Time sem jogadores

0

As últimas declarações de integrantes do DEM deixam transparecer que o partido terá muitas dificuldades para montar uma chapa majoritária. Conforme publica hoje, no Jornal do Dia, a colega Rita Oliveira, os ex-pefelistas estão apostando todas as fichas num rompimento do PT com o PSB e o PSC. Aliás, os democratas mais afoitos até já divulgam a chapa dos seus sonhos: João Alves para governador, Nilson Lima (PPS) vice, Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSC) para o Senado e Albano Franco (PSDB) para a Câmara Federal. E quem foi que disse que Valadares e Amorim vão deixar a frondosa sobra do governo para se arriscar numa aventura eleitoral? E Albano deixaria de disputar o Senado somente para garantir, com a sobra de seus votos, as reeleições de Mendonça Prado e José Carlos Machado? Ao sonhar com o quase impossível, o pessoal do DEM torna público o que todos já sabem: está fragilizado em termos de nomes. Aliás, o partido parece até aquele time que chega ao campo com jogadores a menos e, para não perder por WO, fica mandando recados ao técnico adversário para lhe emprestar o ataque inteiro.

Na frente
O Jornal da Cidade publica hoje pesquisa eleitoral feita pelo Ibope em Aracaju. O estudo, realizado entre 26 e 28 de março deste ano, mostra que o governador Marcelo Déda (PT) lidera com 49%, enquanto o segundo colocado, João Alves Filho (DEM), aparece com 31%. O Instituto também ouviu os eleitores sobre o vice de Déda, tendo Jackson Barreto aparecido na frente com 24% das preferências. Encomendada pela TV Cidade, a pesquisa ouviu 805 pessoas na capital de Sergipe.

Centrais ameaçadas
Duas das seis centrais sindicais registradas no Ministério do Trabalho correm o risco de perder o direito ao imposto sindical cobrado dos trabalhadores se não aumentarem sua base de filiados. Segundo publica hoje o Valor Econômico, a partir de 2011, o governo só repassará o imposto às centrais que tiverem no mínimo 7% de representatividade, critério que leva em conta o número de sindicatos e trabalhadores ligados a essas organizações. Ao fim de 2009, a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), dissidência da CUT, e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), ligada ao PMDB, tinham índices inferiores a 7%.

Ética médica
Limites para a distanásia – uso de meios artificiais para se prolongar a vida – e o fortalecimento dos cuidados paliativos para pacientes terminais são alguns dos temas abordados pelo novo Código de Ética Médica, que entra em vigor hoje. A legislação prevê ainda o veto à manipulação de células reprodutivas e maior autonomia ao paciente na hora de decidir que tipo de tratamento deseja enfrentar. Um dos destaques do código trata da autonomia do paciente que, a partir de agora, tem o direito de ser informado sobre todos os procedimentos médicos a serem realizados, sejam clínicos, terapêuticos ou de diagnóstico.

Beba mel
O Sebrae e a Confederação Nacional de Apicultura lançarão em maio uma campanha para incentivar o consumo de mel no país. ‘Meu dia pede mel’ será divulgada em rádios, canais de TV e em feiras locais, por meio de carros de som, além da distribuição de folders explicativos. A ação é resultado de convênio de cooperação técnica firmado entre as duas instituições em 2009. O objetivo é incentivar a população a ver o mel como alimento natural e fonte pura de energia.

Emprego temporário
A proximidade do Dia das Mães já começa a movimentar o varejo. Com isso surgem oportunidades de emprego temporário em muitas lojas. Quem consegue um emprego nessa época tem grandes chances de ser efetivado porque logo em seguida vem o Dia dos Namorados e depois o Natal. Um bom desempenho agora é o passaporte para estar empregado, pelo menos, até o final do ano.

Tempo para compras
Uma pesquisa da empresa OnePool revela que a mulher gasta em média oito anos de sua vida fazendo compras. Segundo o estudo, comprar itens para a casa e manter a família alimentada e vestida representam 25.184 horas e 53 minutos durante um período de 63 anos. A mulher faz 301 incursões para fazer compras – resultando em um total de 399 horas e 46 minutos por ano. A pesquisa derruba o argumento que as mulheres só fazem compras quando estão adquirindo roupas para elas.

Empreendedorismo
Os alunos do Centro Profissionalizante José Figueiredo Barreto estão participando de um curso de empreendedorismo. Ministrado através de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação (Seed) e o Sebrae Sergipe, o treinamento começou de ontem, e terá a duração de uma semana. Ao todo, seis turmas estão participando, além dos alunos do Centro Estadual de Educação Profissional Agonalto Pacheco da Silva, em Neópolis.
O curso visa mostrar aos alunos noções sobre empreendedorismo, mercado e finanças.

Haja chuva
As chuvas deverão continuar intensas em Sergipe até essa terça-feira, devendo a partir de amanhã ocorrerem de forma isolada. A previsão é do Centro de Meteorologia da Secretaria estadual do Meio Ambiente. Segundo o meteorologista Overland Amaral, até o momento já choveu na Grande Aracaju cerca de 335 milímetros ao longo desses dias.
As chuvas que caíram esses últimos dias no Estado foram provenientes de uma Frente Fria que havia saído do Rio de Janeiro, e continuou o percurso passando pela Bahia e estacionou no estado de Sergipe desde a última quarta-feira.

Direito ao seguro
Motoristas atingidos por enchentes só têm direito à indenização do seguro de automóvel caso possuam a chamada cobertura compreensiva. O alerta é da Pro Teste. Ao contrário da cobertura de Responsabilidade Civil Facultativa, a compreensiva abrange os riscos de colisão, incêndio, roubo/furto e os decorrentes de submersão total ou parcial do veículo em água doce proveniente de enchentes ou inundações.

Suplica sergipana
As fortes chuvas caídas em Sergipe lembram a letra de Suplica Cearense, escrita por
Gordurinha e Nelinho e imortalizada por Luiz Gonzaga: Oh! Deus, perdoe este pobre coitado/ Que de joelhos rezou um bocado/ Pedindo pra chuva cair sem parar/ Oh! Deus, será que o Senhor se zangou/ E só por isso o sol se arretirou/ Fazendo cair toda chuva que há.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais