Turismo contemplativo do pôr do sol. Foz ou Cânion?

0
Vista da represa da hidrelétrica de Xingó no entardecer. Foto: Sílvio Oliveira

Pôr do sol com vista para a represa da Hidrelétrica de Xingó e para a foz do rio São Francisco, em Brejo Grande (SE), não devem ser desprezados quando o assunto é contemplá-lo. O blog traz duas opções entre a divisa de Sergipe e Alagoas, mas com um diferencial: hora marcada para o fim da tarde.

Turistas que curtem as viagens de aventura ou até mesmo o turismo de contemplação do pôr do sol não devem desprezar as belezas naturais do Complexo Turístico do São Francisco (SE/AL/BA) e da foz do rio São Francisco, em Brejo Grande (SE). A natureza foi generosa com as localidades e aonde não foi o homem deu o seu jeitinho para melhorá-la. É o caso do Cânion do São Francisco, formado por obra humana devido ao represamento das águas para a geração de energia da Usina de Xingó, em Canindé do São Francisco (SE).

O cânion é considerado o quinto maior do gênero no mundo e atrai milhares de turistas todos os dias em busca das belezas naturais, da culinária do sertão e do contato com a natureza. A beleza  do local tem

Vista do pôr do sol do mirante do restaurante Caboclo D'água. Foto: Sílvio Oliveira

atraído bons hotéis e restaurantes e cada vez mais os serviços se profissionalizam, o que contam muito na hora de escolher um roteiro deste tipo.

O contato com a natureza é o mote maior dos dois destinos que tem como o cenário o “Velho Chico”. Mas é no entardecer que a região se mostra mais generosa em sua beleza natural. A temperatura à beira-rio cai, o sertão potencializa sua cor, o mandacaru parece ficar mais verde. Tudo isso numa ilusão de cor, entonada pelos raios do sol. A vista de cima das águas represadas do Velho Chico no entardecer é convidativa a reflexão.

Enquanto o sol se põe, a agua do rio percorre calmamente o leito entre paredões até chegar à desembocadura, na divisa de Sergipe e Alagoas. A vegetação de caatinga dar espaço a um bioma, ora marinho ora fluvial, e a beleza do pôr do sol, aliada as dunas do local, fazem da foz do São Francisco um cenário de alta beleza e contemplação. As ilhotas próximas aos povoados Cabeço e Saramén, ou já na Ponta dos Mangues, são atrativos à parte. Todas elas mostram com orgulho que se é para contemplar, que divinize o Rei Sol.

Pôr do Sol na região da foz do rio São Francisco. Foto: César CZ

Com vista para a represa da Usina de Xingó ou emoldurado pelas dunas da foz? O pôr do sol avistando o Velho Chico é o ator principal e não importa onde seja. O que importa é contemplar e sentir que nestes locais a natureza se faz generosa para que o turista seja apenas um mero expectador do belo.

Dicas de viagem

• Há bons mirantes para contemplação do pôr do sol à margem do Velho Chico na região de Piranhas (AL) e em Canindé do São Francisco. Os mais interessantes estão em propriedades particulares, como é o caso da vista do restaurante Caboclo D’Água ou das proximidades da pousada Mirante do Talhado, ambos em Alagoas.

• Para chegar ao restaurante Cabloco D´Água o visitante terá que passar por uma guarita que dá acesso a represa de Xingó, na portaria da usina que acessa a rodovia entre Canindé e Piranhas.

• A pousada Mirante do Talhado possui poucos chalés e é bastante procurada por turistas de aventura, pois de lá partem grupos em busca de trilhas, caminhas e contemplação de cima dos paredões, no povoado Olho D´Água do Casado.

• Piranhas (AL) ou Canindé do São Francisco (SE) deve ser a cidade de parada para hospedagem. Há boa infraestrutura turística e bons hotéis. A região fica a pouco mais de 217km partindo de Aracaju.

Crustáceo típico da região do rio São Francisco, bastante apreciado na culinária ribeirinha. Foto: Sílvio Oliveira

Gastroterapia

Nada melhor do que quando se viaja apreciar a culinária do destino. E nas cidades do Baixo São Francisco, a boa pedida é saborear um prato de pitu, camarão de água doce com carne mais graduada que o camarão da água salgada. O crustáceo não é mais encontrado em abundância, como antes do represamento das águas do São Francisco, mas nos bons restaurantes é servido em porções cozidos no sal como tira-gosto ou ensopado com pirão e vinagrete.

Na Bagagem

Ponto turístico às escuras

O Centro de Cultura e Arte localizado na orla da praia de Atalaia já foi um dos pontos de exposição do artesanato genuinamente sergipano. Nos últimos dias o cartão-postal está às escuras, mostrando certa decadência e falta de conservação. Vale uma recuperação do espaço de imediato.

Sinalização na orla da Atalaia

Quando se refere à sinalização dos espaços na orla da Atalaia, a falta de conservação destoa da sua beleza deixando o turista sem saber onde ficam os principais atrativos. Também falta um panfleto que mapeie o principal espaço litorâneo de Aracaju.

Orla Pôr do Sol

O espaço caiu no gosto de turistas e aracajuanos que cada vez mais o procura como ponto de encontro e de lazer nos finais de semana, mesmo que às águas do rio Vaza-Barris na região estejam impróprias para o banho.

“Brasil, País olímpico”

É o novo slogan do Ministério do Turismo para comercializar o País nas principais feiras de turismo do mundo. O slogan foi lançado na WTM Latin America, e tem como objetivo engajar o brasileiro a participar da promoção do Brasil antes, durante e após os Jogos Olímpicos.

Transporte de animais na cabine da aeronave

A Gol Linhas Aéreas é a primeira empresa do segmento a permitir que animais viajem junto aos donos nas cabines de passageiros. Para ser transportado na cabine, o animal precisa estar dentro do kennel (contêiner). São aceitos todos os tipos de cães ou gatos, com idade mínima de quatro meses e peso máximo de dez quilos (incluindo o kennel). Os animais precisam estar em boas condições de higiene e ter todas as vacinas em dia. De acordo com a Anac, é necessário que o dono também apresente atestado de sanidade do animal, fornecido pela Secretaria de Agricultura Estadual, Posto do Departamento de Defesa Animal ou por médico veterinário.

BNTM 2015

A equipe da Exclusiva! BR, responsável pela comunicação da BNTM 2015, informa que a nova data da maior feira de turismo do Nordeste acontecerá no período de 28 a 31 de maio, no Centro de Convenções de Fortaleza (CE).  24ª edição da BNTM – Brazil National Turism Mart tem o objetivo de debater estratégias para incrementar o turismo no Nordeste, promover rodadas de negócios e comercializar pacotes de viagem para agentes especializados do exterior.

Leia mais:

www.facebook.com.br/tonomundo

silviooliveira@infonet.com.br

Comentários