Vai pra briga

0

A recondução do deputado estadual Francisco Gualberto (PT) à liderança do governo é sinal que o governador Jackson Barreto (PMDB) não pretende deixar sem respostas as criticas da oposição. Além de ele mesmo usar as emissoras de rádio para se defender dos ataques adversários, o peemedebista recorreu a Gualberto para desalinhavar no Parlamento os discursos oposicionistas. Político experiente, Jackson sabe que em ano eleitoral a tribuna do Legislativo se transforma num forte palanque e é preciso ter alguém disposto a enfrentar a saraivada de críticas que vem por aí. Quanto ao deputado Gustinho Ribeiro (PSD), este nunca se encaixou no perfil de líder, só tendo exercido a função por falta de alguém melhor para fazê-lo depois que Gualberto resolveu jogar a toalha.

Pleno emprego

A Geração de empregos no mês passado em Sergipe cresceu 0,39% em relação ao mesmo período de 2013, sendo a maior do Nordeste e a 3ª do país, com a ocupação de 1.142 postos de trabalho. No acumulado dos últimos 12 meses, o destaque de Sergipe em nível nacional é ainda maior, tornando-se o estado em que o mercado de trabalho mais cresceu (5,04%), com 14.279 contratações.

De volta

Herdeiro do mandato de Susana Azevedo, que renunciou para assumir o cargo de conselheira do Tribunal de Contas, o radialista Gilmar Carvalho (PR) foi empossado ontem como deputado estadual. E ele chegou na Assembleia cantando de galo: “Vou mostrar logo depois do carnaval como é que se dá celeridade, a rapidez necessária aos processos”, afirmou. Oxente, quer dizer que os demais deputados estão enrolando, é?

Greve à vista

E os trabalhadores da construção civil podem entrar em greve a partir do dia 10 se os patrões não atenderem a pauta de reivindicações da categoria. Segundo o sindicato do pessoal da pá e da colher, caso o acordo salarial não seja fechado, as primeiras obras a serem paralisadas são as reformas do Batistão e do Aeroporto de Aracaju. Ano passado, os trabalhadores da construção civil cruzaram os braços por 21 dias.

No forno

Notícia triste para a galera do fumacê: a Polícia Federal vai incinerar hoje em Sergipe mais de uma tonelada e meia de drogas. Em 2013, os ‘homens’ tiraram de circulação cerca de seis toneladas de maconha e 443 kg de cocaína e crack. De janeiro até agora já foram apreendidos no estado 167 quilos de crack e três quilos de maconha. O bagulho será queimado no forno de uma indústria cimenteira.

Descrédito

O descrédito da população nos homens públicos se deve à incoerência dos políticos, que
encobre a contradição existente entre o discurso e a prática. Quem pensa assim é o vereador aracajuano Emerson Ferreira (PT). Para ele, acobertados por essa contradição, os políticos praticam nepotismo, improbidade administrativa e patrimonialismo, pecados sociais responsáveis pela morte das pessoas desassistidas. Cruz, credo!

Pistolagem de luto

Vítima de derrame cerebral, morreu ontem em Aracaju Maurício Guedes, o famoso “Chapéu de Couro”. Mito da pistolagem no Nordeste, ele estava preso desde agosto passado sob a acusação de porte ilegal de armas. Morando em Sergipe há décadas, “Chapéu de Couro” foi acusado pela prática de vários crimes de mando, a exemplo do assassinato em 1998 da deputada alagoana Ceci Cunha.

Preju’ da Vale

Veja essa: a Vale teve prejuízo de R$ 14,8 bilhões no quarto trimestre de 2013, o maior de sua história e bem acima da perda de R$ 5,6 bilhões em igual período de 2012. No ano passado, no lucro líquido da mineradora registrou um tombo de 98,8% em relação ao apurado em 2012 (R$ 9,7 bilhões). Talvez seja por isso que a Vale está fazendo tanto corpo mole para iniciar em Sergipe a exploração de carnalita para a produção de potássio.

Na gandaia

E o governador Jackson Barreto (PMDB) promete prestigiar todos os gritos de carnaval organizados em Sergipe. A partir de amanhã, o homem cai na gandaia e só vai parar na quarta-feira de cinzas. Jackson disse no programa Liberdade New, da rádio Liberdade FM, que não é de fugir da raia, se esconder do povo: “Vou entrar na folia cantando a marchinha daqui não saio, daqui ninguém me tira”. Pense na animação!

Desemprego

O sistema financeiro fechou 1.024 postos de trabalho em janeiro passado. A redução de empregos anda na contramão do conjunto da economia do país, que gerou 29.595 novos postos de trabalho no primeiro mês do ano. Segundo os dados da Pesquisa de Emprego Bancário, 20 estados apresentaram saldos negativos, entre os quais Sergipe, onde ocorreram três demissões. Em São Paulo foram 278.

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte em 17 de janeiro de 1886

 

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários