TCE não condena

0

A imprensa local costuma fazer um barulho dos diabos em torno das posições do Tribunal de Contas do Estado, como se elas fossem decisões prontas e acabadas. Não são. Órgão técnico auxiliar do Legislativo, o TCE diz o que parece ser. No jargão popular, elabora sugestões, oferece palpites. Compete aos seus conselheiros fazer e aprovar pareceres sobre as ações do Executivo para posterior analise dos deputados e vereadores. A estes cabe aprovar, ou não, as ponderações técnicas do TCE. Tanto isso é verdade que as “condenações” oriundas dos tribunais de contas não encontram guarida na Justiça Eleitoral para efeito de considerar o político ficha suja. No máximo, os pareceres subsidiam o Ministério Público e o Poder Judiciário. Oriundos geralmente do meio político, pois são indicados pela Assembléia, os conselheiros acham-se magistrados e alguns até pensam que seus palpites têm força de veredicto. Não têm. Eles só assustam o administrador desinformado, ou que não possui maioria no Legislativo, pois se o tiver, o parecer, tão valorizado pela imprensa, é rejeitado numa sessão relâmpago e ponto final.

Terno novo

Os candidatos eleitos em 3 de outubro passado, já mandaram fazer o terno para a festa da diplomação, que acontecerá no dia 16 de dezembro próximo. No evento político, a ser realizado no Teatro Tobias Barreto, serão diplomados o governador reeleito Marcelo Déda (PT), os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSC), os 24 deputados estaduais, os oito federais e seus respectivos suplentes. A festa promete.

Volta às aulas

Um dos mais brilhantes deputados federais Sergipe, o petista Iran Barbosa já sabe qual será sua prioridade quando terminar seu mandato em dezembro próximo: voltar a ensinar. No momento, ele está envolvido com o segundo turno da eleição presidencial, trabalhando duro pela vitória de Dilma Rousseff (PT). A derrota de Iran nas urnas foi lamentada pelos sergipanos. O consolo é que, enquanto o Brasil perdeu um sério e competente deputado, a escola ganhou um brilhante e dedicado professor.

Não muda

O governador Marcelo Déda (PT) acha que a sua relação com os prefeitos sergipanos é muito positiva. Entende o petista que se isso não fosse verdadeiro “não teríamos colhido os resultados que colhemos”.  O governador continua achando correta a forma como ele trata as lideranças interioranas, o que significa dizer que tudo vai continuar como dantes no quartel de Abrantes. Boa parte de seus aliados pensa diferente. Muitos reclamam mais atenção, enquanto outros se queixam da maneira como Déda paparica os adversários.

Sem campanha

Diferente do barulho feito antes das eleições de 3 de outubro, a campanha presidencial praticamente não existe em Sergipe agora no 2º turno. Quando muito se vê carros panfletados com material de Dilma (PT) e Serra (PSDB), ou alguns ‘gatos pingados’ segurando bandeiras nas esquinas de Aracaju. Os políticos vêm prometendo, desde o início do mês, campanhas fortes em favor de seus candidatos, mas não é isso que se vê. Diante desse marasmo, o eleitor terá que se contentar com o horário eleitoral gratuito, os debates na televisão e o mar de boatos que circula pela internet.

Encontro do varejo

Os presidentes de todas as Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas do Brasil (FCDLs) estarão reunidos em Sergipe no começo do próximo mês. Será de 4 a 7 próximo durante o 6º Encontro Nacional das FCDLs, que discutirá os rumos das entidades, questões do varejo brasileiro e ações do movimento lojista no Brasil. Segundo Gilson Figueiredo, presidente da FCDL/Sergipe, será uma grande oportunidade para divulgar o Estado.

Obras de esgoto

O esgotamento sanitário da cidade de Umbaúba começará a se tornar realidade a partir de março do próximo ano. A primeira fase das obras já tem recursos assegurados pelo Governo Federal. “É importante dizer que o investimento só foi viabilizado graças ao governo do Estado, através da Deso, que elaborou para a Prefeitura o projeto do esgoto. Sem isso, não teríamos como receber os recursos, pois o município não dispõe de dinheiro para custear um projeto dessa natureza, avaliado em cerca de R$ 220 mil”, afirma o prefeito de Umbaúba, Anderson Farias (PT).

Casamento na Real

Pela primeira vez, o programa ‘Tudo é Possível’, apresentado por Ana Hickmann, na TV Atalaia / Record, tem o quadro Casamento na Real filmado fora de São Paulo. A produção do “Casamento na Real” já visitou Aracaju e o interior sergipano para mapear imagens que irão ambientar os telespectadores nacionalmente, no programa que já tem milhares de inscritos.

Com a bancada

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) se reúne hoje à tarde com os vereadores que lhe dão sustentação na Câmara Municipal de Aracaju. Será em um luxuoso hotel da Orla de Atalaia e o comunista vai pedir aos aliados mais coesão da bancada nos debates travados no Legislativo. Deveria também solicitar aos auxiliares que tratem os vereadores com mais respeito. Não é legal, por exemplo, que o secretário da Saúde, Antônio Samarone, desacate o vereador Moritos Matos, chamando-o de ‘perebento’.

Do baú político

Apoiados financeiramente pelas Prefeituras de São Domingos e Canindé do São Francisco, os times de futebol destes municípios conseguiram, ano passado, chegar à 1ª divisão do futebol sergipano. Num domingo, a equipe canindeense foi jogar em São Domingos, para alegria da torcida local, que lotou o acanhado estádio. Chamou a atenção dos atletas visitantes a cortesia dos adversários, que cederam a parte sombreada com campo para o aquecimento. Em meio aos exercícios, eis que um enorme buraco se abre sob os pés do jogador Lagoa, que caiu no meio de merda, chafurdou-se na fossa do estádio, construída às margens do gramado. Foi um Deus nos acuda. Precisaram usar uma escada para retirar Lagoa do tanque de cocô fermentado. Só então, os jogadores do Canindé entenderam a ‘cortesia’ adversária.

Resumo dos jornais

Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários