Sucessão se afunila

0

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, ainda pré-candidato à reeleição, está evoluindo no processo sucessório. Já na próxima semana, terá um encontro com o presidente regional do PT, para discutir a sua candidatura e relatar o que conversou com os partidos que formam o bloco de oposição no Estado. Na semana seguinte, terá a plenária com as bases partidárias, onde ele comparece com a tranqüilidade do apoio dos aliados. No decorrer da semana, os secretários do Município vão relatar, para toda militância, o que foi realizado nestes quase quatro anos de Administração. Será uma prestação de contas, do que foi executado, a todos os membros do partido. O prefeito Marcelo Déda vai dizer aos petistas que os partidos aliados liberaram para que ele fizesse a escolha do vice-prefeito. Há apenas uma única recomendação: que o nome seja de um integrante das legendas que o apóiam. Em outras palavras: sugerem que a chapa não seja puro sangue. Na realidade, todas as lideranças que integram o bloco que apóia Marcelo Déda, tanto na Prefeitura, quanto para a sucessão, o deixaram à vontade para a escolha do vice. Certamente, não será o PT que vai por dificuldade para que isso não aconteça. O primeiro capítulo do processo sucessório evoluiu bem. O prefeito Marcelo Déda conversou com todas as lideranças dos partidos que o apóiam e, só depois de fechar as exposições para prestação de contas da sua administração, é que vai colocar o seu nome como candidato à reeleição. Déda revela que todas as pesquisam dão uma certa tranqüilidade em torno da sua candidatura, porque batem certo com as que foram feitas internamente: “Mas não vamos colocar sapatos altos, porque precisamos ir à luta”, disse. Apenas um detalhe para complementar: o nome do candidato a vice será conhecido em meados de maio e o processo de escolha se afunila para a continuidade da chapa, mantendo Edvaldo Nogueira (PCdoB). Já entre os aliados do Governo, o senador José Almeida Lima (PDT) revelou que, logo após de ter sido eleito, em outubro de 2002, reuniu-se com o pessoal e avisou que, o projeto de prefeito que o partido tinha para ele havia acabado. Lembrou que estava faltando dois anos para as eleições municipais e o PDT precisava de um candidato para disputar a Prefeitura de Aracaju. Acrescentou que até hoje, dentro do partido, ninguém encarou essa candidatura. Como não houve manifestação de nenhuma liderança para tentar a sucessão municipal, inclusive do deputado estadual Luiz Garibalde, o PDT teve que busca um nome em condições de candidatar-se. Trouxe o vereador Antônio Samarone, que não estava se entendendo dentro do Partido dos Trabalhadores. Até o momento também não houve qualquer sinalização de Samarone em relação a isso, e o partido praticamente ficou sem um nome competitivo para a disputa municipal, embora ainda haja esperança de que alguém apareça para ser o candidato. Segundo Almeida Lima, o partido ainda não tem compromissos com nenhum candidato e vai esperar até junho para uma definição. O senador continua conversando, porque até lá pode aparecer alguém que pretenda disputar a Prefeitura pelo PDT e terá todo o apoio do partido. O nome de Almeida Lima seria o ideal, inclusive porque aparecia em boa posição nas pesquisas, mas ele acha que a sua missão no Senado é muito mais importante para o PDT e para o projeto político que o partido tem para as eleições futuras. Evidente que o PDT vai participar ativamente das eleições municipais, inclusive para eleger vereadores. Mas ainda vai ver, entre os candidatos, o que melhor se adapta ao programa do partido. Disse que não conversou com o governador João Alves Filho (PFL) sobre o assunto, mas certamente isso ocorrerá em breve, porque o processo sucessório está se afunilando e há necessidade de definições. Acha que é preciso se analisar bem todos os candidatos e ficar com aquele que tiver melhores condições de enfrentar o ex-prefeito Marcelo Déda. Aconselha a ninguém cruzar os braços, mas adverte que se deve levar em consideração o perfil do candidato e o seu potencial eleitoral em Aracaju. REPORTAGEM Uma equipe da revista Veja está em Aracaju para fazer um trabalho sobre o concurso realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado. Os repórteres estão fazendo levantamento também em Maceió, para apurar a competência da empresa que elaborou as provas do concurso. JORGE O deputado federal Jorge Alberto (PMDB) disse, ontem, que existe uma disposição sua em colocar-se como pré-candidato a prefeito pelo partido. Mas admite que isso deve ser uma decisão de todos e que não pode partir de iniciativa pessoal. O seu nome está posto, mas o partido é que decide. CAUSA Um dos motivos que leva o deputado Jorge Alberto a querer disputar a Prefeitura de Aracaju, seria a causa partidária. Há um desejo de que o PMDB volte encabeçar discussões eleitorais e a participar das eleições com chapas majoritárias. SECRETARIA O prefeito Marcelo Déda entregou a importante Secretaria de Ação Social ao PTB, cujo titular será indicado pelo deputado federal Jackson Barreto. Segundo informações de setores do próprio partido, a assistente social Maria do Rosário, ligada ao deputado, assumirá a pasta. INCÔMODO Há um incômodo dentro do PTB, porque alguns filiados acham que não é apenas Jackson Barreto que faz o partido e tem voto em Aracaju. O pessoal agora quer saber o que vai ser oferecido a outros setores do partido, que sequer foram ouvidos em relação à sucessão municipal. Há insatisfações. JERÔNIMO O ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB) estaria chateado com a cúpula do bloco de oposição. Tem dificuldade em conversar com Marcelo Déda. Segundo um membro do PTB, o ex-prefeito é um líder em sua região e não está sendo ouvido para absolutamente nada. LAGARTO A tentativa de entendimento entre o deputado Walmir Monteiro (PFL) e José Raimundo Ribeiro (PTdoB) deu xabu. Os dois vão se manter separados em Lagarto. Em uma solenidade, o deputado Walmir Monteiro disse que era do partido do governador e lançou sua candidatura a prefeito do município. ENCERRADO O ex-prefeito José Raimundo (Cabo Zé) praticamente deu por encerradas as conversas, porque também pretende ser cabeça de chapa. Já avisou que no dia 30 estará lançando seu nome como pré-candidato a prefeito e diz que vai manter sua campanha sem contar com esse apoio. EXCESSO Um técnico da Secretaria do Planejamento avaliou que o Governo tem algumas Secretarias inúteis e empresas que poderiam ser extintas. Por menor que seja a empresa ou pasta elas geram despesas grandes, com carro, combustível, telefone e servidores. Obrigatoriamente tem custeio. GORDURAS Acha que o governador João Alves Filho deve fazer uma lipoescultura na administração, emagrecendo o Estado, sem que ele perca a capacidade de crescimento. Revela que os entendimentos políticos não podem por em risco as finanças públicas, com gastos em órgãos que podem ser jogados no ralo. ANÚNCIO O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, vai anunciar, terça-feira, os novos secretários que assume em lugar de quem deixou o cargo para disputar mandato. Hoje, o prefeito Marcelo Déda dá os últimos retoques na nova equipe. Só não anuncia na segunda-feira porque recebe o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto. LEITE Um leitor passa e-mail para a coluna e denuncia que ”o programa do leite em Poço Verde esta sendo usado como moeda política”. Diz que serve “para o ex-prefeito Jose Everaldo apresentar o desconhecido candidato Ricardo Oliveira, que é sobrinho dele”. REUNIÃO Os presidentes dos partidos que formam o bloco de oposição têm reunião hoje, na sede do PT, para discutir sobre as eleições municipais. Está havendo alguns problemas graves entre candidaturas no interior, inclusive com ameaças de rompimento. EDUARDO O deputado federal Heleno Silva (PL) não abre mão da participação do presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), nos palanques da oposição em todo Estado. Ele lembra que Dutra teve 455 dos votos em Sergipe e não pode ficar fora do pleito. Hoje Zé Eduardo participa da radio conferência, na Rede Ilha, às 7:30 horas. Notas CONCURSO O procurador da República, Paulo Fontes, deferiu liminar da OAB, para suspender todos os atos administrativos decorrentes do concurso público realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado, até decisão definitiva do processo. Diz que a eventual procedência do pleito autoral levaria a gravíssimas conseqüências para os aprovados. Segundo parecer do procurado Paulo Fontes é temerário permitir a nomeação e posse de servidores públicos, quando existe uma demanda tendente à anulação do concurso. O deferimento foi dado terça-feira. APROVADA O deputado estadual Gilmar Carvalho (PV) confirmou que sua mãe, de 67 anos, foi aprovada no concurso do Tribunal de Justiça, mas lembrou que duas irmãs suas, que também participaram das provas, foram reprovadas. Gilmar diz que sua mãe trabalha para o TJ há muitos anos. A posição do deputado Gilmar Carvalho sempre é muito fiscalizada por opositores e mesmo que a aprovação de sua mãe tenha sido por mérito, não faltará que se aproveite para as críticas. É o preço da atuação. SALÁRIOS O juiz da Justiça Federal, Edmilson da Silva Pimenta, concedeu liminar determinando que a Polícia Federal em Sergipe “se abstenha de proceder ao corte do ponto dos servidores em greve no Estado, e também de efetuar descontos em folha nos vencimentos mos dias em que estiveram paralisados”. Para a decisão foi considerado, também, que o serviço essencial vem sendo prestado pelos policiais federais em greve no Estado, não se tendo notícia de descumprimento de referida ordem policial ou de transtorno para a coletividade. É fogo O presidente do Banco do Estado, Jair Araújo de Oliveira, vai receber o título de cidadão sergipano, nesta próxima segunda-feira. A autoria do projeto que concede o título a Jair Araújo de Oliveira é da deputada estadual Lila Moura (PFL). O deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) ficou empolgado com as cenas que viu em Nossa Senhora da Glória, onde o governador João Alves Filho sementes de arroz, milho e feijão. O PSB não vai fazer composição proporcional nas eleições municipais deste ano, porque acha que elege maior número de vereadores. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, virá a Sergipe na segunda-feira. Trás recursos para assentamentos no Estado. O presidente Lula já decidiu que fará a transposição do rio São Francisco, mesmo sem a sua revitalização. Opinião de uma turista baiana: “vou pássaro São João em Campina Grande, porque se fosse para ver shows artísticos eu ficaria em Salvador”. É possível que este ano o São João em Aracaju ofereça novas atrações ao turista, além dos cansativos shows de Elba Ramalho, Zé Ramalho, Fagner e outros artistas conhecidos. A Emsetur precisa dar mais ênfase às quadrilhas, à culinária da época, o folclores e os costumes de uma pequena cidade do interior. O pessoal do marketing da Sectur também concorda que o São João e São Pedro não pode se resumir a shows artísticos. As tarifas de energia estão mais caras desde ontem em todo Nordeste. A Energipe está aumentando a tarifa em um percentual de 14,01%. A confiança do empresário da indústria brasileira diminuiu em abril, devido ao conservadorismo da política monetária e as turbulências políticas. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários