Três por uma

0

O deputado Iran Barbosa deu voz a um boato, segundo o qual o Prefeito da Cidade, Sr. Edvaldo Nogueira, tentaria reduzir o número de bibliotecas públicas do município, unificando três delas numa só. Em verdade são três bibliotecas existentes hoje em escolas municipais, nas maiores escolas da cidade. As bibliotecas têm um bom índice de frequência e se forem transformadas em uma só, o índice de procura continuaria bem alto. Essas três bibliotecas integram três dos maiores colégios da cidade, sendo a maior delas a biblioteca Clodomir Silva. O custo de manutenção dessas bibliotecas seria reduzido porque o pessoal também será reduzido. Ademais o município compraria menos livros por unidades, mas os livros estariam servindo a todas as escolas municipais. O Prefeito Edvaldo Nogueira está entusiasmado com a unificação das três bibliotecas e quer pôr em prática o projeto o quanto antes, sem prejudicar as aulas nem os estudantes.

ATIVIDADES ARTÍSTICAS

Há pouco mais de um ano as atividades artísticas estão paradas por conta da pandemia que tomou conta do País Há mais de ano, por exemplo, companhias teatrais do sul do país não mais excursionam para o Nordeste; As grandes companha teatrais do Rio e de São Paulo foram desarticuladas em função da pandemia. Por seu turno essas grandes companhias , foram desarticuladas totalmente. É uma situação triste que piora a cada dia.

LEITO HOSPITALAR

Como ocorre em outros estados do país, também em Sergipe a situação é grave. Conseguir um leito em hospital para tratar da Covid-19 é uma façanha quase que impossível. Os hospitais estrão com os leitos quase todos ocupados e conseguir uma vaga nesta pandemia não é nada fácil. Nem no interior do Estado é mais fácil conseguir um leito. E olha que já tem vacina no Estado que estão sendo aplicadas, embora num ritmo lento. Alguns empresários continuam passando a perna nas filas, para tomar vacinas mais aqui em Sergipe isso não aconteceu, mas no resto do país a coisa está ficando difícil e complicada.

AUDIÊNCIA

Começa na segunda-feira a passagem de pessoas que vão aproveitar o caminho para Brasília com vistas à uma audiência com o presidente da República. Os empresários vão pedir ao Presidente menos burocracia e que não passe para prefeitos de capitais e governadores do Estado a administração de terrenos sob locke-down e inserida no toque de recolher.

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais