Uma pesquisa e quatro resultados

0

O leitor que segue este blog desde 2006 deve estar cansado de saber a opinião sobre pesquisas eleitorais: deviam servir apenas para consumo interno dos candidatos e nada mais. A cada eleição este jornalista fortalece a sua opinião e lamenta que a classe política brasileira não tenha coragem de fazer uma reforma partidária e eleitoral pra valer, acabando com algo que não ajuda as eleições brasileiras.

 

Ontem, 27, mais uma vez uma pesquisa em Sergipe causou celeuma. A pesquisa do Dataform, instituto do jornal Cinform, que circula esta semana, mostrou três resultados (isto mesmo) para o Senado Federal:

 

– Na primeira página, com foto dos três principais candidatos (Valadares, Amorim e Albano) aparecem os seguintes números: Valadares, 29,07%; Amorim, 26,27% e Albano 24,94%.

 

– Já no caderno 1, página 14, um gráfico mostra o seguinte resultado: Valadares, 29,15%; Amorim 26,57% e Albano 25,6%.

 

– Ainda na página 14 o mais grave: somando as duas tabelas, com as duas opções para o Senado aparece: Valadares, tem 43.8%; Albano, 32,9% e  Amorim 29,9%.

 

Com a bronca dos leitores e uma repercussão negativa no twitter, o semanário publicou uma nota no site que saiu pior do que o soneto. Disse que o erro foi no gráfico da primeira opção. “O correto, para a primeira opção agora de setembro, são Valadares com 24,3%, Amorim com 22,4% e Albano 21,4%”.

 

O quarto resultado – E aí caro leitor, se você somar o “novo” resultado da nota online, com a segunda tabela publicada que o jornal diz ser a correta aparecem os seguintes números: Valadares 43,5%, Amorim 38,6% e Albano 38,4%. Os seja, bem diferente de Valadares 29,15%, Amorim 26,57% e Albano 25,06%. E os técnicos do instituto alertaram que não é para somar os resultados das duas opções. A real matemática é outra.

 

Este instituto fez parte daqueles que às vésperas de 2006 deram como certa à reeleição de João Alves e depois processou este jornalista pelas criticas publicadas. Porém, depois da campanha, o instituto demitiu o responsável pelas pesquisas. E o jornal já avisou que vai publicar outra pesquisa (apenas no site) na sexta-feira. Pelo jeito esta eleição está mostrando que matemática deixou de ser uma ciência exata, pelo menos em Sergipe. Pois o milagre da multiplicação dos pães, ou melhor, da redução dos percentuais faz parte do cotidiano dos sergipanos.

 

Ainda bem que três de outubro está perto, para mostrar os verdadeiros percentuais que serão divulgados com o voto soberano da maioria do eleitorado.

 

Para reflexão no período eleitoral

“O sucesso é um professor perverso. Ele seduz as pessoas inteligentes e as faz pensar que jamais vão cair”. Bill Gates.      

 

Debate           

Hoje tem debate na TV Sergipe, com os mesmos candidatos que participaram do debate da TV Atalaia: Avilete, Déda e João.  

 

Apropriação indébita: deputado é condenado pela 1ª vez I

O STF condena pela primeira vez na história ontem, 27, um parlamentar à prisão. O deputado federal José Fuscaldi Cesílio, conhecido por Tatico (PTB-GO), foi sentenciado a 7(sete) anos de reclusão, em regime inicialmente semi-aberto, mais o pagamento de multa no valor de R$ 6 mil reais.Ele não terá o direito de ter a pena substituída por serviços à comunidade. Com a pena, ele perderá também o cargo de deputado e ficará inelegível por 8 (oito) anos. Caberá ao Congresso Nacional tomar essa atitude. Atualmente, Tatico é candidato a deputado federal por Minas Gerais.

 

Apropriação indébita: deputado é condenado pela 1ª vez II

O deputado federal foi condenado por apropriação indébita previdenciária e por sonegação de contribuição previdenciária. A empresa dele, a Curtume Progresso Indústria e Comércio Ltda., deixou de pagar à Previdência Social o valor de R$ 259.574,72, em valores de 2002. Ele também escondeu da Previdência R$ 618.587,16 em salários dos empregados para deixar de pagar impostos. Com a condenação definitiva, os valores deverão ser pagos aos cofres públicos. – As peças do processo revelam a extensa gravidade das condutas do acusado – concluir o relator, ministro Carlos Ayres Britto.

 

Apropriação indébita: deputado é condenado pela 1ª vez I

Ainda não é o parlamentar de Sergipe que tem processos semelhantes, mas vai deixar o mesmo com muita dor de cabeça e a base de lexotan, principalmente porque o julgamento da Ficha Limpa ainda não acabou. Porém essa condenação vai abalar quem buscou num mandato fugir da justiça e justamente por causa de apropriação indébita de contribuições previdenciárias dos seus funcionários. Imagine como será complicado para esse candidato, ensinar seus eleitores a comprar o remédio genérico do lexotan nas farmácias somente com a fórmula química. Agora é que vai ficar aperreado. Obs: basta consultar o site do TJ de Sergipe que o leitor saberá quem é o deputado estadual que tem caso semelhante.

 

Horário de João

Ontem, 27, o candidato João Alves Filho (DEM) perdeu quase a metade do tempo no horário eleitoral por conta de irregularidades, como invasão do horário dos proporcionais, trocadilho com música atacando Déda e outros. A coligação de Déda ingressou com mais de 30 ações na Justiça Eleitoral e no último programa, amanhã, 29, João pode perder mais tempo.

 

Caminha do movimento “Sou mulher, voto 13, sigo em frente”

Nesta quarta-feira, 29, o movimento “Sou Mulher, Voto 13, Sigo em Frente”, realiza uma grande caminhada em direção à praça de eventos dos mercados centrais de Aracaju para recepcionar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que virá a Aracaju participar de um comício em prol da candidatura do governador Marcelo Déda. A concentração acontece na Praça Camerino à partir das 17h.

 

João promete gerar 100 mil empregos

A reta final da campanha eleitoral do candidato a governador pela coligação “Em Nome do Povo” João Alves Filho ao visitar diversos municípios do interior defendeu que é preciso Sergipe retomar seu desenvolvimento através da erradicação das casas de taipa e da geração de 100 mil novos empregos.

 

Carreata em Poço Redondo

O candidato a deputado estadual Jorge Araujo, estava alegre no início da noite de ontem com a grande recepção que encontrou ao realizar uma carreata saindo do povoado Sitios Novos e indo até a sede de Poço Redondo. Jorge Araújo estava acompanhado do candidato a deputado federal, Bosco Costa.

 

Vantagem de Dilma sobre rivais cai para 2 pontos

A seis dias da eleição, a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, já não tem mais garantida a vitória em primeiro turno, revela nova pesquisa Datafolha realizada ontem em todo o país.Segundo o levantamento, Dilma agora perde votos ou oscila negativamente em todos os estratos da população.Nos últimos cinco dias, Dilma perdeu três pontos percentuais entre os votos válidos que decidirão o pleito. Ela recuou de 54% para 51% -e precisa de 50% mais um voto para ser eleita.Como a margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Dilma pode ter 49% dos votos válidos. Ou 53%, o que a levaria ao Planalto sem passar por um segundo turno eleitoral. (FSP).

 

Escalas de serviço para a PM na eleição

Quando promotores de justiça do interior solicitaram apoio de tropas federais, alguns acharam estranho. O TSE por sua vez consultou os respectivos governadores para confirmar a necessidade ou não, Marcelo Déda, afirmou ao presidente do TSE que o estado de Sergipe estava sob controle. Todavia, ( será que  o governador desconhece a situação) até agora a polícia militar não apresentou as escalas de serviço para o interior do estado.  É preciso lembrar quantos dias faltam para eleição?

 

Carta Capital

A revista semanal Carta Capital, capitaneada pelo jornalista Mino Carta, está sendo objeto de investigação por parte da vice-procuradora-geral da Justiça Eleitoral, doutora Sandra Cureau. A Carta Capital, em sua edição mais recente, número 615, publica matéria sobre o assunto. A reportagem de capa destaca que “Eles ainda sonham com a Marcha”, referindo-se à oposição, no atual processo eleitoral. Para a revista,”em desespero, a oposição tenta evocar fantasmas do passado, alimentada pela mídia”, o que também é destacado na chamada de capa.

 

Liberdade de Imprensa

Simplesmente absurda a censura aplicada por um juiz de Tocantins ao jornal “O Estado de São Paulo” e a dezenas de veículos de comunicação social. Esses órgãos de imprensa estão proibidos de divulgar fatos relacionados com a corrupção praticada por um candidato a governador. Para que se possa avaliar a importância da imprensa no processo democrático, basta citar Thomas Jefferson, grande estadista americano: “Se fosse obrigado a escolher entre governo sem imprensa ou imprensa sem governo, não hesitaria em ficar com a segunda hipótese.” Esse extraordinário pensamento foi externado no século XVIII, à época da Independência dos Estados Unidos. Thomas Jefferson foi um dos cinco cidadãos incumbidos de elaborar o texto da “Declaração de Independência” dos Estados Unidos da América. As investidas contra a imprensa, no Brasil, devem ser condenadas, pois representam uma ameaça ao regime democrático.

 

Socorro I

O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, vive realmente um grande momento. Suas realizações coincidem com uma série de matérias e citações do município na mídia nacional. Após ter o comércio da região como destaque na Revista VEJA e a Escola Municipal Apulcro Mota, que superou o índice do Ideb proposto para este ano, ser mostrada na Record News, Nossa Senhora do Socorro mais uma vez aparece na mídia nacional.

 

Socorro II

Nesta segunda-feira, 27, o município recebeu a visita da equipe programa JN no Ar, da Rede Globo de Televisão. Trata-se de um projeto especial do Jornal Nacional para as eleições, que tem como objetivo percorrer os estados do Brasil e o Distrito Federal para saber detalhes sobre os principais municípios brasileiros. Socorro, que é a 24ª cidade a ser visitada pela equipe do programa, foi sorteada entre os mais de 400 municípios com mais de 40 mil habitantes, durante o programa ?Fantástico?, na noite do último domingo.

 

Manifesto dos Trabalhadores técnico-administrativos das Universidades

O deputado Iran Barbosa recebeu o apoio dos trabalhadores técnico-administrativos das universidades brasileiras que através de suas entidades representativas fizeram um manifesto defendendo a importância da reeleição do deputado, tendo como referência a sua atuação em favor da educação enquanto política pública e ferramenta estratégica de transformação do país. “O deputado Iran Barbosa tem demonstrado compromisso com a luta dos trabalhadores da educação superior, concedendo-nos espaço de interlocução, defendendo projetos de interesse das universidades e dos seus trabalhadores, tal como a expansão das universidades, promovendo o fortalecimento da educação pública, gratuita e democrática, conforme o anseio da população brasileira”, relata um trecho do manifesto.

 

Memória política I

Em 1955, Juscelino Kubitschek é consagrado nas urnas, elegendo-se, em outubro, pelo PSD, presidente da República, tendo como vice João Goulart, do PTB. Uma tentativa de golpe para impedir a posse de JK é abortada pela ação do ministro da Guerra, o general Henrique Teixeira Lott. Nessa fase conturbada da vida nacional, o presidente da Câmara dos Deputados, Carlos Luz, assume a presidência da nação, substituindo o vice-presidente, Café Filho. Em seguida, cabe ao presidente do Senado, Nereu Ramos, assumir a presidência, fato que garantiu a posse de JK, em 1956.

 

Memória política II

É célebre a declaração de Carlos Lacerda, da UDN, líder da oposição, sobre as pretensões de Juscelino Kubitschek: “Não pode ser candidato. Se for candidato, não pode ser eleito. Se for eleito, não pode ser empossado.” Com o lema “50 anos em 5”, JK cumpriu o seu mandato,  colocando o país na rota do desenvolvimento. Esse período (1956/1960) foi um dos mais tranquilos, do ponto-de-vista democrático/institucional de toda a história política de nosso país.

 

Perguntar não ofende

Do leitor Bobô Cruz: “Se eu falar para o eleitor que se ele votar no meu candidato terá 60 reais a mais no salário, isto será considerado compra de voto? É mesmo? Compra de voto explicita? E se eu alem de falar isso, for filmado falando e repetir várias vezes de modo até que o TSE, TRE e todos os outros que comandam e fiscalizam o processo eleitoral possam ver, eles podem me prender? Se eu fizesse isso e fosse candidato, eles poderiam me cassar? Hein? Poderiam mesmo? Então porque Serra promete ao vivo salário mínimo de 600 reais se for eleito e fica por isso mesmo?”.

 

Balancetes sindicato

Um bancário enviou ontem um e-mail para o blog (devidamente identificado) informando que há muito tempo não vê no boletim editado pelo sindicato o balancete da entidade e criticou a falta de transparência. Com a palavra a diretoria do sindicato dos bancários.

 

I Ciclo de Palestras e Debates em Turismo e Hotelaria

A primeira atividade do evento acontecerá nesta terça-feira (28), no auditório engenheiro Pedro Braz, no Campus Aracaju do Instituto Federal de Sergipe, a partir das 15 h, com o tema O papel do Prodetur nacional e suas implicações no estado de Sergipe, que terá como palestrante o coordenador do Prodetur em Sergipe, Joab Almeida. O público-alvo são acadêmicos e profissionais de Turismo e áreas afins.  A organização é da Coordenadoria de Hospitalidade e Lazer (CHL) em parceria com o Escritório Modelo de Turismo.

 

I Feijoada dos Botafoguenses de Sergipe I

Rapaz era só o que faltava. E tem gente que escreve dizendo que este espaço não é democrático. Flamenguista sadio, divulgando evento para botafoguense é “coisa de outro mundo”. Só neste espaço mesmo. O release: Se você é botafoguense ou alguém em sua família torce e/ou é simpatizante do “Glorioso” Botafogo, não perca dia 06 de novembro a partir das 11h no bar do torcedor Última sessão, na Av. Beira Mar, “I Feijoada dos Botafoguenses de Sergipe”, este encontro tem caráter inédito em Sergipe.

 

I Feijoada dos Botafoguenses de Sergipe II

Caso haja interesse favor contactar com: Ludwig (9977-3304) e Clóvis Monaretto (8846-8190) pois serão disponibilizados ingressos limitados, onde o intuito é proporcionar um encontro de congraçamento com qualidade e não com quantidade, onde o espaço será totalmente decorado, com serviço de buffet, telões, filmagem e boutique com souvenirs além de sorteios com diversos brindes. Terá também uma boa banda de pagode/samba bem ao estilo carioca que irá animar aos presentes, além de exibição nos telões dos melhores lances dos principais ídolos como: Garrincha, Nilton Santos, Roberto Miranda, Gérson, Jairzinho, Paulo Césa Caju, Marinho, Mendonça Túlio e tantos outros que fizeram e fazem a alegria desta imensa e “seleta” torcida alvinegra. PS. A confirmar presença (s) de um ou dois ídolos do passado.Acesse o site do programa “Entre Amigos” e acompanhe diariamente o blog: www.entreamigosnatv.com.br

 

Feijoada para flamenguistas

Para os flamenguistas, como este jornalista, uma justificativa: não tem local em Sergipe para reunir a grande Nação rubro negra numa feijoada ou evento semelhante. Só se fosse no Batistão ou um local parecido. E cobrando caro.

 

DENUNCIE OS CRIMES ELEITORAIS

Ouvidoria do TRE/SE: (79) 2106-8777. E-mail: ouvidoria@tre-se.gov.br ou ainda por correspondência preenchendo o formulário eletrônico no site www.tre-se.gov.br.O prazo para as respostas às consultas é de 03 (três) dias. Na Procuradoria Regional Eleitoral: Enviar, por correio, a documentação endereçada à Procuradoria da República em Sergipe, situada na Avenida Beira Mar, nº 1064, Praia Treze de Julho, Aracaju/SE, CEP 49020-010: Enviar para o e-mail denuncia@prse.mpf.gov.br ou preencher  formulário site www.prse.mpf.gov.br

 

DO LEITOR

 

Boca de urna é CRIME

De Emanuel Rocha, membro da AMABA – Associação de Moradores do Bairro América: “ A  Justiça  Eleitoral deve  ficar  atenta  no dia da eleição no que se  refere à compra de votos,  principalmente em bairros periféricos de Aracaju como é o caso dos bairros América, Novo Paraíso, Santos Dumont, entre outros.   É bem provável que mais  uma  vez  a compra  de  voto  vá manchar  a  festa  da democracia;  tanto por  parte  de  alguns políticos  corruptos  e sem  caráter,  como também por parte de alguns moradores que conscientemente vendem seu voto por alguns trocados, e, além disso, tentam convencer àqueles menos esclarecidos a votarem nesse  tipo de político. Devemos  reprovar essa atitude desprezível que é a compra do voto e ao mesmo tempo denunciar essa pratica.   Quem vende o voto é tão criminoso quanto quem compra, e que por este motivo devem ser punidos. Lembre-se! Boca de urna é crime”.

 

Unimed e SAMU abandonam paciente

Do leitor Antônio Carlos Lima: “No dia 25.09, á noite, minha esposa teve uma crise, com falta de ar, palpitações e muita dor no peito. Apavorado com a cena que via, com minha esposa tentando respirar sem conseguir, telefonei para o atendimento SOS Móvel da Unimed. Fui atendido por alguém que me pediu o endereço e demorou para entender que o ponto de referência – a UNIT – era uma universidade, pois o atendimento telefônico é feito em São Paulo.Esta mesma atendente transferiu a ligação para a Dra. Glaura (se me recordo o nome). Esta, por sua vez, tratou de fazer-me diversas perguntas e disse que precisava falar com minha esposa. Com muito sacrifício, ela atendeu e respondeu a diversas perguntas. Muitas mesmo. Depois de pelo menos 3 minutos de conversa, tirei o telefone das mãos da minha esposa e disse à médica ela precisava de atendimento, pois estava muito pálida e com os lábios brancos. A Dra. Glaura questionou-se sobre a cor “ao redor” dos lábios. Quis saber se estavam roxos. Eu disse que ao redor dos lábios a cor era vermelho escuro. Ela então insistiu “não é roxo?”. Eu respondi que não. Ela novamente perguntou se eu tinha certeza que não era roxo. Eu perguntei a ela se a definiçãoe xata da cor ao redor dos lábios realmente faria tanta diferença. E novamente insisti que minha esposa precisava de atendimento médico.Ela então me disse que, infelizmente, isso não seria possível, pois a única ambulância com médico demoraria cerca de 50 minutos a 1 hora para chegar, pois estava em outro atendimento. Questionei se havia apenas uma ambulância para toda a cidade de Aracaju. Ela disse então que a ambulância estava no interior e que na capital havia mais uma, mas sem médico. Tudo o que poderiam fazer seria removê-la para um hospital. Eu concordei. Porém, ela me alertou que mesmo esta ambulância demoraria cerca de 40 minutos para chegar. E – pasmem! -, me disse com todas as letras: “sugiro que o senhor chame o SAMU. É melhor para ela.”Fiquei indignado com a desfaçatez dela. Prendia-nos no telefone já por mais de 10 minutos para então dizer que não poderia atender e que eu deveria chamar o SAMU? Preocupado com a saúde minha esposa, informei que chamaria o SAMU e assim o fiz. A ambulância do SAMU chegou em 40 minutos.Contudo, para minha surpresa, a ambulância da Unimed chegou no minuto seguinte. As ambulâncias ficaram paradas a uns 20 metros de minha casa, em uma esquina. Os ocupantes conversaram. Eu assisti a tudo, embora não pudesse ouvir a conversa. Imediatamente liguei para o SAMU e informei que a ambulância havia parado naquele local e indiquei qual era a casa. Mais uma triste surpresa: a atendente do SAMU me informou que a ambulância iria embora (de fato, no mesmo instante, a ambulância foi-se). Questionei a respeito daquilo. Disse que não havia autorizado a ida da ambulância e que minha esposa precisava do atendimento. Porém, a atendente do SAMU questionou-me se o que eu queria era não pagar pelo atendimento da Unimed. Como? Expliquei que eu havia chamado a Unimed primeiro e que, por orientação da Unimed, havia chamado o SAMU. Não houve conversa. A atendente disse que iria desligar e que eu recebesse a Unimed. Que o pessoal da Unimed disse que estavam ali e iriam fazer o atendimento. Ou seja, a Unimed dispensou o SAMU. Sem minha ordem, sem minha autorização.Errou o SAMU. Errou também a Unimed. Recebi então, no minuto seguinte, uma ligação da Unimed, de São Paulo, pedindo para que eu indicasse a casa. Disse-lhe que em minha casa não entram marginais. Por que são marginais os que atentam contra a vida. Em nome do lucro de míseros 15 reais, a Unimed me desrespeitou. A ambulância ficou parada ainda por vários minutos em minha rua. Tratei de cuidar de minha esposa. Fiz massagens e cuidei dela até que ela dormisse. Mas não permiti a entrada dos marginais de roupa branca. Não permitiria que eles tocasem em minha esposa. Registro aqui minha profunda indignação com a Unimed e com o SAMU, que portaram-se como marginais, abandonando uma paciente sem prestar-lhe socorro.O que aconteceu no sábado, 25 de setembro, foi vergonhoso”. Antonio Carlos Lima.

 

Anti-democracia e da Ganância do poder pelo poder

Do leitor Palmiro Fontes: “Anos de chumbo, cerceamento da liberdade, tortura e apelo midiático; Assim foi a Ditadura Militar aqui no Brasil. Disso todo sabe, e de que ela se foi, também todos sabem, mas será que os déspotas acabaram com o fim da ditadura? Será que “os apaixonados” pelo poder para poder foram extintos? A relevante resposta de qualquer cidadão pensante será NÃO, e a veracidade dessa resposta é fato e não precisa nem de um exercício de empiria. Ontem a noite, infelizmente, o povoado de Nova Descoberta, No município de Itaporanga D Ajuda foi palco de um exemplo dos desmandos acima mencionados. Um grupo de amigos e colaboradores locais que apóiam o candidato a deputado federal Laércio Oliveira, protocolaram no Cartório Eleitoral e na delegacia da cidade, o usufruto da praça pública do povoado em questão para um ato de campanha mais comumente conhecido como “bate-papo”. O ato em questão, de cunho democrático, seria composto pelo próprio candidato, um grupo de apoiadores da candidata a deputada estadual Conceição Vieira, e outro da também candidata Gracinha, ambas seriam representadas no palanque pelos seus asseclas e amigos. O ato NÃO aconteceu. Como a semana quase que inteira foi divulgado a hora e o local da manifestação, um grupo local, encabeçado pelo prefeito César Mandarino, e o seu irmão, Vitor Mandarino (candidato a deputado estadual) simplesmente de última hora, “resolveram” fazer também um bate-papo no mesmo lugar, dia e hora. Alocaram seus carros de som, pessoal e toda a estrutura e… pronto. Como diz o ditado: “…e tire com o gancho”. Por motivos de evitar confusões, mesmo amparados pela justiça e com documentação que comprove isso, o grupo de apoiadores do candidato Laércio Oliveira, resolveu deixar por menos, se retirar do lugar e fazer um ato menor em outra localidade, pra evitar atritos e confusões. Mas o sabor que fica no ar é de injustiça, de despropósito e de uma sensação de que alguns para se locupletarem no poder, acham que podem tudo e que pra eles tudo é permitido, mas o povo cada dia mais está mais seletivo, mais conscientes, e as respostas estão se transformando em VOTOS e três vivas a Voltaire quando disse: ” Não concordo com nada do que disseste, mas defendo até a última instância o seu direito de dezê-lo”. Palmiro Fontes, comerciante, cidadão itaporanguense livre.

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“A vantagem estratégica desenvolvida por bons guerreiros é como o movimento de uma pedra redonda, rolando por uma montanha de 300 metros de altura. A força necessária é insignificante: o resultado espetacular”. Sun Tzu.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários