VALEI-ME, MINHA MADRINHA!

0

Lisboa, 06 de abril de 2005

Caros amigos de Sergipe:

Soube que a Santa Ludovica está em alta aí nas terras de João Muamba. Para quem não sabe, a religiosa em questão é a padroeira dos secretários de estado. E como o big boss andou criando uma porção de novas secretarias, é sinal que o apadrinhamento da santinha não está sendo mesmo à toa.

Não conheço os futuros apadrinhados e pra falar a verdade não deu pra entender bem a função das novas pastas, já que são bastante parecidas com algumas que já existiam, mas em todo caso resolvi dar também a minha contribuição sugerindo a criação de mais algumas, afinal secretaria é como o contubérnio. Quanto mais, melhor.

Pois bem, sendo eu o big, trataria logo de criar a Secretaria Especial de Combate à Pobreza de Idéias, que ia naturalmente acomodar os barnabés mais ignóbeis e abestados da interminável folha de pagamento do Estado, livrando milhares de birôs e balcões, destas verdadeiras bestas humanas que assolam as repartições.

É óbvio que a nova secretaria teria de funcionar num espaço gigantesco para acomodar tanta gente, mas isso não seria problema, pois a área do Platô de Neópolis é imensa. Daria pra ajeitar todo mundo. 

Outra pasta que deveria ser criada urgentemente era a Secretaria da Tríplice Vigilância Pecuniária, uma espécie de delegacia interna de roubos e furtos, com celas ao invés de salas, afinal é como diz o amigo Rui Tapioca: “Se nesse reino todos furtam e o furtar é um ver se te avias, não seria ocioso indagar: Se vivemos todos a furtar, quem vigiará os vigias?”.  

A Secretaria da Juventude Transviada III seria outra boa idéia, pois é, de fato, grande o número de jovens e adolescentes apoquentados do juízo e em processo de decadência ético-religiosa.

É certo que já temos a secretaria do Vovô Monteiro e mais uma nova que também foi criada para o mesmo fim, mas essa seria específica, só trataria dos chamados pervertidos de marca maior.

Tudo bem que, apesar de não existir ainda uma Secretaria do Homem, a da Mulher é deveras importante, mas e os indecisos? Digam-me os senhores, quem vai cuidar destas criaturas?

Por isso é que defendo a Secretaria Super-especialíssima das Bibas e Trangêneros em Geral, cuja função seria acabar com a caretice generalizada que reina nas repartições estaduais, e trazer um pouco de glamour ao tedioso mundo dos ofícios e memorandos.

Paredes coloridas, música tecno ao fundo e muita fechação, esse seria o novo astral do outrora monótono ambiente oficial.  O único problema era que muita gente ia querer ser escolhido a dedo para o cargo de secretário.

Claro que tenho muitas outras idéias interessantes para oferecer ao big boss, mas por enquanto só posso sugerir mais uma. É a criação da Secretaria Especial para a Criação de Secretarias Especiais, engenhoso órgão para o qual me candidato desde já ao cargo de secretário. Allia jacta est!

Até semana que vem.

Um abraço do

Apolônio Lisboa

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários