Um alerta aos países membros

0

A União Européia pediu aos seus estados-membros que façam mais para cortar as emissões de gases de efeito estufa.

 

O Comissário do Meio Ambiente da UE, Stavros Dimas, disse que os 25 países-membros “precisam intensificar seus esforços” para alcançar os compromissos do Protocolo de Kyoto, assinado em 1997, de reduzir as emissões em 8% até 2012, a partir dos níveis dos anos 90.

 

Todos os países da UE implementaram “Planos Nacionais de Alocação”, delimitando tetos para as emissões de gases de efeito estufa. Os planos permitem às nações que deixem suas indústrias negociar cotas do direito de fazer emissões de carbono.

 

A Comissão Européia disse que os resultados das emissões provaram que os governos da UE ainda não ” estão realmente tomando medidas para cortar a poluição.

 

Os planos da ONU de fragmentar a negociação do novo tratado para redução de emissões de C02 ganharam eco com o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

 

Segundo ele, o acordo deve ser guiado por um grupo de apenas 28 países. Seriam os que

causam maior impacto e os mais impactados pelo aquecimento global.

 

Yvo de Boer, que esta semana anunciou que em julho entregará o cargo de secretário­ geral da Convenção da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Mudança Climática, está pessimista quanto à possibilidade de os maiores poluidores do planeta chegarem a um acordo sobre o tema na Cúpula de Cancún que acontece em dezembro.

 

A comunidade internacional esperava que o limitado acordo assinado na cúpula de Copenhague pudesse virar um tratado completo na cúpula de Cancún.

 

Mas o pessimismo manifestado por De Boer deverá dar mais argumentos aos que reivindicam reformas mais urgentes e mudanças no sempre lento processo de tomada de decisões da ONU.

 

Nas declarações ao “Financial Times”, o austríaco criticou o “perturbador silêncio” em torno do texto que se negocia na ONU sobre o papel do setor privado na luta contra a mudança climática, omissão pela qual indiretamente o diplomata culpa os Governos envolvidos.(Ambientebrasil)

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários