Todos à greve geral

0

Este 28 de abril ficará na história como o dia em que o povo brasileiro deu um basta a este governo temerário e impopular. Cruzar os braços nesta sexta-feira também é dizer não a um Congresso repleto de fichas-sujas e propineiros safados, é reagir contra uma elite financeira malandra, disposta a desmontar a Previdência e acabar com os direitos trabalhistas garantidos pela histórica CLT. Concebidos na calada da noite, estes dois projetos atentam contra os segmentos mais pobres da população, sem mexer em um centavo dos mais ricos, dos corruptos, que só pensam em se locupletar com o dinheiro público. Esta greve geral é apenas um alerta aos congressistas que tentam, a todo custo, estancar a sangria das investigações que pairam sob suas cabeças, para continuar roubando o erário. O povo está correto ao reagir contra políticos e empresários punguistas, interessados unicamente em abocanhar recursos públicos, ainda que em detrimento dos direitos constitucionais de cada um de nós. Portanto, todos à greve geral!

Igreja condena

Veja o que pensa Dom João José Costa, arcebispo metropolitano de Aracaju: “As mudanças nas leis trabalhistas e na Previdência Social ferem direitos consagrados na Constituição de 1988, que está sendo desconstruída de forma absurda, para atender aos interesses do grande capital, nacional e internacional, que suga o suor e o sangue das classes trabalhadoras, sob a alegação de que é preciso fazer ajustes fiscais”. Amém!

Quaraquaqua

Vira e mexe, o Tribunal de Contas de Sergipe critica e promete punir prefeitos com salários quase ou igual ao teto de R$ 33,7 mil. De fato, um absurdo ver gestores de municípios pobres abocanhando tanta grana. O problema é que quem ganha um xibilhão, como os conselheiros do TCE, não tem moral para chamar prefeitos de marajás. É o sujo falando do mal lavado!

Marajá legalizado

Não é ilegal servidor público com dois cargos efetivos ganhar mais de R$ 33,7 mil. Segundo decisão do Supremo Tribunal Federal, o cálculo do teto vale para cada salário isoladamente e não sobre a soma das remunerações. Professores, médicos e outros profissionais da saúde podem acumular dois cargos efetivos. A decisão do STF terá impacto no Judiciário e no Ministério Público, pois muitos juízes e promotores também são professores em universidades federais. Quem vai pagar por mais esta farra é o contribuinte. Cruz credo!

Chega de violência

De janeiro passado até agora, já foram registrados 911 casos de violência contra a mulher em Sergipe. Segundo a delegada Renata Aboim, apesar de alarmante, a estatística aponta que as mulheres estão mostrando coragem em denunciar os agressores, uma realidade só possível após a Lei Maria da Penha, instituída em 2006. Esta informação é do Portal Infonet.

Sem baculejo

“Não vamos aceitar baculejos. Se for para revistar advogados, tem que revistar promotores e juízes”. A advertência é de Henri Clay Andrade, presidente da seccional sergipana da OAB. Durante a abertura da campanha pelo Direito de Defesa e Amplo Acesso à Justiça, ele defendeu o combate “a esse movimento subliminar, que tenta desqualificar, desvalorizar e até criminalizar o exercício da democracia”. Certíssimo!

E daí?

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), foi eleito vice-presidente de relações com fóruns e redes da Frente Nacional de Prefeitos. Aqui pra nós, este cargo de nome tão extenso não é nada, não é nada, não é nada mesmo!

Pé na estrada

E o governador Jackson Barreto (PMDB) não se cansa de fiscalizar canteiros de obras no interior sergipano. Ontem, ele visitou as obras da rodovia Itabaiana-Itaporanga (SE-255), orçada em R$ 58 milhões. Dos 53 km de extensão, 28 já foram executados. Com inauguração prevista para o próximo ano, a SE-255 será a maior rodovia estadual entre municípios executada pelo governo estadual. Antes dela, as maiores eram as ligando Carira a Glória, e Pirambu a Pacatuba, ambas com 46 km de extensão.

Dia de posse

Eleito com 61,29% dos votos, Volney Leite Alves (DEM) toma posse hoje – se a greve geral permitir – para seu 6º mandato como prefeito de Carmópolis. Tendo como vice o compositor Beto Caju (SD), o político veterano receberá o cargo do interino e vereador Luis Guimarães (PSB), derrotado por Volney na eleição suplementar realizada no último dia 2.

Alguém sabe?

Qual é o nome da empresa contratada pela Prefeitura para fazer a manutenção da rede elétrica de Aracaju? É que, embora a população pague caro pela taxa de iluminação pública, a capital está ficando cada vez mais às escuras. Será que estão cobrando a taxa sem prestar o serviço? Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Estado de Sergipe, em 14 de setembro de 1919

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários