TC, AL…haja lavagem

0

  Depois da lavagem realizada na entrada do Tribunal de Contas a CUT e outras entidades organizadas do Estado pretendem realizar mais uma, desta vez em frente ao Palácio Governador João Alves Filho, onde está localizada a Assembléia Legislativa de Sergipe. Em entrevista ao Jornal da Cidade no final de semana, o presidente da Assembléia, Ulices Andrade (PDT), considerou a idéia “infeliz e inaceitável”.

 Poderia ser até inaceitável se a Assembléia Legislativa estivesse fazendo a parte dela neste momento político em que vive o Estado de Sergipe. Porém, a maioria dos deputados está “cega, surda e muda” com relação as graves denúncias tornadas públicas através da Operação Navalha. São quase três meses e a grande maioria dos deputados finge que nada acontece e que eles não têm responsabilidade com o problema. Como bem declarou o presidente da CUT, Antônio Góis:

“Inaceitável é um poder como o legislativo que tem o Tribunal de Contas como órgão auxiliar no controle externo da administração pública, assistir as constantes denúncias de envolvimento de membros daquele órgão num esquema de formação de quadrilha e fraude em licitações e nada fazer”.

  O presidente da Assembléia justifica a não instalação de uma CPI para averiguar as denúncias que envolve a Deso e o TC afirmando que vários órgãos já estão fazendo essas investigações. Parece que Ulices e os demais deputados preferem abrirem mão de uma das prerrogativas constitucionais da Assembléia, porque sabem que uma investigação deste porte, se for séria, respingará em alguns dos seus próprios membros. Até mesmo no caso envolvendo o deputado André Moura, nem mesmo a Comissão de Ética se pronunciou para verificar a possível quebra de decoro parlamentar. Ou seja, é um corporativismo exagerado, onde cada um tenta salvar a sua pele e esquece do papel que deve exercer neste momento.

  Inaceitável é a roubalheira do dinheiro público, diante da omissão de um poder que tem atribuições além de legislar, outra também de grande relevância como o de fiscalização e controle da Administração pública. Ao que parece a “nossa” classe política não é afeita a cobranças. Nem mesmo quando deixa de cumprir seu papel. Já o presidente Ulices Andrade, ingressou recentemente no Partido Democrático Trabalhista, PDT, fundado pelo líder e estadista, Leonel Brizola, que sempre defendeu a rua como a principal trincheira de luta democrática. Oriundo de partidos altamente conservadores, Ulices agora é contra uma manifestação popular. O que não condiz e envergonha hoje os sergipanos é a omissão da Assembléia que não instala uma CPI para apurar as denúncias da Operação Navalha e ao mesmo tempo já articula nos bastidores uma maneira de sustar o ato que nomeou Flávio Conceição para o TC, pensando numa forma de influenciar na escolha do próximo conselheiro. Por isso, haja lavagem, com muito sabão, creolina, óleo de peroba e etc.

 

 

 

Governador já tinha decisão guardada sobre interventor

O governador Marcelo Déda (PT) agiu corretamente ao anunciar de imediato o interventor de Pirambu, para evitar especulações. A verdade é que pela rapidez, o governador já devia estar com o nome na manga há mais de dez dias quando a intervenção estava eminente e apenas era uma questão de tempo por conta da decisão no pleno do TJ. “A intervenção não pode ser contaminada pela política eleitoral e interesses partidários”, disse o governador na entrevista ontem. Apesar da aparência tranqüila, o início da entrevista deixou Marcelo Déda nervoso por conta de problemas no sistema de som e a troca do microfone por três vezes.

 

Moacir chegará a Pirambu ao lado do governador

A posse de Moacir Santana, como interventor de Pirambu será hoje, 16, às 10 horas. Moacir chegará no município no carro do governador. É importante neste momento que não só o Executivo, mas o poder Judiciário e o Ministério Público dêem este apoio institucional para restabelecer a paz em Pirambu. O interventor é um homem preparado, tem vasta experiência na área, é um técnico sério e, principalmente não tem interesse político eleitoral. É uma missão árdua e difícil, mas certamente em 180 dias Moacir Santana colocará em ordem a Prefeitura.

 

Emsurb deve ter solução caseira

O prefeito Edvaldo Nogueira pode anunciar ainda hoje, 16, quando chegar a Pirambu para a posse de Moacir Santana o substituto dele na Emsurb. Moacir vinha conduzindo o processo de licitação do lixo em Aracaju. Ontem à noite Edvaldo Nogueira disse que tinha uns “quatro” nomes em mente, mas iria pensar e somente pela manhã, bem cedo, convidaria o que achasse melhor para a área. A coluna investigou e descobriu que a solução pode ser caseira, até mesmo com um remanejamento dentro do primeiro escalão. Quem sabe Silvio Santos.

 

Pobre Estádio Lourival Batista

A CBF divulgou a relação dos 24 estádios que serão vistoriados para atender as determinações para realização de partidas internacionais. Para variar, ficou fora o Batistão e até o Rei Pelé (AL). Quem lembra que há pouco tempo alguns comandantes do esporte em Sergipe viviam falando que o Batistão seria incluindo como sub-sede da Copa do Mundo.

 

Batistão: não precisam praticar a eutanásia

Pelo andar da carruagem e as condições do Batistão, parece que o mesmo está sendo preparado para ser terceirizado. Ou será que aquele projeto de passar o local para uma grande construtora e construir um estádio na região metropolitana está de volta? É uma solução, porém enquanto nada acontece não precisam praticar matar o paciente através da eutanásia.

 

Evasão de renda: dirigentes surdos, mudos e cegos

Tem algo estranho no futebol sergipano. O estádio Batistão enche e o público (e a renda, e lógico) é informado bem diferente do que pode-se constatar. Parte da imprensa reclama, mas todos silenciam. Nunca se viu um dirigente criticar essa evasão de renda, ou seja, é bom para eles. Enquanto isso o futebol sergipano…

 

 

Obra da orla da Barra precisa ser repensada

Na última semana, o Rotary Club da Barra, tendo à frente o seu presidente, o advogado Carlos Montalvão realizou um debate com o secretário da Infra-Estrutura, Oswaldo Nascimento sobre obras naquele município. Está prevista a construção da orla da Atalaia Nova, (que todo mundo deseja) porém é preciso que o projeto seja analisado minuciosamente. O local onde será construída a orla vem sendo inundado pela maré  e esta semana alguns bares já estão sendo afetados. O projeto será feito com base numa aerofotometria de mais de 10 anos, ou seja, não retrata mais a realidade do local, onde a maré provoca constantes mudanças na área. Todo mundo quer a orla, mas é preciso ser feita com base em uma nova aerofotometria para que o dinheiro público não seja jogado pelo ralo, ou melhor, pela maré. Os pescadores mais antigos avaliam que no próximo sábado, se os ventos continuarem, será a pior maré do ano.

 

 

Obra na rodovia deve começar da Atalaia Nova para Barra

Outra reivindicação do Rotary Club é que a duplicação da rodovia Barra/Atalaia Nova seja iniciada da Atalaia Nova para a Barra para não provocar especulações. O secretário Oswaldo Nascimento informou que a obra terá apenas, inicialmente 3,5 quilômetros que chegará apenas ao antigo hotel da Ilha. Ou seja, se fizer esta primeira parte desta forma os moradores pensarão que o intuito da obra é apenas beneficiar o hotel, que é privado. Começando da Atalaia Nova a certeza será maior da conclusão de toda a obra.

 

Atletas são destaque

Foi aprovada na Câmara dos Deputados, requerimento do deputado Valadares Filho (PSB), solicitando Voto de Louvor aos cinco atletas e dois técnicos sergipanos que representaram Sergipe e o Brasil nos Jogos Pan-Americanos 2007. Além dos técnicos Manoel Luiz Oliveira e Maria Cristina Vidal foram homenageados os atletas aracajuanos  Hélio Justino Lisboa,  Marcos Vinicius Correia e Wagner Romão; o atleta simaodiense, Rogério Santana Alves e o atleta capelense, Nivalter Santos de Jesus.

 

MPF/SE abre procedimento para apurar “óleo” nas praias de Aracaju

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) já possui dois procedimentos administrativos abertos para apurar as responsabilidade do despejo de “óleo” nas praias de Aracaju. Cerca de 10 km de praia (água e areia) foram atingidas por manchas escuras que possuem a aparência de petróleo.“No próximo dia 23 de agosto, às 9 horas, vamos ter uma audiência aqui no Ministério Público Federal onde tentaremos encontrar respostas para algumas questões, como se as manchas são fruto de vazamento petróleo das plataformas e/ou de navios, se são apenas refugos de limpeza de navios, entre outras questões”, informou a procuradora da República Eunice Dantas Carvalho, responsável pelos procedimentos.(Da ascom MPF/SE).

 

Possível sonegação em locadoras de veículos

De um leitor: “Como sou leitor assíduo da sua coluna gostaria que você proponha ao órgão competente ( SEFAZ ) uma fiscalização rígida nessas agencias de automóveis, vez que eles são os que mais sonegam impostos e quem mais ganham, duvido que alguma agencia dessa escape ilesa de uma fiscalização, estas agencias estão abarrotadas de carros, duvido que estejam

em nome delas, como de fato teriam que está. Quando você as procura, os documentos sempre estão em nome dos antigos proprietários, então passam diretos para o futuro proprietário, a rigor eles ( os carros ) não deveria entrar no nome das agencias para depois serem vendidos?”.

 

Espetáculo em meio a crise aérea

De um leitor: “Prezado jornalista,veja V.como tudo nesse país do Carnaval vira espetáculo! Providências que devem ser tomada normalmente pois fazem parte e das obrigações de qualquer governo, viram espetáculos, com artistas maganões, bufões e tudo o mais. Já estou cheio desse teatro todo armado em torno do lamentável e trágico acidente da Tam. As providências claro que devem ser tomadas, quanto a apuração do acidente e em obras nas pistas dos aeroportos(gastaram um dinheirão nos prédios dos aeroportos, cada lanchonete bacana! e as pistas ficaram pedindo consertos e manutenção).Acredito que Jobim está tomando algumas medidas certas.Mas aparecer a toda hora como o salvador da Pátria! Até posando em guindastes? É campanha presidencial? Que ele trabalhe, não precisa esse estardalhaço todo. E esses deputados que foram até os States acompanhando a caixa preta! E os assentos vão ficar com mais espaço nos aviões porque o ministro tem um metro e noventa! As passagens, afinal, vão ficar mais caras, Óbvio, o povo vai pagar tudo”.

 

 

Veículos da SEEL X fronteira entre o público e o privado

A coluna recebeu vários e-mails de leitores indignados com o gerente de esportes da SEEL que acha normal o uso de veículos do Estado para fins particulares. Vai publicar apenas um que reflete a indignação de todos: “O texto do gerente de esportes da SEEL é um primor. Primeiro pela extensão e conseqüentemente com o aumento dos erros no uso da nossa massacrada Língua. Segundo pela dificuldade dele se explicar, mostrando que se os carros não são desviados do seu destino ele, o gerente, é campeão de arrodeios.Mas dose letal vem mesmo quando tenta culpar você pelo que acontecer ao motorista. De fato o motorista deveria ser punido exemplarmente caso partisse exclusivamente dele a decisão pelo ocorrido. Mas, pelo que escreve o gerente de esportes, tais práticas são do conhecimento dele, com a aprovação dele, e com a defesa veemente dele. Então quem deve ser punido é o gerente por permitir e até autorizar o uso dos veículos da secretária para fins particulares.Que Leó se livre logo desse gerente antes que o coloque em dificuldades. Quem acha isso normal não tem a mínima idéia da fronteira que existe entre o público e o privado”.

 

Governo tem que continuar identificando os veículos

Justiça seja feita. As várias denúncias que este espaço vem publicando do uso errado de veículos do governo estadual são frutos da transparência, com a colocação da plotagem bem visível em todos veículos, inclusive os locados, que são pagos com dinheiro público e têm que ter o mesmo tratamento. É preciso saber quais os gestores que estão contra essa medida. Quem tem medo de transparência? A coluna descobriu que tem algumas resistências. O governador Marcelo Déda não pode abrir mão desta transparência.

 

  

Gente o que o Kennel Clube de Sergipe está fazendo e o que pretende fazer?

De uma sócia do Kennel Clube de Sergipe: “Mudou a diretoria e tudo ficou pior, o site não funciona e as feiras de filhote que eram realizadas todo mês não existem mais, até onde essa diretoria pensa que vai enganar a população!!! A comunidade do Kennel é escondida para apenas ler e não pode dar opinião, antes a comunidade do kennel todos se manifestava, mas hoje se disser um ai que seja contrário a opinião desse tal Rodrigo é expulsa da comunidade como eu fui e até a foto da comunidade é para valorizar a raça que ele cria. Tenho pena dos sócios do Kennel Clube de Sergipe que se encontra nessa situação em um Kennel que nada faz pelo sócio e sem falar de um Game Dog que foi pior que a exposição, os dois foram feitos em lugares horríveis, mas o pior foi o Game Dog que foi uma catástrofe com apenas seis participantes e uma meia dúzia de pessoas vendo o evento que o que mais tinha era metidos a organizador. Ou os sócios tomam pé da situação ou esse Kennel vai afundar”.

 

Jornalista Joel Silveira morre no Rio aos 88 I

Da FSP de hoje: O último dos dinossauros do jornalismo, como ele se definia, morreu na manhã de ontem, aos 88 anos. Joel Silveira, que não quis fazer tratamento contra um câncer na próstata, dormia em seu apartamento, no Rio. Sua mulher e seus dois filhos decidiram não fazer velório do corpo, que será cremado. Ele publicou romances, contos e crônicas entre seus mais de 40 livros, mas foi, sobretudo e acima de quase todos, repórter. Os problemas de saúde o tiraram do front nas duas últimas décadas, mas, sempre que procurado na trincheira de Copacabana, fazia jus à alcunha de “víbora” dada por Assis Chateaubriand. Falava mal de presidentes e artistas e, embora órfão dos muitos amigos mortos, procurava não se deprimir.”[Sou] teimoso. Eu não pedi para vir ao mundo. Agora, aos 80 anos, não vou pedir para sair”, disse ao repórter Geneton Moraes Neto em 2004.Política e jornalismo fizeram parte da vida do sergipano Silveira. Em 1932, antes de completar 14 anos, tornou-se oficial de gabinete do governador do Estado. Dois anos depois, criou no colégio em que estudava o jornal “A Voz do Atheneu”.

 

Jornalista Joel Silveira morre no Rio aos 88 II

Após ganhar um prêmio pela novela “O Desespero”, ganhou coragem para alcançar o destino praticamente inevitável aos jovens nordestinos aspirantes a escritor: o Rio de Janeiro. Disposto a trabalhar quase de graça, arrumou emprego no semanário literário “Dom Casmurro”, onde colaboravam Graciliano Ramos, Jorge Amado, Cecília Meireles e Carlos Lacerda.Ainda que nunca tenha desistido da ficção, Silveira não recebeu, ao longo da vida, grandes estímulos dos amigos ilustres. Contava, com humor, que mostrou um conto certa vez a Graciliano Ramos, e o alagoano rasgou minuciosamente as folhas, convidando-o em seguida para tomar uma cachaça.

Já no jornalismo impunha admiração -e medo- a todos. A ponto de Manuel Bandeira definir seu estilo como “uma punhalada que só dói quando a ferida esfria”. Na revista “Diretrizes”, dirigida por Samuel Wainer, publicou em 1943 sua reportagem mais famosa: “Os grã-finos de São Paulo”. Misturando faro de repórter, olhar de escritor, idéias de jovem socialista (fundou o PSB) e veneno, produziu trechos como este:”Era uma festa somente para milionários, e sobre todos aqueles sobrenomes repousava a força paulista de hoje. Por detrás dos sobrenomes, há um mundo incrível: centenas de fábricas, milhares de chaminés, milhares de motores, milhares de operários. Era um grupo terrível, avassalador. Com um gesto de mão, qualquer um deles poderia me aniquilar, me tanger longe, lá na rua. Mas os milionários apenas sorriam. Sorriam e bailavam com as mulheres, todas muito belas.” O ministro Franklin Martins (Comunicação Social) disse ontem que “o Brasil perdeu hoje um de seus maiores jornalistas em todos os tempos. O sergipano Joel Silveira tinha 88 anos e uma vida invejável para contar. Suas histórias extraordinárias e seu texto mordaz marcaram época. Ele deixa à imprensa brasileira um legado de talento, sensibilidade e força crítica”.

 

 

 

Frase do Dia

“Antes de morrer Sócrates pediu a Críton, seu discípulo, que sacrificasse um galo para pagar uma antiga dívida com Esculápio. Gostaríamos de saber quantos galos o senador vai sacrificar.” Do filósofo José Arthur Giannoti sobre o presidente do Senado, que comparou seu julgamento ao de Sócrates.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários