SSP: Mudança só nos nomes, mas não na prática

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O governador Jackson Barreto deve anunciar ainda esta semana a mudança em toda a cúpula da SSP. Como a imprensa já anunciou e alguns integrantes da própria SSP, pelas redes sociais, o delegado de carreira João Batista, será o novo secretário tendo como superintendente (antigo adjunto), o coronel da reserva Andrade e como delegado-geral, Alexandro Vieira.

Para o comando da PMSE fala-se em Júlio César, coronel com doutorado em física, que foi candidato a deputado federal pelo PMDB em 2014 e obteve 1.569 votos.

Com João Batista, retorna ao comando da SSP o grupo que ele faz parte  e que tem a frente o delegado João Eloy, ex-secretário, do qual ele foi adjunto.  Não se discute aqui a competência de João Batista, nem a do ex-secretário João Eloy, nem a do atual, Mendonça Prado. A discussão que o blog defende é sobre a instituição e as vísceras podres que ninguém tem coragem de extirpar.

Entra governante e sai governante e parece que ninguém nota que o problema da SSP não passa apenas por mudanças de nomes. Dos últimos secretários, nenhum deles, teve a coragem de implementar mudanças de paradigmas junto a instituição.

Mesmo com os salários excelentes – se comparados com o restante dos servidores – as policiais militar e civil – sofre com o corporativismo, o despreparo técnico e a divisão de grupos. Os que estão no poder puxam a sardinha para os seus, inclusive com diárias exageradas que engordam os salários (inclusive alvos de processos como do TCE). Enquanto outra parte torce para que o serviço não ande, para que a cúpula caia.

Porém,  tem uma parte, infelizmente que sempre é minoria, que tem preparo técnico, capacidade. Essa minoria fica para lá e para cá, sendo jogada de um lado para outro com as mudanças que ocorrem sempre.

É certeza que para reduzir o índice de criminalidade é preciso uma revisão do Código Penal com uma legislação mais dura.No caso de Sergipe é preciso mais. É preciso alguém que peite o corporativismo e que tenha força externa. Um promotor (em Alagoas está dando certo com Alfredo Neto) ou até mesmo um juiz.  O blog pensou que Mendonça Prado, pelo trânsito fácil junto as policias poderia conseguir acabar com o corporativismo, mas foi “abafado” pelas forças internas.

A SSP precisa de mudanças na prática. E João Batista, sendo da SSP, conseguirá (ou mesmo tentará) acabar com o corporativismo dos grupos e democratizar a instituição?

O blog torce que no fundo do poço tenha uma luz e não apenas mais um porão…

Fazenda, outro gargalo que Jackson não enfrenta
O blog recebeu  relação de empresas e produtos que o governo não está “peitando” os benefícios mesmo tendo passado 10 anos. É o caso da Ambev, em Estância. Paga menos impostos do que uma cervejaria de fora. Sem falar em pneus, óleo e outros derivados. O que falta para o secretário Jeferson peitar estes empresários? O governo precisa de dinheiro ou não?

Na Sefaz, superintendente é também corregedora. Gerente do contencioso de João
Algo está errado governador. Será que Jackson sabe que quase todos os gerentes de diversas áreas da Sefaz (várias exonerações foram publicadas hoje) entregaram o cargo porque a superintendente resolveu nomear para a gerencia do contencioso uma parente de João Alves (que já mandou na Sefaz no governo dele) e tem fortes ligações com o DEM?  E como pode o servidor da Sefaz ou o próprio contribuinte questionar alguma ato se a própria superintendente é também a corregedora?

Parabéns a SMTT. Ontem fez o dever em frente ao antigo  Hotel Parque dos Cajueiros                                         

Enquanto o carro da SMTT estava no local ontem,14, a tarde espaço foi respeitado…

… após a saída da SMTT, antes das 16hs, os "donos" da praia tomaram conta. Só multando…

O blog já publicou por diversas vezes fotos enviadas por leitores de veículos nas areias da praia em frente ao antigo hotel Parque dos Cajueiros, na Atalaia. A foto ao lado mostra que o veículo da SMTT ficou ontem, 14, por bastante tempo fiscalizando o local. Com isso os veículos não foram estacionados na área. Quem não seja apenas uma vez, que vire rotina passar no local.

Bastou SMTT sair que carros chegaram. É preciso surpreender os infratores
E logo depois que a SMTT deixou o local, antes das 16hs, os “donos” das areias das praias retornaram com seus veículos. Segundo a SMTT, tem uma lei municipal (Lei 2024/19 de agosto 1993) que proíbe o tráfego de veículos automotores, de tração animal, bem como de animais nas areias das praias das 9h às 17hs.

Reinaldo Moura volta ao rádio
Para quem não sabe o ex-deputado e ex-conselheiro Reinaldo Moura começou a sua carreira política através do rádio onde foi campeão de audiência por alguns anos. Depois de vários convites ele decidiu aceitar a proposta da Rede Ilha. Nesta segunda-feira, 15, ele estará ao lado de Carlos Ferreira no Jornal da Ilha segunda edição, a partir das 17hs.

Bate-papo
O empresário e proprietário da Tudo Salvo, Walter Costa, concedeu entrevista para a jornalista Valquíria Miron, no programa Sergipe Notícias, na TV Cidade! Durante a conversa, Valquíria Miron levantou aspectos muito interessantes sobre Clipping Digital, Marketing Político Digital, Redes Sociais e a importância desse trabalho, que será fundamental paras as eleições deste ano.

Bate-papo II
Mais que uma entrevista foi um grande bate-papo entre Valquíria e Walter Costa. A jornalista conhece bem desse assunto e interagiu bem com o empresário. A Tudo Salvo se destacou no último ano como uma das principais empresas no ramo de clippagem digital e marketing político digital em Sergipe.

PELO TWITTER

www.twitter.com/flavaofraga  Medíocre é aquele q, além de carregar a incapacidade, aduba maldade e semeia discórdia. Este

pensa se construir através desconstrução alheia.

www.twitter.com/BonifacioCartun  Cuide bem da sua vida pra que os outros não cuidem por você.

www.twitter.com/FlavioDino  A oligarquia ainda acredita na força de impérios midiáticos. Eu sigo acreditando na força do povo, com quem dialogo diariamente.

‏www.twitter.com/marciojerry Na cultura coronelista expor pontos de vista, fazer debate, contrapor opiniões, isso tudo é inaceitável. Na cultura democrática, não.

www.twitter.com/zehdeabreu  O problema de golpe via justiça é que ela é lenta demais no Brasil. As espadas eram mais rápidas! #sefoderam

www.twitter.com/Galvaum  A única diferença entre Silas/Bolsonaro x Hitler é que estes dois primeiros ainda não chegaram ao poder.

DO LEITOR

Cadê a fiscalização da Emsurb? Placas de empresas no meio da rua
Comerciantes insistem em colocar placas no leito das ruas prejudicando o trânsito. Em frente a praça principal do conjunto Sol Nascente, um comerciante (importados) colocou uma placa que está dificultando o trânsito no local e em outro estabelecimento, o rei da sopa, também no Sol Nascente, o proprietário utiliza da calcada para colocar mesas e cadeiras e o pedestre que deseja passar naquele local, tem que descer e se arriscar a ser atropelado. Com a palavra a Emsurb.

ARTIGO

TV Atalaia: A TV dos sergipanos sim.  por Dida Araújo*

Desde o início do campeonato sergipano de futebol eu venho acompanhando a evolução nas transmissões dos jogos pela emissora. Nesses meus quase quarenta anos de envolvimento direto com a televisão, costumo assistir aos programas com um olho no evento  e o outro  voltado para enxergar e aprender com as nuances técnicas e com os profissionais envolvidos nas transmissões.   

Ao colocar na sua grade de programação a cobertura ao vivo das partidas do campeonato sergipano de futebol, a emissora se impõe, de forma corajosa, e mostra que é preciso quebrar  barreiras, impostas pelas grandes redes de televisão, que restringem a participação local na grade de programação e fazem das afiliadas meras repetidoras de hábitos, costumes e culturas que atormentam e desconstroem a nossa identidade.

