Sindisan e os concursados

0

O artigo publicado ontem nesta coluna com o título “Deso: concursados e terceirizados”, relatando a desigualdade existente na empresa entre os servidores antigos, os concursados contratados recentemente e os terceirizados foi objeto de uma nota enviada pela direção do Sindisan explicando todo o processo e a luta pelo concurso. A integra da nota:

A realização de concurso publico é uma luta antiga dos trabalhadores da Deso, através do seu sindicato, o Sindisan. O Concurso que houve na Deso só se realizou porque a empresa foi obrigada a suspender o processo de contratação irregular de pessoal para desenvolver as atividades fins da Deso.

Como forma de combater o processo de organização dos trabalhadores e retirar direitos dos trabalhadores a Deso, entre outras empresas e órgãos públicos lançaram mão do processo de terceirização de mão de obra, ou seja, contratação de trabalhadores por meio de firma intermediadora de mão-de-obra para realizar atividades diversas em flagrante desrespeito a Constituição brasileira.

Depois de muita luta, a Deso se compromete em 1994 a realizar concurso para contratação de pessoal. Esse concurso foi convocado exatamente no intervalo do primeiro para o segundo turno das eleições para o governo do estado. Estranhamente logo após a posse do governador eleito o concurso foi simplesmente anulado.

Novo processo de luta foi empreendido, até que em 2002 a Deso para fugir de uma Ação Civil Pública, formaliza Termo de Ajustamento de Conduta perante o Ministério Público do Trabalho, se comprometendo a suspender o processo de contratação de pessoal de forma irregular, contratando através de Concurso Público.

A direção da Deso, não satisfeita com a situação, criou toda uma situação para que os concursados desistissem. Criou uma espécie de subcategoria de empregados, numa clara ação discriminatória impôs jornada de trabalho, salários diferenciados dentre outros direitos e vantagens que são negados aos concursados em relação aos demais empregados.

Depois de realizar o concurso demorou a contratar o pessoal aprovado e só veio contratar depois de nova ação do Sindisan cobrando o cumprimento do Termo de Ajustamento. Quando contratou impôs outras condições que dificultassem a permanência do pessoal contratado, numa verdadeira armação forçando a desistência com objetivo de justificar a continuidade da sua política fraudulenta de terceirização.

Sobre os terceirizados, várias firmas já passaram e cada uma deixou marcas, que com certeza será difícil de esquecer, principalmente para quem sentiu na pele a ação criminosa contra os direitos dos trabalhadores. Atualmente o processo de transferência do pessoal da Firma Ravele para a firma Valor Humano, nos trás preocupação, formalizamos denuncia que já foi flagrando pela própria fiscalização do Ministério do Trabalho os procedimentos fraudulentos, de coação e de desrespeito a vários direitos dos trabalhadores.

Portanto esclarecemos que se trata de problemas que tem gerado revolta e que preocupa o sindicato. São bandeiras de luta já assumida pelo Sindisan. Tanto é que nas duas ultimas Campanhas Salariais o eixo central das nossas reivindicações é a isonomia entre novos e antigos funcionários e vamos continuar lutando por isso. A direção do Sindisan

 

                                          

Coluna é solidária aos servidores da Deso I

Este espaço continua solidário a luta do Sindisan e dos servidores da Deso, principalmente os concursados que ingressaram recentemente para que possam conseguir a isonomia e o plano de carreira das classes de 1 a 9. Só para revivar a memória: no período eleitoral os concursados chegaram a receber uma lista dentro da Deso onde tinha os nomes dos bairros de Aracaju onde não poderia cortar o fornecimento de água de jeito nenhum, mesmo se tivesse irregular. Existiu também uma lista para que uma candidata majoritária conseguisse a tão sonhada isonomia. A verdade é que a maioria esmagadora da Deso votou em Déda aumentando a responsabilidade do futuro governador.

 

Coluna é solidária aos servidores da Deso II

Dos concursados, a informação é que cerca de 30 deles já pediram demissão, porque não tiveram seus esforços reconhecidos e não tinham expectativa de crescimento dentro da empresa. Outro caso é que existem servidores que não querem se aposentar para continuar recebendo cerca de R$ 8 mil, por conta das gratificações e horas extras. São lamentáveis as perseguições e até humilhações existentes contra servidores. Agora, quem quiser descontrair é só ir a empresa e visitar a galeria dos ex-presidentes que parece um monumento narcisista, tamanho o exibicionismo. Se for parar para analisar muito pouco deles contribuíram para o crescimento não só estrutural, mas humano da Deso.

 

Da série apartamentos vagos na 13 de Julho

Uma moradora de um luxuoso apartamento da 13 de Julho está indignada porque depois do fim do primeiro turno eleitoral, quatro apartamentos estão com os condomínios atrasados. Por coincidência esta inadimplência dos quatro moradores coincide com o trabalho dos mesmos. A moradora está decidida a mudar de prédio porque não agüentar “topar” com os devedores dentro dos elevadores. Eu, hem! Depois disseram que era exagero da coluna quando anunciou que vários apartamentos da 13 de Julho seriam vagos por conta de algumas pessoas que não teriam como pagar mais os altos condomínios. Espera-se que estes apartamentos não sejam ocupados pela nova elite política de Sergipe.

 

Faltou combustível ontem no DER

Quem passou durante todo o dia na sede do DER ontem estranhou uma enorme fila de veículos que estavam para serem abastecidos. É que faltou gasolina e óleo diesel no órgão. Os combustíveis  devem chegar hoje. Mais um dia e a situação fica critica no governo estadual.

 

Decodificador sumiu do 3º andar

E em certo órgão um decodificador do canal da tv a cabo sumiu de repente. No mesmo andar tem gente preocupada com o retorno do filme que aconteceu há alguns anos quando sumiram copos, xícaras e talheres.

 

Veículo de Dores em Alagoas

Na volta do feriadão no último final de semana um veiculo besta de placa HLA-3897 de Itapissuma-PE,chamava a atenção na travessia de Penedo (AL) para Neopolis (SE). O veículo tinha a identificação da Secretaria Municipal de Saúde de Nossa Senhora das Dores e estava lotado com pessoas que voltava do feriadão. Não era a serviço da Prefeitura de Dores, com certeza.

 

Representação contra Augusto foi julgada improcedente

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe julgou improcedente a Representação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral contra o deputado estadual eleito Augusto Bezerra, por compra de votos na última eleição.O julgamento ocorreu na tarde de ontem por unanimidade, no pleno do Tribunal.O Procurador Regional Eleitoral Eduardo Pelella ainda analisará a hipótese de recorrer da decisão.

 

Pagamentos até o dia 26

Virou um corre-corre na administração estadual por conta do prazo de até o dia 26 para pagamentos. Hoje é o último dia para que sejam feitos os empenhos. No último final de semana em várias secretarias servidores trabalharam direto para tentar arrumar a casa. Tem fornecedor e prestador de serviço se queixando…deixa prá lá…

 

 

Governo itinerante em Paulo Afonso

Em Paulo Afonso (BA), o prefeito Raimundo Caíres, PSB, começa a trabalhar através do governo itinerante para ouvir diretamente as reivindicações das comunidades. Nesta sexta-feira,15, o bairro Ceasa do BTN receberá toda estrutura da prefeitura. Além de ouvir a comunidade a Prefeitura fará um grande mutirão com atendimento médico, emissão de carteira de identidade, título eleitoral, além de atividades culturais, esportivas e de lazer. A programação começa às 8hs e vai até às 17hs. A Prefeitura estará no local com uma equipe de 400 pessoas para atender a população do bairro que chega a 40 mil pessoas.

 

 

 

Casa da Moeda do Brasil em Sergipe

Hoje, às 18h, o Tribunal de Justiça de Sergipe e a Casa da Moeda do Brasil (CMB) farão a abertura da exposição ?A Presença da Casa da Moeda do Brasil, no Memorial do Judiciário?. A mostra traz materiais produzidos pela CMB, uma das mais antigas instituições públicas brasileiras, com três séculos de existência. São medalhas produzidas pela CMB com temas do Judiciário, materiais gráficos como selos e notas fiscais, além de uma abordagem sobre os processos de impressão: litografia, rotogravuras, off-sett e talho doce.   A  exposição será sediada no Memorial do Poder Judiciário, na praça Olímpio Campos e ficará em cartaz até o dia 19 de janeiro de 2007, das 8h às 18h.

 

 

Resolvido impasse em Lagarto

Depois do impasse entre alguns aliados de Déda em Lagarto, ficou definido que ele receberá o título de cidadania no Cine Glória na próxima quinta-feira, no início da noite. O impasse tinha sido causado pela vereadora Cássia Ribeiro, autora da homenagem e Luiza Ribeiro, por conta da recepção festiva. Ficou decidido que a festa será em um campo neutro, no Rotary Clube de Lagarto. Está sendo programado também um grande arrastão após a entrega do título de cidadania.Mas tem outro impasse no município: o petista Juquinha vem anunciando que será o candidato a prefeito apoiado por Déda e que vai indicar todos os cargos estaduais no município. Assim não dá para agregar…

 

Ipes não está tão mal como parece I

Um leitor enviou um relato de uma reunião realizada na semana passada entre os sindicatos dos enfermeiros, o sindicato dos trabalhadores da saúde e pessoas do Ipes, da Unimed e afins. Na reunião foi mostrado que a situação financeira do Ipes é boa, mas a diretoria não dará reajuste aos servidores para não ser “acusada” de prejudicar as contas para o próximo governo. Foi relatado que o Ipes tem hoje um poupança de R$ 4 milhões para construir a sede e entre receita e despesa sobra mensalmente cerca de R$ 500 mil. Segundo o relato prestado, o Ipes sob Direção de Masashi Morita foi moralizado, conseguindo conciliar as contas com as atividades internas. Porém a insatisfação é grande no tripé, servidores, prestadores de serviço e usuários. Parece que o governador não aprovou a informatização do órgão.

 

Ipes não está tão mal como parece II

A impressão que se tem é que o atual governador desejava inviabilizar o órgão, mas está empurrando a decisão para o futuro governo, que será acusado de aplicar o golpe de misericórdia se acabar com o plano de saúde dos servidores.Pelo que se passou na reunião algumas pessoas têm propostas sérias para o Ipes, mas é preciso decisões sérias e corajosas. Caso o Ipes feche

a demanda de servidores do estado ao SUS, somada com a  negociação da saída do pessoal da Petrobras do plano de saúde ofertado pela  empresa no estado ( que já chega a 50% de adesão), irá sobrecarregar e  inchar a rede pública de saúde Se hoje a população sofre pense  mais de 100.000 servidores para usufruir do SUS. O caos será implantado e de  quem será a culpa? O atual governador vai divulgar que deixou o Ipes saneado e sobrará para quem?

 

Sinduscon-Se apresenta propostas em Brasília I

O presidente do Sindicato da Construção Civil de Sergipe – Sinduscon, Luciano Barreto, participou de reunião no Ministério do Planejamento, em Brasília, com o Secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério, Rogério Santana e os executivos do órgão, Adriana Castro, Alan Kardec Apolinário de Sá e Ana Maria Vieria Santos Neto. O presidente do Sinduscon foi convidado pelo Ministério do Planejamento para discutir as propostas elaboradas pela entidade representativa dos empresários da construção civil em Sergipe. Entre as referidas estão: a democratização das obras públicas, nova lei de licitações que simplifique os procedimentos e amplie a participação das pequenas e médias empresas, além de um novo modelo de orçamento básico.

 

Sinduscon-Se apresenta propostas em Brasília II

 Foram quatro horas de reunião e as propostas do Sinduscon poderão ser incorporadas no programa no programa do Governo Federal na área da construção civil. “Saí muito satisfeito com a receptividade do Ministério do Planejamento e convencido de que boa parte das sugestões serão consideradas, no esforço que o governo empreenderá para o desenvolvimento do Brasil usando a construção civil como instrumento importante para a sua efetivação”, destacou o presidente do Sinduscon, Luciano Barreto.As propostas, pelas quais o Sinduscon luta ardorosamente e de forma determinada desde o início do atual mandato da diretoria, foram apresentadas em uma reunião-almoço com o Governador eleito Marcelo Deda, no dia 1º de dezembro.

 

Frase do Dia

“Seja verdadeiro consigo mesmo e não seja falso com os outros”. Francis Bacon.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários