanha, não tem propostas políticas conhecidas e não prometeu nada a ninguém. Filho do ex-governador Albano Franco (PSDB), o jovem empresário Ricardo Franco (DEM) é muito pouco conhecido dos sergipanos, inclusive dos 448.102 eleitores que foram às urnas, em 2014, eleger a senadora Maria do Carmo Alves (DEM). Para honrar um acordo feito com o pai do moço, ela trocou o Congresso pela Secretaria de Ação Social de Aracaju, onde pretende ajudar na campanha de reeleição do esposo, o prefeito João Alves Filho (DEM). A ascensão de Ricardo Franco lembra o intelectual sergipano Lourival Fontes (UDN). Residente no Rio de Janeiro, onde comandava o poderoso Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) do Governo Getúlio Vargas (PTB), ele foi eleito senador em 1954 sem pisar os pés em Sergipe. Durante o mandato, só veio ao Estado uma única vez para prestigiar a inauguração do Iate Clube de Aracaju. Como Lourival Fontes, o novo senador não tem satisfações para dar a quem quer que seja, muito menos ao eleitorado pobre, que saiu de casa para eleger dona Maria.

Chupa de peito

Em nota, o Sindicato dos Servidores Efetivos do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe confirma a farra dos cargos em comissão e puxa as orelhas dos conselheiros: “O que nós, assim como toda a sociedade, desejamos é que o Tribunal de Contas cumpra a sua missão de garantir a boa gestão e a preservação do interesse público. Que, como órgão maior de controle das contas públicas, assuma também seu papel pedagógico no tocante à gestão da coisa pública”. Misericórdia!

Homenagem

O empresário sergipano Luciano Barreto será homenageado pela Câmara dos Deputados com a Medalha do Mérito Legislativo. Autor da indicação para homenagear o presidente da Construtora Celi, o deputado André Moura (PSC) disse que Luciano, ao lado da esposa Maria Celi, realiza um trabalho social respeitado por todos, através do Instituto Luciano Barreto Junior, que oferece cursos gratuitamente a milhares de jovens.

41 por 30

O governo deve empurrar para o dia 11 do mês seguinte o pagamento da folha de pessoal referente ao mês anterior. Em outras palavras, o servidor vai trabalhar 41 dias para receber por 30. O atraso do calendário já deve valer para este mês, o que significa dizer que a galera só vai botar a mão na grana no dia 11 de dezembro. E quem quiser que se vire para pagar as contas vencidas no dia 1º.

Greve segue

Pelo visto, os auditores da Secretaria Estadual da Fazenda vão permanecer em greve pelo resto da vida. É que o governo já disse que não tem dinheiro para atender as reivindicações da categoria. Mesmo assim, eles insistem em manter as porteiras abertas para a sonegação fiscal. Desde a última sexta-feira, contrabandistas transportam mercadorias sem notas fiscais, causando um enorme prejuízo aos cofres públicos e inviabilizando qualquer hipótese de o Estado atender as reivindicações dos grevistas.

Ingratidão

E o prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT), acusa o deputado estadual padre Inaldo Luiz (PCdoB) de ter sido injusto com o governador Jackson Barreto (PMDB): “Ele foi infeliz ao dizer que o governo não atua em nosso município. Nos últimos anos, o Estado executou uma série de obras em Socorro, já tendo, inclusive, inaugurado algumas realizadas com recursos do Proinvest”, confirma Fábio.

Nepotismo

E por falar no padre Inaldo, ele criou um senhor mal estar ao confirmar ter feito nepotismo cruzado com o deputado estadual Luciano Pimentel (PSB). O reverendo confessou ter empregado no gabinete dele a filha do colega, em troca da nomeação de um amigo católico no gabinete de Luciano. A assessoria de imprensa de Pimentel garante que não foi nada disso. Então, tá!

Juntando os cacos

O senador Eduardo Amorim (PSC) pretende reunir a oposição na semana que vem. O objetivo é discutir a debandada do deputado estadual Samuel Barreto (PSDB), que abandonou a liderança da oposição na Assembleia e está flertando com o governo. O temor é que outros políticos façam o mesmo, esfacelando ainda mais a já fragilizada oposição.

Dou-lhe uma…

Duas empresas sergipanas vão participar do 271º Leilão Especial de Títulos da Carteira do Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor): S/A Constancio Vieira e JC Barretto Fertilizantes S/A. Marcado para a próxima segunda-feira, o pregão ofertará mais de R$ 70,7 milhões de ações, o que equivale a um volume financeiro de R$ 19,9 milhões.

Mentirão

A realização pela Prefeitura de Aracaju do mutirão batizado de Pró-Mulher é a maior prova que a saúde municipal está falida. Tivessem os postos e unidades de pronta urgência funcionando a contento, não haveria necessidade de mutirões para fazer consultas e exames nas mulheres da periferia. Dizer o contrário é tentar iludir a população, coisa que, aliás, a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) faz muito bem.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Manhã, em 28 de julho de 1914.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários