Vendo meu voto. Quem compra?

0

É claro que tenho que explicar o título deste post. Afinal de contas posso ser preso pela justiça por crime eleitoral.

A compra que estou citando no título da coluna de hoje se refere não a uma compra como as que encontramos a cada dois anos nas eleições (sim… elas acontecem e todo mundo sabe! O problema é que não conseguimos provar). Vou “vender” meu voto para aquele(s) candidato que mostre (lembrando que mostrar é diferente de prometer) que vai fazer alguma coisa em prol do setor tecnológico do estado.

Escutando a propaganda eleitoral gratuita nos últimos dias pude observar que muitos políticos defendem várias categorias profissionais. Só como exemplo, escutei promessas para os taxistas, os administradores e os fisioterapeutas. Mas não escutei nada sobre o que faria com a classe de informática ou como deveria ser a política de TI do Estado. Por qual motivo somos tão desprestigiados?  Acredito que por ser uma entidade pequena não vale a pena “gastar” o precioso tempo conosco. Entretanto, seria importante que essa mesma classe política pudesse dar uma lida neste fantástico texto sobre complexidade nos negócios (tanto públicos quanto privados). De forma a que eles percebam qual rumo a sociedade está tomando e como a área de TI ganhará cada dia mais volume até tornar-se indispensável, assim como já o é a luz elétrica.

Atualmente todos os debates políticos que se prezem falam sobre saúde, educação e segurança pública. O alicerce desses assuntos está cada dia mais rodando sobre a infraestrutura de TI. Mesmo que o tema principal da sociedade não seja a tecnologia (o político não deve estar discutindo sobre se o Java é melhor que .NET), é com o uso intensivo da tecnologia da informação que poderemos melhorar processos e consequentemente prestar melhores serviços. Sendo assim, será que a classe política está preocupada em alavancar a TI do Estado? E se eles estão preocupados, o que eles pretendem fazer?

Semana passada fiz uma pergunta informal e via Twitter (viva a tecnologia!!!) para os dois principais candidatos ao governo de Estado: João Alves e Marcelo Déda (listados em ordem alfabética!), sobre qual seria a política de TI para o Estado caso fosse o vencedor do pleito de 3 de outubro. O candidato João Alves foi o único que respondeu e disse que sabendo que a TI é a mola propulsora da nossa era atual (saindo da era industrial para a era da informação) daria uma atenção especial para a área usando o SergipeTec como alavancador do Estado. Achei a resposta um pouco genérica, mas foi respondida. Já o candidato Marcelo Déda não respondeu o questionamento.

De qualquer forma vou deixar aqui algumas perguntas para os candidatos. Não sei se um dos meus 12 leitores conhece os mesmos, mas se puderem repassem para que as perguntas possam ser, ao menos, lidas e refletidas.

1) Como podemos criar uma base grande, forte e sólida de empresas de TI no Estado para podermos competir com empresas a nível nacional?

2) Qual será a política de fomento para micro e empresas pequenas ganharem corpo e se tornarem empresas grandes?

3) Como poderemos aumentar o número de bolsas de pesquisa e o valor das mesmas para poder atrair mestres e doutores para as empresas do Estado?

4) Como pode ser usado o poder de compra do Estado para fomentar empresas sergipanas?

5) Qual o incentivo que o Estado dará para empresas que queiram desenvolver produtos tecnológicos inovadores?

6) Qual será o papel do SergipeTec na política de TI do Estado?

7) Como o Estado fomentará a atração de novos alunos para os cursos de tecnologia?

Ainda teria várias outras, mas se obtiver duas ou três respostas das perguntas acima acho que já valeu a pena.

O mais engraçado disso é que as melhores respostas irão “comprar” meu voto! Você pode dizer assim: isso é somente uma promessa, poderá não ser cumprida. Concordo plenamente. Porém, se o candidato refletiu sobre as perguntas que coloquei já valeu a pena.

Se você também tem alguma pergunta que queria fazer para os candidatos mande por email/tweet/comentário. Prometo que postarei na próxima semana!

 

Apple é tão boazinha…

A Apple registrou uma patente que está sendo fortemente criticada. Com ela será possível bloquear à distância iPhones que tenham sido roubados ou atacados por hackers. O sistema vai permitir localizar o aparelho (via GPS) e ainda tirar fotos automaticamente, além de gravar vídeos para registro de voz do “assaltante”. Ok. Aqui é onde os usuários devem aplaudir! Entretanto, já tem gente achando que a Apple poderá bloquear aparelhos de usuários que tenham feito o Jailbreak (software que permite baixar aplicativos fora da AppStore). Eu não duvido de nada. E você?

 

Banda laaaarrrrga

Os australianos devem estar rindo à toa. Acaba de ser lançado internet banda larga da 42Mbps. Embora esta velocidade seja apenas teórica, na prática deverá variar entre 20 e 30Mbps, deixa nós (das bandas de cá) desesperados com o Velox de 300 Kbps e pedindo “pelo amor de Deus” que apareça a GVT por aqui para acabar com o monopólio mantido pela Oi. Ahhh, ia esquecendo, é banda larga MÓVEL.

 

Agora sim

Depois de muita discussão sobre pirataria e download ilegal de filmes parece que o Google resolveu dar uma pensada num modelo de negócio que pode ser vencedor. O YouTube está negociando com produtoras de Hollywood a criação de um serviço de locação de filmes. Traduzindo… Quer ver um filme? Conecte na internet (pela TV mesmo), acesse o YouTube, busque o filme e tamtamtam… Depois só faltam os detalhes… A pipoca e forma de pagamento. Será que tem público?

 

Ainda sobre locação de vídeos

Domingo pela manhã, voltando das compras, encontrei com o dono da locadora onde pegava vídeos. Depois das cordialidades ele perguntou: e aí? Está pegando filme onde? Eu disse: Estou meio sem tempo de ver filme… (mentira, agora só faço download ou vejo no cinema). Ele disse: Eu vendi a locadora, agora trabalho com taxi. É um reflexo do mercado! É claro que ainda tem muita gente que vai a locadoras para pegar filmes. Contudo, a tendência é aumentar a comodidade. Porque preciso me deslocar até a locadora se com alguns cliques posso fazer a mesma coisa sem sair do sofá?

 

Tweets da semana

@f1brasil Horner: “Vettel, now push the butto…” / Vettel: “Ok!” / Horner: “Not this BUTTON! Dammit!” #f1aovivo

@fredlinux    Chile é o primeiro país do mundo a garantir em lei a neutralidade no acesso à Internet – http://bit.ly/9IZ8Ir

@cnepomuceno    Frase de camiseta 2.0: “Hay que acompanhar la informacion, per sin perder la sanidade, jamás”. 😉 Vou almoçar….

@ammenendez Pq os candidatos usam carros de som? Será que tem alguém que decida seu voto por causa das irritantes, altas e toscas musiquinhas?

 

Vou ficando por aqui. Não deixe de fazer seu comentário ou mandar um email para andresmenendez@infonet.com.br. Se quiser também pode dar uma tuitada www.twitter.com/ammenendez

Até a próxima semana!

 

Em tempo: O Val Baiano vai participar do Faustão… Nas videocassetadas!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários