Vamos dar oportunidades

0

Na coluna anterior abordamos o tema do ensino de música no ensino fundamental e, fazendo o contraponto, sugerimos que poderia ser ensino programação de computadores. Embora esteja longe da realidade de uma determinação governamental, nada impede que projetos independentes possam ser feitos para ensinar tal conteúdo.

Pensando nisso, submeti no final do ano passado um projeto de extensão, num edital da UFS, um projeto que tinha como objetivo básico, ensinar programação por demonstração (usando ferramentas simples e visuais) com Scratch para alunos de escolas públicas do interior sergipano. Embora seja um projeto de extensão, tem conotação de iniciação científica, já que desejamos verificar que ensinar programação de forma divertida pode levar a um aprendizado melhor, quando for introduzida a programação mais tradicional (algoritmos e linguagens). Os resultados deverão estar compilados até o final do ano. Não tenha dúvida que divulgarei o que encontramos.

Outro projeto, muito mais ousado, será feito no povoado Crasto de Santa Luzia de Itanhy. Lá, serão selecionados 200 alunos, também de escolas públicas, para ter um treinamento inicial de 30h para “garimpar” algo em torno de 20 alunos que receberão treinamento na linguagem de programação Java, num total de 220h, de forma a torná-los aptos para ter uma perspectiva de ser inserido no mercado de trabalho. Isso vai levar um ano de trabalho, começando a partir de julho. A ideia básica é conseguir consolidar um processo de formação de alunos nesses moldes para, depois, replicar o projeto em vários outros lugares.

Por que no interior? Porque lá também tem ótimos alunos de computação, basta dar oportunidade. E oportunidade é uma coisa que eles raramente têm. Além de tudo, ainda é projeto totalmente social. Quem sabe ganho uns pontinhos para ir para o céu.

Quero mudar o mundo sim. E como faz isso? Num lugar de cada vez!

Chato? Eu?
Foi feita uma pesquisa para indicar quais perfis de redes sociais são considerados como mais chatos. Os resultados supreendem. Veja: 1º Cultura de academia (53%) – #academia #partiu; 2º Comidas (45%) – #instagram #prato #delicia #light; 3º Estado de espírito (42%) – #triste com a #situação; 4º Jogos (37%) – acabo de mudar de #fase no #farmville e 5º Pai/mãe babão (36%) – #meu #bebe #lindo. Identificou? Hummmm… #SHIT

Wi-fi nos aeroportos
Duas semanas atras usei o serviço de Wi-fi grátis no aeroporto do Galeão. Sinceramente, achei lento e acabei voltando para o 3G para ficar menos triste. Agora saiu uma pesquisa da Praxian Consultoria, entre os usuários dos aeroportos, e o resultado foi o esperado. A nota para o serviço foi de 3,05, num total de 5, ou seja, até a copa precisamos melhorar muito.

Globo vai ignorar Facebook e Twitter
E ao que parece, a Globo vai andar em direção oposta das grandes redes sociais. Uma pequena nota da Folha de São Paulo indica que os dois serviços não devem ser mais mencionados na sua programação. Facebook deve ser substituído por “uma grande rede social” e Twitter por “rede social de mensagens curtas”. Adoro essa emissora. Plim, Plim!

Olhando (de óculos) com desdém
O Tim Cook, presidente da Apple, disse que o “brinquedo” mais aguardado do momento – o Google Glass – não será um sucesso de vendas. Motivo? Os óculos não são acessórios naturais para as pessoas. Discordo bastante da opinião dele. Um bom par de óculos escuros, incluindo lentes polarizadas, agrada uma boa parcela da população. O Google Glass não é assmi hoje? Será amigo, pode esperar!

Tweets da semana
@slrm toda civilização "evolui" até o ponto em que começa a "escrever" funções mentais superiores em software: http://bit.ly/QWQnMr
@meio_bit Teremos mais alunos assistindo ao melhor professor do Brasil, sem elevados custos de instalações. http://t.co/E2gEAM8OFN
@StephenKanitz Teremos mais alunos assistindo ao melhor professor do Brasil, sem elevados custos de instalações. http://t.co/E2gEAM8OFN
@olhardigital Pesquisa diz que os jovens não querem saber do iPhone 5: http://bit.ly/10UrNA7

Vou ficando por aqui. Qualquer coisa deixe seu comentário ou manda um tweet (@ammenendez).

Até a próxima semana

Comentários