A equipe técnica da emissora se supera a cada transmissão, o departamento de artes tem agregado um valor muito grande ao inserir conteúdos gráficos que ajudam na compreensão da partida. Raimundo Macedo é o narrador oficial, Rivaldo Sobral é o comentarista. A dupla  retrata o desenrolar das partidas com a propriedade de quem conhece profundamente o nosso futebol. A transmissão ganha ainda mais vida quando os repórteres Otacílio Leite e Cláudio Rocha são acionados. O entrosamento deles é muito bacana. As informações em cima do lance e as curiosidades levadas aos telespectadores, tornam as transmissões leves, agradáveis, ajudam até a superar as dificuldades encontradas pela equipe nos estádios do interior.

Como torcedor e profissional de televisão sinto um orgulho muito grande dessa equipe, percebo que temos valores, que podemos e sabemos fazer bem feito, basta apenas que apareçam pessoas que briguem e busquem conquistar espaço na grade de programação local, para que possamos mostrar, cada vez mais, a realidade da nossa aldeia, coisa que a emissora da colina do Santo Antônio tem feito com determinação. Diante do resultado conquistado ela pode bater no peito e reafirmar o seu slogan que diz: TV Atalaia:  A TV dos sergipanos, e é sim.
   
*Jornalista/Radialista e Estudante de Cinema e Audiovisual da UFS.

ARTIGO

Da sucessão na Segurança Pública ll Por Eduardo Rocha*

No último texto, chamava a atenção ao fato de como estava sendo tratada a sucessão na SSP/SE, especificamente em alguns veículos de comunicação. Havia destacado a forma diferenciada na lide de tal assunto, graduando a importância da informação do sucessor, a depender de qual instituição fosse, entre a polícia militar e a polícia civil, vez que uma poderia se “queimar” e merecia cuidados e a outra não.

Óbvio que não tive a menor pretensão de mudar esse paradigma, só se eu fosse arrogante e meio “mental do juízo” como diria Mução, em suas pegadinhas. A idéia era apenas “lembrar”, se não a quem pode fazer algo por isso, hoje, mas aos que o podem, amanhã. Frisando que é apenas lembrar, nenhuma outra pretensão além disso….. ou então… “mental do juízo”…
Eis que, passadas duas semanas, o quadro ainda é o mesmo.

As cartas e análises sobre os prováveis comandantes da PM pararam de surgir. Bem como as análises de perfis – que, por outro lado, temos a impressão, de não ser, via de regra, o principal aspecto considerado, em nosso país/estado, marcado pela mistura de política em decisões de cunho técnico. Mas isso é outro assunto.

Por fim, uma coisa pode ser dita, se há mais de 20 anos não temos um PM no comando da SSP a nós não pode ser creditado o saldo crítico da segurança pública desde então. No máximo, podemos ser cobrados pelas nossas ações, mas todos sabem que as ações de segurança pública não se limitam às de polícia militar, pois quem assim pensa está a desmerecer todas as demais instituições componentes do sistema e os seus integrantes.
Frise-se um enorme avanço na gestão da PMSE. Essa autonomia não reduz em nada a necessidade e a pertinência técnica da SSP, uma vez que a ligação operacional entre PM e SSP foi mantida. Ademais, essa autonomia já existe em relação à própria Polícia Civil, que tem seu orçamento próprio, como se pode observar no portal transparência Sergipe.Outro assunto: a subordinação administrativa da PM. Como vem sendo explicado nas últimas semanas, é direta ao Governador do Estado. Não há o que se discutir. Arrisco lembrar que o Cel Pedro Paulo, em 2001 ao aceitar novamente ser Comandante Geral da PMSE, exigiu do governador, inclusive, a autonomia financeira e administrativa da corporação, para que pudesse fazer o seu planejamento administrativo e dirigir a PMSE com a pertinência necessária.Certamente o nosso Comandante-em-Chefe sabe que a questão é complexa e está tendo o cuidado necessário com ela, que certamente passará pelo crivo do novo secretário de segurança. Isso quando a mudança ocorrer, efetivamente.Parece que a coisa agora estabilizou. (apesar de pipocaram “furos” nas redes sociais.)

* É Capitão PM

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
"A luta é longa, comece agora". Camilo Torres, padre e guerrilheiro colombiano, morreu em 15 de Fevereiro de 1966. (nasceu em  03 de Fevereiro de 1929).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários