TJ, cavalo de batalha e achismo

0

Nas análises e opiniões sobre qualquer assunto este jornalista procura não se exceder, cair na vala comum da crítica injusta e infeliz a ponto de comprometer pessoas, sujeitando-as à acidez de uma interpretação infeliz, ou do “achismo” maldoso oferecido na montagem desse ou daquele cavalo de batalha para confundir a opinião pública.

 

Este jornalista refere-se ao que foi escrito por alguns jornalistas sobre o teor de um e-mail enviado pelo Procurador Geral do Estado, Márcio Leite de Rezende, ao Governador Marcelo Déda, envolvendo o nome da Desembargadora Marilza Maynard. Em certo trecho diz o seguinte: Sr.Governador: a sugestão da alteração pela PGE já está na mão (sic) de Júnior e Manoel Dantas. Quanto ao TJ não há decisão final, de sorte que estamos trabalhando a respectiva relatoria “Desa.Marilza Maynard”. De qualquer sorte, com a revogação do referido dispositivo por lei a questão encerra-se de vez. Marcio Leite de Rezende.

 

Todo o alarde, toda a má-fé extraída das entrelinhas da expressão “…estamos trabalhando a respectiva relatoria…” teve o único objetivo de confundir a opinião pública, jogar a sociedade contra a desembargadora Marilza e, em conseqüência, criar um escândalo em torno do Tribunal de Justiça.

 

Ao Procurador Geral, a quem caberia se justificar, já o fez ao dizer que “…é natural um advogado conversar com juízes de causas para explicar ponto de vista que defende para seu cliente.”

 

Mas, o quê? De pronto surgiu um desses paladinos da verdade jogando para o publico ao se manifestar na imprensa que o e-mail “…colocou em cheque a autonomia do Poder Judiciário de Sergipe..”- Como a maldade nunca vem só, de pronto a conclusão da frase acima teve um complemento ácido, venenoso e com um mal-intencionado visgo comprometedor: “…sob a batuta do principal representante do Poder Executivo: Marcelo Déda.”

 

O Tribunal de Justiça de Sergipe é um dos mais eficientes do país, conforme registros oficiais detalhados em pesquisas feitas pelo Conselho Nacional de Justiça. É referência de modernidade e modelo para várias outras cortes de justiça do Brasil que não se cansam de mandar funcionários para conhecerem a evolução de serviços principalmente nas questões da tecnologia de informática do TJSE.  Recentemente, dados do CNJ – Justiça em Números – revelou que Sergipe se classificou como o 5º Estado menos congestionado em processos de 1º grau. (Jornal O Dia, 7 de junho). 

 

Em tempo, para os apressadinhos: este jornalista não tem qualquer relacionamento de amizade com a desembargadora Marilza Maynard. Defende a magistrada por saber de sua honradez e história. Quanto ao Tribunal de Justiça, valho-me de dados oficiais e de pesquisa diária do trabalho que se pratica naquela casa de justiça que vem sendo bem presidida pelo jovem desembargador Roberto Porto.

 

O jogo de cada um

Deu na coluna Painel da FPS, de hoje, 09: O próximo presidente do PT deve ser mesmo José Eduardo Dutra, mas, até a eleição, haverá espaço para muito jogo de cena. Ao sugerir que o assunto não está liquidado, como fez em reunião no fim de semana, José Dirceu cria dificuldade para obter de Dutra algum compromisso de preservação de seu espaço.Ao insinuar que pode se lançar na disputa, Arlindo Chinaglia tenta conseguir por outra via o que está buscando desde o fim de seu mandato na presidência da Câmara: um cargo no governo. E José Eduardo Cardozo, mesmo sem chances de ganhar, será mantido no páreo como forma de delimitar o tamanho da Mensagem, grupo do ministro Tarso Genro.

 

Articulação

Ainda na coluna Painel, duas notas: Lição de casa. Há ainda petistas sem relação com Dutra, mas que aderiram na primeira hora e com grande entusiasmo. Estes esperam alguma compensação quando o candidato deixar o comando da BR Distribuidora.  Estrangeiro. De um cardeal petista, sobre a resistência de Dirceu: “O Dutra hoje é mais Dilma do que Articulação”. Articulação, para quem não lembra, é o antigo nome da ala majoritária do PT.

 

Entrevista Grave

O sargento Edgar Menezes, uma das lideranças da PM, concedeu ontem entrevista a TV Sergipe e deixou claro que os policiais militares vão cruzar os braços. Disse que “Já conversei minha família e alguns familiares vão se revezar no deslocamento das minhas filhas para escola e vice-versa”. Questionado o que ele temia o sargento foi claro: “a insegurança ficará pior”.

 

Comandante do exército

O governador tinha sido aconselhado a colocar no comando da PM, um homem do exercito, ponderou muito e achou que deveria dar mais uma chance a um coronel da PM de Sergipe. Mas com as declarações claras pela imprensa, como a do sargento Edgar Menezes, é preciso fazer algo. A greve branca é uma realidade e o governo deve estar preparado para o pior.

 

Festejos juninos

Nos bastidores o comentário é que os festejos juninos deste ano serão violentos. A PM pode até ir para alguns locais, mas vai fechar os olhos. E aí? Só para lembrar que tem uma gratificação para este tipo de evento.

 

Negociação X Equiparação

Nos bastidores comenta-se que o deputado Gualberto, líder do governo ficou chateado com a deputada Ana Lúcia, pela criação de uma comissão para negociar com as lideranças da PM, sem antes conversar com ele. Na prática essa comissão só serviu  de palanque para os deputados de oposição já que o impasse vai continuar. As lideranças da PM não querem negociação querem equiparação salarial e ponto final. Nada mais que vier do Governo do Estado vai resolver.

 

Covardes sempre dão as costas

Do jornalista Ivan Valença, aqui na Infonet: “Estão sem rumo os policiais militares que buscam melhorias salariais para a categoria de trabalhadores, mas que não sabem conduzir com precisão os seus pleitos junto ao Poder Executivo. O episódio deprimente, quando dezenas que estavam na Assembléia Legislativa, deram as costas ao deputado Francisco Gualberto, líder do governo, é o sinal mais evidente disso. Aliás, não custa nada frisar que historicamente os covardes sempre dão as costas”.

 

Aluguel do helicóptero

No governo passado eram R$ 3.200,00 por hora, porém o combustível e a manutenção não estavam incluídos. Agora são R$ 4 mil por hora, mas o combustível e a manutenção estão inclusos.

 

Helicóptero e fins políticos

Enquanto for usado para segurança, pelo Samu e pelo Corpo dos Bombeiros, tudo bem. Espera-se que não seja usado para fins políticos como foi usado no governo passado. Este espaço, em 2006, recebeu diversas denuncias do helicóptero pousando em campos de futebol no interior para fazer campanha eleitoral.  O blog está de olho… Só uma pergunta: será a mesma empresa do governo anterior?

 

Absurdos na Polícia

Relato de um servidor público da Polícia Civil: Para meu espanto tenho visto alguns absurdos na Polícia. Fiquei bastante empolgado com o investimento feito pelo Governo no tocante à tecnologia para que esta fosse utilizada na comunicação e investigação de nossa instituição. Acontece que diversas viaturas da Polícia Civil, onde foram instaladas rádio-comunicadores, computadores de bordo e GPS, nada disso está sendo utilizado, não posso dizer que em todas, mas o absurdo é você ver uma viatura com um rádio ou um computador que não funcionam, mas pasme, não é por que veio quebrado ou é ruim tecnicamente, é por que alguns gestores simplesmente não mandaram esses veículos para o setor competente, onde lá estes rádio seriam codificados e postos em funcionamento. Quanto aos computadores, até hoje não vi nenhum sendo utilizado, seja por não estar em funcionamento, seja por que não houve treinamento para o seu uso.

 

GPS não funciona?

Quanto ao GPS, é um absurdo continuarmos vendo carros da Secretaria sendo utilizados como um veículo particular, fato este facilmente comprovado se a corregedoria do Estado ou da Polícia visitasse a FASE, O PRAETORIUM, FACULDADE ATLÂNTICO OU MAIÊUTICA, principalmente no período noturno, onde seria verificado a enorme quantidade de carros da Instituição que lá ficam estacionado. Com o GPS, ficaria fácil ver e seria comprovado tecnicamente num processo administrativo aonde estes veículos estavam parados e em qual horário, fazendo assim uma averiguação, pois se o condutor não tivesse uma ordem de serviço justificando a presença dele naquele local, estaria passível de ser penalizado. É bom salientar que a utilização dos veículos como particulares, também ocorre na Polícia Militar.

 

Rádios não funcionam

Portanto não adianta investir tanto na nossa Instituição senão o colocarmos em prática, bem como não qualificarmos os operadores, e digo, tudo isso seria resolvido se nossos gestores (Delegados) se dedicassem mais na administração da polícia. Só para citar duas delegacias aonde os rádios não funcionam, tentem entrar em contato com os veículos de Propriá e Neópolis, isso para não citar o de Poço Verde.

 

 

Construtoras participam de reunião com o MPF/SE

A pedido de órgãos representativos das construtoras do Estado de Sergipe, o Ministério Público Federal realizou ontem, 8, uma reunião sobre a Zona de Expansão de Aracaju. Estiveram presentes representantes da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi/SE), do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Sergipe (Sinduscon/SE), representantes dos moradores da região, além das procuradoras da República Lívia Nascimento Tinôco e Eunice Dantas Carvalho.

 

Engajamento das empresas

A procuradora Lívia Tinôco aproveitou a ocasião para conclamar as empresas a um maior engajamento com o poder público na busca de soluções para os problemas de drenagem e esgotamento da área. “Espero que vocês, como setor produtivo, da mesma forma que procuraram o MPF e a Juíza Federal que vai julgar a ação, busquem os governos do Estado e do Município para cobrar deles efetividade e prioridade na resolução desse problema”, destacou.

 

Ação: MPF não teve outra alternativa

Durante a reunião, as procuradoras ressaltaram ainda que o MPF não está descompromissado com o desenvolvimento econômico do Estado, mas age de maneira a garantir que tal desenvolvimento ocorra de forma sustentável. Prova disto é que em cinco anos cerca de 20 reuniões foram realizadas com o poder público, moradores e construtoras na busca de uma solução para os problemas da Zona de Expansão. Apesar de todos esses esforços, destacou a procuradora Lívia Tinôco, como o poder público não agiu no sentido de realizar as obras necessárias, o MPF não teve outra alternativa, senão ingressar com uma Ação Civil Pública, visando uma resolução definitiva para os problemas de drenagem e esgotamento na área.

 

Cuidados especiais e técnicas de manejo

Repercutiu o texto publicado ontem, 8, neste espaço de autoria de De Ailton Rocha – Diretor Regional da Associação Brasileira de Recursos Hídricos em Sergipe, sobre a Zona de Expansão, mostrando que o local abriga um importante aqüífero, denominado Marituba,com grande potencial de utilização não só para abastecimento humano, como industrial. Airton alertou que a exploração da área  deve ser feita com cuidados especiais e técnicas de manejo adequadas”. Ele alertou ainda que a ocupação daquela área deve ser monitorada e mapeada, com as que podem e as que não podem ser ocupadas, para não acontecer um crime ambiental irreparável.

Adesivos em fase final

O blog agradece aos leitores que enviaram e-mails pedindo o adesivo em comemoração ao aniversário de três anos. Todos já começaram a receber seus adesivos nos endereços solicitados. Quem desejar o adesivo é só enviar e-mail com endereço que receberá em sua residência: claudionunes@infonet.com.br

 

Déficit público pode frustrar recuperação pós-crise, alerta OCDE

Deu no Valor Econômico: As principais economias do mundo continuam em processo de retração, mas a taxa de contração está diminuindo. É possível que comecem a se recuperar lentamente em 2010. Há, no entanto, um grande risco adiante que pode abortar a recuperação: o crescimento das dívidas e do déficit público em países como Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha. Nas últimas semanas, a rentabilidade dos títulos públicos emitidos por esses e outros países cresceu, indicando que os investidores podem estar exigindo dos governos prêmios mais elevados para financiá-los.

 

Impacto negativo na atividade econômica

“Se essa é a principal razão para a alta na rentabilidade desses títulos, isso vai ter um impacto negativo na atividade econômica daqui em diante. Além disso, terá um impacto retro-alimentador nos déficits governamentais via pagamentos do serviço da dívida”, adverte Jorgen Elmeskov, economista dinamarquês que chefia o Departamento Econômico da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). A dívida pública líquida dos Estados Unidos, por exemplo, chegou a quase 70% do PIB – no Brasil, um país até pouco tempo atrás considerado altamente endividado, essa relação está abaixo de 40%.

 

Dívida dos governos

Déficits públicos elevados aumentarão o custo de rolagem da dívida dos governos. Isso diminuirá o apetite dos investidores por papéis privados, o que dificultará o financiamento das empresas e, portanto, retardará a recuperação da economia. Nesta entrevista ao Valor, concedida na sede da OCDE, em Paris, Elmeskov diz que a situação fiscal dos países ricos antes da crise era menos cor-de-rosa do que se imaginava. Os governos, explica o economista-chefe da OCDE, contavam com uma receita de impostos que acabou “para sempre”. Trata-se dos recursos extraordinários arrecadados, segundo Elmeskov, a partir de distorções na economia provocadas pelo setor financeiro durante o período de otimismo. “Está claro que haverá mais deterioração fiscal ao longo do tempo, além do ativismo fiscal em vigor neste momento, do que podemos calcular. Nossa preocupação é que a crise tenha um impacto duradouro no crescimento potencial das economias da OCDE”, diz o economista.

 

Projeto de Lei

O líder do prefeito Fábio Henrique na Câmara, o vereador Vagnerrogeris (PSB), apresentou um projeto de lei que propõe o fim da reeleição para todos os integrantes da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Nossa Senhora do Socorro/SE. O projeto prevê uma mudança relativamente simples no Regimento Interno da Casa, substituindo a palavra “permitida” por “vedada”. De acordo com o vereador, a Resolução em si, visa tão somente proibir a reeleição de todos os cargos da mesa diretora, demonstrando a transparência e a alternância na ocupação dos espaços de poder, a partir de suas próprias relações internas. O novo projeto causou divergência entre os parlamentares.

 

Inserções do PT

Durante todo o mês de junho estão sendo veiculadas nas redes de televisão as inserções eleitorais do Partido dos Trabalhadores. Algumas se referem ao abastecimento de água, a saúde e as estradas. Além do governador Marcelo Déda, do PT, participam também o presidente estadual do PT, Márcio Macedo, na inserção sobre abastecimento de água e o deputado estadual Rogério Carvalho, na inserção sobre saúde.

 

Abandono em 2006

Na inserção sobre as estradas é mostrada que em 2006 a situação das estradas era de caos e abandono e que o atual governo, com a rota do Sertão, realizou uma das maiores infraestrutura rodoviária em metade do estado. A inserção sobre saúde pública também fala do abandono da área em 2006, com o fechamento de 11 hospitais. Diz que o atual governo reconstruiu a rede pública reformando 12 hospitais, construindo os de Lagarto e Estância e clinicas de saúde da família.

 

Manchetes: guatama e Navalha

Sobre o abastecimento de água em Sergipe são mostradas manchetes de jornais sobre a Operação Navalha, Guatama, prisão de autoridades e a reconstrução da Deso, a ampliação da adutora do semi-árido, do São Francisco, a barragem do rio Poxim e o sistema de abastecimento de Tobias Barreto que era um sonho de 20 anos.  Nas inserções que aparece Marcelo Déda diz no final: “Essa é a diferença a gente trabalha, Sergipe muda e sua vida melhora”.

 

Presidente Lula inaugura e autoriza obras em Sergipe

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, virá a Sergipe a convite do governador Marcelo Déda na próxima sexta-feira, 12 de junho, para inaugurar e lançar obras em Aracaju, Lagarto e Laranjeiras. A agenda começará às 10 horas da manhã na cidade de Laranjeiras, depois segue para Lagarto e encerra já a tarde em Aracaju.

 

São João Sergipano no Uol

Através do suporte de informações e imagens da dado pela Emsetur, o São João Sergipano garantiu um espaço de divulgação na série de matéiras sobre os festejos juninos feitas por um dos maiores portais da internet o Universo Online – Uol.  A matéria da Jornalista Bianca Lima traz o título “Aracaju: O melhor do Forró e da Sanfona”.O texto faz referência aos festejos  tanto na capital  destacando o Arraiá do Pouvo, na Orla de Atalaia  e o Forró Caju, quanto no interior do estado fazendo referência aos municípios de Canindé, Estância, Capela e Areia Branca.   Para acessar a matéria  o link é http://viagem.uol.com.br/especiais/festas-juninas/ultnot/2009/06/03/aracaju.jhtm

 

 

TB:  Corregedoria da Sefaz está de posse das declarações

No final da tarde de ontem, 7, a Corregedoria da Secretaria da Fazenda recebeu as cópias do relato dos policiais militares sobre o incidente ocorrido no município de Tobias Barreto, na última sexta-feira.O relato servirá de base para a Diligência Preliminar aberta na manhã de ontem apurar as circunstâncias e avaliar o procedimento do funcionário da Sefaz durante a abordagem ao veículo. Esta foi a primeira providência determinada pela Corregedoria e em seguida foi feita a oitiva do auditor. A partir destas primeiras informações, a Corregedoria Fazendária vai balizar também o acompanhamento da sindicância aberta pela Secretaria de Segurança Pública. Segundo a corregedora Silvana Maria L. Lima, o servidor foi colocado à disposição para esclarecimentos e melhor apuração do ocorrido.

 

Procedimentos de fiscalização adotados

“Receberemos ainda hoje (7) a cópia dos depoimentos e providenciaremos a apuração dos fatos relacionados à ação de fiscalização. No tocante à apuração do fato policial, este será realizado pela SSP”, esclareceu. A Corregedoria Fazendária adiantou que todos os detalhes sobre a ocorrência serão investigados e acompanhados junto à Secretaria de Segurança Pública, mas que as diligências efetuadas pela Secretaria da Fazenda são no sentido de averiguar os procedimentos de fiscalização adotados pelo auditor.

 

Blitze

Sobre a fiscalização no transporte de mercadorias no Estado de Sergipe, a superintendente de Gestão Tributária da Secretaria da Fazenda, Eliana Maria Fonseca Brasil, explica que nas blitze a abordagem é um procedimento padrão realizado nas estradas como forma de coibir a sonegação fiscal. “Caso haja suspeita ou indício de irregularidade, a viatura – devidamente caracterizada – sinaliza para que o veículo em suspeição pare. No caso de resistência à ordem de parada, a viatura segue para a abordagem ostensiva, que prevê a ordem imediata de parada, inclusive com o uso da sirene e das luzes de advertência (giroflex). Estas ações são sempre realizadas com a interveniência da Companhia Fazendária, a quem compete as ações policiais”, explicou.

 

 

Programa Brasil.jus mostra ações em Lagarto I

O “Brasil.Jus” está no interior do Sergipe, onde fica a Serra da Miaba, cheia de trilhas e belas paisagens. Parte desse santuário natural pertence ao município de Lagarto. Lá, há muitas manifestações culturais, como a dança que os escravos faziam pra parecer assombração e fugir das senzalas. E não é só isso. Na cidade, a Justiça local está garantindo o direito à educação. Dois jovens juízes de Lagarto determinaram a reforma de 19 escolas em situação precária que, inclusive, colocavam a vida dos alunos em risco. “Estavam sendo descumpridas garantias constitucionais”, comenta o juiz Daniel de Lima Vasconcelos, um dos autores da decisão. Para garantir a rapidez na conclusão das obras, os magistrados também impuseram uma multa pessoal e diária ao prefeito em caso de atraso.”Dessa forma conseguimos dar uma maior efetividade à decisão”, diz o juiz Leonardo de Almeida, que também atuou no caso.

 

De Sergipe para Pernambuco

O “Brasil.Jus” foi para Olinda, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. Conhecida no mundo inteiro pelas ruas de pedra, bonecos gigantes, pelo artesanato e pelo Maracatu, Olinda é um dos pontos turísticos mais procurados do país. Foi lá que a Justiça de Primeira Instância modificou o tratamento que a polícia dava às crianças e adolescentes na abordagem aos menores infratores. Essas e outras curiosidades no “Brasil.Jus”. A Justiça sob diferentes olhares. Toda segunda-feira, às 20h30, com horários alternativos na quinta-feira, às 13h30, sexta-feira, às 12h30 e 22h30, e domingo, à meia-noite, pela TV Justiça. Fonte: TV Justiça.

 

Wanderlê defende criação de secretaria em Aracaju

O deputado estadual Wanderlê Correia (PMDB) defendeu na sessão de ontem, 08, a aprovação de um Plano Diretor voltado à preservação do meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável na capital e regiões metropolitanas. Para reforçar sua

argumentação, o parlamentar leu, na tribuna da Assembléia Legislativa, um artigo

publicado neste blo, no último sábado, 06, intitulado “A  Secretaria do Meio Ambiente, o Plano Diretor e a cidade”. Produzido pelo vereador Cláudio Barreto (Caducha), do PT da Barra dos Coqueiros; pelo sindicalista e mestre em meio ambiente e desenvolvimento Sérgio Silva (Sérgio Gerente), e  pelo petroleiro Sormane Araújo; o documento levanta uma série de questões e apresenta elementos importantes em relação ao planejamento urbano de Aracaju e região.

 

Aquecimento global e nível do mar

“A criação de uma secretaria municipal do meio ambiente e a adequação do Plano Diretor de Aracaju aos princípios e diretrizes que norteiam as políticas de desenvolvimento sustentável é algo fundamental para que possamos garantir um futuro melhor para a atual e principalmente as futuras gerações”, declarou. Ao finalizar o seu pronunciamento, o deputado Professor Wanderlê parabenizou os autores do artigo e ressaltou as peculiaridades da capital sergipana, localizada no nível do mar, assim como os graves efeitos do aquecimento global, que exigem ações efetivas no sentido de se evitar o crescimento desordenado das cidades e a degradação do meio ambiente.

 

Coleção Base

O pesquisador, jornalista e escritor Gil lançou a Coleção Base de sua autoria criada para servir necessidades curriculares, no que diz respeito a escritores e temas da história literária dos Estados de Bahia e Sergipe. Tem por objetivo enriquecer o conhecimento bibliográfico sobre autores significativos da literatura desses dois Estados. . Nessa nova leva, livros dedicados ao contista Renato Mazze Lucas, à romancista Alina Paim, e, finalmente, à gênese de nossa literatura, definida pelos pesquisador como um exercício de emigrados. Além disso, os livros reúnem um julgamento crítico, realizado por alguns dos nossos maiores intelectuais, uma bibliografia cuidadosa, e um apanhado biográfico. Quem se interessar pelos volumes, pode entrar em contato com o próprio autor, por meio do e-mail gilfrancisco.santos@gamail.com

 

Uso do veículo Saveiro pertencente ao SINTESE

Da assessoria de Comunicação do SINTESE: O veículo Saveiro mencionado em nota publicada na coluna no dia 08 de junho pertence ao SINTESE e gostaríamos de esclarecer que quem estava dirigindo o veículo citado na nota não era uma diretora do sindicato e sim uma funcionária que exerce a função de motorista.A diretoria executiva do SINTESE irá apurar e avaliar o fato sobre a condução do filho à escola e tomará os encaminhamentos devidos.Sobre o uso do veículo aos sábados, domingos e feriados, solicitamos que a pessoa que formulou a denúncia nos passe a informação de quais exatamente os dias em que ela viu o veículo, pois é prática do sindicato realizar cursos de formação, além de outras atividades, nos finais de semana e feriados.Caso a pessoa denunciante preferir pode entrar em contato com o sindicato através do telefone 2104-9800 ou vir à sede. A direção do SINTESE reafirma o compromisso de zelar pelos recursos e pelo patrimônio do sindicato que é adquirido através da contribuição voluntária dos filiados e não do imposto cobrado à sociedade.

 

DO LEITOR

 

Shopping Jardins e Bompreço não respeitam clientes

 Do leitor Marcos Simplicio: “Meu caro mais uma vez venho a utilizar este espaço tão democrático para fazer duas observações talvez bobas, mas que algum dia quando colocadas em prática vai servir. 1º O acesso para pedestres ao Shopping Jardins, ninguém merece aquela escadinha apertada, que uma pessoa acima do peso não consegue passar. Um absurdo, a não ser que seja propositalmente para inibir a frequência de pessoas a “pé”. Mas também tenho observado os acessos para veículos e cá para nós são ridículos para um Shopping, também ali é mais uma verdadeira galeria. Então “deixa prá lá”, o outro estar cheio de novidades. 2º A escada rolante de descida do Bompreço Jardins encontra-se quebrada há mais de 10 dias, forçando as pessoas principalmente idosos a andarem uma “légua de distância” para sair da loja e não voltar mais, pois lá tudo é mais caro o atendimento não presta, e agora resolveu desrespeitar de vez a clientela. Sugestão: Colocar barricada na porta para impedir a entrada dos clientes, assim fica melhor”.

 

“Isolamento”?…

Do leitor Dinho Santana: “O suposto isolamento do ministro do Supremo Tribunal Federal-STF Joaquim Barbosa, é por demais entendido para cidadãos honestos e que ainda tentam acreditar em justiça dos homens, ele vai de encontro ao corporativismo dos demais que tal qual o nosso congresso, só pensam na maneira 171 de se beneficiarem pelos cinco meses que todo cidadão trabalha por ano para pagar impostos e verem os nossos ditos homens probo e comprometidos com o país se esbaldarem em mordomias e outros penduricalhos negados aos demais…  Simples mortais. Partindo do que circula na internet de que: seis dos onze ministros dos STF trabalham para o presidente Gilmar Mendes outra não poderiam ser a causa do “isolamento”!… com razão o senhor Antônio Ferreira Sales-Brasília/DF: “Sou aposentado e antes do governo lula não pagava imposto ao INSS. Agora pago graças a ele e já está na Câmara Federal uma PEC 351/2009, de autoria do senador Renan, que já foi aprovado pelo Senado. Se passar pela Câmara será um tremendo calote para quem tem precatórios a receber. Outra lei aprovada no ano passado autoriza os governos, a partir de janeiro de 2009, a descontar de quem tem precatórios a receber 11% de imposto ao INSS, mais IRPF 27,5 resta nada.”. Que o digam os parlamentares de Pernanbuco; “Considerando muito baixo o valor das aposentadorias, a Assembleia Legislativa de Pernambuco criou um fundo de previdência complementar (chama-se “Alepeprev”) para os deputados e ocupantes de cargos comissionados, e sem a menor cerimônia espetou a conta na testa do contribuinte: eles podem solicitar o benefício de forma retroativa até 1º de junho de 2001, sem ter dado nenhuma contribuição anterior.” Vivas a nossa justiça da coluna de Cláudio Humberto – Lobby por terrorista envolve até a OAB – O presidente da OAB, Cezar Britto, levará à reunião do conselho federal, segunda-feira (8), no Rio, uma proposta para exigir do Supremo Tribunal Federal que julgue logo o caso do terrorista italiano Cesare Battisti, preso em Brasília por ter sido condenado à prisão perpétua pelo assassinato de quatro inocentes, na Itália. Criminoso comum, ele foi aliciado na prisão pela organização terrorista Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). O STF examinava a extradição quando o terrorista foi beneficiado por uma portaria do ministro da Justiça concedendo-lhe “asilo político”. Cesare Battisti não foi julgado e condenado em uma ditadura, mas na Itália, sólida democracia cuja Justiça goza de excelente reputação. Isolada está a população a mercê dos bandidos públicos e privados – ruas e favelas”.

 

Quanto quer a qualquer custo os PM”S de SE

Do leitor Oliveira: “ A PM de Sergipe há meses que vem fazendo protestos não por aumento, mas por isonomia salarial com a polícia civil. Então gostaria que fizessemos algumas analises. 1-No início de jan/09 os policiais militares ganharam 10% de aumento e no mesmo Mês já deflagaram movimentos paradistas. Então como è que eles querem negociar? na realidade eles querem trabalhar menos horas do que já trabalham e não querem aumento e sim isonomia? agora pergunto. Um estado pobre como o nosso tem capacidade de pagar salários entre R$ 6.000,00 À 8.000,00 A UM POLICIAL E QUANTO GANHARÁ UM CORONEL ? SERÁ QUE DE R$ 30.000,00 A´50.000,00. Pergunto a sociedade concorda em pagar salários neste nível onde a maioria da população ganha R$ 465,00. 2-A polícia civil teve um aumento considerado e mesmo assim ainda estão fazendo bico, pois conheço vários policiais civis e militares que fazem bicos, então o problema não é o salário concorda? 3-Todos os dias nos programas de rádio principalmente de Gilmar, entram policiais militares dizendo que não consegue comprar nem um remédio para os filhos? pergunto se eles não podem, então como poderá comprar a maioria esmagadora da sociedade que são os comerciários em geral que ganham três vezes menos do que um soldado raso. Então as merendeiras, vigilantes e os técnicos administrativos do estado que recebem muito menos do que um soldado não poderiam comprar também remédios para seus filhos. 4-Além de ganhar muito menos os trabalhadores da iniciativa privada não tem estabilidade e sequer os direitos de um funcionário público. 5-A polícia militar há muito tempo que vem fazendo greve branca, e com isso a população e quem vem pagando o pato concorda?6-Do jeito que vai todas as categorias vão querer isonomia e no momento que você ajuda uma classe e todas querem também e aí como fica? o estado só irá existir para pagar aos funcionários? e os investimentos para a sociedade como um todo como ficará? 7-Acho que a imprensa deve despolitizar mais a luta da PM, pois, enquanto no mundo inteiro devido a esta grande crise nós vemos várias categorias importantes como os metalúrgicos e outras negociando baixa nos salários para manter o emprego nós temos que ver o funcionalismo querendo salários que o estado não suporta pagar aí é demais concorda? 8- Acho que todos têm que ganhar um salário mais digno, mas que as empresas e os estados possam pagar. 9-Acho também que a polícia militar não tem que impor a qualquer custo o que ela deve ganhar, devido ter o poder de polícia, com isso fica os carros da polícia passeando e levando os filhos e parentes nos colégios e outros lugares, carros parados nos calçadões e os policiais com isopor tomando água gelada, enquanto os marginais fazem a festa e viva a impunidade e depois o responsabilizado será o governo assim é bom demais !!!!!!!”.

 

Sobre a Polícia Militar I

Do leitor Joseilton Nery: “Possuo vários amigos na corporação militar. Sei das suas agruras. Dos desafios que enfrentam no cotidiano. Não entendo de segurança pública. Todavia, sei a importância do papel dos seus executores e operacionalizadores. Do gerenciamento às ações na rua. Das operações complexas às básicas. Os policiais militares estão corretíssimos em cobrar justos e dignos salários e boas condições de trabalho. Agora não sei se a tática é a correta, pois, em alguns momentos, o discurso de alguns leva ao confronto com os co-irmãos civis. Também ouvi de algumas lideranças um discurso que soa a chantagem. Como aquele do tipo “se o governador não nos atender, quem vai sofrer é a população”. O que essa mensagem quer dizer? Sei que precisam ganhar toda a sociedade. E a sociedade, eu me incluo, reconhece a necessidade de termos policiais militares bem remunerados, preparados tecnicamente e com condições dignas de trabalho para exercerem tão delicadas tarefas. Todavia recomenda-se certa cautela no discurso e na ação, para o tiro não sair pela culatra. Recomenda-se também ganhar todo o parlamento. Não resolve-se essa complexa situação com o confronto. Nem se aliando e aplaudindo apenas aqueles que nunca estiveram ao lado dos trabalhadores. Aqueles que, por oportunismo, se aproximam dos militares e de outras categorias, como se fossem defensores de classe. Combata-se os equívocos do governo Deda. Combata-se com vigor. Mas com respeito, coerência e sabedoria.

 

Sobre a Polícia Militar II

Continua Nery: “Sabe-se que houve um certo avanço, no governo Deda, ao se corrigir alguma distorções salariais, oriundas do período João/Albano, cerca de 20 anos, como, por exemplo, aquela em que um policial num posto hierárquico inferior ter um soldo maior que um de posição acima. Também houve melhoria salarial, ouvi isso de alguns colegas da briosa força, mas reconheço que não o suficiente para a relevância das atribuições militares. Por isso justa e correta a luta por melhoria salarial. Talvez o governo Deda tenha se equivocado ao utilizar-se dos recursos disponíveis privilegiando sobremaneira uma categoria apenas – os policiais civis – que merece também condições dignas de trabalho e bons salários. E apenas estes conquistaram esses itens. Agora, a gente ficar escutando e dando vazão aos discursos de Augusto Bezerra e Venâncio Fonseca, haja paciência!.  Estes parlamentares merecem na verdade a Comenda Óleo de Peroba (que tal, vai aí uma sugestão para o Legislativo, a criação dessa outorga e teríamos já dois fortíssimos candidatos – não sei se as empresas fabricantes do produto aceitariam). Ambos tiveram condições suficientes para propiciar melhorias destinadas ao funcionalismo público estadual, pois dominaram por cerca de 20 anos, no mínimo, a máquina estatal, com posições destacadas em todos os poderes (do Legislativo ao Executivo), passando pelo “órgão auxiliar” – o Tribunal de Contas e influência no Judiciário. Eu sei e conheço muito bem essa realidade, pois também fui servidor público estadual, em dois governos de João e um de Albano, sem esquecer o de Valadares (para muitos, inclusive militares, o “menos pior”). E, para concluir, não ouvi o discurso do deputado Gualberto. Se ouve uma derrapagem, por sua parte, que ele peça desculpas. E, enquanto líder do governo, às vezes tem que se defender posições que contrariam o interesse do trabalhador. Lá defende-se a posição do governo. Podemos ou devemos não concordar. Porém precisamos entender. A história de lutas de Gualberto está acima desse desvio. Não pode ser esquecida. Luta na defesa das liberdades individuais. Liberdade de expressão e ação. Luta pelo restabelecimento da democracia. Luta contra o regime autoritário do período militar. Luta na defesa dos interesses da classe trabalhadora. Por tudo isso, sacrificou-se. Sofreu pressões. Perdeu emprego, por exemplo. Luta, inclusive, na construção do governo Deda (que, para mim, não é o ideal, não é o dos nossos sonhos, precisa avançar. Acredito que Gualberto pensa assim também). Ações, inclusive, na intermediação e aproximação de trabalhadores com esse governo. Ações de reparação de erro cometido pelo governo passado que atentavam contra o interesse público e os trabalhadores (os casos da Emdagro, Segrase, por exemplo). Onde estavam Bezerra e Venâncio? Sou solidário à boa luta dos militares”.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:  

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas, satisfazê-los. Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro…” Dalai Lama.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários