Tributação dos super-ricos ajudaria a reduzir desigualdade no Brasil

0


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Tramitam no Congresso Nacional cerca de oito projetos legislativos reduzem impostos para os mais pobres e pequenas empresas, ampliam recursos para Estados e Municípios e aumentam tributos sobre os mais ricos que não pagam impostos ou são subtributados.

Uma campanha nacional de mobilização, com o apoio de várias entidades e setores importantes, foi lançada para que o Brasil se somem aos diversos países que tributam as grandes fortunas. Segundo os técnicos que estão à frente da campanha, com a tributação de apenas 0,3% os mais ricos no país poderão destinar cerca de R$ 300 bilhões ao ano para ajudar no combate a pobreza e na redução da disparidade social.

E com a pandemia, todos indicadores econômicos e sociais indicam que a pobreza se aprofundou neste período. Enquanto isso, também durante a pandemia, entre 18 de março e 12 de julho, o patrimônio de 42 bilionários brasileiros cresceu US$ 34 bilhões – subiu de US$ 123,1 bilhões para US$ 157,1 bilhões -, segundo estudo da ONG Oxfam.
Entre as mudanças sugeridas nas propostas que tramitam no Congresso estão: isenção de impostos para quem ganha até três salários mínimos e para as micro e pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil; aumento na taxação de pessoas físicas com salários acima de R$ 60 mil por mês; aumento no imposto sobre heranças, com variação progressiva de 8% a 30% e tributação de lucros e dividendos.

A campanha de mobilização “Tributar os Super-ricos” a cada dia ganha mais adesões.

O Brasil é o 7º país com mais bilionários no mundo e é também o 7º país com mais desigualdade no mundo.
Chegou a hora de quem ganha mais, pagar mais e acabar com um sistema tributário injusto.

Pega na mentira Na última sexta-feira, 12, na igreja de São José, localizada na praça Tobias Barreto, foi celebrada a missa de abertura do ano dedicado a São José, na arquidiocese de Aracaju. A missa foi presidida pelo arcebispo d. João Costa e, segundo o site da arquidiocese, “concelebrada por expressivo número de sacerdotes”. Não é verdade! Segundo uma leiga que esteve presente na missa, foram pouquíssimos os padres que compareceram, pois “há um descontentamento geral com o arcebispo. Confira a foto e veja que não há quase padres. E tem se agravado mais ainda por causa do arcebispo não ter transferido 2 padres de 2 paróquias de Aracaju e outra gravíssima situação. As coisas tendem a piorar mais ainda”. Misericórdia!

Homem bomba Uma leiga católica, muito descontente com tudo o que está se passando na arquidiocese de Aracaju, afirmou a este blog, na semana passada, que há um leigo, amigo dela, que é um verdadeiro homem bomba. “Se ele abrir a boca o dano será irreparável para o povo católico de Sergipe. Ele está por um fio para sair atirando”. Crendeuspai!

Segurança jurídica para abrir o comércio O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Marco Pinheiro, lamentou que, após um longo debate, o comércio não abriu as portas nos dias de Carnaval, por conta da falta de segurança jurídica para que os estabelecimentos funcionassem hoje, 15 e amanhã, 16.

Risco “Não sabemos o que pode acontecer com quem tomar essa decisão. Analisamos bem com o nosso setor jurídico o fato de que não há nenhum impeditivo legal para que as lojas funcionem, afinal, o carnaval não é feriado. Todavia, a decisão tem que ser tomada por cada empresário e, infelizmente, existe um risco”, explicou.

Empregos Para Marco Pinheiro, o saldo de impedir o funcionamento das lojas poderá ser negativo, resultando em perda de empregos. Isso se deve ao fato de que as empresas ainda estão sofrendo os efeitos da crise causada pela pandemia de coronavírus, que provocou o encerramento de muitas empresas e a extinção de postos de trabalho.

Dados “Em 2020, Sergipe registrou a 2ª maior taxa de desemprego do País, ficando atrás apenas da Bahia. Foram 4.400 empregos perdidos em muito por causa da pandemia e seus efeitos. Muitos estabelecimentos não sobreviveram e alguns estão em situação delicada. Tirar dois dias de faturamento em um mês tão curto pode representar o fim de vários negócios”, lamentou.

Contrassenso “Impor o fechamento é um contrassenso em um momento em que estamos lutando para reaver a economia. Por isso, abrir nos dias de carnaval tem sua relevância. Ajudar a manter esses empreendimentos vivos significa manter empregos em um momento em que os postos de trabalho estão se escasseando”, completou.

Dias produtivos A Acese defendeu nos últimos dias o direito de cada estabelecimento escolher se funcionaria ou não. O presidente lembra que o próprio Governo do Estado e a Prefeitura de Aracaju não decretaram ponto facultativo, o que demonstra que os dias carnavalescos deste ano poderiam ser produtivos. “Claro que é uma medida em defesa da vida, mas que também ajudaria os negócios”, argumentou. Marco Pinheiro lamenta que isso não tenha sido compreendido por alguns setores, que tomaram como base um acordo coletivo que não está mais em vigência. O presidente acrescenta que outros setores deverão funcionar durante os dias de carnaval. Contudo, não há nenhuma ação ou crítica neste sentido.

Compreensão maior “O julgamento que está sendo feito é somente em torno do comércio. Bares, restaurantes e serviços de uma maneira geral vão funcionar e é normal que isso aconteça. Por que somente os comerciantes não poderão abrir as suas portas? O momento exige uma compreensão maior, haja vista que estamos falando de vidas, mas também de empregos para milhares de pais e mães de família”, finaliza Pinheiro.

Ceac´s funcionarão normalmente no período alusivo ao carnaval Diante o Decreto estadual nº 40758, anunciado pelo governador Belivaldo Chagas, no dia 04 de fevereiro, haverá expediente normal no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro de 2021, período alusivo ao carnaval deste ano. As unidades do Ceac Riomar e Aracaju Parque Shopping funcionarão normalmente das 7h às 18h. Os Ceac’s da Rodoviária e Rua do Turista, das 7h às 13h. Mediante a pandemia da Covid-19 e seguindo recomendações sanitárias, o atendimento na rede Ceac continua ocorrendo mediante agendamento prévio, através do www.agendafacil.se.gov.br ou pelos telefones: 0800-079-6100, 3226-7925, 99191-2024, 99191-2031.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018
                                                                       

 

Lázaros e Lazaretos em Sergipe Del’ El-Rey Por Antônio Samarone: A primeira referência sobre a lepra em Sergipe encontra-se na obra “A Morféia no Brasil (1882)”, do ilustre leprologista sergipano, Presidente da Academia Nacional de Medicina, Dr. José Lourenço de Magalhães: “Raríssimos são os casos de lepra em Sergipe, existem alguns casos isolados em Estância e em Itabaiana”. A LEITURA CONTINUA… https://blogdesamarone.blogspot.com/

 

                                                                 

O homem do picolé de graviola foi vacinado Do ex-deputado João Fontes: “Veja o meu amigo “ Lelé da Galera “ recebendo a 1ª dose da vacina Oxford. Wellington Elias é patrimônio do povo sergipano, o homem do picolé de graviola!” Com 93 anos e aposentado Wellington Elias é um dos primeiros cronistas esportivos de Sergipe, atuando muito tempo no rádio, televisão e jornais. Conhecido carinhosamente também como “O diabinho” Wellington Elias é uma referência não só para a imprensa esportiva, mas para todos da comunicação. Este espaço sempre o homenageia citando “ganha um picolé de graviola…”

 

 

 


EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

                                   
Live na próxima quinta-feira, 18, às 19h: Democracia, os rumos do país e das instituições Na próxima quinta-feira, 18, às 19h, uma live com uma mente brilhante do Brasil, Eduardo Moreira, engenheiro civil pela PUC/RJ; estudou economia na Universidade da Califórnia em San Diego e Screenwriting (roteiro) na Academia de Cinema de Nova York; escreveu 10 livros e em 2012 foi recebido e homenageado pela Rainha Elizabeth II. Eduardo Moreira vem se destacando na participação deste tipo de debate, conversando com outros expoentes do Brasil, principalmente no campo mais progressista. A live será coordenada por Jefferson Carvalho, advogado especialista em direito eleitoral e presidente da Comissão Eleitoral da OAB/SE. Vale à pena acompanhar: https://www.instagram.com/jeffersonfdecfilho/ ; https://www.instagram.com/eduardomoreirareal/ e do canal do YouTube Jefferson Carvalho Filho.


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

PELO TWITTER

www.twitter.com/ayres_britto Honesto é uma palavra que se deve pronunciar de peito estufado. Corrupto, de dedo em riste.


www.twitter.com/AnaGald99841924 Em resposta a @ayres_britto e @claudioedantas Mas estou estilhaçada em ver a corrupção triunfar no nosso país. É o país dos espertos. Segue o Brasil descendo a ladeira com suas engrenagens podres azeitadas por um Judiciário rendido e vendido. Uma imprensa, idem. Salvo raríssimas e honrosas exceções.

www.twitter.com/CiceroNeto72 Em resposta a @ayres_britto Enquanto a Cultura da Honestidade não for cultivada será impossível mudar o Brasil. E demora de Três a Quatro gerações para mudar. Querer mudar é outra questão.
Os filhos vêem os pais corruptos.

www.twitter.com/carlosq95426118 Em resposta a @ayres_britto e @claudioedantas Admiro o ministro
@aires_brito, tanto pelo saber jurídico quanto pela transparência de sua alma. Vida longa!

www.twitter.com/J_LIVRES Por Mmocanus @mmocanus

Siga Blog Cláudio Nunes:                   

Instragram

 Facebook

 Twitter

 


Frase do Dia
“Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.” Manuel Bandeira, poeta homenageado com as citações desta semana no blog.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais