Uma nova visão da liderança

0

UMA NOVA VISÃO DA LIDERANÇA.
Fernando Viana

Existem milhares de definições sobre liderança; todavia, se as analisarmos com um maior critério percebemos que, a maioria delas é uma representação do líder que a definiu. 
Todavia, muitas dessas definições possuem aspectos comuns: o líder é aquele indivíduo que tem coragem para encarar os seus medos, é capaz de desafiar como as coisas são feitas, é perseverante, é capaz de assumir riscos pelas causas em que ele acredita e faz as coisas sem estar focado em ganhos pessoais e sim pela necessidade de criar um futuro melhor para todos.
Todavia, a crise econômica dos anos 2008/2009 provocou com que a sociedade, de um modo geral, começasse a olhar para as suas lideranças de uma nova forma. Como resultado disto, cerca de 68% dos cidadãos americanos e 67% dos cidadãos ingleses mudaram as suas opiniões sobre as suas lideranças e, especialmente, os líderes que se destacavam e eram muito admirados no mundo dos negócios.
Jacobs, Michael  em um artigo publicado em 2009 afirma: “As escolas de negócios americanas precisam repensar o que estão ensinando ou não ensinando para a próxima geração de líderes”.
Segundo Jacobs não é apenas o foco míope nos lucros que a maioria das pessoas envolvidas em negócios possui; o maior problema é que as grandes lideranças do mundo dos negócios se veem como se estivessem separados do resto da sociedade, ou como se vivessem em outro mundo. Em suma, eles não se veem como parte de um coletivo que chamamos por Humanidade.
E isto faz com que as decisões dessas lideranças estejam sempre ou quase sempre focadas no próprio interesse de uma minoria em vez do interesse comum da maioria da sociedade.
Todavia, com as profundas mudanças que veem acontecendo, hoje em dia, uma maioria expressiva das lideranças está percebendo a importância da ética e dos valores humanos nos negócios. Assim sendo, quem são os lideres da empresa e o que esses líderes fazem está se tornando cada vez tão importante como a qualidade dos bens e serviços que a empresa vende.
Cada vez se constata mais a disposição da sociedade civil para mobilizar a opinião pública através das redes sociais ou das ações nas ruas para destruir ações não consideradas boas para a sociedade. Com o grau de conexão da internet tudo está se tornando cada vez mais claro, acessível e transparente. Portanto, está muito difícil para as lideranças esconder alguma coisa, pois a sociedade está se tornando mais exigente e vigilante com relação às suas lideranças.
Por esse motivo, ainda existe um vácuo enorme na liderança dos dias atuais seja já política, nos negócios, no governo, na educação, na religião e nas organizações sem fins lucrativos. O problema é que a maioria das lideranças esqueceu que estava no topo da organização não apenas para satisfazer o seu ego, mas principalmente para atuar visando o bem comum da sua empresa ou istituição e também da sociedade.
As pessoas atualmente buscam líderes genuínos, autênticos e não imitadores, pessoas que possuem apenas belos discursos são desmascarados pelas suas práticas do dia a dia.
Portanto, os líderes são definidos cada vez mais por suas histórias de vida e pela forma como eles as apresentam de maneira transparente e clara as suas paixões e inquietações e, principalmente, os propósitos pelos quais se tornaram líderes.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais