Vandalismo comitê: PF já tem nomes vândalos

0

O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

A manifestação é uma arma de todos os cidadãos de bem. Já o vandalismo não é o exercício da democracia e da cidadania. É crime.

No último dia primeiro de setembro, a sede do comitê eleitoral do candidato a prefeito de Aracaju Valadares Filho (PSB), foi atacada por vândalos na madrugada. Jogaram tintas vermelha e preta no comitê.

Causar o dano ao patrimônio de outra pessoa – física ou jurídica – é um crime pela lei brasileira. É o que chama-se de crime de dano. Ele está previsto no artigo 163 do Código Penal, que diz que é crime “destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia”.

Ontem, 13, o jornalista Gilmar Carvalho no programa Cidade Alerta, da TV Atalaia, anunciou que exibirá hoje o vídeo de uma câmera de segurança vizinha que mostrou não só todos os envolvidos, mas o veículo com um adesivo no fundo que possibilitou a identificação de quase todos. Segundo o radialista Alex Carvalho, da rede Ilha, em parceria com o Cidade Alerta, de Gilmar Carvalho, com os radialistas Marcos Couto e Douglas Magalhães foi feita a matéria, inclusive conversando com um delegado da Política Federal sobre o assunto.

O veículo é de uma locadora e a Polícia Federal já tem todos os detalhes inclusive a CNH do motorista e a identificação de outros vândalos. Segundo a notícia, aparece no vídeo Camilo Feitosa Daniel, candidato a vereador pela coligação de Edvaldo Nogueira, filho do deputado federal João Daniel (PT).

Desconfie, caro leitor, daquele candidato que vai ao eleitorado eleitoral anunciar que quer uma campanha limpa, ética e sem baixarias. Quando na prática o que se vê é o contrário. Este crime é um bom exemplo.

Ninguém ganha na marra, no grito e, muito menos com vandalismo. É preciso dar um basta na velha política.

Instituto Paraná: nem o PT acredita. Aécio venceria Dilma: 54% contra 46%
Durma com um barulho destes. Em 2014, o Instituto Paraná, um daqueles que raramente acerta disse que Aécio venceria Dilma no 2º turno por 54 a 46%. Ou seja, nem o PT acredita. Imagine se pode-se analisar algo onde o governo estadual tem a reprovação de cerca de 70% e o seu candidato tem índice de 36%. Quem acredita?

Estância: prefeito quase perde casa por não pagar IPTU
E a eleição de Estância pega fogo. Nas redes sociais está circulando um processo onde o atual prefeito Carlos Magno, não pagou o IPTU da residência dele em Aracaju e chegou ao ponto de ser penhorado. Estão comparando com a administração da Prefeitura. Fica difícil…

Rodovia SE-100
Na próxima quinta-feira a partir das 9h,instituições envolvidas como MPE, MPF, Adema, Pelotão Ambiental, ICMBio, DER, Torre, a Prefeitura de Pirambu, além de outros, estarão fazendo uma visita ao trecho da rodovia SE-100 que vai ligar Pirambu/Pacatuba. A saída será do posto de combustível.

Governadores de 14 Estados ameaçam declarar calamidade pública
Folha de São Paulo: Governadores do Norte e Nordeste se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para pedir um socorro de R$ 7 bilhões e ameaçaram decretar estado de calamidade pública na próxima semana em pelo menos 14 Estados das duas regiões. Ficariam de foram apenas Ceará e Maranhão, segundo autoridades presentes.

Imagem do país
A linha de raciocínio dos governadores é de que o possível estado de calamidade decretado em peso pelos Estados pode prejudicar a imagem do país como um todo e, com isso, fragilizar também a imagem do governo do presidente Michel Temer, que deixou a interinidade há duas semanas.

Confiança
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, disse que essa situação será "péssima para a confiança no país". Afirmou, ainda, que a União deve perceber que "é a saúde da economia nacional que está causando tudo isso".

Dificuldades
Os governadores dessas regiões recorreram à União e argumentaram que estão com dificuldades financeiras devido à queda dos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE). No início de julho, os Estados pediram um socorro de R$ 14 bilhões ao Ministério da Fazenda.

Delegados podem cruzar os braços
Deu no FaxAju: Com salários parcelados e pagos de forma atrasada, os policiais e delegados foram para as ruas na terça-feira (13), e fizeram uma manifestação na praça Tobias Barreto em frente à Secretaria de Segurança Pública.

Delegados podem cruzar os braços II
Durante a manifestação, o delegado Paulo Márcio, presidente da Associação dos Delegados de Policia de Sergipe, em entrevista às emissoras de rádio da capital, não poupou criticas ao governador Jackson Barreto e deixou um aviso claro: “se essa situação não for resolvida, os delegados vão cruzar os braços no dia das eleições. O Estado de forma reiterada continua nos excluindo na escala de pagamento”, avisou.

Delegados podem cruzar os braços III
Paulo Márcio reclamou ainda do número reduzido de delegados que segundo eles, alguns estão respondendo por até três municípios. ”Os delegados trabalham acumulando delegacias, sem receber nada a mais por isso. Isso é calote, se não pagar não vamos trabalhar nas eleições”, voltou a frisar.

Como o Estado tem 145 delegados e tem 3 municípios com apenas um delegado?
Alguém pode explicar como o Estado de Sergipe tem 145 delegados, tem 75 municípios e tem delegado que cuida de três municípios? Um delegado em cada município, tem que explicar a ocupação dos outros 70. Cadê os delegados de Sergipe? Para ser transparente a SSP pode divulgar a lotação de cada um dos 145 delegados?

Emmanuel desabafa
Durante seu pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã desta terça-feira, 13, o vereador Emmanuel Nascimento (PT), destacou que sempre atuou em defesa do povo aracajuano, apresentando projetos, criando leis que beneficiam a sociedade. Ele pontuou que em cada canto desta cidade existe alguma benfeitoria realizada pelo parlamentar.

Defesa
Emmanuel disse que sempre defendeu o desenvolvimento da cidade. Desde a época em Jackson Barreto, Marcelo Déda, Augusto Gama, Almeida Lima, e Edvaldo Nogueira eram prefeitos. O próprio Edvaldo confirmou que ele foi uma pessoa importante para ajudar a construir Aracaju.

Não acreditavam
“Cheguei à Câmara como líder de Marcelo Déda, muitos do PT não quiseram ser líderes dele, não acreditavam. Mas, ele me colocou aqui para ser líder e assumi este papel. Ele foi o responsável pela minha volta a política, visto que em 2000 eu havia perdido a eleição. E durante esse tempo eu me dediquei a construir esse projeto. Hora com Déda, hora com Edvaldo. Fui líder e presidente da Câmara com o objetivo de firmar esse projeto do poder legislativo, garantir a governabilidade da administração de Marcelo Déda e de Edvaldo e conduzi bem esse trabalho. Não se pode falar de Aracaju sem falar de mim, sempre ajudei a cidade, sempre apoiei e votei”, disse.

Recursos ao ministro da Justiça
Em Brasília, onde cumpre agenda administrativa, o governador Jackson Barreto reuniu-se, na tarde da terça-feira, 13, com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para tratar de assuntos relacionados às áreas de segurança pública e do sistema carcerário. Acompanhado dos secretários de Estado de Segurança, João Batista, e de Justiça, Antônio Hora, o governador solicitou a liberação de recursos pendentes, no valor de R$ 13,4 milhões, para a complementação de projetos relacionados ao Programa Brasil Mais Seguro e repasse de recursos relativos a Convênios entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Convênios
Entre os convênios estão o de fortalecimento de áreas de inteligência da SSP; aparelhamento da Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp); recursos para financiar campanhas de desarmamento; estruturação do Centro de Combate à Homofobia e implementação de projetos que objetivam a diminuição da violência entre os adolescentes.

Perspectivas de negócios e habitação da Caixa
As perspectivas de mercado, através de investimentos públicos e privados da Caixa Econômica Federal no setor da construção civil, foram apresentadas aos associados da Associação Sergipana de Empresários de Obras Públicas e Privadas – ASEOPP, na reunião-almoço desta semana. Além do superintendente regional, Marcos Queiroz, participaram o gerente de negócios regional, Rubens Fulber e o gerente de habitação, Iran Menezes. As ações foram expostas no Encontro Nacional, realizado em Brasília no início do mês, com a participação de entidades representativas da construção civil.

Cenário atual
Após a abertura pelo superintendente da Caixa, Marcos Queiroz, que reforçou a importância da parceria com o setor da construção civil, o gerente de negócios, Rubens Fulber, apresentou o cenário atual, tendo como referência o que foi apresentado pela secretária Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, Maria Henriqueta Arantes Ferreira Alves, no encontro nacional. Além da apresentação de índices, foi apresentado o atual cenário do programa “Minha Casa, Minha Vida”, a reestruturação das faixas e as perspectivas para o futuro. Hoje no país existe um déficit de 6 milhões de residências e a maior parte (5,7 milhões) está na faixa de 0 a 5 salários mínimos.

Projetos
Já o gerente de habitação, Iran Menezes fez a exposição da documentação técnica para projetos na caixa e o Código de Práticas, que padroniza as orientações na construção civil.  Rubens Fulber e Iran Menezes responderam diversos questionamentos dos associados sobre as mudanças, financiamentos e perspectivas de futuro.

Pro-Sol
Representantes da Pro-Sol, Energia Solar, fizeram uma apresentação da empresa e os produtos oferecidos. A Pro-Sol faz parte do grupo Soma, da área de tecnologia e inovação e vem implantando sistemas de aquecimento solar de água em diversos estados, inclusive não só em condomínios de alto padrão, mas também em projetos de interesse social, como no programa “Minha Casa, Minha Vida” e também em São Paulo, no programa “Casa Paulista”.

Estatuto do Servidor
Uma vitória do funcionalismo público depois de 28 anos de expectativa. A resolução deste projeto aconteceu em abril deste ano quando foi entregue o projeto de lei referente ao Estatuto do Servidor Público na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). "Foram anos de espera aguardando a resolução do Estatuto do Servidor executada por João Alves. O documento altera a vida funcional do servidor para melhor, apresentando todas as mudanças da previdência, a regulamentação da Lei Orgânica que já se cobrava desde os anos 90 ao tratar do adicional penoso cujo percentual de 10 a 30% em cima do salário base, normatiza a questão do tempo integral e outros itens que atendem os anseios do servidor. Parabenizo a todos que fizeram parte desta ação", disse o presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Aracaju, Nivaldo Fernandes.O estatuto é baseado na lei complementar n° 153 de 8 de junho de 2016 e passou a produzir efeito desde agosto.

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise.” Dante Alighieri, escritor italiano, morreu em 13 de Setembro de 1321 (n. 1265).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários