Teses conservadoras, dos “salvadores da pátria” têm baix

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O jornal Valor Econômico deste fim de semana publica uma pesquisa recém-concluída pelo instituto Ideia Big Data sobre temas comportamentais e 

econômicos sugere, conforme os formuladores do levantamento, que as posições dos brasileiros são bem menos conservadoras do que tem aparecido nas análises políticas, nos discursos de parlamentares e em manifestações em redes sociais.

Segundo a matéria, do jornalista Ricardo Mendonça (SP), o estudo mostrou, entre outras coisas, que há forte apoio dos brasileiros à atuação do Estado para garantir igualdade de oportunidades, proteção aos mais pobres, aposentadoria aos mais velhos e crescimento econômico do país. São majoritários também o poio a cotas raciais em universidades públicas e a defesa de direitos de homossexuais. A formulação segundo a qual os direitos humanos "devem valer para todos, incluindo bandidos", supera com folga o entendimento de que deveria ser algo seletivo. E uma ampla maioria manifesta rejeição à ideia de punição criminal às mulheres que fazem aborto. (ver print)

Bandeiras Já a bandeira da redução dos impostos, muito cara ao pensamento conservador e muito defendida por políticos de direita e entidades empresariais, não é vista como prioridade. O único tema testado em que teses normalmente associadas ao conservadorismo ganham mais destaque é o da segurança pública. Por pequena margem, a ideia segundo a qual o país precisa de mais presídios tem mais concordância do que oposição. A defesa da pena de morte empata com a rejeição à adoção dessa medida radical.

72,8% dos 3 mil entrevistados rejeitaram à ideia de "salvador da pátria" para o Brasil. Para 72,8%, isso não existe. A posição oposta foi defendida por apenas 16%.Ou seja, a maioria dos brasileiros sabe que no passado já foi vivida essa experiência, como em 1989 com Collor.

A campanha eleitoral servirá para mostrar a população que qualquer candidato sectário, reacionário e homofóbico que se apresentar como um “salvador da pátria” é mais uma mentira que ganhou força por conta do descrédito da classe política.

Esclarecimentos aos leitores O blog informa aos leitores que enviaram questionamentos e informações pelo e-mail e pelo Zap que todos serão respondidos no dia de hoje, 20. O titular deste espaço estava recuperando-se de um problema de saúde.

O alucinado Não dá para ler entrevista com um, não lunático, mas alucinado. Ele mente e talvez acredite em sua própria mentira. Ele desconsidera a realidade e acha que dizendo que vai chover a chuva cai. Um alucinado…

Educação pública estadual, destaque negativo em rede nacional Primeiro foi a saúde, depois segurança, agora vem a educação. A Escola

Algumas fotos da escola de São Cristovão

 Estadual Senador Paulo Sarasate, localizado no município de São Cristóvão, vem aos frangalhos, servindo apenas para salão de festas, mas a educação nada. Foi o que mostrou ontem, 19, Roberto Cabrini em rede nacional pelo SBT. Detalhe: Uma equipe de TV foi impedida de adentrar na Escola. Um absurdo! Com a palavra o Sindijor e o Sintese. 

Laranjeiras: professores lutam pelo que perderam nas gestões de Ione e Juca Bala O que o grupo de professores da oposição está cobrando do prefeito Paulão são uma retomada de ganhos que elas perderam nas duas gestões anteriores, com Ione Sobral e Juca Bala.

Laranjeiras: professores lutam pelo que perderam nas gestões de Ione e Juca Bala II Um áudio da professora conhecida como Fia, divulgado nas redes sociais, mostrou que a proposta do atual prefeito não é boa para a categoria, mas a professora lembra que na atual administração não precisaram paralisar para receber o reajuste do piso do magistério, salário em dia, férias, o sexto de férias, o décimo terceiro integral no mês do aniversário. “Tem como negociar a proposta”, disse afirmando que não vê motivo para radicalizar e sim sentar e negociar.

Construtora União: erro no projeto da tubulação do split no edifício Soberano Jardins.  Às vésperas de completar dois anos, em que um casal começou a morar num edifício Soberano Jardins, localizado no Bairro Luzia, da construtora União, e comprou um ar condicionado foram surpreendidos com um problema grave. A construtora União entregou os apartamentos de dois quartos com a  infraestrutura de splits pronta, porém a CONFRIO, empresa terceirizada para efetuar o serviço acabou executando o mesmo fora dos padrões técnicos.

Tubulação de cobre não foi instalada individualmente Quando o casal chamou a autorizada para efeturar a instalação foram informados que não teriam garantia, pois a tubulação de cobre foi instalada dentro de um mesmo isolamento e, não de forma individual como deve ser, o que pode ser comprovado através dos manuais de instrução dos fabricantes e de vídeos técnicos de instalação de splits.

Construtora União não fez esforço para solucionar o problema Mediante tudo isso, o casal está dormindo no calor e com a garantia do ar condicionado passando. A construtora deveria solucionar o problema já que o problema foi causado por ela no erro no projeto da tubulação do split.

Arcar com os custos Ou seja, a tubulação foi feita de forma errada e a construtora deveria arcar com os custos da modificação da tubulação. O casal já fez diversas solicitações a Construtora União sem sucesso. Inclusive um engenheiro da União, de nome Mateus, esteve no apartamento com o laudo da CONFRIO, sendo que este não tinha validade técnica alguma para o problema em questão. Só restou ao casal ingressar na Justiça em breve e divulgar na sociedade sergipana para que os não sejam lesados pela construtora.                                                                                     

                                                                                    

Síndico promove quebra quebra em condomínio Ontem no final da tarde aconteceu um quebra quebra no edifício Renaissance, localizado na Alameda da Árvores. Estava acontecendo um aniversário onde participava vários adolescentes, o síndico de nome Sandro, que estava bebendo próximo se incomodou com o som da festa, começou um bate boca e do nada ele começou a bater nos adolescentes e nos pais do aniversariante, 3 adolescentes foram hospitalizados.

Major impediu a ação da PM A polícia foi chamada, o  procedimento correto seria a prisão do síndico em flagrante pelas agressões aos adolescentes, acontece que o síndico estava acompanhado do Major Giorlan Querino, que impediu  qualquer ação dos policiais. Foi prestado B.O. e o caso será levado para a corregedoria de Polícia. Mais de 20 testemunhas já estão de prontidão para testemunhar junto com os pais dos adolescentes. Também foi registrado no livro de Ata do condômino a possibilidade das imagens serem apagadas pelo síndico. Segue a foto de um dos  adolescentes agredidos e a foto do síndico agressor, veja e tire sua conclusão.

Governador Jackson Barreto, leia com atenção a súplica de um sergipano desesperado, que até hoje só engrandeceu o nome de Sergipe. Governador, Percílio corre risco de morte: "Desde criança, quando tudo começou, eu vivo para cuidar dos animais, e especialmente das aves de rapina. Eu não tenho muitas coisas e nem muito dinheiro, mas graças a Deus nunca nos faltou nada. No entanto, desde que invadiram a minha casa, eu não consigo mais dormir…Eu não consigo relaxar, eu não consigo dormir, eu não tenho paz… porque eu imagino que a qualquer momento alguém pode invadir algum viveiro e furtar algum gavião, matar uma coruja, ou simplesmente invadir novamente a minha casa e fazer algum mal contra as pessoas que eu amo e que também amam a natureza.Foi o momento mais terrível da minha vida, eu pensei que tudo acabaria ali… Mas Deus teve misericórdia de nós e estamos vivos… Mas eu não tenho saúde emocional para continuar com tanta insegurança, até a minha família teme, porque é a segunda vez que somos vítimas de criminosos.Por favor, me ajudem. Eu nunca pedi nada a ninguém, mas por favor, me ajudem a fazer com que o Governador Jackson Barreto e o Secretário de Segurança Pública instalem uma base da Polícia Militar no Parque dos Falcões, eu não aguento mais."José Percílio.

Dia da Consciência Negra terá homenagens na Alese No dia da Consciência Negra, a Assembleia Legislativa de Sergipe (ALESE) homenageia

Legenda

 professoras e quilombolas que lutam contra o racismo e em defesa da cultura afro-brasileira, entregando-lhes a Comenda Senador Abdias Nascimento. A solenidade acontece nesta segunda-feira, 20 de novembro, a partir das 17h, no plenário da Casa Legislativa.

Autoria O projeto de Resolução que cria a comenda é de autoria da deputada Estadual Ana Lúcia e prevê que a ALESE homenageie anualmente militantes sociais e personalidades que lutem contra o preconceito racial.

Comenda A comenda leva o nome de Abdias Nascimento, um grande artista engajado, militante social de vanguarda, intelectual renomado internacionalmente, pan-africanista, militante trabalhista, político e ex-parlamentar, que dedicou sua vida à superação do racismo no Brasil.

Homenageadas Este ano, serão homenageadas as professoras da UFS e militantes do movimento negro Maria Batista Lima e Maria Nely Santos, a conhecida parteira sergipana Zefa da Guia (Josefa Maria da Silva Santos) e as lideranças do movimento quilombola em Sergipe, que têm lutado em defesa da terra e da dignidade das comunidades tradicionais Maria Izaltina Silva Santos (Brejão dos Negros – Brejo Grande), Luiz Augusto Bomfim (Maloca – Aracaju); Xifroneze Santos (Caraíbas – Canhoba); Maria Gressi de Santana Silveira (Mocambo – Aquidabã); Magno de Oliveira Barros (Brejão dos Negros – Brejo Grande); e José Welington Fontes (Porto D’areia – Estância). 

Advocacia negra O conselheiro federal Kleber Rênisson Nascimento (OAB-SE) será um dos participantes da Mesa de Trabalho Internacional sobre “Advocacia Negra: conhecimento, empoderamento e contribuições”,  evento especial da XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira que será realizada em São Paulo, nesse próximo mês de novembro.

Consciência negra O advogado Kleber Rênisson que ê vice-presidente da Comissão Nacional da Igualdade Racial representará a OAB na cerimônia comemorativa do Dia da Consciência Negra, hoje, no Palácio de Despachos do governo de Sergipe. Na ocasião, o governador Jackson Barreto vai sancionar projeto de lei criando cotas para negros em concursos públicos do estado.                                

PSDB também realizar evento alusivo Consciência Negra  O PSDB Sergipe realiza nesta segunda-feira, 20, das 9h às 11h, na sede do partido em Aracaju, um evento alusivo ao Dia da Consciência Negra, data que marca a morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 1695, após anos defendendo o Quilombo de Palmares de expedições que pretendiam escravizar, novamente, os negros que conseguiram fugir.

Presenças  Na oportunidade, além de apresentações culturais, ocorrerá a posse do Secretariado da Militância Negra do PSDB – Tucanafro Sergipe, sob a liderança de Daniel Max, que presidirá o Secretariado pela segunda vez.  O evento contará com a presença do presidente do PSDB Sergipe, o senador Eduardo Amorim, do ex-deputado federal e secretário-geral do partido, José Carlos Machado, do vereador e presidente do Diretório Municipal do PSDB Aracaju, Manuel Marcos, além de outros filiados e lideranças.

ExpoAfro: Feira de Cultura Afrosergipana De 23 a 25 de novembro será realizada aExpoAfro, feira de cultura afrosergipana, com literatura, grastronomia, artesanato, fotografia, cinema, música e muito axé. Será na Praça General Valadão, no Centro Cultural de Aracaju. Com diversos shows e a feira dos empreendedores negro de Sergipe.

Virada na praia terá clima de carnaval Axé, forró, sertanejo e música eletrônica vão ditar o Réveillon Com Amor neste final de ano. Somando oito 

Ambiente temático, buffet Davi Brito e muitas atrações

edições, a festa traz Durval Lelys, Forró Ativado e Luiz Fernando e Manoel, que prometem repertório atualizado, mas se deixar de lado os grandes sucessos de suas carreiras. Já o DJ Cello prepara para grande noite um set list especial e dançante, combinado com o clima praiano do Com Amor Beach Bar, local do evento.

Ambiente temátivo Quem marcar presença no Réveillon Com Amor também terá um ambiente temático, assistirá a queima de fogos e buffet al inclusive, assinado por David Brito. Sem contar na localização privilegiada, pertinho do mar. Todos os serviços garantidos por quem entende de festas: a Augustus Produções.

Opções O público terá duas opções de acesso: mesa em setores diferenciados ou convite individual. Os preços também são atrativos – R$ 1.800 mesa setor 01 (04 pessoas), R$ 1.600 mesa setor 02 (04 pessoas) e R$ 300 individual com direito ao buffet. A compra de qualquer uma das mesas inclui 01 garrafa de whisky oito anos e 01 garrafa de champagne As vendas estão ocorrendo na Central do Ticket, no RioMar Shopping.Mais informações através do telefone (79) 3219-2069.

Stanza A Black Friday da Stanza, marca da construtora Celi voltada para o segmento econômico, estará na III Feira de Imóveis Ademi/SE, que acontece de 23 a 26 de novembro,  no estacionamento do Shopping Jardins, de quinta a sábado, das 10h às 22h, e, no domingo, das 10h às 20h. A Stanza pensou no seu melhor conforto e  estilo perfeito para você morar bem e viver um novo dia a cada dia.

Preços São condições especiais para você comprar seu imóvel próprio. Conheça os empreendimentos participantes da promoção acessando o http://conteudo.stanzapravoce.com.br/black-friday-stanza ,  e não perca a chance de começar o próximo ano no apartamento dos seus sonhos com preços jamais vistos.  São apartamentos a partir de R$ 139 mil, com 2/4 com varanda e 3/4 com suíte e varanda, cozinha, área de serviço e de lazer completa, prontos para morar, ótima localização e com descontos imperdíveis. Use seu FGTS, 13º salário, e o melhor, ITBI e cartório grátis.

                                                                                                                                                                                                                                             

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Trilha Solidária: Parque dos Falcões, dia 26  O grupo “Trilheiro de Rocha” realizará no próximo domingo, 26, uma Trilha Solidária para a Serra de Itabaiana numa forma de protesto e em solidariedade ao Parque dos Falcões, que precisam muito da ajuda de todos. A ideia é reunir o número máximo de pessoas na luta por essa causa. Será cobrado uma valor simbólico de R$ 10,00 por pessoa que será entregue ao parque ano fim da trilha. Mais informações: Robson ( 79 – 99930 – 3049) e lucas (79 – 99849 – 1877)

Sobre cooperativas de ônibus: carroças e sonegação de impostos Pelo zap:“Sobre as cooperativas de onibus: além de carroças que o usuário é obrigado a utilizar, essas empresas sonegam impostos debaixo do nariz de todos. Trabalho para uma empresa onde a sede é no Rio de Janeiro, empresa esta que faz o ressarcimento dos valores pagos em passagens com uma condição: que os funcionários apresentem notas fiscais, caso contrário terei o desconto no contracheque. Pois bem, a maioria dos carros não tem o talão de notas e sempre dão desculpas esfarrapadas que o talão foi extraviado ou roubado. Enquanto isso, o contribuinte paga para trabalhar e enricar cada vez mais empresas que não tem respeito algum ao consumidor.”

Mais uma traição em Simão Dias Pelo zap O vice-prefeito Aloizio Viana (PSC), que tem a sua esposa, a ex-vereadora Rosa Cecília Viana, nomeada no Gabinete da Secretaria estadual da Casa Civil, não terá como votar contra Belivaldo, afinal, é o galeguinho que a nomeou. Ele não participou do lançamento da pré-candidatura do Simãodiense ao governo apenas para não entrar em choque com André Moura. O Galeguinho está cada vez mais subindo….

3° Encontro Estadual de Juventudes Os movimentos e organizações juvenis do estado de Sergipe se reunirão no dia 16 de Dezembro, a partir das 13h, no Ginásio Poliesportivo Constâncio Vieira, em Aracaju, para o 3° Encontro Estadual de Juventudes.O Encontro contará com uma vasta programação, como apresentações, debates, shows e a criação do Fórum Estadual de Juventudes do estado de Sergipe.

Participação Todos os movimentos/organizações que trabalhem com juventude em Sergipe poderão participar do 3° Encontro. As inscrições para o 3° Encontro já estão disponíveis até o dia 06 de dezembro. Inscrições:https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdiMzDmmz3kHOKDQ2WFQKed_p3nHBy0kwj0LWxYBqQHdwOB9Q/viewform?fbzx=1624996274940649200

PELO E-MAIL E FACEBOOK

ARTIGO

A munição utilizada pela policia militar do estado de sergipe é inadequada para a atividade policial. Por Irlan Massai Calaça dos Santos*

          Cresce mais uma vez no estado de sergipe a discussão a respeito da munição utilizada no serviço policial, dando a entender que esta deve ser o menos letal possível, visando a preservação da vida. Entretanto, é evidente a falta de conhecimento técnico de algumas pessoas que opinam e que acabam por desconsiderar o principal fator: “A munição deve ser letal o suficiente para solucionar a ocorrência com o menor numero de disparos”. Para compreender melhor tudo isso vamos voltar um pouco no tempo e entender sobre o tema.

          A Polícia militar do estado de Sergipe utiliza pistolas no calibre .40 S&W desde o ano de 2001, em substituição ao revolver calibre .38, para o policiamento ostensivo. A primeira instituição policial a utilizar o calibre .40 S&W no Brasil foi a polícia rodoviária federal, também em substituição ao revolver. O calibre .40 S&W foi desenvolvido nos Estados Unidos pela empresa Smith & Wesson, a pedido do FBI, pois os agentes da policia federal americana perceberam que o calibre 9mm não tinha “poder de parada” suficiente, fazendo com que muitas vezes fosse necessário efetuar diversos disparos contra uma mesma pessoa para conseguir fazer cessar a agressão. O episódio conhecido como “tiroteio de Miami”, em 1986, onde dois agentes do FBI morreram e mais cinco ficaram feridos, numa troca de tiros com dois ladroes de banco, foi um evento crucial para que essas mudanças fossem adotadas.  A partir do ano 2000, o .40 S&W se tornou praticamente o calibre oficial das Polícias Brasileiras, sendo utilizado em quase todos os estados da federação.

          Antigamente, a industria brasileira disponibilizava poucas opções de projétil para o calibre .40 S&W (projétil é a ponta do cartucho, parte que sai da arma e atinge o alvo) limitando-se aos projeteis ogivais de chumbo e encamisados (o projétil encamisado é de chumbo, porém,  revestido com uma liga metálica mais dura, conferindo maior poder de perfuração) com ponta plana. O problema desses projéteis é que ainda tinham um poder de transfixação alto, fazendo com que parte da energia não fosse transferida para o alvo, desperdiçando assim a energia produzida pelo disparo e gerando o risco de atingir pessoas inocentes e de não conseguir fazer cessar a injusta agressão provocada pelo criminoso. O “Stopping Power” ou “Poder de parada” é um conceito idealizado com o objetivo de medir a capacidade de uma determinada munição poder cessar uma agressão com o mínimo de disparos possíveis e no menor tempo possível, através da energia cinética transferida do projétil para o alvo e o dano provocado por ele nos tecidos do corpo, levando a um choque do sistema nervoso mas não necessariamente a morte. Para atingir esse objetivo, vários tipos de projéteis foram desenvolvidos em varias partes do mundo, chegando ao que conhecemos hoje como “projéteis expansivos”, que geram os melhores resultados balísticos de “stopping power”. É aí que iniciam as polêmicas.

          Projéteis expansivos foram desenvolvidos para, como o nome já diz, expandir quando perfuram tecidos moles, criando uma maior superfície de contato e promovendo uma desaceleração mais acentuada, fazendo com que o projétil pare no corpo e isso provoque uma transferência de energia cinética ideal para o alvo, evitando assim a transfixação e provocando mais dano em um disparo. Em resumo, cada disparo se torna muito mais eficiente.

          A PMSE utilizou munição expansiva até o ano de 2008, quando passou a comprar apenas munição encamisada ponta plana para utilização no policiamento ostensivo. O motivo alegado  na época foi o menor custo da munição. Rumores circularam o meio policial dando conta de que uma recomendação do Ministério Publico foi feita afirmando que a munição expansiva seria muito letal. Não foi verificada nenhuma documentação que possa provar essa afirmação.

          Revistas brasileiras passaram a afirmar, em 2012, que as polícias utilizam munições com projéteis proibidos por convenções de guerra e tratados internacionais de direitos humanos, tratando as instituições policiais brasileiras então como violadoras sistemáticas de direitos. Fazendo uma série de comparações equivocadas, as matérias alegaram que as instituições utilizam projéteis expansivos do tipo Dum-Dum, que foram proibidos pelas convenções de Haia 1899, Genebra 1864 e pelo estatuto de Roma 1998.

             As munições do tipo Dum-Dum, na verdade, foram projéteis desenvolvidos no arsenal inglês da província de Dum-Dum, próximo a Calcutá, na Índia, no século 19, e que foram importantes para o desenvolvimento dos projéteis expansivos atuais, mas que possuem uma diferença crucial. Os projéteis do tipo Dum-Dum tem como objetivo expandir e fragmentar dentro do corpo, causando lesões muito extensas e difíceis de tratar, provocando sofrimento desnecessário aos feridos e não ajudando especificamente no “poder de parada” do disparo. A afirmação sobre sofrimento desnecessário, inclusive, está presente nos tratados internacionais que tratam sobre crimes de guerra e dos quais o Brasil é signatário. É preciso entender em primeiro lugar que tais tratados versam a respeito de crimes praticados em tempo de guerra por exércitos e, em segundo lugar, é preciso contextualizar o motivo que levou a inclusão da descrição de projéteis expansivos no tratado, que se referiam aos projéteis do tipo Dum-Dum, que guardam pouca relação técnica com as munições expansivas utilizadas hoje em dia pelas policias Brasileiras e de diversos países.

          A Policia Militar de Sergipe utiliza hoje uma munição com menor eficiência balística (apesar da medição de eficiência balística não ser um calculo exato, estima-se uma diferença de 10% a menos de efetividade entre a munição encamisada ponta plana utlizada pela PMSE e modelos de munição expansiva) do que a munição expansiva do tipo “Hollow Point”, aumentando o risco para os policiais em serviço e, consequentemente, para a sociedade em geral. Isso se deve ao fato de que a munição que utilizamos hoje no serviço de policiamento ostensivo, tanto nas pistolas quanto nas carabinas e Submetralhadoras de calibre .40, tem uma maior chance de transfixar o alvo do que munições que se expandem ao se chocar com o corpo (Para ser bem sincero, na verdade é importante entender que todos os projéteis existentes se deformam e expandem no choque com o alvo, mas nos projéteis ditos expansivos isso ocorre de forma mais acentuada, propositalmente). Essa transfixação  faz com que parte da energia do disparo seja desperdiçada e ainda existe uma imprevisibilidade quanto a trajetória que esse projetil poderá tomar, caso ultrapasse o corpo que foi alvo inicial do tiro, podendo vitimar pessoas inocentes. O impacto que o agressor sofrerá será menor do que com a munição ideal e poderá continuar tentando contra a vida do operador de segurança ou de cidadãos desarmados da sociedade, obrigando o policial a efetuar mais disparos, uma vez que o objetivo dos disparos não é a morte do individuo agressor, mas sim fazer com que ele cesse a injusta agressão. O tempo necessário para o policial efetuar mais disparos é o tempo que o agressor também terá para continuar tentando contra a vida de terceiros, aumentando o risco geral do confronto para ambos os lados. Analisando esses aspectos, podemos compreender que a munição que alguns alegam ser “menos letal”, na verdade pode ter efeito contrario ao pretendido, aumentando circunstancialmente o risco geral do confronto para o infrator e de forma ainda mais acentuada para o operador de segurança e sociedade civil.

          Em conversas informais com operadores de unidades especializadas e do policiamento ostensivo comum, vários foram os relatos de ocorrências em que, devido a baixa eficiência da munição utilizada, foram necessários disparos adicionais para que o criminoso viesse a cessar a agressão. Devido a isso, vários policiais optam por adquirir munição por meios próprios para utilizar em substituição das que o estado fornece, devido ao receio de não poder confiar na munição durante um possível confronto. Diante desse cenário, é importante realizar um estudo mais aprofundado sobre o tema com o objetivo de subsidiar a instituição no processo de compra de munições que se adequem melhor as necessidades do serviço e promovam maior segurança para os seus operadores e para a sociedade em geral.

*Tenente da PMSE

REFLEXÃO

A temporada de escândalos Por Laura Greenhalgh / Para o Valor, de São Paulo. Alguns trechos da matéria do fim de semana:

Nas últimas semanas a imprensa e as redes sociais não pararam de divulgar segredos apimentados complicando a vida de astros do cinema, da 

mídia, do teatro e da política, na temporada de escândalos protagonizados por Harvey Weinstein. De Kevin Spacey, personagem central da série "House of Cards", a Bill O'Reilly, âncora da Fox News pago a peso de ouro para propagar seu conservadorismo, passando por Donald Trump, o presidente cuja lábia não conhece sutilezas, forma-se como uma avalanche de denúncias contra personalidades que, da maneira menos recomendável possível, se veem acima do bem, do mal e da lei. Sobre todos paira o mesmo tipo de acusação: assédio sexual.

Sim, tudo poderia ter sido diferente para esses e outros homens poderosos não fosse o gosto por assediar preferencialmente mulheres, para saciar seus instintos mais fogosos. Ou fantasias mais recorrentes. Ou exercitar o estranho prazer de sujeitar o mais fraco

Passei a obedecer aquele homem. Tive medo que ele acabasse comigo, que me esmagasse. Hoje carrego dentro de mim essa culpa e essa vergonha

Por que se calaram por tanto tempo? Por que contribuíram para preservar a reputação de um aproveitador sem limites, reconhecido como tal à boca pequena? Por que, afinal, foram coadjuvantes de um violentador serial?

Mas a pergunta que não quer calar permanece: por que silenciaram?

A maioria das mulheres admite que não consegue reagir, que o pensamento fica bloqueado, assim como a fala e o gesto. Consumada a violência, a humilhação e a impotência passam a se confundir com o medo do descrédito e a vergonha social.

Para sobreviver a esse inferno, mulheres tentam sublimar o que passaram (e não conseguem, em definitivo). Assim acabam contribuindo para manter aquilo que, no caso de Weinstein, ficou conhecido como "a conspiração do silêncio"

A matéria é extensa e vale à pena conferir para quem é assinante: http://www.valor.com.br/cultura

PELO TWITTER                                                                                                                                                                                                                          

www.twitter.com/AntonioSamarone O assédio é mais uma questão de poder, que de sexo.

www.twitter.com/RicMarquesTV Você sabia que falar em público é o maior medo da humanidade? Ele está na frente até mesmo do medo da morte

www.twitter.com/Sahamiak Eu juro que tento ser otimista quanto ao Brasil, eu juro! Mas faz tempo que só tenho aquela esperancinha poética.

www.twitter.com/Glaucoww Carro confortável, ar geladinho e motorista que não abre a boca: enfim encontrei o Uber 5 estrelas.

www.twitter.com/RadioRockPuro Povo que precisa de um "salvador da pátria", nao merece ser salvo. Não existe varinha mágica para recuperar um país.

Cláudio Nunes no Face e no twitter:

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

Frase do Dia

“A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa alguma, apenas destruidora.” Ambrogio Traversari, presbítero, teólogo e humanista italiano, Morreu em 20 de Novembro de 1439 (n. 1386).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários