Silêncio dos inocentes

0

   Líderes aliados do governador Marcelo Déda (PT) estão analisando silenciosamente o avanço político do empresário Edvam Amorim. Embora tentem demonstrar indiferença, a realidade é que nos bastidores da política Amorim é temido pela sua tranqüilidade excessiva, é o que na gíria popular se chama de frio e calculista.

Ocorre que independente da adjetividade que alguns políticos o queiram rotular, fica evidente que a força por ele conquistada tem sido muito mais em função do emprego de métodos na política sergipana tais como o cumprimento da palavra dada, a atenção a todo o agrupamento que o acompanha sem desmerecer ninguém sob o argumento da inexperiência, e muito mais pela ousadia em defender os projetos do grupo que o acompanha a qualquer custo, ou seja, ele está utilizando métodos que estão em desuso completo na política brasileira e especificamente na política sergipana.

  É enorme o número de pessoas que participaram da vida política sergipana em defesa de grandes lideranças e que no momento de participar de um projeto de governo são desprezados e relegados a segundo ou terceiro plano, isso ocorre não só em Aracaju, mas também com muitos abnegados nos demais municípios sergipanos, fato que vai criando uma desilusão e uma descrença em algumas lideranças políticas que no momento de ocupar os cargos públicos pensam somente em alguns poucos. É a partir desta realidade que condutores políticos como Amorim, Heleno e mais uns dois ou três parlamentares sergipanos estão ocupando espaços importantes e tendem a criar uma estabilidade que abalará a manutenção do cacife político de líderes que não demonstram mais disposição para projeto partidário coletivo.

  Jackson e Almeida são apenas dois exemplos de líderes que passaram por momentos de reconhecida liderança e perderam o bonde da história no sentido de modernizar a forma de fazer política, no entanto preferiram eternizar práticas ultrapassadas. Já outros jovens que ocuparam com destaque o cenário político sergipano, preferiram eternizar-se como liderados.

   Não é sem intenção alguma que ao conceder uma entrevista ao radialista e deputado Gilmar Carvalho, Amorim foi aparteado por deputados e lideranças que avalizaram no ar o comprometimento com o seu projeto futuro. Habilidoso, Edvam não revelou o seu projeto futuro, preferiu revelar apenas que “todos os compromissos que Déda assumiu comigo, ele está cumprindo”. Revelou que João das Graças, Mandarino e André Moura não estão a ver navios como alguns parlamentares da base aliada imaginavam, num determinado momento da entrevista ele deixou escapar que não aceitaria que o compromisso firmado fosse assumido pela metade, é como se quisesse dizer: “Com meu grupo, não!”.

   Como diria Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas sim o silêncio dos bons”.

 

Cabo de guerra para comandar o PMDB em SE

O senador Almeida Lima, depois que entrou com o pedido de intervenção no Diretório Estadual do PMDB, aproveitando que o deputado federal Jackson Barreto teve que recuar na filiação que já estava marcada por conta da decisão do TRE vem puxando com força a corda do cabo de guerra para comandar o partido em Sergipe. Além do apoio dos senadores peemedebistas, Almeida vem pedindo a ajuda dos governadores do partido que não sabem da verdadeira realidade local. Só para lembrar: o PMDB é a última esperança para que Almeida tenha um partido grande onde possa ser candidato a prefeito. Depois que perdeu o PDT, não conseguiu o PPS e não teve o controle do PSDB, o senador joga a última cartada.

 

Jackson pode se filiar antes mesmo da decisão do STF

O maior problema para Almeida é que o PMDB fez a opção por Lula e pelo PT, e o senador deseja o partido em Sergipe para confrontar com a maior liderança petista no Estado, Marcelo Déda. Do outro lado, Jackson Barreto está disposto até mesmo ir para o sacrifício. Tem força na bancada federal do PMDB e junto aos ministros, já que foi peemedebista histórico. Pode anunciar a filiação ao PMDB nos próximos dias mesmo sem a decisão final do STF. Pediu uma consulta a assessoria jurídica do partido e deve tomar a decisão. Além dele o PMDB em Sergipe ficará com três deputados estaduais na bancada.

 

PTB não teve outro candidato a deputado federal em SE

Se Jackson Barreto ingressar agora no PMDB e o STF confirmar que a regra que o mandato pertence ao partido já estiver valendo, uma situação inusitada em Sergipe: o PTB só teve como candidato a deputado federal Jackson Barreto. Ou seja, quem ficaria com o mandato de Jackson se o PTB não tem nenhum suplente na coligação? O primeiro suplente neste caso é Jorge Alberto, do PMDB.

 

Ministério adia a transposição mesmo com R$ 15 mi disponíveis

Na Folha de São Paulo de hoje,19: “Listada entre as prioridades do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a transposição do rio São Francisco entrou em marcha lenta desde que Geddel Vieira Lima assumiu a Integração Nacional. Mesmo com a licença ambiental liberada, a pasta decidiu adiar o início das obras para o segundo semestre. Quase um mês após o Ibama autorizar o início das obras, o ministro alega falta de verba para começar o trabalho com o Batalhão de Engenharia do Exército e preocupação com eventuais recursos contra o resultado da licitação de R$ 3,3 bilhões, que deve sair em agosto. Diferentemente do que diz Geddel, pesquisa no Siafi (sistema de acompanhamento de gastos) mostra que há disponíveis R$ 15 milhões para as obras. Segundo cronograma anunciado ontem, o início das obras coincidirá com o resultado da licitação, em agosto”.

 

Movimento de entidades cobrando melhorias na assistência do Ipes

Todos os servidores do Estado irão segunda-feira dia 23 de abril às 7h,através de um movimento de 13 entidades representativas de classe,sindicatos e associações dos civis e militares para o prédio do IPES Saúde reivindicar melhoria na assistência ao usuário daquele serviço, reestruturação do IPES Saúde e Previdência, assim como o direito de terem representantes destes servidores, que são usuários e contribuintes, participando da gestão e Conselhos Deliberativos destes institutos. Afinal de contas de quem é o IPES? Não é do servidor e para o servidor? Nada mais justo que ele fiscalizar de perto sua gerência e investimentos. Os servidores sairão de lá e se encaminharão para a SEAD para reunião com o Secretário Jorge Alberto. Aproveitarão para cobrar resposta sobre o Funaserp. Na sexta-feira, antes de viajar para o exterior o governador Déda pode anunciar novidades sobre o Funaserp.

 

Investimentos na segurança pública

Durante o almoço que participou com empresários da Ademi, o governador Marcelo Déda enfatizou um ponto importante: disse que vem discutindo com os outros governadores do Nordeste ações para a segurança pública e que, no segundo semestre, a área poderá ter investimentos bastantes significativos. Déda está consciente que investimentos na segurança pública, chegam a diversas outras áreas, como o turismo e a própria entrada de investidores de fora, que sempre colocam como dos itens fundamentais para implantarem suas empresas em um Estado a segurança pública.

 

Médico que morreu em acidente de helicóptero trabalhou em SE

O médico Eugênio Ferraz que também morreu no acidente do helicóptero no Espírito Santo, embora fosse baiano, de Vitória da Conquista, foi residente no Hospital João Alves e trabalhou no SAMU Aracaju.Ele era conhecido como Barrichello, uma pessoa muito educada, honesto e muito comprometido com seu trabalho. Quem trabalhou com ele disse que era um médico por ideologia humanitária verdadeira.

 

Justiça determina prefeito de Lagarto a implantar abrigo

Ao apreciar o pedido de tutela antecipada formulado nos autos da ação civil pública movida pelo Ministério Público, por intermédio do Promotor de Justiça Carlos Henrique Ribeiro, o Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Lagarto, Daniel de Lima Vasconcelos, deferiu a medida liminar para, em conseqüência, determinar a Prefeitura Municipal que implemente, no prazo de 120 dias, abrigo para atender menores de 18 anos em situação de risco. Foi, ainda, fixada multa diária no valor de R$ 10.000,00, a ser arcada pessoalmente pelo Prefeito Municipal de Lagarto, na hipótese de haver descumprimento da referida decisão, sem prejuízo de, posteriormente, ser imposta uma medida mais grave.

 

Governo assina novo convênio nesta quinta-feira

O  governador de Sergipe, Marcelo Déda, assina nesta quinta-feira, 19, um convênio com o Movimento Brasil Competitivo (MBC). O acordo vai possibilitar a execução de um programa de modernização da gestão pública no Estado. O objetivo é aumentar a arrecadação sem aumentar os impostos e diminuir os desperdícios nas compras. A assinatura do convênio será às 12h, no Auditório do Palácio dos Despachos. O lançamento vai contar com as presenças de Jorge Gerdau,presidente-fundador do Movimento Brasil Competitivo, do assessor da presidência da Petrobras, Irani Varela, do presidente do INDG, José Martins de Godoy. O Movimento Brasil Competitivo (MBC) é uma Organização Social de Interesse Público (Oscip ) que tem a missão de aumentar a competitividade sistêmica no Brasil.

  

Prefeito e vice de Graccho são cassados

Parece brincadeira. Na última terça-feira a coluna cobrou a situação do prefeito Eunápio de Graccho Cardoso que continuava no cargo. Não é que apareceu uma luz no final do túnel? Por quatro votos a três, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) cassou o mandato de José Eunápio dos Santos e Ivaldo Santos, respectivamente, prefeito e vice-prefeito de Graccho Cardoso, município que fica a 118 km de Aracaju. O TRE/SE acatou o parecer do Ministério Público Eleitoral em Sergipe (MPE/SE), que pediu a cassação dos mandatos do prefeito e do vice pela prática de compra de votos na eleição municipal em 2004.O prefeito teria sido flagrado no dia 03 de outubro de 2004 entregando a uma eleitora duas notas de 20 reais e um “santinho”. Percebendo que foi descoberta, a eleitora confessou que teria recebido o dinheiro do candidato José Eunápio dos Santos para que lhe desse seu voto. Ela foi presa em flagrante, tendo os policiais federais, logo após, ido ao encontro do próprio candidato. Ele foi encontrado na casa de uma prima, onde também foi preso.

 

Gualberto diz que Funaserp será devolvido

Devolver o dinheiro do Funaserp, conforme promessa de campanha, não será problema para o governador Marcelo Déda. O problema, segundo o deputado Francisco Gualberto (PT), será encontrar a maneira jurídica viável para que possa ser cumprida a promessa. Duas questões precisam ser levadas em conta: a primeira é que a devolução iniciada no governo anterior foi considerada inconstitucional por causa de ações ainda em tramitação no STF. A segunda é que os servidores que optaram pelo recebimento de 50% do valor do Funaserp no ano passado, automaticamente abriram mão do restante do dinheiro. “Mas Déda vai conseguir equacionar o problema e deixar todos satisfeitos”, garante o líder do governo na Assembléia.

  

Secretários municipais pressionam enfermeiros

Os Enfermeiros do Estado deverão se reunir novamente hoje, às 17h no Auditório do HGJAF para discutirem sobre a Liminar que suspendeu algumas atividades dos Enfermeiros da Portaria 648 do MS, suspensão esta solicitada pelo CFM. Os Secretários Municipais de Saúde estão pressionando os enfermeiros do Estado a continuarem suas atividades como antes, inclusive alguns ameaçando os profissionais. Deveriam estes ameaçar o Conselho de Medicina e não a quem está cumprindo uma ordem judicial.

 

Muita gente para jogar “paciência” no computador

A coluna recebeu reclamações de colegas que um departamento de imprensa de um poder importante (que trocou recentemente de presidente) está “superlotado” com pessoas batendo cabeças e, jogando “paciência” no computador por não ter o que fazer. Enquanto isso as matérias são inseridas atrasadas no site do poder e colegas da imprensa começam a reclamar a demora, já que antes, com poucas pessoas não tinha este problema. A coluna recebeu uma extensa lista com as pessoas da assessoria, mas está chegando à função de cada um para não cometer injustiça.

 

Crédito para todas as áreas I

O Presidente do Banco do Nordeste, economista Roberto Smith, participou na quarta-feira, 18, em Aracaju, do lançamento do Plano de Desenvolvimento Territorial Participativo de Sergipe. O evento, promovido pelo Governo do Estado, ocorreu no Centro de Convenções (CIC) e marcou o lançamento de linhas de crédito de desenvolvimento para o Banese no valor de R$ 50 milhões, sendo metade desse valor oriundo de recursos próprios e a outra metade oriunda de repasses de Bancos parceiros, a exemplo do Banco do Nordeste (R$ 15 milhões) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (R$ 10 milhões). Na oportunidade, Roberto Smith assinou o convênio de repasse de R$ 15 milhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para o Banese aplicar em atividades produtivas de micro, pequenos e médios produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, além de outras direcionadas para o mercado formal e informal, onde atuam pessoas físicas de baixa renda.

 

Crédito para todas as áreas II

Para o Presidente do Banese, João Andrade, o aporte de recursos será uma oportunidade de fortalecer a política de desenvolvimento do Banco, que hoje está mais focado na área comercial. “A nossa parceria com o Banco do Nordeste será estendida nesse momento, uma vez que já recebemos em 2004 o repasse de R$ 15 milhões do FNE, fonte de recursos que apresenta as melhores condições em termos de juros e prazos. Os recursos próprios disponibilizados pelo Banese, R$ 15 milhões serão aplicados em operações de microcrédito, nas áreas urbanas e rurais do Estado, triplicando o volume de recursos aplicado pelo Banco do Povo. Os outros R$ 10 milhões irão para a agricultura, complementando, com o FNE/ BNB, o montante de recursos a ser aplicado neste setor. Todas as cidades do Estado serão contempladas com os recursos.

 

 

Fórum Regional sobre “Cidadania Fiscal”

Estreitar a relação entre Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e as classes empresarial e contábil de Sergipe. Essa foi a principal proposta do lançamento do Fórum Regional sobre “Cidadania Fiscal”, promovido pelo Governo do Estado, na noite de terça-feira, 17, em Estância. Na palestra inaugural, o Supersimples e a fiscalização nos estabelecimentos comerciais integraram a pauta de discussões. A iniciativa da Sefaz vai atender outros municípios sergipanos para também discutir esses e outros assuntos referentes aos contribuintes do Estado. O secretário de Estado da Fazenda, Nilson Lima, também esteve presente e ressaltou a importância de promover um evento direcionado ao público que atua diretamente com a sua pasta. “A intenção é aproximar cada vez mais o fisco estadual dos empresários e contabilistas do interior. Para isso, viemos ao município de Estância com objetivo de ampliar essa relação e cada vez mais melhorar as ações desenvolvidas pela Secretaria da Fazenda”.

 

Projeto Fertilizando Vidas é lançado em Riachuelo e Laranjeiras

O Projeto Fertilizando Vidas, uma parceria da Sociedade Semear, Fafen/SE e prefeituras de Laranjeiras e Riachuelo, que tem por objetivo proporcionar a 245 jovens de famílias de baixa e baixíssima renda, que estudam em escola pública, o acesso à prática esportiva, foi lançado no dia 13/04 em Riachuelo e dia 16/04 em Laranjeiras.Serão 120 jovens da cidade de Laranjeiras e 125 de Riachuelo que terão a oportunidade de participar de atividades de Handebol, Futsal e Ginástica, que entre outras coisas irá proporcionar aos jovens desenvolvimentos pessoal e social; melhorar o comportamento na escola e junto à família; verificar as condições das capacidades físicas e habilidades motoras dos jovens participantes das atividades do Projeto e promover atividades que potencializem desenvolvimento com benefícios para saúde.

 

Indique um amigo para receber este boletim:

leitorvip-claudionunes@uol.com.br

 

 Frase do Dia

“Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei. No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar…” Martin Niemöller, 1933 – Pastor protestante símbolo da resistência aos nazistas.

 

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários